Português - Redação

Caríssimo, na organização de um texto, é fundamental a interligação entre os parágrafos. São eles que conduzem nosso processo reflexivo, funcionam como partes de um todo e devem articular-se de forma perfeita para que a informação não se disperse. É fundamental saber que “texto” (=tecido), de origem latina, não é o resultado de uma justaposição de frases sem referência entre si; não se trata de uma soma de orações fechadas ou completas em si mesmas ocupando um espaço no papel. Ao contrário, uma das maiores preocupações de quem escreve é como amarrar a frase seguinte à anterior; quando há uma manifestação verbal constitutiva de um texto, está implícita a idéia de que existem nexos, nós, ligas entre seus componentes que lhe conferem uma mútua dependência de significados. Isso só é possível se houver o domínio da coesão textual. Cada frase enunciada deve ter um vínculo com a anterior para não perder o fio do pensamento; do contrário haverá uma seqüência de frases sem sentido, sucedendo-se umas às outras, sem lógica, sem coerência.

A Parte II de Redação para Concursos tratará das questões relativas à coesão textual , à coerência argumentativa e à forma do texto . Vamos relembrar a estrutura do parágrafo.

O PARÁGRAFO
Além da estrutura global do texto dissertativo-argumentativo, é importante conhecer a estrutura de uma de suas unidades básicas: o parágrafo. Parágrafo é uma unidade de texto organizada em torno de uma idéia-núcleo, que é desenvolvida por idéias secundárias. O parágrafo pode ser formado por uma ou mais frases, sendo seu tamanho variável. No texto dissertativo-argumentativo, os parágrafos devem estar todos relacionados com a tese ou idéia principal do texto, geralmente apresentada na introdução.
Embora existam diferentes formas de organização de parágrafos, os textos dissertativo-argumentativos e alguns gêneros jornalísticos apresentam uma estrutura-padrão. Essa estrutura consiste em três partes: a idéia-núcleo, as idéias secundária (que desenvolvem a idéia-núcleo), a conclusão. Em parágrafos curtos, é raro haver conclusão.
Conheça a estrutura-padrão a seguir, observando sua organização interna.

(idéia-núcleo) A poluição que se verifica principalmente nas capitais do país é um problema relevante, para cuja solução é necessária uma ação conjunta de toda a sociedade.(idéia secundária) O governo, por exemplo, deve rever sua legislação de proteção ao meio ambiente, ou fazer valer as leis em vigor; o empresário pode dar sua contribuição, instalando filtro de controle dos gases e líquidos expelidos, e a população, utilizando menos o transporte individual e aderindo aos programas de rodízio de automóveis e caminhões, como já ocorre em São Paulo. (conclusão) Medidas que venham a excluir qualquer um desses três setores da sociedade tendem a ser inócuas no combate à poluição e apenas onerar as contas públicas.

Observe que todo o parágrafo se organiza em torno do primeiro período, que expõe o ponto de vista do autor sobre como combater a poluição. O segundo período desenvolve e fundamenta a idéia-núcleo, apontando como cada um dos setores desenvolvidos pode contribuir. O último período conclui o parágrafo, reforçando a idéia-núcleo.

Elemento Relacionador
Esse elemento não é obrigatório, mas geralmente está presente a partir do segundo parágrafo; visa a estabelecer um encadeamento lógico entre as idéias e serve de “elo” entre o parágrafo entre si e o tópico que o antecede.

Exemplo de um parágrafo e suas divisões
“Nesse contexto, é um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado perderá o precário controle que ainda exerce sobre as drogas psicotrópicas e nossas instituições de recuperação de viciados não terão estrutura suficiente para atender à demanda. Enfim, viveremos o caos.”
(Alberto Corazza, Isto É, com adaptações)
Elemento relacionador :Nesse contexto.
Tópico frasal:é um grave erro a liberação da maconha.
Desenvolvimento:Provocará de imediato violenta elevação do consumo. O Estado perderá o precário controle que ainda exerce sobre as drogas psicotrópicas e nossas instituições de recuperação de viciados não terão estrutura suficiente para atender à demanda
Conclusão:Enfim, viveremos o caos.

Noely Landarin

(Obra consultada: MOURA,Fernado. Nas Linhas e Entrelinhas, 6ª edição, 2004.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos