Atualidades - 02/09

Folha de SP = Cúpula da Abin é afastada após grampo
O Globo = Grampo no STF faz Lula afastar cúpula da Abin
O Estado de SP = Sob pressão do STF e Senado, Lula afasta cúpula da Abin
Jornal do Brasil = Grampo derruba a cúpula da Abin
Correio Braziliense = Lula afasta chefia dos espiões
Estado de Minas = Políticos começam a demitir parentes
Valor Econômico = Gafisa compra Tenda e tira construtora da crise
Gazeta Mercantil = Torneira do pré-sal é aberta hoje com testes de Jubarte
Zero Hora (P.Alegre) = Pressão do STF faz Lula afastar direção da Abin
A Tarde (Salvador) = Cúpula da Abin cai por causa de grampo
O Povo (Fortaleza) = Lula afasta diretoria da Abin
Jornal da Tarde (SP) = Motorista alcoolizado perde o direito ao seguro de vida
Diário Catarinense (Florianópolis) = Lula afasta cúpula da Abin após escândalo do grampo no STF
Jornal de Brasília = Lula intervém na Abin após grampo
Gazeta do Povo (Curitiba) = Para investigar grampos, Lula afasta toda a cúpula da Abin
Diário de S. Paulo = Quadrilha deu golpe de R$ 63 milhões na compra de medicamentos do SUS
Jornal do Commercio (Recife) = Lula afasta a cúpula da Abin

O Globo

Grampo no STF faz Lula afastar cúpula da Abin
Num dia tenso e mercado por reuniões de emergências em Brasília, o presidente Lula afastou temporariamente o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, seu vice, José Milton Campana, e o diretor de Contra-Espionagem, Paulo Maurício. A Polícia Federal abriu inquérito para apurar a denúncia de que a Abin grampeou os telefones do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Em reunião com Lula, Gilmar exigiu punição para os autores da escuta. Os senadores Demóstenes Torres e Tião Viana, que também teriam sido grampeados, e o presidente do Senado, Garibaldi Alves, cobraram respostas do Planalto. O afastamento da cúpula da Abin foi decidido na reunião de coordenação política. Serão investigados um sistema de escuta do Senado e o suposto envolvimento do banqueiro Daniel Dantas (págs. 1, 3,4 e 7)

Motorista que beber pode ficar sem seguro
O motorista que dirigir embriagado e se envolver em acidente pode perder o direito ao seguro de vida. Decisão da Terceira Turma do Superior Tribunal da Justiça entendeu que a embriaguez pode ser um agravante que libera a seguradora de fazer o pagamento. A decisão foi tomada no processo de uma viúva que reivindicava o seguro. (págs. 1 e 5)

Serra quer construir nova Rio-São Paulo
O governador de São Paulo, Jose Serra, já acertou com o governo do Rio a proposta de construir uma nova rodovia ligando os dois estados, como alternativa a Via Dutra, que estaria saturada. A futura estrada, que teria cerca de 135 quilômetros de lado fluminense e 135 quilômetros de lado paulista, custaria cerca de R$ 3,1 bilhões. Ela começaria na Rodoviária Ayrton Senna, em São Paulo, e continuaria com uma traçado paralelo, a cerca de 10 quilômetros à direita da Via Dutra. (págs. 1 e 11)

Proposta para favelas é o que não falta
Investir em habitação e combater o crescimento irregular das favelas são algumas das propostas dos candidatos a prefeito para impedir que comunidades pobres acabem dando lucro a quem as explora irregularmente. (págs. 1 e 9)


Alckmin diz que, em 2010, unirá o PSDB
Candidato duas vezes com o PSDB dividido – em 2006, a presidente, e agora a prefeito de São Paulo -, Geraldo Alckmin diz que unirá seu partido em 2010. E que o nome mais forte hoje é o de José Serra. (págs 1 e 8)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo

Cúpula da Abin é afastada após grampo
O presidente Lula decidiu afastar temporariamente o diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Paulo Lacerda, e subordinados diretos pelo escândalo dos grampos telefônicos. A medida foi em resposta a cobranças de providências feitas pelos presidentes do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, e do Congresso, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN). Em nota, Lula disse que a decisão foi para "assegurar a transparência do inquérito", que investiga a autoria do grampo ilegal de conversa entre Mendes e o senador Demóstenes Torres (DEM). Também na nota, Lula referendou a ordem para que a PF entre nas investigações e manifestou a expectativa de que o Congresso aprove projeto de lei regulando e limitando as escutas telefônicas. De manhã, Lula não aceitou o pedido de demissão de Lacerda. Depois, cedeu a Mendes e Garibaldi, que cobravam resposta mais dura que uma investigação da PF e uma sindicância da Abin. Em encontros com os dois, o presidente afirmou que Lacerda fizera bom trabalho na direção da PF e que não o demitiria. Em reunião com seus auxiliares, optou por apenas afastá-lo. (págs. 1 e Brasil)

Orçamento da União não prevê verba para o metrô
A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) encaminhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Congresso não prevê investimentos da União no metrô de São Paulo, diferentemente do que anuncia a candidata Marta Suplicy. A campanha da petista diz que a exclusão da cidade "é uma falsa questão", pois a proposta ainda não foi aprovada. (págs. 1 e A9)

Jânio de Freitas: Este mundo é sem olhos e com ouvidos demais
A insegurança da intimidade é total no Brasil. Ninguém, em nenhuma instância do governo ou do Judiciário – o que inclui a polícia, a Abin e os serviços secretos das Forças Armadas – sabe quem foi e quem está sendo gravado. Com contrapartida de não saber quem foi gravado, há a ignorância sobre quem grava. É um mundo sem olhos e com ouvidos demais. (págs. 1 e A7)

Governo estuda criar agência para o setor nuclear
O governo cogita criar agência fiscalizadora para o programa nuclear brasileiro separada da Cnen (Comissão Nacional de Energia Nuclear), informa Marcelo Leite. A proposta responde a uma demanda internacional – o país é acusado de não dar independência a seu órgão fiscalizador, envolvido também na execução do programa. (págs. 1 e B1)

Com US$ 17,5 bi, importação do país em agosto atinge recorde
Influenciadas pela entrada de bens de consumo, preços do petróleo e dólar favorável, as importações brasileiras avançaram em agosto e atingiram volume recorde para o mês de US$ 17,48 bilhões – no ano, elas somam US$ 113,94 bilhões. No mês passado, as exportações chegaram a US$ 19,75 bilhões, produzindo um superávit da balança comercial de US$ 2,27 bilhões. (págs. 1 e B8)

STJ nega seguro de vida a viúva de motorista bêbado
O Supremo Tribunal de Justiça decidiu que a viúva de um motorista que dirigia embriagado quando morreu, em 1999, não tem direito ao seguro de vida. Os ministros da 3º Turma do STJ entenderam que a beneficiária não poderá receber a indenização prevista de R$25 mil. Para eles, a embriaguez da vítima é agravante no risco do seguro. (págs. 1 e C3)

Editoriais
Leia "Grampo no poder", que exige ação contra gravações ilegais e "Estratégia de defesa", sobre o plano militar. (págs. 1 e A2)

------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo

Sob pressão do STF e Senado, Lula afasta cúpula da Abin
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou toda cúpula da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), incluindo o diretor-geral, Paulo Lacerda. A decisão foi tomada para esvaziar a crise aberta pela revelação de que os telefones do presidente do STF, Gilmar Mendes, tinham sido objeto de escuta ilegal.

A Abin, segundo a revista Veja, gravou pelo menos uma conversa entre Mendes e o senador Demóstenes Torres – o que levou o STF e o Congresso a cobrarem providências do Planalto. Lula não acredita no envolvimento de Lacerda com espionagem, mas avaliou que só a saída do comando da Abin reduziria as pressões.

O presidente ficou irritado com as notícias de que a agência tinha grampeado autoridades como a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Queixou-se também que as escutas clandestinas se tornaram tão comuns que até seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, foi grampeado pela PF. (págs. 1 e A4 a A7)

Conflito entre agência e PF
...Um poder demasiado sobre investigações sigilosas colocou o diretor afastado da Abin, Paulo Lacerda, em rota de colisão com a direção da Polícia Federal. O conflito se agravou quando Lacerda, com ascendência sobre um grupo de delegados federais, liderou ações da Operação Satiagraha. (págs. 1 e A5)

Notas e Informações - A Abin desgovernada
É hora de o Planalto ordenar uma revisão profunda na Abin, para inibir as práticas policialescas que se beneficiam da omissão - no mínimo – dos escalões responsáveis. (págs. 1 e A3)

Preço da cesta básica cai em 15 capitais
O preço da cesta básica caiu em 15 das 16 capitais pesquisadas pelo Dieese em agosto, após aumentos consecutivos desde de o final de 2007. É a primeira vez que o total de cidades com preços em queda supera o de capitais com alta, segundo a entidade. A tendência é que o recuo se mantenha nos próximos meses. Apesar disso e da elevação dos juros, porém, o mercado segue prevendo inflação acima do centro da meta. (págs. 1, B1 e B3)

Justiça decide que motorista bêbado perde seguro de vida
Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça pode custar a cobertura do seguro de vida a motoristas embriagados. No caso julgado, o contrato previa a suspensão do seguro, mas o entendimento pode servir como referência futura. O tema deve ir à Corte especial do STJ. (págs. 1 e C1)

Presa gangue que fraudava compras de remédios em SP
A polícia de São Paulo prendeu quadrilha que forçava o governo estadual a pagar remédios de alto custo não incluídos na lista de distribuição gratuita. Integrado por três funcionários de laboratórios internacionais, o grupo é acusado de bancar advogados que processavam o Estado em nome de doentes com psoríase. O governo estima ter gasto R$ 63 milhões com esses pacientes. (págs. 1 e A16)

Artigo - Avanço do crédito
Ilan Goldfajn: A ampliação do crédito no Brasil recomenda medidas prudenciais. (págs. 1 e A2)

------------------------------------------------------------------------------------

Jornal do Brasil

Grampo derruba a cúpula da Abin
A denúncia do grampo telefônico envolvendo o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e parlamentares derrubou toda a diretoria da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Nem o diretor-geral, Paulo Lacerda, foi poupado. A decisão chegou ao fim de um dia tenso, iniciado com um ultimato do STF para que o Palácio do Planalto tomasse providências. Além do afastamento, o presidente Lula determinou uma investigação completa para descobrir quem participou da escuta clandestina. O chefe do Gabinete de Segurança Institucional , general Jorge Félix, foi convocado para depor, hoje, na CPI dos grampos (págs. 1 e A10)

Lula abre pré-sal com megaevento
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva abre hoje a produção do pré-sal na área do campo de Jubarte, em Vitória. Deve repetir gesto feito em 2006, quando comemorou a auto-suficiência de petróleo. (págs. 1 e A17)

Nepotismo na Casa da Moeda
Uma investigação do Ministério Público Federal descobriu que a mulher de um dos diretores da Casa da Moeda é chefe de gabinete do presidente da estatal. O estatuto interno já proibia o nepotismo, mesmo cruzado, antes do STF decidir a questão. (págs. 1 e A16)

OAB intima Marlan Jr.
O advogado Marlan de Moraes Marinho Júnior será intimado hoje pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Marlan Jr. terá de prestar esclarecimentos sobre casos de tráfico de influência que opera no Tribunal de Justiça do Estado do Rio. (págs. 1 e A11)

Serviços em parques do Rio são licitados
Por decisão da União, todos os serviços prestados nos parques nacionais deverão passar por uma licitação para substituir as atuais concessões precárias. O projeto inclui os quatro parques do Rio, um dos quais a Floresta da Tijuca. Entre os serviços atingidos está o do trenzinho do Corcovado. O objetivo é arrecadar mais e melhorar a sustentabilidade das unidades em dois anos. (págs. 1 e A13)

Candidatos têm promessas iguais
Os candidatos são diferentes, mas as promessas semelhantes. Um cruzamento das idéias dos oito principais postulantes à Prefeitura do Rio mostra que pensam de modo igual em transporte, educação, saúde, favelização e segurança. Programa Saúde da Família, integração da Guarda Municipal com a PM, bilhete integrado, câmeras espalhadas pela cidade e contenção de favelas estão entre os pontos que os unem. (págs. 1, A2 e A3)


------------------------------------------------------------------------------------

Correio Braziliense

Lula afasta chefia dos espiões
Por conta do grampo sobre o presidente do STF, toda a cúpula da Abin deixará os cargos até que termine o inquérito policial. (págs. 1, 2 a 4, 20 e Visão do Correio)

Com reajuste na mão, servidores criticam governo
Mesmo depois de conseguirem aumento de salário que chega a 190%, servidores públicos federais reclamam da medida provisória encaminhada ao Congresso. (págs. 1 e 16)

Retire a senha e espere muito
Blitz do Procon realizada em cinco agências bancárias mostrou que a Lei da Fila no DF é largamente desrespeitada. Maria Angelina, aposentada de 81 anos, esperou 1h15 para ser atendida. O problema também ocorre em repartições como o Detran. Michel Resende esquentou o banco por 1h45 até resolver a pendência. Mas há quem recorra à Justiça. Alexandre Reis ganhou uma indenização de R$ 1.350 após duas tentativas fracassadas de descontar um cheque. (págs. 1 e 11)

------------------------------------------------------------------------------------

Valor Econômico

Gafisa compra Tenda e tira construtora da crise
Numa operação relâmpago e inusitada, desenhada e fechada no fim de semana, o Grupo Gafisa assumiu ontem o controle da Construtora Tenda e debelou uma crise que ameaçava uma das principais empresas especializadas na edificação de imóveis populares do país. Para a Gafisa, o negócio representou uma oportunidade, porque não houve desembolso financeiro.

A operação envolve pouco dinheiro vivo e uma sofisticada engenharia societária. Foi chamada de "aquisição originária". A Tenda vai incorporar a companhia da Gafisa dedicada à baixa renda, chamada Fit. Novas ações emitidas pela Tenda, num total de 240,4 milhões de papéis, serão entregues à Gafisa, que assumirá 60% da companhia ao fim do processo. Ou seja, se tornará a sócia majoritária e controladora da nova empresa - soma de Tenda e Fit. Os atuais donos da Tenda, que têm 51% da empresa, ficarão com 20,3% após o negócio. Os minoritários dispersos na bolsa, que hoje detêm 49% das ações, terão 19,7%.

O único desembolso da Gafisa foi a transferência de R$ 300 milhões para o caixa da Fit. Com isso, sua companhia de baixa renda pôde ficar maior antes de ser incorporada, somando um total de R$ 420 milhões em ativos. Assim, garantiu-se o controle da Tenda à Gafisa.

O controlador da Tenda, Henrique Alvez Pinto, que queria fazer da empresa o "Habib's da construção", decidiu vendê-la depois de duas semanas trágicas para a companhia. Em pouco mais de 15 dias, o valor das ações caiu 40%.

Até a divulgação do balanço do segundo trimestre, a companhia era uma das mais badaladas do setor, merecendo cobertura de analistas de grandes bancos internacionais. As ações rondavam a casa dos R$ 11,00 e muitos afirmavam que valiam R$ 20,00. Mas depois que a empresa divulgou que não cumpriria algumas de suas metas e que enfrentava dificuldades para obter crédito, a maré mudou, culminando com a entrega de um negócio de 33 anos de mercado à concorrência em dois dias. (págs. 1, D6 e D2)

Grampo no STF favorece defesa de Dantas
A divulgação de que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, foi grampeado deve aumentar a animosidade entre a Corte e a Polícia Federal e, indiretamente, favorecer o banqueiro Daniel Dantas. Desde que a Operação Satiagraha foi deflagrada, há dois meses, o STF se uniu para garantir amplo direito de defesa aos acusados, evitar pré-julgamentos e restringir o uso de algemas. Com a comprovação de que os grampos chegaram ao STF, aumentou a preocupação dos ministros da Suprema Corte com o que chamam de "Estado policialesco". O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou ontem toda a cúpula da Abin. (págs. 1, A5 e A7)

União negocia aval para empréstimos externos à Bahia e Alagoas. (págs. 1 e A2)

Importação recorde
A balança comercial registrou no mês passado importações recordes de US$ 17,478 bilhões. No ano, o superávit acumulado alcançou US$ 16,907 bilhões, uma redução de 38,4% em relação ao obtido no mesmo período de 2007. (págs. 1 e A3)

Contração mundial já reduz exportações
A crise das hipotecas nos Estados Unidos e a conseqüente desaceleração da economia dos países desenvolvidos já se refletem na balança comercial brasileira. As exportações para os EUA, em volumes, recuaram 12% nos 12 meses até junho, queda mais acentuada que os 7% em 2007, conforme dados da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) elaborados a pedido do Valor.

Para a União Européia, a quantidade exportada ainda cresceu - 3% em 12 meses até junho -, mas o ritmo é bem inferior aos 14% de 2007. No primeiro semestre em relação a igual período do ano passado, a quantidade exportada para a UE já recuou 4,5%. Fernando Ribeiro, da Funcex, ressalta que os dados de volume permitem excluir o efeito dos preços das commodities, que inflam as exportações. Com a alta de insumos como o aço, as empresas conseguem reajustes de preços. Em valores, as exportações brasileiras até agosto cresceram 14% para os EUA e 26% para a Europa em relação ao mesmo período do ano passado.

Em outro segmento do comércio com o exterior, a indústria brasileira de bens de capital espera comemorar este mês a edição de decreto presidencial que regulamentará a volta da operação conhecida como "drawback nacional", mecanismo pelo qual os projetos de investimento que adquiram 60% das máquinas e equipamentos no Brasil podem importar os outros 40% com isenção de impostos federais. O benefício está suspenso desde o segundo trimestre de 2005 e seu retorno virá com a regulamentação da Lei nº 11.732, de 30/6/08, que, entre outras medidas, restabelece também o chamado "drawback verde-amarelo". (págs. 1, A3 e A4)

Idéias
Delfim Netto: desafios do pré-sal em relação à política monetária. (págs. 1 e A2)

Idéias
João A. De Negri e João C. Ferraz: a influência do BNDES na melhora do desempenho das empresas. (págs. 1 e A10)

------------------------------------------------------------------------------------

Gazeta Mercantil

Torneira do pré-sal é aberta hoje com testes de Jubarte
Em meio às discussões sobre o rumo dado ao petróleo brasileiro descoberto na camada pré-sal, a Petrobras abre hoje, oficialmente, a torneira da nova fronteira petrolífera. A bordo da plataforma P-34, o presidente Lula e o principal executivo da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, anunciam nesta manhã a extração, ainda em fase de teste, dos primeiros volumes de óleo do pré-sal, retirados do campo de Jubarte, na bacia de Campos, no Espírito Santo. Embora o evento marque, segundo o diretor da estatal Guilherme Estrella uma nova era na história da indústria do petróleo no Brasil e no exterior, a atividade exploratória na região ainda é permeada por incertezas. Ontem, Estrella afirmou que a Petrobras ainda não tem informações precisas de que os blocos do pré-sal, que se estendem do Espírito Santo a Santa Catarina, estejam interligados. "Para saber se tem unitização temos de perfurar mais, e temos dois anos e meio para fazer isso", afirmou. Segundo ele, a Petrobras precisa primeiro começar os testes em Tupi, na bacia de Santos, para que se verifique se a faixa de petróleo realmente tem continuidade. O diretor não teme enfraquecimento da Petrobras se o governo criar uma nova estatal para gerenciar o pré-sal ."É do maior interesse do governo ter a Petrobras forte", disse.

As descobertas, porém, não contribuem para o desempenho das ações da empresa. Em novembro de 2007, quando foi anunciado Tupi, a ação preferencial da petrolífera chegou a R$ 39,85. Dez meses depois, valem R$ 34,21 — retração de 14,15% no período. (págs. 1, C4 e B1)

Lula afasta Lacerda da Abin
Pressionado pelo STF e pelo Congresso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou ontem à noite o diretor-geral da Abin, Paulo Lacerda, e toda a diretoria do órgão. (págs. 1 e A7)

Cobrança de impostos
Governo federal aperta o cerco a pequenas empresas com dívidas tributárias. (págs. 1 e A8)

Analistas projetam IPCA de 6,32% para 2008
Os analistas consultados pelo Banco Central (BC) projetam novo corte na inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O mercado estima que o indicador fechará 2008 em 6,32%, de acordo com o relatório do BC. Na semana passada, a previsão era de 6,34%. Para o ano de 2009, as previsões se mantêm em 5%, sem alteração há sete semanas.

Os indicadores inflacionários, como o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), confirmam esta tendência de desaceleração. O IPC-S, apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), fechou agosto com alta de 0,14% e ficou 0,10 ponto percentual abaixo do índice da semana anterior. (págs. 1 e A6)

Tecnologia brasileira de ponta
Com mais de 2% de investimentos do PIB em tecnologia da informação, o Brasil é o líder dos Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) no setor. É o que mostra uma pesquisa da consultoria IDC. (págs. 1 e INVESTNEWS.COM.BR)

------------------------------------------------------------------------------------

Estado de Minas

Políticos começam a demitir parentes
Câmara Municipal de BH e Tribunal de Contas do Estado publicam hoje as últimas exonerações. Assembléia Legislativa também promove dispensas, mas por inciativa isolada de deputados. Na casa, ainda há dezenas de familiares lotados nos gabinetes. (pág. 1)

Festa no Mar
O governo montou o palanque para faturar politicamente. O presidente Lula participa hoje de ato em que a Petrobras dá largada para extrair, no Campo de Jubarte (ES), a primeira amostra de petróleo da camada pré-sal. As reservas, situadas numa área de 800 quilômetros que vai do Espírito Santo a Santa Catarina, na qual o óleo está localizado entre 5 e 7 km de profundidade, podem transformar o Brasil numa potência econômica.(pág.1)

Atrás do ouro negro
Entenda como será a megaoperação da Petrobras para extrair petróleo da camada pré-sal. (pág.1)

Grampo derruba cúpula da Abin
Afastamento temporário, determinado pelo presidente Lula, foi resposta as denúncias de que a Agência Brasileira de Inteligência pôs escutas clandestinas no gabinete do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. (pág.1)

Bebeu, bateu...Adeus, seguro
Decisão do Superior Tribunal de Justiça(STJ), que vai influenciar outros julgamentos sobre o tema, sujeita o motorista que dirigir embriagado a perder o direito ao seguro de vida, devido ao agravante do risco. (pág.1)

Disputa acirrada em Betim
Pesquisa do Instituto Em Data mosta empate técnico entre o deputado estadual Rômulo Veneroso(PV), com 39% das intenções de voto, e a deputada federal Maria do Carmo Lara (PT), preferida por 36%, na disputa pel Prefeitura da cidade da grande BH. Partidos que apóiam o candidato Veneroso são suspeitos de distribuir panfletos apócritos, com ataques à adversária petista. (pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------

Jornal do Commercio

Lula afasta a cúpula da Abin
Diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Paulo Lacerda, e assessores diretos saem de cena para garantir lisura na apuração de autoria da escuta ilegal de conversa do presidente do Supremo. (pág. 1)

Motorista flagrado bêbado pode perder o seguro de vida (pág. 1)

Cesta básica cai 10,77% no Recife (pág. 1)

Estado recomeça saúde do zero

Governador promete choque de gestão nos próximos dois anos. Negociação com médicos não avançou ontem. (pág. 1)





Edição de Hoje do Jornal O Globo Grampo no STF faz Lula afastar cúpula da Abin = Lula afasta temporariamente a cúpula da Abin por causa de grampo no STFGeneral Jorge Félix chegou a botar cargo à disposição. Presidente também determina que Ministério Público e Polícia Federal investiguem responsáveis - Num dia tenso e mercado por reuniões de emergências em Brasília, o presidente Lula afastou temporariamente o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, seu vice, José Milton Campana, e o diretor de Contra-Espionagem, Paulo Maurício.
A Polícia Federal abriu inquérito para apurar a denúncia de que a Abin grampeou os telefones do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Em reunião com Lula, Gilmar exigiu punição para os autores da escuta. Os senadores Demóstenes Torres e Tião Viana, que também teriam sido grampeados, e o presidente do Senado, Garibaldi Alves, cobraram respostas do Planalto. O afastamento da cúpula da Abin foi decidido na reunião de coordenação política. Serão investigados um sistema de escuta do Senado e o suposto envolvimento do banqueiro Daniel Dantas. (O Globo)



http://www.estadao.com.br/fotos/estado_grande(83).jpg
Sob pressão do STF e Senado, Lula afasta cúpula da Abin = O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou toda cúpula da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), incluindo o diretor-geral, Paulo Lacerda. A decisão foi tomada para esvaziar a crise aberta pela revelação de que os telefones do presidente do STF, Gilmar Mendes, tinham sido objeto de escuta ilegal. A Abin, segundo a revista Veja, gravou pelo menos uma conversa entre Mendes e o senador Demóstenes Torres – o que levou o STF e o Congresso a cobrarem providências do Planalto. Lula não acredita no envolvimento de Lacerda com espionagem, mas avaliou que só a saída do comando da Abin reduziria as pressões.
O presidente ficou irritado com as notícias de que a agência tinha grampeado autoridades como a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Queixou-se também que as escutas clandestinas se tornaram tão comuns que até seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, foi grampeado pela PF. (O Estado de SP)



Assinantes do UOL e da Folha de S.Paulo podem ler aqui a íntegra das notícias da edição impressa desta terça-feira (2) Cúpula da Abin é afastada após grampo = O presidente Lula decidiu afastar temporariamente o diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Paulo Lacerda, e subordinados diretos pelo escândalo dos grampos telefônicos. A medida foi em resposta a cobranças de providências feitas pelos presidentes do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, e do Congresso, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN).
Em nota, Lula disse que a decisão foi para "assegurar a transparência do inquérito", que investiga a autoria do grampo ilegal de conversa entre Mendes e o senador Demóstenes Torres (DEM). Também na nota, Lula referendou a ordem para que a PF entre nas investigações e manifestou a expectativa de que o Congresso aprove projeto de lei regulando e limitando as escutas telefônicas. De manhã, Lula não aceitou o pedido de demissão de Lacerda. Depois, cedeu a Mendes e Garibaldi, que cobravam resposta mais dura que uma investigação da PF e uma sindicância da Abin. Em encontros com os dois, o presidente afirmou que Lacerda fizera bom trabalho na direção da PF e que não o demitiria. Em reunião com seus auxiliares, optou por apenas afastá-lo. (Folha de SP)



Lula afasta a cúpula da Abin - Diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Paulo Lacerda, e assessores diretos saem de cena para garantir lisura na apuração de autoria da escuta ilegal de conversa do presidente do Supremo. (Jornal do Commercio/PE)


http://jbonline.terra.com.br/images/capas/1pag.jpg Grampo derruba a cúpula da Abin = A denúncia do grampo telefônico envolvendo o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e parlamentares derrubou toda a diretoria da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Nem o diretor-geral, Paulo Lacerda, foi poupado. A decisão chegou ao fim de um dia tenso, iniciado com um ultimato do STF para que o Palácio do Planalto tomasse providências. Além do afastamento, o presidente Lula determinou uma investigação completa para descobrir quem participou da escuta clandestina.
O chefe do Gabinete de Segurança Institucional , general Jorge Félix, foi convocado para depor, hoje, na CPI dos grampos. (Jornal do Brasil)



Lula afasta chefia dos espiões = Por conta do grampo sobre o presidente do STF, toda a cúpula da Abin deixará os cargos até que termine o inquérito policial. (Correio Braziliense) [http://www.correiobraziliense.com.br/arquivos//12203251991529591084.jpg]


Capa do dia 02/09/2008 Políticos começam a demitir parentes = Câmara Municipal de BH e Tribunal de Contas do Estado publicam hoje as últimas exonerações. Assembléia Legislativa também promove dispensas, mas por inciativa isolada de deputados. Na casa, ainda há dezenas de familiares lotados nos gabinetes. (Estado de Minas/MG)


Ministro-chefe do Gabinete da Segurança Institucional vê envolvimento de Dantas em grampo ilegal: Em reuniões, general Jorge Armando Felix disse que agentes da Abin teriam sido contratados pelo banqueiro; Advogado de Dantas, Nélio Machado afirmou que o ministro-chefe do GSI tinha que "esperar a conclusão das investigações" do caso = O ministro-chefe do GSI (Gabinete da Segurança Institucional), general Jorge Armando Felix, disse em reuniões ontem no Planalto que a hipótese principal para a escuta ilegal do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, era a seguinte: um ou mais agentes da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) teriam sido contratados pelo banqueiro Daniel Dantas para fazer e divulgar o grampo. Ao longo do dia de ontem, Felix também colocou o seu cargo à disposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não aceitou. A Abin é subordinada à pasta de Felix. Lacerda também colocou o cargo à disposição. Lula não aceitou, mas afastou temporariamente o diretor-geral da Abin de suas funções enquanto durar a investigação da PF sobre o grampo. Em reunião à tarde no Planalto, Lula recebeu o presidente do Congresso, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN). Nessa reunião, Lula assentiu com a cabeça quando o general expôs sua principal hipótese aos presentes. Também participaram desse encontro os ministros José Múcio (Relações Institucionais), Tarso Genro (Justiça) e o vice-presidente José Alencar. Entre os congressistas, estavam Garibaldi e os senadores Tião Viana (PT-AC) e Demóstenes Torres (DEM-GO). Grampeado na conversa com Mendes, o senador Demóstenes disse que Dantas foi citado pelo prenome na reunião. "Ele [general Felix] disse: "o Daniel pode estar por trás disso [grampo]'", afirmou o senador. (Folha de SP)

General Félix pôs cargo à disposição: Chefe do Gabinete de Segurança Institucional defendeu a Abin = Nos momentos mais tensos da reunião da coordenação de governo, ontem no Planalto, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Jorge Félix, chegou a pôr o cargo à disposição. O general fez uma forte defesa da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), afirmando estar convencido de que a instituição não participou da ação que resultou no grampo de conversa telefônica do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Diferentemente do general, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, ex-presidente do Supremo, disse que havia uma forte evidência da participação de setores da Abin, diante do histórico do caso, e defendeu que, por isso mesmo, era preciso dar uma resposta imediata. Depois que vários ministros cobraram providências do governo, Félix disse ao presidente Lula que ficasse à vontade para afastá-lo do cargo. O gesto do general surpreendeu os ministros presentes, mas Lula não o levou em consideração, insistindo, porém, que era preciso afastar o comando da Abin, para facilitar a investigação. O presidente chegou à reunião de coordenação política, no fim da tarde, já decidido a afastar a direção da Abin. Numa intervenção enfática, afirmou que estava caracterizada a violação do sigilo telefônico da maior autoridade do Judiciário, e que a melhor solução para facilitar a investigação seria afastar o comando da Abin. (...)

Além de Paulo Lacerda e seu vice, José Milton Campana, outros cinco diretores setoriais compõem a cúpula da Abin. São remanescentes da equipe do ex-diretor da agência Márcio Buzzaneli. Lacerda, que também foi diretor-geral da Polícia Federal, levou cinco delegados da PF para a Abin. Quatro ocupam cargos de assessores. Só a delegada Maria do Socorro está à frente de uma chefia: a corregedoria da instituição. Lacerda e equipe foram surpreendidos com o afastamento. O entendimento interno era que a equipe deveria permanecer para levar as investigações internas às últimas conseqüências. Ele acha questão de honra esclarecer os detalhes da denúncia. O delegado e seus auxiliares dizem que as conversas de Gilmar não foram gravadas por agentes da Abin. Para eles, os supostos grampos partiram de interessados em prejudicar Lacerda e a Operação Satiagraha, investigação da PF sobre o grupo do banqueiro Daniel Dantas. Servidores da Abin participaram da Satiagraha a pedido do delegado Protógenes Queiroz. (O Globo)



STF avalia grampo como fato "mais grave" entre instituições: Em nota após reunião, ministros dizem que vão aguardar providências do Planalto; ministros comentaram que, juridicamente, o Supremo não pode tomar atitude formal, pois agentes da Abin não têm foro privilegiado = Em reunião a portas fechadas ontem, no gabinete do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, os ministros do tribunal avaliaram que a comprovação de um grampo telefônico envolvendo um membro da corte e um senador da República é o fato "mais grave" das relações institucionais desde a promulgação da Constituição da República de 1988. Após o encontro de cerca de uma hora entre os ministros, coube ao secretário de Comunicação do STF, Renato Parente, fazer um curto comunicado: "O Supremo Tribunal Federal, reunido em conselho, foi informado por seu ministro-presidente do teor do encontro ocorrido nesta data com o excelentíssimo senhor presidente da República e decidiu aguardar as providências exigidas pela gravidade dos fatos". Nos bastidores, ministros disseram à Folha que seria "desgastante" para a imagem do STF cobrar uma posição do governo que poderia não ser tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também comentaram que, juridicamente, o Supremo não poderia tomar qualquer atitude formal, já que não existe foro privilegiado para integrantes da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), que devem ser processados na primeira instância do Judiciário. (Folha de SP)



Grampo no STF favorece defesa de Dantas = A divulgação de que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, foi grampeado deve aumentar a animosidade entre a Corte e a Polícia Federal e, indiretamente, favorecer o banqueiro Daniel Dantas. Desde que a Operação Satiagraha foi deflagrada, há dois meses, o STF se uniu para garantir amplo direito de defesa aos acusados, evitar pré-julgamentos e restringir o uso de algemas. Com a comprovação de que os grampos chegaram ao STF, aumentou a preocupação dos ministros da Suprema Corte com o que chamam de "Estado policialesco". O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou ontem toda a cúpula da Abin. (Valor Econômico)



Governo estuda criar agência nuclear: Respondendo a pressão internacional, nova versão do programa nuclear brasileiro prevê órgão fiscalizador independente; governo quer ainda atingir em 2014 auto-suficiência em combustível nuclear; comitê de 11 ministros se reúne em outubro = Um comitê de 11 ministros se reunirá em meados de outubro para decidir a nova feição do programa nuclear brasileiro. A trajetória do salto projetado com a construção de Angra 3 já foi apresentada a Lula: criar uma agência fiscalizadora separada da CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear) e atingir auto-suficiência em combustível nuclear até 2014. A proposta de criação da agência do Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro, coordenado pela Casa Civil, responde a uma demanda internacional. Acusa-se o Brasil de não dar independência a seu órgão fiscalizador (CNEN; em geral, pronuncia-se "quiném"), pois este se envolve também na execução do programa. Por exemplo, na operação de reatores de pesquisa. O assunto é sensível porque a mesma tecnologia usada no enriquecimento do urânio para usinas termelétricas nucleares e o rejeito nelas produzido podem em princípio alimentar um projeto militar. (Folha de SP)



Embriaguez pode anular direito a seguro de vida: STJ isenta seguradora de pagar benefício a viúva porque o marido dela dirigia bêbado quando sofreu acidente = A família do motorista que dirigir embriagado e se envolver em acidente pode perder o direito de receber seguro de vida. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que a embriaguez pode ser considerada um agravante que eximiria a seguradora do pagamento. A decisão foi tomada pela terceira turma do Superior Tribunal de Justiça. Foi rejeitado o recurso de Maria Dilza Porto, viúva do motorista, que reivindicava o recebimento da indenização. O STJ referendou decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que já havia isentado a seguradora do pagamento. O relator do caso no STJ, ministro Ari Pargendler, modificou decisão anterior. No ano passado, ele havia seguido a jurisprudência da turma que considerava que a constatação de embriaguez não era suficiente para anular a cláusula que previa pagamento de seguro de vida. (O Globo)

Bebeu, bateu...Adeus, seguro = Decisão do Superior Tribunal de Justiça(STJ), que vai influenciar outros julgamentos sobre o tema, sujeita o motorista que dirigir embriagado a perder o direito ao seguro de vida, devido ao agravante do risco. (Estado de Minas/MG)

STJ nega seguro de vida a viúva de motorista bêbado = O Supremo Tribunal de Justiça decidiu que a viúva de um motorista que dirigia embriagado quando morreu, em 1999, não tem direito ao seguro de vida. Os ministros da 3º Turma do STJ entenderam que a beneficiária não poderá receber a indenização prevista de R$25 mil. Para eles, a embriaguez da vítima é agravante no risco do seguro. (Folha de SP)

Justiça decide que motorista bêbado perde seguro de vida = Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça pode custar a cobertura do seguro de vida a motoristas embriagados. No caso julgado, o contrato previa a suspensão do seguro, mas o entendimento pode servir como referência futura. O tema deve ir à Corte especial do STJ. (O Estado de SP)



OAB intima Marlan Jr. = O advogado Marlan de Moraes Marinho Júnior será intimado hoje pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Marlan Jr. terá de prestar esclarecimentos sobre casos de tráfico de influência que opera no Tribunal de Justiça do Estado do Rio. (Jornal do Brasil)



Serviços em parques do Rio são licitados = Por decisão da União, todos os serviços prestados nos parques nacionais deverão passar por uma licitação para substituir as atuais concessões precárias. O projeto inclui os quatro parques do Rio, um dos quais a Floresta da Tijuca. Entre os serviços atingidos está o do trenzinho do Corcovado. O objetivo é arrecadar mais e melhorar a sustentabilidade das unidades em dois anos. (Jornal do Brasil)



Com o TCE e a sociedade nos calcanhares: Em Maringá, fiscalização da Câmara Municipal é reforçada por ação de ONG e fecha as portas para fraude = Antes que pudessem se encher de orgulho e proclamar que, nesta legislatura, aprovaram a sugestiva marca de 1.492 projetos, os vereadores de Maringá, no Paraná, foram obrigados a rever suas contas. Um balanço extra-oficial da produção legislativa da Câmara Municipal da cidade comprovou que, da volumosa quantidade, apenas 73 projetos eram realmente considerados de mérito ou relevantes. Excluindo nomes de rua, homenagens e autorizações ao prefeito, cada vereador foi responsável, em média,por pouco mais de um projeto relevante por ano. Essa baixa produtividade não saiu de prestações de contas ou relatórios de inspeção. Embora a responsabilidade oficial de fiscalizar as Câmaras seja dos Tribunais de Contas, quem desarmou a mentirinha de Maringá foi a sociedade civil. Criado em 2000, fruto da indignação com os desmandos do então prefeito da cidade, a ONG responsável pelo balanço — o Observatório Social de Maringá, que inicialmente se chamava Sociedade Eticamente Responsável (SER) — não sai dos calcanhares dos vereadores. — Nós consideramos isso (os projetos relevantes) muito pouco. A Câmara tem um orçamento anual de R$ 11 milhões. Quanto custa cada projeto desses, afinal? — indigna-se o empresário atacadista Ariovaldo Costa Paulo, presidente do Observatório. Ariovaldo representa um fenômeno que deverá crescer na próxima legislatura. Na contramão da letargia que atinge os que perderam a fé nos políticos, os militantes do Observatório decidiram agir. Na Câmara, o Observatório convenceu os vereadores a reduzir as diárias de viagem e a publicar, no site oficial, o motivo de suas viagens e o resultado que elas trouxeram para o município. O resultado, em poucos meses, foi uma queda de quase metade das escapadas dos vereadores. (O Globo)



TRE: obras do Cimento Social só após eleições: Pleno do Tribunal julga recurso da União e determina que MPE analise crimes eleitorais = O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE) manteve o embargo às obras do projeto Cimento Social no Morro da Providência, que só poderão ser retomadas depois da realização do segundo turno das eleições municipais, se houver. As obras foram embargadas em 24 de junho passado, por determinação do juiz Fábio Uchôa, responsável pela fiscalização da propaganda eleitoral no município do Rio por, segundo o magistrado, beneficiarem eleitoralmente o candidato Marcelo Crivella (PRB). O recurso do procurador regional da União na 2 Região, Daniel Levy de Alvarenga, atacava a decisão do juiz da Fiscalização, afirmando que havia "desproporcionalidade", e pedia o retorno imediato das obras. O relator do processo, juiz Célio Salim Thomaz Júnior, deu parecer atendendo parcialmente ao pedido para que o projeto seja retomado após o processo eleitoral, mas propôs o encaminhamento do caso ao Ministério Público Eleitoral para análise dos crimes eleitorais, entre eles o de conduta vedada, e para que sejam identificados os servidores públicos envolvidos. (O Globo)



Disputa acirrada em Betim = Pesquisa do Instituto Em Data mosta empate técnico entre o deputado estadual Rômulo Veneroso(PV), com 39% das intenções de voto, e a deputada federal Maria do Carmo Lara (PT), preferida por 36%, na disputa pel Prefeitura da cidade da grande BH. Partidos que apóiam o candidato Veneroso são suspeitos de distribuir panfletos apócritos, com ataques à adversária petista. (Estado de Minas/MG)



Com reajuste na mão, servidores criticam governo = Mesmo depois de conseguirem aumento de salário que chega a 190%, servidores públicos federais reclamam da medida provisória encaminhada ao Congresso. (Correio Braziliense)



Retire a senha e espere muito = Blitz do Procon realizada em cinco agências bancárias mostrou que a Lei da Fila no DF é largamente desrespeitada. Maria Angelina, aposentada de 81 anos, esperou 1h15 para ser atendida. O problema também ocorre em repartições como o Detran. Michel Resende esquentou o banco por 1h45 até resolver a pendência. Mas há quem recorra à Justiça. Alexandre Reis ganhou uma indenização de R$ 1.350 após duas tentativas fracassadas de descontar um cheque. (Correio Braziliense)



ECONOMIA



Bovespa fecha em baixa de 0,93%; dólar a R$ 1,64 = A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em ligeira queda nesta segunda-feira, em um dia de pequeno número de negócios, na ausência dos indicadores americanos, devido ao feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos. O Ibovespa, seu principal índice, declinou 0,93% a 55.162 pontos. O volume de negócios foi de menos de R$ 2 bilhões. O dólar, por sua vez, registrou valorização de 0,80% a R$ 1,646, maior valor desde 10 de junho.



Gafisa compra Tenda e tira construtora da crise = Numa operação relâmpago e inusitada, desenhada e fechada no fim de semana, o Grupo Gafisa assumiu ontem o controle da Construtora Tenda e debelou uma crise que ameaçava uma das principais empresas especializadas na edificação de imóveis populares do país. Para a Gafisa, o negócio representou uma oportunidade, porque não houve desembolso financeiro. A operação envolve pouco dinheiro vivo e uma sofisticada engenharia societária. Foi chamada de "aquisição originária". A Tenda vai incorporar a companhia da Gafisa dedicada à baixa renda, chamada Fit. Novas ações emitidas pela Tenda, num total de 240,4 milhões de papéis, serão entregues à Gafisa, que assumirá 60% da companhia ao fim do processo. Ou seja, se tornará a sócia majoritária e controladora da nova empresa - soma de Tenda e Fit. Os atuais donos da Tenda, que têm 51% da empresa, ficarão com 20,3% após o negócio. Os minoritários dispersos na bolsa, que hoje detêm 49% das ações, terão 19,7%. O único desembolso da Gafisa foi a transferência de R$ 300 milhões para o caixa da Fit. Com isso, sua companhia de baixa renda pôde ficar maior antes de ser incorporada, somando um total de R$ 420 milhões em ativos. Assim, garantiu-se o controle da Tenda à Gafisa. O controlador da Tenda, Henrique Alvez Pinto, que queria fazer da empresa o "Habib's da construção", decidiu vendê-la depois de duas semanas trágicas para a companhia. Em pouco mais de 15 dias, o valor das ações caiu 40%. (Valor Econômico)

Gafisa assume controle da Tenda: Construtora de imóveis populares enfrentava a desconfiança dos investidores, com queda de 65% nas ações em agosto = A Gafisa anunciou ontem a compra da construtora Tenda, especializada em imóveis populares. Esse é o primeiro movimento de concentração de empresas do setor imobiliário, desde que as companhias estrearam na Bolsa de Valores, em 2005. O negócio foi precipitado pelas dificuldades enfrentada pela Tenda. Sob desconfiança dos investidores, as ações da Tenda caíram 63% desde o início do ano. Com a operação, a Gafisa passa a deter 60% do capital da Tenda. O negócio foi fechado por meio de uma transferência de ativos. Segundo o diretor-presidente da Gafisa, Wilson Amaral, a subsidiária do grupo especializada em imóveis populares, Fit Residencial, recebeu um aporte de R$ 300 milhões e foi incorporada à Tenda. A Gafisa passou a controlar a empresa de imóveis populares surgida da união da Tenda com a Fit. Nos cálculos de Amaral, a operação teve um valor total de R$ 890 milhões, incluindo o aporte, a incorporação e a compra do controle da Tenda. A notícia veio na esteira de dias bastante complicados na Bolsa de Valores para a Tenda, cujas ações ordinárias acumulam baixa de cerca de 63% no ano. No mês de agosto, os papéis recuaram 65%. Na semana passada, o banco de investimentos Credit Suisse reduziu de "compra" para "neutra" a recomendação para as ações da construtora e cortou de R$ 21,00 para R$ 7,00 o preço-alvo para o papel, que hoje vale R$ 3,75. (O Estado de SP)



Torneira do pré-sal é aberta hoje com testes de Jubarte = Em meio às discussões sobre o rumo dado ao petróleo brasileiro descoberto na camada pré-sal, a Petrobras abre hoje, oficialmente, a torneira da nova fronteira petrolífera. A bordo da plataforma P-34, o presidente Lula e o principal executivo da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, anunciam nesta manhã a extração, ainda em fase de teste, dos primeiros volumes de óleo do pré-sal, retirados do campo de Jubarte, na bacia de Campos, no Espírito Santo. Embora o evento marque, segundo o diretor da estatal Guilherme Estrella uma nova era na história da indústria do petróleo no Brasil e no exterior, a atividade exploratória na região ainda é permeada por incertezas.
Ontem, Estrella afirmou que a Petrobras ainda não tem informações precisas de que os blocos do pré-sal, que se estendem do Espírito Santo a Santa Catarina, estejam interligados. "Para saber se tem unitização temos de perfurar mais, e temos dois anos e meio para fazer isso", afirmou. Segundo ele, a Petrobras precisa primeiro começar os testes em Tupi, na bacia de Santos, para que se verifique se a faixa de petróleo realmente tem continuidade. O diretor não teme enfraquecimento da Petrobras se o governo criar uma nova estatal para gerenciar o pré-sal ."É do maior interesse do governo ter a Petrobras forte", disse. As descobertas, porém, não contribuem para o desempenho das ações da empresa. Em novembro de 2007, quando foi anunciado Tupi, a ação preferencial da petrolífera chegou a R$ 39,85. Dez meses depois, valem R$ 34,21 — retração de 14,15% no período. (Gazeta Mercantil)

Festa no Mar = O governo montou o palanque para faturar politicamente. O presidente Lula participa hoje de ato em que a Petrobras dá largada para extrair, no Campo de Jubarte (ES), a primeira amostra de petróleo da camada pré-sal. As reservas, situadas numa área de 800 quilômetros que vai do Espírito Santo a Santa Catarina, na qual o óleo está localizado entre 5 e 7 km de profundidade, podem transformar o Brasil numa potência econômica. (Estado de Minas/MG)

Lula abre pré-sal com megaevento = O presidente Luiz Inácio Lula da Silva abre hoje a produção do pré-sal na área do campo de Jubarte, em Vitória. Deve repetir gesto feito em 2006, quando comemorou a auto-suficiência de petróleo. (Jornal do Brasil)



Preço da cesta básica cai em 15 capitais = O preço da cesta básica caiu em 15 das 16 capitais pesquisadas pelo Dieese em agosto, após aumentos consecutivos desde de o final de 2007. É a primeira vez que o total de cidades com preços em queda supera o de capitais com alta, segundo a entidade. A tendência é que o recuo se mantenha nos próximos meses. Apesar disso e da elevação dos juros, porém, o mercado segue prevendo inflação acima do centro da meta. (O Estado de SP)



Com US$ 17,5 bi, importação do país em agosto atinge recorde = Influenciadas pela entrada de bens de consumo, preços do petróleo e dólar favorável, as importações brasileiras avançaram em agosto e atingiram volume recorde para o mês de US$ 17,48 bilhões – no ano, elas somam US$ 113,94 bilhões. No mês passado, as exportações chegaram a US$ 19,75 bilhões, produzindo um superávit da balança comercial de US$ 2,27 bilhões. (Folha de SP)

Importação recorde = A balança comercial registrou no mês passado importações recordes de US$ 17,478 bilhões. No ano, o superávit acumulado alcançou US$ 16,907 bilhões, uma redução de 38,4% em relação ao obtido no mesmo período de 2007. (Valor Econômico)



Contração mundial já reduz exportações = A crise das hipotecas nos Estados Unidos e a conseqüente desaceleração da economia dos países desenvolvidos já se refletem na balança comercial brasileira. As exportações para os EUA, em volumes, recuaram 12% nos 12 meses até junho, queda mais acentuada que os 7% em 2007, conforme dados da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) elaborados a pedido do Valor. Para a União Européia, a quantidade exportada ainda cresceu - 3% em 12 meses até junho -, mas o ritmo é bem inferior aos 14% de 2007. No primeiro semestre em relação a igual período do ano passado, a quantidade exportada para a UE já recuou 4,5%. Fernando Ribeiro, da Funcex, ressalta que os dados de volume permitem excluir o efeito dos preços das commodities, que inflam as exportações. Com a alta de insumos como o aço, as empresas conseguem reajustes de preços. Em valores, as exportações brasileiras até agosto cresceram 14% para os EUA e 26% para a Europa em relação ao mesmo período do ano passado. Em outro segmento do comércio com o exterior, a indústria brasileira de bens de capital espera comemorar este mês a edição de decreto presidencial que regulamentará a volta da operação conhecida como "drawback nacional", mecanismo pelo qual os projetos de investimento que adquiram 60% das máquinas e equipamentos no Brasil podem importar os outros 40% com isenção de impostos federais. O benefício está suspenso desde o segundo trimestre de 2005 e seu retorno virá com a regulamentação da Lei nº 11.732, de 30/6/08, que, entre outras medidas, restabelece também o chamado "drawback verde-amarelo". (Valor Econômico)



Analistas projetam IPCA de 6,32% para 2008 = Os analistas consultados pelo Banco Central (BC) projetam novo corte na inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O mercado estima que o indicador fechará 2008 em 6,32%, de acordo com o relatório do BC. Na semana passada, a previsão era de 6,34%. Para o ano de 2009, as previsões se mantêm em 5%, sem alteração há sete semanas. Os indicadores inflacionários, como o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), confirmam esta tendência de desaceleração. O IPC-S, apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), fechou agosto com alta de 0,14% e ficou 0,10 ponto percentual abaixo do índice da semana anterior. (Gazeta Mercantil)



Tecnologia brasileira de ponta = Com mais de 2% de investimentos do PIB em tecnologia da informação, o Brasil é o líder dos Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) no setor. É o que mostra uma pesquisa da consultoria IDC. (Gazeta Mercantil)



INTERNACIONAL



Furacão Gustav perde força nos EUA e afasta fantasma do Katrina = O furacão Gustav atingiu na manhã de ontem a costa do golfo do México, sul dos EUA, com menos força do que temiam os moradores de Nova Orleans, Louisiana. A cidade ainda está traumatizada pelo Katrina, que a devastou em 2005 -morreram mais de 1.800 pessoas, a maioria ali, e os prejuízos somaram US$ 80 bilhões. "Passei pelo Katrina, e este é totalmente diferente. O Gustav não tem força", disse o construtor de piscinas Randall Dreher. O furacão chegou ao continente ao passar pelo vilarejo rural de Cocodrie, 116 km a sudoeste de Nova Orleans. Sua força era de categoria 2, numa escala de 1 a 5, e seus ventos atingiam 177 km/h. À tarde, desceu para a categoria 1, com ventos de 145 km/h. À noite, ao atingir o centro da Louisiana, foi rebaixado a tempestade tropical, com ventos de 96 km/h. (Folha de SP)

New Orleans resiste ao furacão: Diques de cidade arrasada pelo Katrina contêm inundações causadas por furacão que chegou com categoria 2 = O furacão Gustav perdeu força antes de cruzar ontem a Louisiana e não repetiu a tragédia causada pelo Katrina, que em agosto de 2005 matou mais de 1.800 pessoas e causou prejuízos de US$ 80 bilhões. Depois de uma megaoperação de retirada obrigatória da população da costa da Louisiana, da qual saíram cerca de 2 milhões de pessoas, restando 100 mil, o Gustav causou apenas danos materiais, estimados inicialmente em US$ 8 bilhões. Mas 3 dos 9 mil pacientes e idosos retirados antes da tormenta morreram. O furacão deixou 350 mil pessoas sem energia elétrica e causou inundações em New Orleans, mas os diques reforçados desde 2005 resistiram desta vez à pressão da água, que transbordou sobre eles, mas não os rompeu. Depois de matar 76 pessoas no Haiti, 12 na Jamaica e 8 na República Dominicana e de forçar 250 mil cubanos a se deslocar, o Gustav chegou ontem às 9h30 locais (11h30 em Brasília) perto de Cocodrie, um povoado de cerca de 300 habitantes no sul da Louisiana. Com ventos de até 170 km/h, ele foi classificado como categoria 2 - em contraste com o Katrina, que há três anos atingiu 205 km/h e categoria 3 -, mas depois perdeu força e tornou-se um furacão de categoria 1. (O Estado de SP)



Gravidez precoce de filha põe candidata a vice Republicana em xeque: Ultraconservadora, vice republicana fez anúncio para dissipar rumores de que seu caçula fosse na realidade filho de Bristol, 17; Expectativa agora é a de como notícia irá repercutir no eleitorado mais radical, que defende abstinência sexual antes do casamento = Escolhida candidata a vice-presidente dos EUA na chapa do republicano John McCain muito por causa de suas credenciais conservadoras, Sarah Palin revelou ontem que uma de suas filhas, Bristol, 17, está grávida - o que suscitou dúvidas de como o eleitorado que ela visa atrair, em especial a direita cristã, reagirá à notícia. Irá esse público criticar a família Palin por deixar haver sexo antes do casamento, ao contrário do que pregam o presidente George W. Bush e boa parte do partido? Ou elogiá-la por levar adiante uma gravidez não planejada e anunciar que a adolescente subirá ao altar? Nos corredores do Xcel Energy Center, sede da Convenção Republicana, os fiéis delegados do partido se diziam defensores da segunda opção. "Sarah é muito conservadora e mostrou novamente que é uma mulher forte, de valores, que não permite a covardia do aborto e que orientou sua filha a se casar. O que a garota fez foi um erro, mas o papel da mãe é dar apoio", declarou à Folha. Barbara Thorburn, do Texas. (Folha de SP)



Premiê japonês renuncia para pôr fim a impasse político: Após um ano no cargo, Yasuo Fukuda deixa o poder e aprofunda instabilidade na 2.ª maior economia do mundo = Na tentativa de pôr fim a um impasse no Parlamento, o primeiro-ministro do Japão, Yasuo Fukuda, renunciou ontem, terminando de maneira abrupta seu impopular governo, após menos um ano no cargo. Feito durante uma entrevista coletiva convocada às pressas na noite de ontem, o anúncio de Fukuda, de 72 anos, surpreendeu os japoneses e aprofundou a instabilidade política no país, que tem a segunda maior economia do mundo. A crise teve início no ano passado, quando o antecessor de Fukuda - Shinzo Abe - também deixou o cargo. Com apenas 29% de aprovação, Fukuda afirmou que estava abrindo o caminho para um sucessor mais popular. Fukuda vinha sofrendo para lidar com um Parlamento dividido, no qual partidos opositores - que controlam a Câmara Alta - mantêm o poder de atrasar ou obstruir o andamento dos trabalhos legislativos. Além disso, seu governo tornou-se ainda mais impopular com a desacelaração econômica pela qual o país vem passando e após a aprovação de um polêmico pacote de assistência médica. (O Estado de SP)



ESPORTES



Cavalo de Pessoa é pego no antidoping: Exame é referente à Olimpíada. Contraprova será analisada hoje = O hipismo brasileiro foi mais uma vez manchado por um caso de doping. Depois do resultado positivo da montaria do cavaleiro Bernardo Alves na China, ontem foi a vez do cavalo Rufus, de Rodrigo Pessoa ser flagrado no antidoping da Federação Equestre Internacional. O exame é referente à participação nos Jogos Olímpicos de Pequim e a primeira prova acusou o uso da substância nonivamida, que atua como hipersensibilizante. Hoje será realizada uma análise da contraprova e, caso seja confirmado o doping, Rodrigo poderá perder o quinto lugar de Pequim. De acordo com a Federação, a nonivamida integra a família dos capsaicinóides e é considerada um produto dopante por suas propriedades hipersensibilizantes, além de ser um medicamento de classe A por suas propriedades contra dores. A prova de salto de Pequim-2008 já estava marcada pelos resultados positivos de quatro cavalos por capsaicina, um analgésico incluído na lista de produtos proibidos. Entre os flagrados estava Chupa Chup, cavalo do brasileiro Bernardo Alves. Os demais cavaleiros cujos animais também foram eliminados por doping são o alemão Christian Ahlmann, o norueguês Tony Andre Hansen e o irlandês Denis Lynch. (Jornal do Brasil)



SÃO PAULO



Dois milhões ficarão sem água por 26 horas a partir do dia 3 de setembro = Dois milhões de pessoas ficarão sem água nesta quarta-feira, dia 3 de setembro, por causa de obras de manutenção no sistema Rio Claro da Sabesp, que abastece as regiões de Mogi da Cruzes, Ribeirão Pires, Mauá, Sapopemba, São Matheus, Santa Etelvina, Cidade Tiradentes e Santo André. De acordo com a Sabesp, mais de 330 profissionais farão parte do esquema de manutenção. Durante a parada, prevista para durar 26 horas, serão realizados serviços nas instalações elétricas e mecânicas de todo o Sistema Rio Claro. A finalização de todos os serviços está prevista para a noite do dia 3 de setembro, com a normalização dos reservatórios de forma gradual a partir do dia 4. (O Globo)



Serra quer construir nova Rio-São Paulo = O governador de São Paulo, Jose Serra, já acertou com o governo do Rio a proposta de construir uma nova rodovia ligando os dois estados, como alternativa a Via Dutra, que estaria saturada. A futura estrada, que teria cerca de 135 quilômetros de lado fluminense e 135 quilômetros de lado paulista, custaria cerca de R$ 3,1 bilhões. Ela começaria na Rodoviária Ayrton Senna, em São Paulo, e continuaria com uma traçado paralelo, a cerca de 10 quilômetros à direita da Via Dutra. (O Globo)



Presa gangue que fraudava compras de remédios em SP = A polícia de São Paulo prendeu ontem um grupo acusado de participar de um esquema que obrigaria o governo do Estado a bancar remédios de alto custo não previstos na lista de distribuição gratuita. Até agora, o valor confirmado do "prejuízo" causado pela ação do grupo - formado por advogados, um médico, administradores de uma ONG e três funcionários de laboratórios multinacionais - está estimado em R$ 900 mil e envolve 15 pacientes. Alguns tiveram a saúde prejudicada. A Secretaria de Estado da Saúde, porém, estima que sejam cerca de 2.500 pacientes envolvidos no esquema, com custo total estimado em R$ 63 milhões. Os representantes das farmacêuticas Mantecorp, Wyeth e Serono são acusados de pagar propina para que advogados movessem ações judiciais desnecessárias em nome de pacientes. Na operação, deflagrada ontem, nove pessoas foram detidas. Segundo a polícia, a fraude era centrada em quatro cidades do interior paulista: Quatá, Marília, Bauru e Ribeirão Preto. (O Estado de SP)



Lula não destina verba do Orçamento para metrô em SP: Proposta inclui 5 cidades, mas não a capital paulista, apesar de promessa de Marta = A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) encaminhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Congresso na semana passada não prevê um centavo de investimentos da União no metrô de São Paulo, ao contrário do que anuncia a candidata petista à prefeitura da capital paulista, Marta Suplicy. Sábado passado, ao lado do próprio Lula em campanha na zona leste da cidade, Marta disse que o presidente será "parceiro" dela no plano de expansão do metrô. Na televisão e no rádio, a candidata tem afirmado que seus projetos para a área possuem aval do governo federal. Mas, segundo o Orçamento da União, disponível no site do Ministério do Planejamento, o valor reservado para "transporte ferroviário urbano de passageiro" é de R$ 1 bilhão e contempla as cidades de Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Maceió, João Pessoa e Natal, todos municípios governados por partidos da base aliada do governo federal, sendo os três primeiros administrados por prefeitos petistas. (Folha de SP)




RESUMO DA ÓPERA = 02/SETEMBRO

1. Lula afasta temporariamente a cúpula da Abin por causa de grampo no STF: General Jorge Félix, Ministro-chefe do Gabinete da Segurança Institucional, defendeu Abin e chegou a botar cargo à disposição; Presidente também determina que Ministério Público e Polícia Federal investiguem responsáveis
2. Políticos começam a demitir parentes em Minas: Câmara de BH e Tribunal de Contas do Estado publicam últimas exonerações; Assembléia também promove dispensas, mas por iniciativa isolada de deputados; na casa, ainda há dezenas de familiares lotados nos gabinetes
3. Ministro-chefe do Gabinete da Segurança Institucional vê envolvimento de Daniel Dantas em grampo ilegal: em reuniões, general Jorge Armando Felix disse que agentes da Abin teriam sido contratados pelo banqueiro; Advogado de Dantas, Nélio Machado afirmou que o ministro-chefe do GSI tinha que "esperar a conclusão das investigações" do caso
4. STF avalia grampo como fato "mais grave" entre instituições: em nota após reunião, ministros dizem que vão aguardar providências do Planalto; ministros comentaram que, juridicamente, o Supremo não pode tomar atitude formal, pois agentes da Abin não têm foro privilegiado
5. Governo estuda criar agência nuclear: Respondendo a pressão internacional, nova versão do programa nuclear brasileiro prevê órgão fiscalizador independente; governo quer ainda atingir em 2014 auto-suficiência em combustível nuclear; comitê de 11 ministros se reúne em outubro
6. Justiça decide que motorista bêbado perde seguro de vida: STJ isenta seguradora de pagar benefício a viúva porque o marido dela dirigia bêbado quando sofreu acidente; decisão vai influenciar outros julgamentos sobre o tema
7. Bovespa fecha em baixa de 0,93%; dólar sobe e chega a R$ 1,64: dia teve pequeno número de negócios devido a feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos
8. Gafisa assume controle da construtora Tenda: Construtora de imóveis populares enfrentava a desconfiança dos investidores, com queda de 65% nas ações em agosto
9. Governo faz festa no Espírito Santo para abrir torneira do pré-sal: presidente Lula abre hoje a produção na área do campo de Jubarte, em Vitória; deve repetir gesto feito em 2006, quando comemorou a auto-suficiência de petróleo
10. Preço da cesta básica cai em 15 das 16 capitais pesquisadas pelo Dieese: em agosto, após aumentos consecutivos desde de final de 2007; é a 1ª vez que total de cidades com preços em queda supera o de capitais com alta, segundo a entidade; tendência é que recuo se mantenha nos próximos meses; apesar disso e da elevação dos juros, mercado segue prevendo inflação acima do centro da meta
11. Com US$ 17,5 bilhões, importação do país em agosto atinge recorde: Influenciadas pela entrada de bens de consumo, preços do petróleo e dólar favorável, importações brasileiras avançaram em agosto e atingiram volume recorde para o mês ; no ano, elas somam US$ 113,94 bilhões
12. Furacão Gustav perde força nos EUA e afasta fantasma do Katrina: furacão atingiu na manhã de ontem costa do golfo do México, sul dos EUA, com menos força do que temiam os moradores de Nova Orleans, Louisiana, cidade ainda traumatizada pelo Katrina, que a devastou em 2005
13. Gravidez precoce de filha põe candidata a vice Republicana em xeque: Ultraconservadora, Sarah Palin, vice republicana de John McCain, fez anúncio para dissipar rumores de que seu caçula fosse na realidade filho de sua filha Bristol, de 17 anos; expectativa agora é a de como notícia irá repercutir no eleitorado mais radical, que defende abstinência sexual antes do casamento
14. Premiê japonês renuncia para pôr fim a impasse político: Após um ano no cargo, Yasuo Fukuda deixa o poder e aprofunda instabilidade na 2.ª maior economia do mundo; com apenas 29% de aprovação, Fukuda vinha sofrendo para lidar com Parlamento dividido e tornou-se ainda mais impopular com desacelaração econômica e após aprovação de polêmico pacote de assistência médica
15. Cavalo de Pessoa é pego no antidoping: em exame referente à Olimpíada, hipismo brasileiro é mais uma vez manchado por doping, depois do resultado positivo da montaria do cavaleiro Bernardo Alves na China



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos