Atualidades - 17/06/2011


MANCHETES DOS JORNAIS                       17/06/2011
Folha de SP = Decisão do Senado dos EUA beneficia álcool brasileiro
O Estado de SP = Fifa terá carta branca para definir gastos com obras da Copa
O Globo = Militares apoiam Dilma para manter sigilo eterno
Correio Braziliense = Classe média fica mais perto da casa própria
Estado de Minas = Temos 6 mil vagas
Valor Econômico = Onda conservadora nos EUA corta gastos e ajuda o Brasil
Brasil Econômico = Empresas de energia tentam garantir concessões de usinas
Zero Hora (P. Alegre) = Bombeiros reiniciam mobilização para se separar da Brigada
A Tarde (Salvador) = Escolas ficam sem livros didáticos
O Povo (Fortaleza) = Afastado por TJ, juiz é denunciado por corrupção
Jornal da Tarde (SP) = Novo projeto `espalha' o metrô por Higienópolis
Diário Catarinense (Florianópolis) = Professores decidem manter a paralisação
Gazeta do Povo (Curitiba) = Paraná tem pior déficit na balança comercial em 22 anos
Jornal do Commercio (Recife) = Transtorno nos ônibus não depende de greve


17 de junho de 2011
O Globo

Manchete: Militares apoiam Dilma para manter sigilo eterno
Defesa, Itamaraty, Collor e Sarney defendem projeto; base está dividida
O Ministério da Defesa manifestou apoio ao projeto original do Planalto que mantém o sigilo eterno de documentos oficiais. No Congresso, as Forças Armadas e o Itamaraty comandam o lobby para retirar as limitações ao sigilo, que já haviam sido aprovadas na Câmara. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que apoiará o que for decidido pelo Planalto. O vice-presidente Michel Temer também defendeu a manutenção do segredo para documentos ultrassecretos. Mas a presidente Dilma Rousseff vai ser muito pressionada por entidades da sociedade civil a mudar de posição e, com isso, derrubar o sigilo eterno. Por outro lado, não quer contrariar aliados importantes como os ex-presidentes José Sarney (PMDB-MA) e Fernando Collor (PTB-AL). Nas bancadas, não há consenso. Por enquanto, o Planalto tentará esfriar o debate sobre o tema, para evitar desgaste. (Págs. 1, 3 e 4)
O que teme Collor?
Um dos responsáveis pela mudança de posição do Planalto sobre o sigilo foi o ex-presidente da República Fernando Collor (PTB-AL), que se reuniu com Dilma para tratar do assunto. "Os componentes que envolvem o projeto constituem matéria de segurança de Estado", disse Collor. (Págs. 1 e 3)
Foto legenda: Collor: ex-presidente quer sigilo eterno
Ex-jogador Edmundo fica só 18 horas preso
Dezoito horas depois de ter sido preso na capital paulista - por envolvimento num acidente com mortes, no Rio -, o ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo foi solto ontem à noite após conseguir habeas corpus, em decisão liminar. Em 1999 ele havia ficado 24 horas preso. (Págs. 1 e 21)
Foto legenda: Edmundo, cabisbaixo, na delegacia em que ficou detido, em São Paulo
Rodoviária vai acabar no Irajá
A Rodoviária Novo Rio não está no projeto de revitalização da Zona Portuária. A área do terminal dará lugar a duas rampas no Elevado do Gasômetro e a vias de mão dupla que vão desafogar o trânsito, informa Flávia Oliveira, na coluna Negócios & cia. A rodoviária se mudaria para um terreno do Dnit, vizinho ao Trevo das Margaridas, em Irajá. (Págs. 1, 26 e 27)
Crise da Grécia derruba Bolsas, e dólar sobe
Incertezas políticas na Grécia e temor de calote da dívida derrubaram as Bolsas globais. No Brasil, a Bovespa caiu 1,17% e o dólar subiu a R$ 1,610. O premier Papandreou alertou que há risco de a UE fracassar. (Págs. 1, 23 e editorial "Fragilidade grega testa a Europa")
Bolívia: Evo enfrenta greves e inflação alta
Pressionado por déficit público e inflação crescente - alimentos aumentaram 50% e a gasolina, 80% - o presidente da Bolívia, Evo Morales, enfrenta agora passeatas e greves, relata José Casado. (Págs. 1 e 30)
OIT aprova direitos de domésticas
A OIT aprovou normas que dão direitos iguais a empregados domésticos, como jornada de trabalho. No Brasil, é necessário mudar a lei trabalhista. (Págs. 1 e 25)
Começa seleção de pacientes para teste de célula de embrião contra cegueira (Págs. 1 e 32)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Decisão do Senado dos EUA beneficia álcool brasileiro
Medida, que também terá de ser aprovada na Câmara, prevê cortar subsidio do governo ao etanol americano
O Senado dos EUA aprovou emenda que elimina subsídio ao álcool americano e tarifa sobre o produto importado, medidas que dificultam a entrada do combustível brasileiro no país.
É a primeira vez que cortes em incentivos e tarifas são aprovados em plenário. (Págs. 1 e Mercado)
Análise
Decisão dos senadores é um divisor de águas, escreve Patrícia Campos Mello. (Págs. 1 e Mercado B4)
Governo decide omitir gastos novos da Copa
O governo recuou da promessa inicial e não divulgará promessa mais na internet todos os gastos com obras e serviços para a Copa, relata Dimmi Amora. A medida vale para novos contratos, com valor estimado de R$ 10 bilhões.
Em ofício para o Tribunal de Contas da União, o Ministério do Esporte disse que a prestação de contas dependerá da "conveniência" do Executivo. (Págs. 1 e Poder A4)
Sigilo em orçamentos é "absurdo", disse procurador-geral. (Págs. 1 e Poder A6)
Foto legenda: Patrimônio nacional?
Escolhido patrono da Fundação Nemirovsky, José Dirceu vai buscar recursos para a entidade artística, que o define como 'patrimônio brasileiro'. (Págs. 1 e Mônica Bergamo E2)
foto legenda: O ex-ministro, ao lado de 'Antropofagia' (1929), de Tarsila do Amaral. (Pág. 1)
Haddad quer deixar o MEC e se candidatar a prefeito de SP
O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse a dirigentes do PT que está disposto a ser candidato a prefeito de São Paulo, informa Vera Magalhães.
Sem fixar prazos, Haddad afirmou ainda que, mesmo que não dispute a eleição, planeja deixar o governo Dilma Rousseff por ter a sensação de que cumpriu a sua missão. Segundo ele, e hora de alguém com
"ideias novas" no MEC. (Págs. 1 e Poder A8)
STF pode julgar uso da maconha em culto, avalia Celso de Mello
Relator da ação que liberou as chamadas marchas da maconha, o ministro do STF Celso de Mello sugeriu que o tribunal analise o uso religioso da droga. Ele lembrou que igrejas como o Santo Daime têm permissão para usar psicotrópicos, como o chá de ayahuasca.
A permissão está vinculada a "liberdade de crença, de culto, de organização religiosa", disse. (Págs. 1 e Cotidiano C12)
Habeas corpus libera Edmundo após sua prisão em São Paulo (Págs. 1 e Cotidiano C5)

'Eu que vou acabar com vocês', diz Kassab a ex-aliado
O prefeito de SP, Gilberto Kassab, foi de surpresa ao gabinete do ex-aliado e ex-correligionário do DEM Rodrigo Garcia, secretário de Desenvolvimento Social.
"Vocês querem acabar comigo, mas sou eu que vou acabar com vocês", disse Kassab, em referência as ações judiciais para atrasar o registro do PSD. (Págs. 1 e Painel A4)

Al Zawahiri, 59, assume a Al Qaeda e ameaça os EUA
Mais de seis semanas após a morte de Osama bin Laden por militares americanos no Paquistão, o número dois está oficialmente em seu lugar na Al Qaeda.
Em comunicados recentes, o médico egípcio Ayman al Zawahiri, 59, atacou os EUA e elogiou revoltas no mundo árabe. O seu paradeiro é ignorado. (Págs. 1 e Mundo A14)
Aluguel residencial no país tem maior alta em 14 anos (Págs. 1 e Mercado B12)

Editoriais
Leia "Corrupção em campo", que critica novas regras para obras da Copa e da Olimpíada, e "Crédito para o BC", sobre o controle da inflação. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Fifa terá carta branca para definir gastos com obras da Copa
Entidade poderá exigir reajuste de contratos; medida também vale para Olimpíada
A Fifa e o Comitê Olímpico Internacional terão superpoderes na definição dos gastos com as obras para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016. As duas entidades poderão exigir reajustes nos valores dos contratos das obras para os dois eventos que o Brasil abrigará. Os governos federal, estaduais e municipais brasileiros e as empresas responsáveis pelas construções não terão esse poder. A proposta está no texto básico de medida provisória, em tramitação na Câmara, que cria regras especiais de licitação para apressar a contratação da infraestrutura nos locais onde os dois eventos serão realizados. (Págs. 1 e Esportes E1)
Dirigentes comemoram
O Regime Diferenciado de Contratações foi festejado pelos dirigentes da entidade. A Fifa pressionava o governo brasileiro e a CBF por maior rapidez nas obras. (Págs. 1 e Esportes E3)

Ministro se diz "triste" com prisão de sem-terra
Responsável no governo de Dilma Rousseff pela interlocução com os movimentos sociais, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ficou "muito triste" e lamentou a prisão, pela Polícia Federal, do líder sem-terra José Rainha Júnior, ontem, em São Paulo. Rainha é acusado de desvio de dinheiro público destinado a programas de reforma agrária. Segundo Carvalho, a prisão "tumultua o processo de reforma agrária" e "a relação com os movimentos". (Págs. 1 e Nacional A9)

Para governo, sentença da OEA não muda Lei da Anistia
Pela primeira vez, o governo Dilma Rousseff afirmou que a Lei da Anistia não permite a punição de envolvidos em crimes de tortura e violação de direitos humanos. A Advocacia-Geral da União reforçou o entendimento do Supremo Tribunal Federal de que a anistia vale para todos os crimes cometidos na ditadura. Com isso, o governo reitera que o Brasil não precisa cumprir a sentença da Organização das Estados Americanos, que condenou o País por não punir os responsáveis por desaparecimentos na Guerrilha do Araguaia. (Págs. 1 e Nacional A4)

BC vê inflação melhor, mas teme crédito
Ata do Comitê de Política Monetária do Banco Central divulgada ontem mostra melhora no quadro inflacionário, sem, no entanto, abandonar a preocupação com o crescimento da demanda de bens e serviços acima da capacidade de oferta, além dos possíveis excessos de aumentos nos salários e no crédito. O mercado aposta em mais uma elevação na Selic em julho, de 0,25 ponto porcentual, para. 12,50% ao ano. (Págs. 1 e Economia B1)

Petistas articulam CPI do PSD em São Paulo (Págs. 1 e Nacional A9)

Uso de antiviral contra gripe suína é ampliado (Págs. 1 e Vida A18)

Dora Kramer
Delito coletivo
O contrabando de R$ 8 bilhões na MP que beneficia ex-banqueiros falidos expõe as exorbitâncias do governo e do Congresso. (Págs. 1 e Nacional A6)

Washington Novaes
30 anos da lei ambiental
A questão central não resolvida pela lei está na carência de recursos para implantação de políticas e fiscalização eficiente. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações
Sigilo para a bandalheira
No limite, o País ficará sem saber se a Copa custou menos ou mais do que o previsto - e por quê. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Classe média fica mais perto da casa própria
Para turbinar o Minha Casa, Minha Vida, Conselho curador do FGTS aumenta de R$ 4,9 mil para R$ 5,4 mil a renda familiar máxima em financiamentos com juros anuais de 6%, contra a média de 10% praticada no mercado imobiliário. Famílias com rendimento de até R$ 3,1 mil terão subsídio para adquirir imóveis (Págs. 1 e 10)

FHC, 80 anos e muito a dizer
Presidente da República de 1995 a 2002, Fernando Henrique Cardoso completa 80 anos amanhã. O sociólogo voltou a ser destaque nos noticiários após iniciar uma cruzada pela descriminalização das drogas.Mas FHC ainda é um político influente e um acadêmico requisitado."Faço palestras em quatro línguas, sem tradutor", avisa.Em entrevista aos repórteres Denise Rothenburg e Ullisses Campbell, ele relembra sua vida e fala até sobre namoro.Aproveita para criticar o PT, mas elogia Dilma. (Págs. 1, 4 e 5)
"Minha maior alegria pessoal foi ter sido eleito duas vezes presidente. Na verdade, a alegria política é que eu fiz muita coisa pelo Brasil"
Foto legenda: Gentileza
Em campanha à reeleição, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, recebeu o apoio de Dilma e defendeu maior participação dos emergentes no órgão. (Págs. 1 e 3)
Anistia põe o PT contra o governo
Partido critica o parecer da AGU contrário à revisão da lei. O veto ao debate sobre a punição dos agentes da ditadura que cometeram crimes comuns também foi contestado por juristas e pela OAB. (Págs. 1 e 2)
Festa no apê
Imóveis do Senado usados irregularmente ficam com a União (Págs. 1 e 6)
MP da Copa: Para a PGR, gasto secreto é escândalo
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, qualificou como absurda a lei que reduz a transparência na prestação de contas de obras. Oposição quer mudar o texto aprovado pela Câmara. (Págs. 1 e 3)
Brasil avança nas células-tronco
Pesquisadores baianos realizam o primeiro experimento com um autotransplante de células-tronco. Em apenas seis semanas, paciente paraplégico recuperou parte dos movimentos das pernas. (Págs. 1 e 19)
O triunfo mais importante
Há quase 14 anos, o engenheiro Haroldo da Costa recebia um rim doado pela própria irmã. Agora, aos 45 anos, será o único representante de Brasília nos Jogos Mundiais de Transplantados, na Suécia. ( Págs. 1 e Super Esportes, 12 e 13)
EUA fazem mutirão para emitir vistos
Com o objetivo de reduzir o tempo de espera, Embaixada dos Estados Unidos concederá amanhã autorizações a 800 viajantes. (Págs. 1 e 28)

Defesa da maconha sem fazer apologia
Manifestações como a marcha prevista para amanhã em Brasília não podem incentivar o consumo, alertam juristas. (Págs. 1 e 7)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Onda conservadora nos EUA corta gastos e ajuda o Brasil
Políticos conservadores venceram duas importantes votações ontem no Congresso americano pelo corte de subsídios agrícolas. Foi o primeiro passo de um processo legislativo que poderá ser benéfico ao Brasil, com a eliminação de barreiras comerciais impostas pelos Estados Unidos a produtos brasileiros.
No Senado, foi aprovada emenda que derruba os subsídios de US$ 0,45 por galão aos produtores americanos de etanol e também a tarifa de importação de US$ 0,54 por galão do produto. Para entrar em vigor, o dispositivo ainda precisa passar pela Câmara. (Págs. 1 e A4)

Tempo adverso para ofertas de ações
Procuram-se investidores. Com a operação da empresa de petróleo Perenco, que ontem colocou seus papéis na rua, há no mercado sete ofertas de ações em andamento, num momento em que a bolsa não encontra compradores suficientes nem mesmo para os ativos existentes. São R$ 3,8 bilhões a R$ 5,8 bilhões em títulos novos a serem colocados - e o volume não inclui outras sete empresas que também estariam prontas para fazer suas ofertas antes das férias de verão no Hemisfério Norte, quando o mercado internacional fica esvaziado.
Ainda que todas as operações obtenham sucesso, as colocações nos sete primeiros meses do ano serão mais fracas que as do mesmo período de 2011 no volume total de captação. Até o momento, foram feitas 13 ofertas na BM&FBovespa - sete aberturas de capital e seis colocações subsequentes. Essas distribuições movimentaram R$ 11,6 bilhões. Considerando todas as companhias que já iniciaram os trabalhos de distribuição, a soma das operações pode chegar a 20 empresas, com giro de até R$ 17 bilhões. Em 2010, até julho, foram 8 estreias na bolsa e 7 colocações subsequentes, com movimento de R$ 23, 5 bilhões. (Págs. 1 e D1)

Muda regra para fundo imobiliário
Uma revisão das regras contábeis dos fundos imobiliários colocada ontem em audiência pública pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pretende tornar obrigatória a atualização do valor dos imóveis em carteira destinados à renda nas demonstrações financeiras anuais. A intenção é aumentar a transparência e padronizar a forma de contabilização. Hoje, segundo o gerente de Normas Contábeis da CVM, José Carlos Bezerra da Silva, os fundos têm a obrigação de reavaliar seus imóveis para renda anualmente, mas é decisão do administrador fazer o ajuste no balanço. (Págs. 1 e D3)

Advogados reagem à MP da Copa
Advogados e especialistas criticam o texto da Medida Provisória que adota o Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para obras da Copa e da Olimpíada, aprovado na noite de quarta-feira na Câmara. O principal questionamento diz respeito à amplitude da MP, que abre brechas para que obras não relacionadas aos eventos possam ser beneficiadas pela flexibilização. "Não só estádios, mas estradas e até o trem-bala podem usar o RDC", diz o advogado Rodrigo Alberto Correa da Silva. Em nota, a União dos Auditores Federais de Controle Externo destaca que "é mais complicado, demorado e custoso resgatar recursos públicos que já foram aplicados indevidamente do que evitar que eles sejam gastos de maneira irregular". (Págs. 1 e A7)

Encomenda da Vale pode ir para China
Uma concorrência aberta pela Vale para a construção de embarcações fluviais, com um valor estimado pelo mercado em cerca de US$ 300 milhões, está preocupando a indústria naval nacional, que teme perder a encomenda para a China e a Argentina. A empresa lançou licitação internacional para contratar 128 barcaças e 8 empurradores, comboios que vão operar na hidrovia Paraná-Paraguai. No meio empresarial e no governo circulam informações segundo as quais a Vale poderá contratar as embarcações com chineses e argentinos, uma vez que as cotações dos estaleiros nacionais são mais elevadas. Consultada, a Vale negou que já tenha tomado uma decisão. (Págs. 1 e B1)

Sucesso econômico criou novos problemas
A economia brasileira passa por um momento de definições importantes que, certamente, vão influenciar a próxima década. Uma gama nova de problemas terá de ser enfrentada pelo governo e pelo setor privado, a maioria deles derivada do sucesso econômico dos últimos anos. Uma nova economia em um mundo diverso do que prevaleceu por muitas décadas exige uma nova agenda para encararmos com sucesso o futuro de nossa sociedade. Não perceber isso pode nos levar à perda de uma oportunidade histórica.
A inflação no Brasil neste início de governo Dilma, por exemplo, é um fenômeno complexo que precisa ser dissecado a partir de três grupos de forças autônomas. Algumas são de natureza interna e podem ser administradas por medidas de política econômica ao alcance do governo. Outras derivam de uma situação internacional especial, a respeito das quais pouco o governo pode fazer. Finalmente, pesam sobre a inflação de hoje alguns problemas de comunicação por parte dos novos dirigentes do Banco Central brasileiro que afetaram as expectativas inflacionárias. (Págs. 1 e A16)

Em meio a disputa, Casino "marca posição" e compra mais 3,3% do Pão de Açúcar (Págs. 1 e D5)

Emilio Botín, do Santander, é suspeito de evasão fiscal (Págs. 1 e C1)

H-Buster vai fabricar notebooks
A fabricante brasileira de equipamentos de som automotivo H-Buster inaugura em julho uma fábrica em Cotia (SP) para a produção de notebooks. A unidade terá 600 funcionários e capacidade para produzir 250 mil equipamentos por ano. (Págs. 1 e B3)

Guerra do Cacau
Criada há pouco mais de dois anos e hoje com 123 lojas (só uma própria), a rede de chocolaterias Brasil Cacau, do Grupo CRM, também dono da Kopenhagen, lança campanha para desafiar a líder Cacau Show. (Págs. 1 e B5)

Negócios em segurança
Referencia no segmento de sistemas aviônicos, AEL, subsidiária da Elbit Systems, de Israel, investe na ampliação de sua fábrica em Porto Alegre para atender novos contratos na área de segurança. (Págs. 1 e B10)

Pesa prepara sucessão
A Paraná Equipamentos (Pesa), revendedora da Caterpillar para a Região Sul do país, deve alcançar mais de R$ 1 bilhão em vendas neste ano. Em meio a uma reestruturação, a receita deve chegar a R$ 2,5 bilhões em cinco anos. (Págs. 1 e B10)

Defensivos biológicos da Basf
A multinacional alemã Basf está trazendo ao mercado brasileiro dois novos defensivos biológicos - sem o emprego de matérias-primas químicas em sua composição. Os focos são os segmentos de frutas e hortaliças. (Págs. 1 e B15)

Poli cria fundo para doações
A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo inaugurou o primeiro fundo brasileiro para administrar doações de ex-alunos e empresas para a faculdade. A meta é dobrar o orçamento anual da Poli em dez anos. (Págs. 1 e C12)

Ideias
Assis Moreira
Os ministros de Agricultura do G-20 vão lançar plano de ação para combater a volatilidade nos mercados de commodities. (Págs. 1 e A2)

Ideias
Maria Cristina Fernandes
A insegurança política do governo decorre da necessidade de cobrir com um cobertor mais curto uma base aliada mais ampla. (Págs. 1 e A6)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Temos 6 mil vagas
Levantamento do Estado de Minas em três das maiores agências de emprego da Região Metropolitana de BH constatou 5.967 oportunidades de trabalho em aberto, à espera de candidatos. Os salários variam do mínimo de R$ 545 à faixa de R$ 20 mil. Os postos oferecidos vão de faxineiro a gerente de projetos de construção civil. As dificuldades em preenchê-los são, por um lado, o desinteresse por remunerações mais baixas e, por outro, a falta de qualificação para funções de alta complexidade. (Págs. 1 e 13)
Mais crédito para imóvel com FGTS
Renda máxima familiar para obter linha de crédito popular com recursos do fundo na compra da casa própria sobe de R$ 4,9 mil para R$ 5,4 mil. (Págs. 1 e 15)
Governo de MG: Acaba hoje o prazo dos fichas-sujas
Servidores comissionados condenados por tribunais têm até as 18h para pedir exoneração, por não se enquadrarem na Lei Ficha Limpa estadual. É o que determina decreto do governador. (Págs. 1 e 3)

Direitos iguais para domésticas
Se o Brasil ratificar decisão da OIT, elas passarão a ter hora extra remunerada, FGTS e adicional noturno, entre outros benefícios. (Págs. 1, 14 e Editorial, 10)
FHC elogia Dilma e chama PT de infame (Págs. 1, 6 e 7)

Acidente fatal
Ex-jogador Edmundo obtém Habeas Corpus e é libertado. (Págs. 1 e 9)
Sem-terra
PF prende José Rainha por desvio de verbas federais. (Págs. 1 e 9)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Transtorno nos ônibus não depende de greve
Mobilização dos motoristas, na quarta-feira, apenas agravou o que nunca foi corrigido no transporte do Grande Recife. Falta de conforto, superlotação, calor e longa espera nas paradas são alguns dos problemas enfrentados no dia a dia dos passageiros. (Pág. 1)
OIT apoia mais direitos para trabalho doméstico
Organização aprova primeiro instrumento jurídico internacional para legalizar relação trabalhista. No Brasil, sindicatos vão lutar para incluir categoria na CLT. (Pág. 1)
João da Costa é premiado na Alemanha (Pág. 1)

Segredo sobre investimento gera crítica (Pág. 1)

Dilma no forró (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Bombeiros reiniciam mobilização para se separar da Brigada
Tarso Genro anuncia grupo de trabalho para estudar reivindicação da categoria. (Págs. 1 e 43)
Proibição de vermelho no uniforme será revogada. (Págs. 1 e Rosane de Oliveira, 10)

Polêmica: Sigilo de obras da Copa é questionado
Planalto quer medida para agilizar construções. (Págs. 1 e 8)

Foto legenda: Cerco policial ao tráfico
Com mais de 180 policiais civis, Denarc desarticulou quadrilha que atuava em condomínios populares de Porto Alegre. (Págs. 1 e 41)

Lentidão: Prédios inacabados por má gestão
Obras financiadas pelo IPE e paradas desde os anos 80 oneram os cofres públicos. (Págs. 1, 4 e 5)

------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Empresas de energia tentam garantir concessões de usinas
Com a proximidade do vencimento de vários contratos, companhias contestam o recebimento de amortizações por investimentos em geração
Baseada em energia hidrelétrica, matriz energética brasileira está sob o impasse tanto da negociação que se aproxima para a renovação de concessões quanto dos atrasos na construção de novas usinas. Segundo relatório da Aneel, 20% das usinas contratadas estão atrasada e não têm previsão alguma para entrar em operação. A falta de construção de linhas de transmissão suficientes também impede o consumo, que apresenta demanda crescente. Enquanto isso, Belo Monte — um dos projetos mais polêmicos em discussão atualmente — tenta buscar novos investidores. (Págs. 1 e P4)
Polêmicas sobre prós e contras de Belo Monte fazem da usina "monte de problemas". (Pág. 1)

Claro investe R$ 1,9 bilhão para manter vice-liderança
Os investimentos serão aplicados em expansão e capacidade da rede para acompanhar o aumento da utilização de celulares inteligentes, cujas vendas cresceram 170% em maio. (Págs. 1 e P22)

Promessa eleitoral de Dilma, juro real de 2% ainda é sonho distante
Para cumprir o que prometeu, a presidente precisa fazer ajustes duros na política econômica e reduzir os juros nominais em seis pontos percentuais em três anos. (Págs. 1 e P36)

Queda de 12% no comércio de imóveis sinaliza desaceleração
Após um ano de elevado crescimento, baseado nas facilidades de crédito e em subsídios do governo, o mercado imobiliário dá sinais de arrefecimento. (Págs. 1 e P12)

Mudanças no Minha Casa, Minha Vida devem recuperar vendas
A segunda edição do programa, lançada ontem, ampliou em 75% os subsídios para a construção de moradias voltadas a famílias de baixa e média renda. (Págs. 1 e P16)

Petrobras e IPT firmam parceria científica para evitar a corrosão no transporte e armazenamento de biocombustíveis (Págs. 1 e P18)

Para o economista Paulo Rabello de Castro, simplificação dos impostos e contenção de gastos do governo podem gerar mais investimentos (Págs. 1 e P10)

Código do Consumidor para os seguros
Projeto de Lei debate padronização de apólices, incluindo direito da vítima de acionar seguradora, e não segurado. (Págs. 1 e P38)

------------------------------

Fique por dentro

Militares apoiam Dilma para manter sigilo eterno = Defesa, Itamaraty, Collor e Sarney defendem projeto; base está dividida = O Ministério da Defesa manifestou apoio ao projeto original do Planalto que mantém o sigilo eterno de documentos oficiais. No Congresso, as Forças Armadas e o Itamaraty comandam o lobby para retirar as limitações ao sigilo, que já haviam sido aprovadas na Câmara. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que apoiará o que for decidido pelo Planalto. O vice-presidente Michel Temer também defendeu a manutenção do segredo para documentos ultrassecretos. Mas a presidente Dilma Rousseff vai ser muito pressionada por entidades da sociedade civil a mudar de posição e, com isso, derrubar o sigilo eterno. Por outro lado, não quer contrariar aliados importantes como os ex-presidentes José Sarney (PMDB-MA) e Fernando Collor (PTB-AL). Nas bancadas, não há consenso. Por enquanto, o Planalto tentará esfriar o debate sobre o tema, para evitar desgaste. (O Globo)O que teme Collor? = Um dos responsáveis pela mudança de posição do Planalto sobre o sigilo foi o ex-presidente da República Fernando Collor (PTB-AL), que se reuniu com Dilma para tratar do assunto. "Os componentes que envolvem o projeto constituem matéria de segurança de Estado", disse Collor. (O Globo)

Fifa terá carta branca para definir gastos com obras da Copa =Entidade poderá exigir reajuste de contratos; medida também vale para Olimpíada = A Fifa e o Comitê Olímpico Internacional terão superpoderes na definição dos gastos com as obras para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016. As duas entidades poderão exigir reajustes nos valores dos contratos das obras para os dois eventos que o Brasil abrigará. Os governos federal, estaduais e municipais brasileiros e as empresas responsáveis pelas construções não terão esse poder. A proposta está no texto básico de medida provisória, em tramitação na Câmara, que cria regras especiais de licitação para apressar a contratação da infraestrutura nos locais onde os dois eventos serão realizados. (O Estado de S. Paulo)Governo decide omitir gastos novos da Copa = O governo recuou da promessa inicial e não divulgará promessa mais na internet todos os gastos com obras e serviços para a Copa, relata Dimmi Amora. A medida vale para novos contratos, com valor estimado de R$ 10 bilhões. Em ofício para o Tribunal de Contas da União, o Ministério do Esporte disse que a prestação de contas dependerá da "conveniência" do Executivo. (Folha de S. Paulo) Decisão do Senado dos EUA beneficia álcool brasileiro = Medida, que também terá de ser aprovada na Câmara, prevê cortar subsidio do governo ao etanol americano = O Senado dos EUA aprovou emenda que elimina subsídio ao álcool americano e tarifa sobre o produto importado, medidas que dificultam a entrada do combustível brasileiro no país. É a primeira vez que cortes em incentivos e tarifas são aprovados em plenário. (Folha de S. Paulo)
Classe média fica mais perto da casa própria = Para turbinar o Minha Casa, Minha Vida, Conselho curador do FGTS aumenta de R$ 4,9 mil para R$ 5,4 mil a renda familiar máxima em financiamentos com juros anuais de 6%, contra a média de 10% praticada no mercado imobiliário. Famílias com rendimento de até R$ 3,1 mil terão subsídio para adquirir imóveis (Correio Braziliense) Temos 6 mil vagas = Levantamento do Estado de Minas em três das maiores agências de emprego da Região Metropolitana de BH constatou 5.967 oportunidades de trabalho em aberto, à espera de candidatos. Os salários variam do mínimo de R$ 545 à faixa de R$ 20 mil. Os postos oferecidos vão de faxineiro a gerente de projetos de construção civil. As dificuldades em preenchê-los são, por um lado, o desinteresse por remunerações mais baixas e, por outro, a falta de qualificação para funções de alta complexidade. (Estado de Minas) Transtorno nos ônibus não depende de greve = Mobilização dos motoristas, na quarta-feira, apenas agravou o que nunca foi corrigido no transporte do Grande Recife. Falta de conforto, superlotação, calor e longa espera nas paradas são alguns dos problemas enfrentados no dia a dia dos passageiros. (Jornal do Commercio) Bombeiros reiniciam mobilização para se separar da Brigada = Tarso Genro anuncia grupo de trabalho para estudar reivindicação da categoria. Proibição de vermelho no uniforme será revogada. (Zero Hora) OIT aprova direitos de domésticas = A OIT aprovou normas que dão direitos iguais a empregados domésticos, como jornada de trabalho. No Brasil, é necessário mudar a lei trabalhista. (O Globo)OIT apoia mais direitos para trabalho doméstico = Organização aprova primeiro instrumento jurídico internacional para legalizar relação trabalhista. No Brasil, sindicatos vão lutar para incluir categoria na CLT. (Jornal do Commercio)
Haddad quer deixar o MEC e se candidatar a prefeito de SP = O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse a dirigentes do PT que está disposto a ser candidato a prefeito de São Paulo. Sem fixar prazos, Haddad afirmou ainda que, mesmo que não dispute a eleição, planeja deixar o governo Dilma Rousseff por ter a sensação de que cumpriu a sua missão. Segundo ele, e hora de alguém com "ideias novas" no MEC. (Folha de S. Paulo) STF pode julgar uso da maconha em culto, avalia Celso de Mello = Relator da ação que liberou as chamadas marchas da maconha, o ministro do STF Celso de Mello sugeriu que o tribunal analise o uso religioso da droga. Ele lembrou que igrejas como o Santo Daime têm permissão para usar psicotrópicos, como o chá de ayahuasca. A permissão está vinculada a "liberdade de crença, de culto, de organização religiosa", disse. (Folha de S. Paulo) Ministro se diz "triste" com prisão de sem-terra = Responsável no governo de Dilma Rousseff pela interlocução com os movimentos sociais, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, ficou "muito triste" e lamentou a prisão, pela Polícia Federal, do líder sem-terra José Rainha Júnior, ontem, em São Paulo. Rainha é acusado de desvio de dinheiro público destinado a programas de reforma agrária. Segundo Carvalho, a prisão "tumultua o processo de reforma agrária" e "a relação com os movimentos". (O Estado de S. Paulo)
Para governo, sentença da OEA não muda Lei da Anistia = Pela primeira vez, o governo Dilma Rousseff afirmou que a Lei da Anistia não permite a punição de envolvidos em crimes de tortura e violação de direitos humanos. A Advocacia-Geral da União reforçou o entendimento do Supremo Tribunal Federal de que a anistia vale para todos os crimes cometidos na ditadura. Com isso, o governo reitera que o Brasil não precisa cumprir a sentença da Organização das Estados Americanos, que condenou o País por não punir os responsáveis por desaparecimentos na Guerrilha do Araguaia. (O Estado de S. Paulo) Ex-jogador Edmundo fica só 18 horas preso = Dezoito horas depois de ter sido preso na capital paulista - por envolvimento num acidente com mortes, no Rio -, o ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo foi solto ontem à noite após conseguir habeas corpus, em decisão liminar. Em 1999 ele havia ficado 24 horas preso. (O Globo) Romário estuda se candidatar à Prefeitura do Rio de Janeiro = O ex-jogador e deputado federal Romário afirmou nesta quarta-feira que estuda se apresentar às eleições de 2012 para a Prefeitura do Rio de Janeiro, informou o portal "UOL".Segundo Romário, a ideia partiu de companheiros de partido, aos quais ele respondeu que poderia aceitar, mas que para isso seria necessário que ele tivesse "uma possibilidade real" de ganhar. "Hoje a Prefeitura de Rio está em boas mãos, e sei que não seria fácil vencer as eleições", disse Romário ao "UOL", para depois lembrar que o atual prefeito, Eduardo Paes, tem altas taxas de popularidade e poderá tentar a reeleição. O ex-jogador admitiu que tem pouca experiência na política, mas considerou que esse fator poderia ser superado. (ESPN)
FHC, 80 anos e muito a dizer = Presidente da República de 1995 a 2002, Fernando Henrique Cardoso completa 80 anos amanhã. O sociólogo voltou a ser destaque nos noticiários após iniciar uma cruzada pela descriminalização das drogas.Mas FHC ainda é um político influente e um acadêmico requisitado."Faço palestras em quatro línguas, sem tradutor", avisa.Em entrevista aos repórteres Denise Rothenburg e Ullisses Campbell, ele relembra sua vida e fala até sobre namoro.Aproveita para criticar o PT, mas elogia Dilma. "Minha maior alegria pessoal foi ter sido eleito duas vezes presidente. Na verdade, a alegria política é que eu fiz muita coisa pelo Brasil" (Correio Braziliense)
Rodoviária vai acabar no Irajá = A Rodoviária Novo Rio não está no projeto de revitalização da Zona Portuária. A área do terminal dará lugar a duas rampas no Elevado do Gasômetro e a vias de mão dupla que vão desafogar o trânsito, informa Flávia Oliveira, na coluna Negócios & cia. A rodoviária se mudaria para um terreno do Dnit, vizinho ao Trevo das Margaridas, em Irajá. (O Globo) INTERNACIONAISCrise da Grécia derruba Bolsas, e dólar sobe = Incertezas políticas na Grécia e temor de calote da dívida derrubaram as Bolsas globais. No Brasil, a Bovespa caiu 1,17% e o dólar subiu a R$ 1,610. O premier Papandreou alertou que há risco de a UE fracassar. (O Globo) Bolívia: Evo enfrenta greves e inflação alta = Pressionado por déficit público e inflação crescente - alimentos aumentaram 50% e a gasolina, 80% - o presidente da Bolívia, Evo Morales, enfrenta agora passeatas e greves, relata José Casado. (O Globo) Al Zawahiri, 59, assume a Al Qaeda e ameaça os EUA = Mais de seis semanas após a morte de Osama bin Laden por militares americanos no Paquistão, o número dois está oficialmente em seu lugar na Al Qaeda. Em comunicados recentes, o médico egípcio Ayman al Zawahiri, 59, atacou os EUA e elogiou revoltas no mundo árabe. O seu paradeiro é ignorado. (Folha de S. Paulo) Após escândalo, congressista americano Anthony Weiner renuncia = O congressista nova-iorquino Anthony Weiner renunciou nesta quinta-feira ao seu cargo na Câmara de Representantes dos Estados Unidos após se envolver em um escândalo sexual pela divulgação de mensagens e fotos inapropiadas em sua conta no Twitter. "Hoje anuncio minha renúncia como representante", disse Weiner em entrevista coletiva no seu escritório em Nova York. Os colegas democratas, incluindo o presidente Barack Obama, estavam pressionando o deputado a renunciar e poupar o partido de mais constrangimento. Em Washington, a líder da minoria democrata no Congresso, Nacy Pelosi --pediu uma investigação ao Comitê de Ética para "determinar se recursos oficiais foram utilizados e houve alguma outra violação das regras da Câmara -- confirmou que o anúncio será feito. As últimas fotos a surgirem na imprensa, no último domingo (12) foram de Weiner seminu na academia de ginástica do Congresso --o que levanta a possibilidade de violações de ética. O jornal "The New York Times" e a rede de TV CNN já haviam informado que Weiner teria afirmado a amigos que iria renunciar depois do escândalo protagonizado na internet]". Weiner teria chegado à decisão de renunciar depois de conversar com sua mulher, Huma Abedin, assessora de Hillary Clinton e que retornou na terça-feira de uma viagem a países africanos. Até o momento, o deputado disse apenas que buscaria tratamento e pediu uma breve licença da Casa dos Representantes. Weiner, está casado há menos de um ano com Abedin, 35, que está grávida. O ex-presidente Bill Clinton oficiou o casamento em julho passado. (Folha de S. Paulo) Milhares fazem manifestação por reformas na educação no Chile = Professores e estudantes foram às ruas de Santiago; passeata é maior desafio do presidente Piñera = Milhares de professores e estudantes fizeram uma passeata nesta quinta-feira, 16, pelo centro da capital do Chile, Santiago, pedindo melhorias na educação pública. Esse foi um dos maiores protestos contra o governo do presidente de centro-direita Sebastián Piñera. Uma grande quantidade de policiais e veículos foi enviada para as ruas para impedir tumultos. A polícia estima que 50 mil pessoas participaram da passeata, mas organizadores afirmaram que foram cerca de 100 mil. Segundo a Efe, 70 mil pessoas saíram às ruas na capital chilena. Com uma grande quantidade de faixas, cartazes e grupos musicais, os manifestantes atravessaram quinze quarteirões, da avenida central Bernardo O'Higgins, expressando seu descontentamento com a educação pública e exigindo mudanças. (O Estado de S. Paulo) WikiLeaks afirma que governo britânico espiona Julian Assange = Site divulgou vídeo sobre a prisão domiciliar de seu fundador e afirma que governo colocou câmeras no local = O site WikiLeaks divulgou nesta quinta-feira, 16, um vídeo sobre a prisão domiciliar de seu fundador, Julian Assange, e afirma que o governo britânico colocou três câmeras de segurança na casa onde vive para espionar o jornalista. O filme, intitulado "Prisão domiciliar", mostra uma das câmeras em frente à residência Ellingham Hall, no condado de Norfolk, no sudeste da Inglaterra, onde Assange cumpre seis meses de liberdade condicional enquanto prossegue seu processo de extradição à Suécia, onde é requerido por supostos crimes de agressão sexual. As câmeras de segurança foram colocadas em dezembro e têm como objetivo registrar quem entra e sai da casa, segundo o WikiLeaks, cujo vídeo foi divulgado na versão digital do jornal britânico The Daily Telegraph. (O Estado de S. Paulo) ECONOMIAOnda conservadora nos EUA corta gastos e ajuda o Brasil = Políticos conservadores venceram duas importantes votações ontem no Congresso americano pelo corte de subsídios agrícolas. Foi o primeiro passo de um processo legislativo que poderá ser benéfico ao Brasil, com a eliminação de barreiras comerciais impostas pelos Estados Unidos a produtos brasileiros.
No Senado, foi aprovada emenda que derruba os subsídios de US$ 0,45 por galão aos produtores americanos de etanol e também a tarifa de importação de US$ 0,54 por galão do produto. Para entrar em vigor, o dispositivo ainda precisa passar pela Câmara. (Valor Econômico) Empresas de energia tentam garantir concessões de usinas = Com a proximidade do vencimento de vários contratos, companhias contestam o recebimento de amortizações por investimentos em geração = Baseada em energia hidrelétrica, matriz energética brasileira está sob o impasse tanto da negociação que se aproxima para a renovação de concessões quanto dos atrasos na construção de novas usinas. Segundo relatório da Aneel, 20% das usinas contratadas estão atrasada e não têm previsão alguma para entrar em operação. A falta de construção de linhas de transmissão suficientes também impede o consumo, que apresenta demanda crescente. Enquanto isso, Belo Monte — um dos projetos mais polêmicos em discussão atualmente — tenta buscar novos investidores. Polêmicas sobre prós e contras de Belo Monte fazem da usina "monte de problemas". (Brasil Econômico) BC vê inflação melhor, mas teme crédito = Ata do Comitê de Política Monetária do Banco Central divulgada ontem mostra melhora no quadro inflacionário, sem, no entanto, abandonar a preocupação com o crescimento da demanda de bens e serviços acima da capacidade de oferta, além dos possíveis excessos de aumentos nos salários e no crédito. O mercado aposta em mais uma elevação na Selic em julho, de 0,25 ponto porcentual, para. 12,50% ao ano. (O Estado de S. Paulo) Tempo adverso para ofertas de ações = Procuram-se investidores. Com a operação da empresa de petróleo Perenco, que ontem colocou seus papéis na rua, há no mercado sete ofertas de ações em andamento, num momento em que a bolsa não encontra compradores suficientes nem mesmo para os ativos existentes. São R$ 3,8 bilhões a R$ 5,8 bilhões em títulos novos a serem colocados - e o volume não inclui outras sete empresas que também estariam prontas para fazer suas ofertas antes das férias de verão no Hemisfério Norte, quando o mercado internacional fica esvaziado. Ainda que todas as operações obtenham sucesso, as colocações nos sete primeiros meses do ano serão mais fracas que as do mesmo período de 2011 no volume total de captação. Até o momento, foram feitas 13 ofertas na BM&FBovespa - sete aberturas de capital e seis colocações subsequentes. Essas distribuições movimentaram R$ 11,6 bilhões. Considerando todas as companhias que já iniciaram os trabalhos de distribuição, a soma das operações pode chegar a 20 empresas, com giro de até R$ 17 bilhões. Em 2010, até julho, foram 8 estreias na bolsa e 7 colocações subsequentes, com movimento de R$ 23, 5 bilhões. (Valor Econômico) Muda regra para fundo imobiliário = Uma revisão das regras contábeis dos fundos imobiliários colocada ontem em audiência pública pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pretende tornar obrigatória a atualização do valor dos imóveis em carteira destinados à renda nas demonstrações financeiras anuais. A intenção é aumentar a transparência e padronizar a forma de contabilização. Hoje, segundo o gerente de Normas Contábeis da CVM, José Carlos Bezerra da Silva, os fundos têm a obrigação de reavaliar seus imóveis para renda anualmente, mas é decisão do administrador fazer o ajuste no balanço. (Valor Econômico) Advogados reagem à MP da Copa = Advogados e especialistas criticam o texto da Medida Provisória que adota o Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para obras da Copa e da Olimpíada, aprovado na noite de quarta-feira na Câmara. O principal questionamento diz respeito à amplitude da MP, que abre brechas para que obras não relacionadas aos eventos possam ser beneficiadas pela flexibilização. "Não só estádios, mas estradas e até o trem-bala podem usar o RDC", diz o advogado Rodrigo Alberto Correa da Silva. Em nota, a União dos Auditores Federais de Controle Externo destaca que "é mais complicado, demorado e custoso resgatar recursos públicos que já foram aplicados indevidamente do que evitar que eles sejam gastos de maneira irregular". (Valor Econômico) Encomenda da Vale pode ir para China = Uma concorrência aberta pela Vale para a construção de embarcações fluviais, com um valor estimado pelo mercado em cerca de US$ 300 milhões, está preocupando a indústria naval nacional, que teme perder a encomenda para a China e a Argentina. A empresa lançou licitação internacional para contratar 128 barcaças e 8 empurradores, comboios que vão operar na hidrovia Paraná-Paraguai. No meio empresarial e no governo circulam informações segundo as quais a Vale poderá contratar as embarcações com chineses e argentinos, uma vez que as cotações dos estaleiros nacionais são mais elevadas. Consultada, a Vale negou que já tenha tomado uma decisão. (Valor Econômico) Sucesso econômico criou novos problemas = A economia brasileira passa por um momento de definições importantes que, certamente, vão influenciar a próxima década. Uma gama nova de problemas terá de ser enfrentada pelo governo e pelo setor privado, a maioria deles derivada do sucesso econômico dos últimos anos. Uma nova economia em um mundo diverso do que prevaleceu por muitas décadas exige uma nova agenda para encararmos com sucesso o futuro de nossa sociedade. Não perceber isso pode nos levar à perda de uma oportunidade histórica.
A inflação no Brasil neste início de governo Dilma, por exemplo, é um fenômeno complexo que precisa ser dissecado a partir de três grupos de forças autônomas. Algumas são de natureza interna e podem ser administradas por medidas de política econômica ao alcance do governo. Outras derivam de uma situação internacional especial, a respeito das quais pouco o governo pode fazer. Finalmente, pesam sobre a inflação de hoje alguns problemas de comunicação por parte dos novos dirigentes do Banco Central brasileiro que afetaram as expectativas inflacionárias. (Valor Econômico)

CIÊNCIA= Uma lâmpada em uma central de bombeiros na Califórnia está acesa há 110 anos e ninguém sabe como ou por que ela ainda não parou de funcionar. A lâmpada foi acesa em 1901 na cidade de Livermore, norte da Califórnia e foi apagada apenas por alguns cortes de energia e a mudança de prédio dos bombeiros em 1976. A lâmpada famosa e misteriosa tem até um comitê formado em seu centenário.== O presidente é o chefe de divisão dos bombeiros aposentado, Lynn Owens. Ele conta que ninguém sabe como é possível uma lâmpada funcionar por tanto tempo. Cientistas de todos os Estados Unidos já foram ver a lâmpada, que faz parte do livro Guinness World Record e já virou atração turística de Livermore. A lâmpada foi criada por um inventor chamado Adolphe Chaillet, que foi convidado pelo governo do Estado de Ohio para fundar uma fábrica de lâmpadas no século dezenove. Steve Bunn, que faz parte do comitê do centenário, conta que sua fabricação, à mão, deu muito trabalho. Ao observar seu filamento, Bunn notou a palavra 'no' (não, em inglês). Mas quando olhou de outro jeito, viu que de fato ela dizia 'on', (ligada em inglês)". AMBIENTE ERÓTICO= Nurit Bensusan do blog Nosso Planeta levanta algumas propostas: O que você acha da frase: "salvar o planeta é sexy"? Ou algo como "vamos fazer nosso planeta mais verde e com mais sexo positivo"? Ou ainda, você não concordaria com essa pergunta: sexo é sempre usado como atrativo para nos fazer comprar todos os tipos de produtos e ideias da pior qualidade, por que não usá-lo para uma boa causa? Segundo a blogueira, essa é a proposta da organização norueguesa Fuck for Forest, uma entidade erótica, ecológica e sem fins lucrativos.== A ideia é mostrar "a beleza do amor, a nudez e as aventuras sexuais reais para direcionar a atenção e coletar dinheiro para a natureza ameaçada". Com suas aventuras sexuais, na Noruega, na Alemanha e até mesmo no Brasil, o Fuck for Forest (ou FFF) conseguiu captar recursos para apoiar pequenos projetos pelo mundo. Há duas formas de contribuir com o FFF. Através da "Porn Aid", você se torna um "ativista erótico pelo FFF", doando fotos e vídeos feitos com e pela própria pessoa. A outra forma é doar dinheiro, o que também dá acesso a área restrita dos membros, onde há bastante fotos e vídeos eróticos. Para conhecer melhor o FFF, visite seu site: http://www.fuckforforest.com/. Lá você entende como as orientações sexuais podem estar completamente alinhadas com a natureza. CURIOSIDADE= O único temor de Abracourcix, chefe da tribo de gauleses de Asterix e Obelix, era que o céu caísse sobre sua cabeça. Mas quem sofria mesmo com pancadas no cérebro eram os "loucos" dos romanos dos quadrinhos dos franceses René Goscinny e Albert Uderzo. Levantamento publicado Jornal Europeu de Neurocirurgia "Acta Neurochirurgica" contabilizou 704 casos de traumas cerebrais nos quadrinhos de Asterix e Obelix. Destas, 698 eram homens e 64% romanos. A grande maioria dos algozes, claro, era formada pelos "indomáveis" gauleses (87%), com Asterix e Obelix respondendo por mais da metade (57,5%) das agressões.== Apenas 32 pancadas na cabeça foram dadas pelos romanos e uma por um pirata. E, embora 70,5% das vítimas usassem capacetes, eles foram perdidos "na maior parte dos casos", relatam os pesquisadores. Tendo como base sinais como olhos roxos (equimoses periorbitais) e "línguas tortas para fora da boca" (paralisia do nervo hipoglosso), os pesquisadores também classificaram a seriedade dos ferimentos segundo a escala padrão de coma de Glasgow. 390 foram avaliados como traumas severos. Para felicidade dos legionários romanos, não foi registrado nenhum caso em que as pancadas tenham deixado danos permanentes ou levado à morte. = Os fãs de Harry Potter entraram em frenesi depois que a criadora do bruxinho, Jessica Rowling, lançou um misterioso novo site. Por enquanto, a página Pottermore.com , mostra apenas a palavra "Pottermore" em um fundo cor-de-rosa, com a promissora inscrição "Em breve". O lançamento aconteceu exatamente um mês antes da estreia do último filme da saga, "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2", que chega aos cinemas no dia 15 de julho.== Uma conta no Twitter, @Pottermore , também foi lançado e já tem quase 30 mil seguidores. Os fãs da saga foram guiados para o novo site na quarta-feira, após a gincana "Secret Street View", em que dez páginas criadas por aficionados davam coordenadas que levavam a uma letra. Juntas, elas formavam a palavra Pottermore. A expectativa é que o projeto seja a aguardada enciclopédia sobre o universo do bruxinho. Os livros da série Harry Potter venderam mais de 400 milhões de cópias pelo mundo, enquanto os sete filmes lançados até agora arrecadaram mais de US$ 10 bilhões em bilheteria. CINEMA= Meia-Noite em Paris traz nas telonas, a primeira-dama da França Carla Bruni. No novo longa de Wood Allen, todo gravado na cidade francesa, Gil é um roteirista de Hollywood que está passando férias em Paris com a família da sua noiva, Inez. Gil adora voltar à Cidade Luz e sonha em viver nos anos 20, quando Scott Fiztgerald, Ernest Hemingway e Pablo Picasso circulavam pela cidade. Certa noite, Gil misteriosamente realiza esse sonho. = Para os saudosos fãs... Mamonas pra Sempre! O documentário registra a história da banda Mamonas Assassinas, cuja meteórica carreira foi interrompida por um acidente aéreo. = O diretor Pedro Urano consegue enfim que seu doc Estrada Real da Cachaça entre no circuito do cinema. O longa faz o percurso da antiga Estrada Real, entre o Norte de Minas Gerais e o litoral fluminense, com o objetivo de mapear a presença da cachaça na cultura brasileira. = Em Vênus Negra, produção ítalo-franco-belga, Saartjie deixa a África do Sul para expor seu corpo às audiências dos freak shows de Londres. Livre e escravizada ao mesmo tempo, ela se torna um ícone nos subúrbios da cidade. = Top Models - Um Conto de Fadas Brasileiro, mostra a história de 24 modelos que se destacaram nas passarelas do Brasil e do mundo, desde o início da carreira, as dificuldades, os colegas de profissão, os principais desfiles e a fama. = E a dica de diversão para os Fiéis: 4x Timão - A Conquista do Tetra Corinthiano, narra a saga do tetracampeonato brasileiro do Corinthians através de quatro linhas narrativas independentes, protagonizadas por quatro ídolos do time de diferentes épocas. LOCAISPolícia prende suspeito de participar de crime na USP = A Polícia Civil prendeu na noite desta quinta-feira o homem acusado de participar do assassinato do estudante da USP Felipe Ramos Paiva, 24, morto dentro da universidade. Irlan Graciano Santiago, 22, havia se apresentado à polícia no último dia 9 e liberado, já que a prisão não foi em flagrante e Santiago não tem antecedentes criminais. Ele confessou participação no crime. Agora, com a prisão preventiva decretada pela Justiça, Santiago foi preso pela Divisão de Capturas da Polícia Civil, por volta das 21h30, na favela São Remo, ao lado da Cidade Universitária. (Folha de S. Paulo) Bingo é fechado = Um bingo que funcionava em uma sobreloja na avenida Anacé, no Jardim Umarizal, zona sul de São Paulo, foi fechado por policiais militares, por volta das 2h desta sexta-feira. No local, foram apreendidas 40 máquinas de videobingo e dezoito pessoas foram levadas para o 37º Distrito Policial do Campo Limpo, onde o caso foi registrado. Elas serão liberados depois de prestarem depoimento. (Folha de S. Paulo) Pinguim é encontrado em rodovia na região de Ubatuba = Animal estava sujo de óleo e aparentemente desnutrido e debilitado = A Polícia Rodoviária Federal resgatou um pinguim na região de Ubatuba, litoral norte de São Paulo, por volta das 11h desta quinta-feira, 16. Os agentes foram notificados de que havia um pinguim na altura do km 29 da rodovia Governador Mário Covas (BR-101), onde fica o acesso à praia do Prumirim. No local, foi constatado que o animal estava sujo de óleo e aparentemente desnutrido e debilitado. O pinguim foi resgatado e levado ao aquário de Ubatuba, onde passará por veterinários antes de ser reintegrado ao seu habitat natural. (O Estado de S. Paulo)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016