Atualidades - 15/07/2011

Destaques



MANCHETES DOS JORNAIS                       15/07/2011

Folha de SP = Obama pressiona Congresso para evitar dar calote
O Estado de SP = Mulher de diretor do Dnit tem contratos para rodovias
O Globo = Medo de calote leva China a pedir responsabilidade aos EUA
Correio Braziliense = Reforço no caixa dos aposentados
Estado de Minas = Agora é melhor trabalhar no Brasil
Valor Econômico = Usinas terão de garantir abastecimento de álcool
Brasil Econômico = Interoceânica Sul abre portos do Pacífico para produtos brasileiros
Zero Hora (P. Alegre) = MP e TCE investigam contratos de pardais em 58 municípios
A Tarde (Salvador) = Governo define cronograma para pagar a aposentados
O Povo (Fortaleza) = Ministério Público investiga caso dos banheiros
Jornal da Tarde (SP) = SP tem 20 mil vagas de primeiro emprego

Diário Catarinense (Florianópolis) = Adolescentes tinham material de pedofilia
Gazeta do Povo (Curitiba) = Grandes redes detêm 60% das vendas em Curitiba
Jornal do Commercio (Recife) = Mortos antes da explosão



15 de julho de 2011
O Globo

Manchete: Medo de calote leva China a pedir responsabilidade aos EUA
Sob pressão política, Obama promete corte de US$ 1,5 tri no déficit

A Casa Branca anunciou ontem ter chegado a um acordo com a oposição para garantir um corte de US$ 1,5 trilhão no déficit americano. A medida é considerada essencial para conseguir aprovar no Congresso a elevação do teto da dívida americana, ainda em julho. Se isso não acontecer, o governo Obama já não teria como pagar US$ 134 bilhões em despesas no mês de agosto. Enquanto isso, temendo um calote, a China, maior credor de títulos dos EUA, com quase um terço dos papéis emitidos pelo Tesouro americano, cobrou posturas mais responsáveis. (Págs. 1, 23 e 24 e Merval Pereira)

`Milagre'na Itália
O Senado italiano aprovou um plano de austeridade, que prevê corte de 79 bilhões de euros, firmado pelo governo com a Comissão Europeia. O presidente Giorgio Napolitano disse que foi "um milagre". (Págs. 1 e 25)
Foto legenda: Estudantes enfrentam polícia em Santiago
Um estudante golpeia um policial com uma vara, enquanto outros se protegem com seus escudos, durante um protesto no Centro de Santiago por reformas no ensino. Um policial foi queimado ao ser atingido por um coquetel molotov em frente à Embaixada do Brasil. (Págs. 1 e 31)
Foto legenda: Enquanto isso no Brasil...
Ao lado do ex-presidente Lula, que voltou a atacar a imprensa, o presidente da UNE discursa no congresso da entidade, patrocinado pelo governo e por estatais. (Págs. 1 e 12)
Caso Lalau: União retoma parte do dinheiro
A União conseguiu reaver R$ 54,9 milhões dos R$ 169 milhões desviados da construção da sede do TRT de São Paulo, um dos maiores escândalos de corrupção nos anos 90. O ex-senador Luiz Estevão, dono da construtora envolvida, já cumpriu a sentença da Justiça Federal e depositou o dinheiro. Segundo o governo, é o maior valor recuperado em casos de corrupção. (Págs. 1 e 3)
Até família de Jean Charles foi grampeada
A família do brasileiro Jean Charles de Menezes, morto por engano pela polícia de Londres, em 2005, estuda processar Rupert Murdoch após suspeitas de ter sido vítima de grampos telefônicos de tabloide. O magnata vai depor no Parlamento e suas perdas já seriam de US$ 6 bilhões. (Págs. 1 e 30)
INSS pagará atrasados a partir de outubro (Págs. 1 e 3)

Chávez vem tratar câncer no Brasil
O venezuelano Hugo Chávez aceitou o convite da presidente Dilma Rousseff e fará tratamento contra o câncer no Brasil, informou a agência Reuters. O chanceler venezuelano esteve ontem em Brasília para discutir detalhes da vinda do presidente com Dilma. (Págs. 1 e 31)
Após explosões, CEG renovará 5% da rede
Apesar de negar responsabilidade pela explosão de bueiros da Light, a CEG anunciou que vai renovar o equivalente a 5% de toda a rede subterrânea, que é antiga, no Centro e em Copacabana. As obras, que se prolongariam até 2013, serão aceleradas, começando ainda este mês. (Págs. 1 e 14)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Obama pressiona Congresso para evitar dar calote
Presidente dos EUA tenta ampliar limite da dívida do país; China pede que Washington proteja seus credores

Em meio a pressões internas e externas, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse a líderes do Congresso que chegou ao seu limite no debate para ampliar o teto da dívida do país. O ultimato ocorreu em reunião após a agência Moody's ameaçar rebaixar a nota da dívida.

A Standard & Poor's, outra agência de classificação de risco, cogita fazer o mesmo. A dívida atingiu o limite imposto pelo Congresso, de US$ 14,3 trilhões. Se estourá-lo, o governo terá de escolher o que não pagar, e um calote nos títulos do Tesouro seria inédito nos EUA.

A China, seu maior credor externo, pediu a adoção de políticas responsáveis pro investidores - o Brasil tem dois terços das reservas internacionais em papéis dos EUA. Para Ben Bernanke, presidente do Fed, um calote "criaria choque financeiro muito severo". (Págs. 1 e Mundo) 
Tablóide pode ter grampeado primo de Jean Charles
Um primo de Jean Charles, o mineiro morto a tiras por engano em Londres, em 2005, foi informado pela polícia britânica de que pode ter tido seu telefone grampeado por repórteres do tabloide "News of the World".

O FBI investiga se vítimas do 11 de Setembro foram monitoradas. (Págs. 1 e Mundo A19)
Senado italiano aprova corte de gastos de € 79 bi
O Senado italiano aprovou ontem cortes de gastos e aumento de despesas de € 79 bilhões até 2014. O pacote, maior que o esperado, vai agora à Câmara.

O esforço para zerar o déficit de 4,6% do PIB atingirá as famílias em especial. Serão congeladas pensões e aposentadorias. (Págs. 1 e Mundo A18)
Chávez diz a Dilma que virá ao Brasil se tratar de câncer (Págs. 1 e Mundo A20)

Indicado de Valdemar atua em ministério sem ter cargo
Sem ser nomeado, Frederico Augusto de Oliveira Dias despacha desde 2008 no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), por indicação do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP). Dias negocia com prefeitos e Estados.

Luiz Antonio Pagot, diretor afastado, disse que Dias é um "boy". (Págs. 1 e Poder A4)
Cônjuge perderá direito ao imóvel se sumir de casa
Casado ou em união estável que sair de casa e não voltar em dois anos perderá o direito sobre o imóvel, se não registrar em carta que planeja dividir o local no futuro. A mudança no Código Civil é para imóveis urbanos de até 250 m². (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Luiz Estevão vai ter de devolver à União R$ 55 mi (Págs. 1 e Poder A7)

Aposentados vão receber revisão em parcela única (Págs. 1 e B8)

Preço do litro de leite deve subir até 10% neste mês (Págs. 1 e B6)

Marina Silva: Sociedade deve fazer valer sua vontade política
É preciso que a sociedade tome nas mãos o que é seu e faça valer sua vontade. Inclusive a vontade de mudar o sistema político. (Págs. 1 e Opinião A2) 
Moisés Naím: Desilusão da classe média é barril de pólvora
As frustrações da classe média, que cresce nos países pobres e encolhe nas nações ricas, são politicamente inflamáveis. (Págs. 1 e Mundo A21)
Editoriais
Leia "Educação inferior", sobre projeto que elimina exigência de titulação acadêmica para professores, e "Barganhas televisivas", acerca das concessões. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Mulher de diretor do Dnit tem contratos para rodovias
Construtora venceu licitações de R$ 18 milhões, em Roraima, para recuperação de estradas federais

A Construtora Araújo Ltda., da mulher de José Henrique Sadok de Sá, diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), tem contratos que somam pelo menos R$ 18 milhões para obras em rodovias federais entre 2006 e 2011, todas vinculadas a convênios com o órgão. Sadok acumula o cargo de diretor-geral interino do Dnit em substituição a Luiz Antonio Pagot, em férias após ameaça de ser afastado em meio ao escândalo de corrupção nos Transportes. A construtora de Ana Paula Batista Araújo, mulher de Sadok de Sá, cuida de obras nas rodovias BR-174; BR-432 e BR-433, todas em Roraima e vinculadas a convênios com o Dnit. Os contratos tiveram aditivos, que aumentam prazos e valores. Sadok de Sá disse que os contratos são com o governo de Roraima e foram realizados por meio de licitação. (Págs. 1 e Nacional A4)


José H. Sadok de Sá
Diretor-Geral interino do Dnit
"Ela (Ana Paula) não está ganhando porque eu sou o diretor executivo. Não vou poder proibir uma empresa de exercer o seu direito" 
FBI investiga Murdoch por grampear vítimas do 11/9
O escândalo das escutas ilegais na Grã-Bretanha chegou aos Estados Unidos. O FBI (polícia federal americana) abriu uma investigação para saber se o News Corp., grupo comandado por Rupert Murdoch, grampeou os telefones de vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001. Na semana que vem, Murdoch vai ao Parlamento britânico falar dos grampos. (Págs. 1 e Internacional A10) 
Lula defende Dilma e ataca a imprensa
Em evento da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Goiânia, o ex-presidente Lula voltou a criticar a imprensa "Saí há seis meses do governo e eles não saem do meu pé"; afirmou Lula, acusando jornalistas de criarem suposta discórdia entre ele e sua sucessora, Dilma Rousseff. Ele defendeu o governo e chegou a sugerir que a presidente concorra à reeleição em 20l4. (Págs. 1 e Nacional A11)
Foto legenda: Estudantes voltam às ruas no Chile
Policial prende estudante em Santiago, onde milhares voltaram às ruas para pedir mais subsídios para a educação pública na frente do palácio presidencial, a manifestação foi contida com gás lacrimogêneo e jatos de água. (Págs. 1 e Internacional A14)
Chávez vai tratar câncer no Brasil
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, aceitou a oferta de sua colega brasileira, Dilma Rousseff, para se tratar do câncer no Hospital Sírio-Libanês, em SP. (Págs. 1 e Internacional A14)
Caso TRT-SP: União recupera R$ 55 milhões (Págs. 1 e Nacional A6)

Fisco cria 'viciados' em parcelar dívidas (Págs. 1 e Economia B1)

Celso Ming
O impasse dos EUA

A quebra dos EUA parece improvável, mas a elevação do teto da dívida não soluciona a rápida deterioração das condições fiscais do país. (Págs. 1 e Economia B2)
Dora Kramer
A mão que afaga

Dilma precisa com urgência arrumar um jeito de driblar as crises com propaganda mais eficaz. O PT está com saudade do modo de Lula. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
Uma LDO mal-arrumada

Há boas novidades na LDO, mas o conjunto é uma colcha de retalhos mal costurados. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Reforço no caixa dos aposentados
Metade do 13º sai em setembro. E os atrasados devidos a 131 mil inativos serão pagos de uma só vez , a partir de outubro. Veja dicas de como usar o dinheiro

Previdência decidiu liberar primeiro a recomposição salarial de quem tem até R$ 6 mil a receber. Embora feito em única parcela, o pagamento será escalonado em três anos. O aposentado Antônio Fernandes de Moura, 81 anos, ainda não sabe o que fará com o dinheiro extra. "Primeiro vou receber para depois ver o que fazer com ele", diz. (Págs. 1 e 9)
Justiça retoma R$ 55 milhões de Luiz Estevão
Dinheiro que sairá do Grupo OK para os cofres do Tesouro Nacional teria sido desviado da construção de fórum trabalhista em São Paulo, no escândalo de corrupção que ficou conhecido como o Caso Lalau (Págs. 1 e 7)
Grampo no caso Jean Charles
Primo do brasileiro assassinado em Londres, em 2005, pode ter sido espionado pelo tabloide News of the World. (Págs. 1 e 16)
Donos de terreno brigam com CGU
O caso está na Justiça. Eles têm alvará e querem construir, mas controladoria usa lote no Setor de Autarquias Sul como estacionamento. (Págs. 1 e 23)
Risco de R$ 1 bi sem o Pró-DF
Empresas da cidade podem ser obrigadas a devolver esse valor ao governo após o STF proibir os incentivos fiscais. (Págs. 1 e 21)
A nova cartada de Jaqueline
Apostando numa vitória no plenário da Câmara dos Deputados, parlamentar do PMN-DF desiste de apresentar recurso à CCJ contra a cassação. (Págs. 1 e 22)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Usinas terão de garantir abastecimento de álcool
Em meio a ameaças de intervenção mais drástica do governo no mercado de etanol, as maiores usinas de açúcar e álcool do país começaram a negociar contratos de longo prazo para importação do biocombustível como uma tentativa de garantir, de forma preventiva, o abastecimento do mercado interno na entressafra. O governo prevê uma redução de até 15% na oferta de etanol neste ano. Os usineiros do Centro-Sul do país avaliam um recuo próximo a 12%. Diante disso, a presidente Dilma Rousseff mantém a decisão de reduzir, de 25% para 18%, a mistura do etanol anidro na gasolina.

A iniciativa dos usineiros, ainda em gestação, combina com uma determinação da presidente Dilma Rousseff, que "não abre mão", segundo um ministro, de exigir a celebração de contratos de longo prazo entre usinas e distribuidoras do combustível. (Págs. 1 e B12)
Incerteza reduz os ganhos dos multimercados
Desde o estouro da crise financeira internacional na segunda metade de 2008, que interrompeu um ciclo de pelo menos cinco anos de bonança, os fundos de investimentos multimercados nunca mais foram os mesmos, apesar da flexibilidade para operar em diversos segmentos como o de juros, câmbio e bolsa. De um universo de 300 fundos, apenas 96 conseguiram superar o CDI - juro interbancário que serve de referência para a aplicação - nos últimos 12 meses terminados em junho.

Entre os gestores que entregaram retorno acima do referencial nos últimos 12 meses, prevaleceram estratégias de valor relativo como a arbitragem com ações, apostas em crédito privado e títulos indexados à inflação. É uma questão conjuntural, avalia o estrategista da gestora de fundos do BTG Pactual, João Scandiuzzi. "O mundo ficou mais complicado depois da crise". (Págs. 1 e D1)
Alcoa faz alerta sobre energia
Em rápida passagem por Brasília, o presidente mundial da Alcoa, Klaus Kleinfeld, deixou uma mensagem contundente ao governo brasileiro: o país tem de remover barreiras que travam novos investimentos na indústria de alumínio, e o custo elevado da energia é a principal delas. A mudança no código de mineração, que pode aumentar o valor pago em royalties sobre a bauxita, a matéria-prima básica do alumínio, é outro ponto crítico.

A tarifa de energia cobrada no Brasil para indústrias é "absolutamente não competitiva" para produção de alumínio, disse ao Valor o executivo. Paga-se hoje US$ 70 o MW-hora no país, em comparação a US$ 27 dez anos atrás. Segundo Kleinfeld, que é CEO global desde abril de 2010, o preço médio pago pela Alcoa no mundo é de US$ 35 o MW-hora. (Págs. 1 e B1)

Foto legenda: Klaus Kleinfeld, presidente mundial da Alcoa, faz visita relâmpago a Brasília: energia no Brasil é "absolutamente não competitiva"
Os acertos e indecisões do governo Dilma
Em seus primeiros seis meses, o governo da presidente Dilma Rousseff manteve o PAC em movimento, a inflação sob controle e o desemprego em baixa. Mas ficou marcado pela "inoperância e indecisão" política, segundo os próprios aliados, entre eles ministros de Estado e setores de cúpula do PT e do PMDB.

O governo saiu chamuscado em operações polêmicas, como a licitação do trem-bala e a fusão dos grupos Carrefour e Pão de Açucar. Nesse último caso, só ao fim do processo se soube que a presidente sempre fora contrária à participação do BNDES no negócio, que fora tocado de maneira autônoma pelo presidente do banco. (Págs. 1 e A9)
Receita reduz a venda de antibióticos
A exigência de receita médica para a compra de antibióticos, desde novembro, reduziu em 27% a venda desses medicamentos. O levantamento foi feito pelo Sindicato das Indústrias Farmacêuticas, a pedido do Valor, sobre o consumo no país de 50 principais antibióticos. A queda chega a 40% se forem considerados apenas os três antibióticos mais vendidos - amoxicilina, cefalexina, azitromicina.

O segmento de antibióticos movimenta cerca de R$ 2,1 bilhões por ano. Se não houver uma recuperação, o setor terá perda de faturamento de quase R$ 600 milhões neste ano. (Págs. 1 e B8)
Advogados monitoram redes sociais
Com o monitoramento do site de relacionamentos Orkut, uma empresa de confecções conseguiu na Justiça do Trabalho livrar-se de uma acusação de assédio moral por poder comprovar que a ex-funcionária tinha marcado um encontro com uma testemunha do caso, cujo depoimento foi então descartado pelo juiz.

Exemplos como esse começam a tornar-se mais comuns no Judiciário. Informações em redes sociais - como o Orkut e o Facebook - estão sendo monitoradas por empregadores e advogados para serem usadas principalmente em processos trabalhistas. (Págs. 1 e E1)
Murdoch nega que colocará jornais à venda
Em seus primeiros comentários públicos significativos sobre o escândalo do tabloide que envolveu seu império de comunicações, o presidente da News Corp., Rupert Murdoch, defendeu vigorosamente a maneira como a empresa tem administrado a crise e disse que vai estabelecer um comitê independente para "investigar cada acusação de conduta inapropriada". Murdoch disse ao "Wall Street Journal" que a News Corp. tem lidado com a crise "extremamente bem de todas as maneiras possíveis", cometendo apenas "pequenos erros". A News Corp. é dona do "Wall Street Journal".

Murdoch disse que os danos à companhia "não são nada que não se possa recuperar". Pessoas próximas do grupo haviam dito que ele tinha considerado uma separação ou venda de jornais. Murdoch classificou essas afirmações de "puro lixo". "Lixo puro e total (...) Dê a isso a negação mais forte possível que você possa dar." (Págs. 1, B3 e B9)
À espera do dia em que a China tomará café
O velho sonho de todo produtor de café, de que cada chinês tome ao menos uma xícara da bebida por dia, ainda está longe de virar realidade. Ao contrário do que se pode ver no mundo das commodities, da soja ao petróleo, o efeito da demanda chinesa sobre esse mercado ainda é irrelevante. Nos últimos anos, foram os consumidores tradicionais - Europa, EUA e Japão - os responsáveis pelo aumento nas exportações brasileiras, que bateram recorde na temporada 2010/11, com 34 milhões de sacas. Os embarques para a China dobraram, mas não passaram de 40 mil sacas. (Págs. 1 e B12)
Senado italiano aprova pacote e ministro pede um bônus europeu (Págs. 1 e A14)

Importação x emprego
A concorrência do produto importado provocou queda no nível de emprego da indústria paulista em três dos 22 setores pesquisados pela Fiesp - calçados, vestuário e têxteis - no primeiro semestre do ano ante o mesmo período de 2010. (Págs. 1 e A4)
Marca Webjet deve sobreviver
A Gol informou ao Cade que não pretende usar a marca Webjet, pois ela deve continuar com a CVC para serviços relacionados ao turismo. Com isso, o mercado de aviação perde uma marca "low cost". (Págs. 1 e B4)
Correios investem R$ 4 bi
O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, disse ontem que a companhia planeja investir R$ 4 bilhões entre 2012 e 2015. Parte dos recursos virá dos R$ 2,3 bilhões que serão repassados pelo Banco do Brasil por causa do Banco Postal. (Págs. 1 e B4)
Esperada alta da Selic
O mercado chega as vésperas da reunião do Copom com consenso quanto à decisão: 35 economistas esperam alta da Selic em 0,25 ponto percentual. A dúvida é se o ciclo de aperto continua. (Págs. 1 e C1)
Rodízio de auditores
Rodízio obrigatório de auditores independentes nas companhias abertas, que volta a valer a partir do próximo ano, pode ter seu prazo ampliado de cinco para dez anos, conforme proposta em audiência publica da CVM. (Págs. 1 e D3)
Ideias
Claudia Safatle
Governo Dilma se debate entre os objetivos conflitantes de controlar a inflação e frear a apreciação do real. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Cláudio Gonçalves Couto
Pode ser até mesmo contraproducente restringir os cargos de direção no governo a funcionários de carreira. (Págs. 1 e A9)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Agora é melhor trabalhar no Brasil
Realizar o sonho de voltar para casa e ainda receber salário muito maior do que no exterior. De cada 10 profissionais interessados em trabalhar no país, sete são brasileiros. Por trás dessa reviravolta estão o crescimento da economia nacional, com geração de mais empregos, a valorização do real e uma política agressiva de benefícios, que inclui até 40 salários de bônus. Executivos ganham até US$ 243 mil anuais no Brasil, à frente de Nova York (US$ 213 mil) e Londres (US$ 170 mil). Entre as capitais, BH ocupa o terceiro lugar, com valores que vão de R$ 25 mil a R$ 50mil mensais, atrás de Rio e São Paulo. (Págs. 1 e 12)
Foto legenda: Primo de Jean processa tabloide
Alex Pereira confirma que teve o telefone grampeado pelo jornal inglês News of the World após o mineiro Jean Charles ser assassinado por policiais em estação de metrô em Londres. (Págs. 1 e 17)
Dilma quer divisão justa de royalties
Presidente apoia distribuição equilibrada entre produtores e não produtores de petróleo, defendida por governadores. Se houver consenso, prefeituras mineiras e o estado vão receber mais recursos. (Págs. 1, 3 e editorial, na 10)
Governo abre negociação com servidor
Estado apresenta nova proposta salarial para o funcionalismo público com aumento de 5% em outubro mais 5% em abril de 2012. Categorias decidem hoje em assembleia se fecham acordo. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Mortos antes da explosão
Ao reconhecer os corpos de sete dos 16 mortos na queda do avião da Noar Linhas Aéreas, em um terreno vazio de Boa Viagem, na quarta-feira, peritos do IML constataram que as vítimas foram a óbito no momento do impacto da aeronave com o solo

Foto legenda: Muita dor
Flores foram deixadas no local do acidente, ontem pela manhã, bem perto dos escombros da aeronave. No velório do copiloto Gonçalves, parentes sofrem com a perda

Primeiros enterros serão hoje
Os quatro corpos já liberados pelo IML foram do copiloto Roberto Gonçalves e dos passageiros Ivanildo Santos Filho, Marcelo Campelo e Maria Oliveira.

Peças trocadas no fim de semana
A empresa aérea Noar informou que um dos motores do avião teve duas peças substituídas, com supervisão de técnicos do fabricante, vindos da República Checa.

Fogo afetou as caixas-pretas
De acordo com a Aeronáutica, equipamentos foram danificados, mas ainda não é possível dizer se os dados armazenados foram comprometidos.

(Págs. 1 e Cidades 1 a 6)
Aposentado vai receber atrasado em parcela única
Apesar da boa notícia, governo fará pagamento em grupos, que receberão até 2013. (Págs. 1 e Economia 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: MP e TCE investigam contratos de pardais em 58 municípios
Força-tarefa propõe 60 medidas contra fraudes

Bloqueado R$ 1 mi em precatórios de servidor

Criada nova comissão para apurar denúncias

Piratini anunciou resultado da investigação de três meses no Daer. (Págs. 1, 4 a 6 e 8)
Foto legenda: Posse prestigiada
Com a presença da presidente Dilma Rousseff, Heitor Müller assumiu Fiergs com a meta de qualificar trabalhador. (Págs. 1, 14 e 18)
Copa trará 542 mil turistas a Porto Alegre
A três anos do Mundial, ZH avalia infraestrutura hoteleira, de restaurantes e de transporte da cidade. (Págs. 1 e Esportes)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Interoceânica Sul abre portos do Pacífico para produtos brasileiros
Rodovia que liga o Brasil ao Peru ainda aumenta as possibilidades de comércio bilateral e promete aproximar produção nacional da Ásia

Executivos e empresários que atuam na região alertam que para a expansão das relações comerciais ainda é preciso melhorar a infraestrutura aduaneira na fronteira entre os dois países. A Odebrecht, que lidera os consórcios para construção e para operação de dois trechos da rodovia, tem outro desafio pela frente, o de aumentar o tráfego de veículos no interior do Peru. Por enquanto, a medida que surtiu mais efeito foi apoiar microempresas que prestam serviços às margens da estrada, além de oferecer suporte às pequenas propriedades rurais. Também é preciso enfrentar os garimpos ilegais de ouro da rota, que ganharam acesso mais fácil aos Andes pelo asfalto. (Págs. 1 e 4)


Conclusão da ponte sobre o rio Madre de Dios libera toda a rodovia para o tráfego.

Com orçamento reduzido, Telebrás garante avanço do Plano Nacional de Banda Larga na Região Norte por meio de parcerias. (Págs. 1 e 13)

Concentração de mercado incomoda consumidores
Os consumidores estão mais atentos ao movimento de fusões e aquisições das empresas no país, que podem reduzir a concorrência. E o segmento de supermercado não é o único cuja concentração é preocupante. Grandes grupos vêm se formando em várias áreas, como turismo, alimentos, saúde e telecomunicações. (Págs. 1 e 10)
Em breve, home broker da Cetip
Inspirado no sistema de negociação de ações da BM&FBovespa, a plataforma permitirá a compra e venda de papéis de dívida emitidos por empresas. (Págs. 1 e P30)
Venda de marcas pode reduzir presença da Brasil Foods na classe C
Determinação do Cade para se desfazer da Doriana e Rezende dificultará briga pelo consumidor emergente. Empresa também não deverá lucrar com a venda de marcas como Tekitos e Freski. (Págs. 1 e 26)
América Latina puxa exportação de peças para ônibus e caminhão
Fabricantes como Volvo, Man e Marcopolo estimam crescimento de até 10% na venda de itens como chassis e carrocerias, em função do bom momento econômico vivido pelos países da região. (Págs. 1 e 20)
------------------------------------------------------------------------------------

Fique por dentro
Mulher de diretor do Dnit tem contratos para rodovias = Construtora venceu licitações de R$ 18 milhões, em Roraima, para recuperação de estradas federais = A Construtora Araújo Ltda., da mulher de José Henrique Sadok de Sá, diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), tem contratos que somam pelo menos R$ 18 milhões para obras em rodovias federais entre 2006 e 2011, todas vinculadas a convênios com o órgão. Sadok acumula o cargo de diretor-geral interino do Dnit em substituição a Luiz Antonio Pagot, em férias após ameaça de ser afastado em meio ao escândalo de corrupção nos Transportes. A construtora de Ana Paula Batista Araújo, mulher de Sadok de Sá, cuida de obras nas rodovias BR-174; BR-432 e BR-433, todas em Roraima e vinculadas a convênios com o Dnit. Os contratos tiveram aditivos, que aumentam prazos e valores. Sadok de Sá disse que os contratos são com o governo de Roraima e foram realizados por meio de licitação. (O Estado de S. Paulo)

Mulher de ex-governador do PR vai receber para não trabalhar = A mulher do ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) está entre os 69 funcionários da Assembleia Legislativa do Paraná que irão receber salários sem trabalhar. Regina Fischer Pessuti, concursada como consultora jurídica da Casa, ganha cerca de R$ 5.500 por mês. Também estão na lista três parentes de ex-diretores da Assembleia acusados de desvio de dinheiro público e contratação de funcionários-fantasmas, além do servidor João Leal de Matos, que é réu em três ações na Justiça por desvio de verbas da Casa. Matos, porém, está foragido e não recebe salário desde maio de 2010, quando foi emitido um mandado de prisão contra ele. O servidor foi denunciado sob acusação de contratar parentes como funcionários-fantasmas na Assembleia, onde era auxiliar administrativo e recebia cerca de R$ 2.000 por mês. Os 69 funcionários que receberão sem trabalhar, todos concursados, são "excedentes" e "desnecessários", segundo a atual diretoria da Casa, que diz que havia funcionários sobrando na Assembleia. A direção tentou remanejar os servidores "excedentes" para gabinetes de deputados ou para secretarias do governo estadual, para onde foram 106 funcionários. Os 69 restantes, porém, se recusaram a trabalhar em outras funções ou órgãos que não aqueles para os quais prestaram concurso. (Folha de S. Paulo)
Indicado de Valdemar atua em ministério sem ter cargo = Sem ser nomeado, Frederico Augusto de Oliveira Dias despacha desde 2008 no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), por indicação do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP). Dias negocia com prefeitos e Estados. Luiz Antonio Pagot, diretor afastado, tentou minimizar importância de "assessor", que já viajou até com ministro. Disse que Dias é um "boy". (Folha de S. Paulo)

Reforço no caixa dos aposentados = Metade do 13º sai em setembro. E os atrasados devidos a 131 mil inativos serão pagos de uma só vez , a partir de outubro. Veja dicas de como usar o dinheiro = Previdência decidiu liberar primeiro a recomposição salarial de quem tem até R$ 6 mil a receber. Embora feito em única parcela, o pagamento será escalonado em três anos. O aposentado Antônio Fernandes de Moura, 81 anos, ainda não sabe o que fará com o dinheiro extra. "Primeiro vou receber para depois ver o que fazer com ele", diz. (Correio Braziliense)

Agora é melhor trabalhar no Brasil = Realizar o sonho de voltar para casa e ainda receber salário muito maior do que no exterior. De cada 10 profissionais interessados em trabalhar no país, sete são brasileiros. Por trás dessa reviravolta estão o crescimento da economia nacional, com geração de mais empregos, a valorização do real e uma política agressiva de benefícios, que inclui até 40 salários de bônus. Executivos ganham até US$ 243 mil anuais no Brasil, à frente de Nova York (US$ 213 mil) e Londres (US$ 170 mil). Entre as capitais, BH ocupa o terceiro lugar, com valores que vão de R$ 25 mil a R$ 50mil mensais, atrás de Rio e São Paulo. (Estado de Minas)

Mortos antes da explosão = Ao reconhecer os corpos de sete dos 16 mortos na queda do avião da Noar Linhas Aéreas, em um terreno vazio de Boa Viagem, na quarta-feira, peritos do IML constataram que as vítimas foram a óbito no momento do impacto da aeronave com o solo. (Jornal do Commercio)
Primeiros enterros serão hoje
Os quatro corpos já liberados pelo IML foram do copiloto Roberto Gonçalves e dos passageiros Ivanildo Santos Filho, Marcelo Campelo e Maria Oliveira.
Peças trocadas no fim de semana
A empresa aérea Noar informou que um dos motores do avião teve duas peças substituídas, com supervisão de técnicos do fabricante, vindos da República Checa. (Jornal do Commercio)
Caixa-preta de avião que caiu em PE foi danificada pelo fogo = Os gravadores da caixa-preta do avião que caiu nesta quarta-feira em Recife, matando 16 pessoas, foram danificados pelo fogo. No entanto, o presidente da comissão que investiga o acidente no Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), coronel Fernando Silva Alves de Camargo, disse que, apesar dos danos, as condições de leitura dos equipamentos ainda serão verificadas. A afirmação foi feita em entrevista concedida à rádio Força Aérea AM. Também serão analisados outros materiais coletados, como motores e hélices. A diretora do IML (Instituto Médico Legal) de Pernambuco afirmou hoje que a maioria das vítimas do avião morreu com o impacto da queda, antes da explosão. "As análises preliminares mostram que a maioria [das vítimas] morreu em razão de politraumatismo, e não pelo fogo", afirmou a diretora do IML, Joyse Breenzinckr. O avião bimotor LET-410, da Noar Linhas Aéreas, caiu com 16 pessoas (dois tripulantes e 14 passageiros) em um terreno à beira-mar três minutos após decolar. Com o impacto, a aeronave, que ia de Recife para Mossoró (RN), pegou fogo e explodiu. Uma testemunha disse que viu pessoas pedirem socorro antes da explosão. "Vi uma mulher na janela mexer as mãos, mas depois explodiu e não deu para fazer nada", afirmou o vigia Ernadir Rodrigues da Silva, 42. (Folha de S. Paulo)

MP e TCE investigam contratos de pardais em 58 municípios = Força-tarefa propõe 60 medidas contra fraudes. (Zero Hora)

Cônjuge perderá direito ao imóvel se sumir de casa = Casado ou em união estável que sair de casa e não voltar em dois anos perderá o direito sobre o imóvel, se não registrar em carta que planeja dividir o local no futuro. A mudança no Código Civil é para imóveis urbanos de até 250 m².  Pela mudança no Código Civil, após dois anos do abandono, o cônjuge ou companheiro deixado para trás se torna proprietário da residência mesmo que ela esteja em nome do outro. Antes, não havia regra específica. A Justiça costumava não ver usucapião [adquirir uma propriedade pelo tempo de posse] nessas situações. A nova regra foi aprovada no meio de um pacote de normas para o programa Minha Casa, Minha Vida. (Folha de S. Paulo)

No Twitter, Chalita defende mandato na Câmara = O deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) se defendeu na quarta-feira (13) de dois suplentes que querem a perda de seu mandato por infidelidade partidária. Chalita foi eleito em 2010 pelo PSB, mas deixou o partido e se filiou ao PMDB em maio de 2011.

Marcelinho Carioca pede ao TSE mandato de Chalita

Em seu perfil no Twitter, Chalita despreocupou seus seguidores --ele tem mais de 100 mil fãs na rede social. "Com relação às notícias de que dois suplentes pediram o meu mandato, fiquem tranquilos, confio na justiça", afirmou. Na quarta-feira, Marcelinho Carioca, o segundo suplente do PSB na Câmara, entrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com um pedido para que a Justiça tire o mandato do agora peemedebista. No dia anterior, a presidente em exercício do TSE, ministra Nancy Andrighi, negou pedido de liminar de Marco Aurélio Ubiali, primeiro suplente da legenda, com a mesma solicitação. "Tive quase 600 mil votos. Tenho honrado esses votos com muito trabalho. Agradeço o carinho e a confiança do povo de SP. Tenho que agradecer também o carinho dos meus amigos de outras partes desse país maravilhoso que torcem por mim. Faço da política um exercício de sinceridade. Não compactuo com máscaras, mentiras, negociatas...", disse ele. (Folha de S. Paulo)

Lula defende Dilma e ataca a imprensa = Em evento da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Goiânia, o ex-presidente Lula voltou a criticar a imprensa "Saí há seis meses do governo e eles não saem do meu pé"; afirmou Lula, acusando jornalistas de criarem suposta discórdia entre ele e sua sucessora, Dilma Rousseff. Ele defendeu o governo e chegou a sugerir que a presidente concorra à reeleição em 20l4. (O Estado de S. Paulo)

União recupera R$ 55 milhões desviados durante caso Lalau = A AGU (Advocacia-Geral da União) divulgou nesta quinta-feira (14) que obteve decisão favorável da Justiça para reaver R$ 55 milhões desviados durante a construção do Fórum Trabalhista de São Paulo para o Tesouro Nacional, entre 1994 e 1998. O escândalo levou à prisão do então juiz trabalhista Nicolau dos Santos Neves, o Lalau. A decisão da 19ª Vara Federal é do último dia 12, mas só foi publicada hoje no "Diário Oficial" de Justiça. Ainda cabe recurso no TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região, mas o dinheiro já foi depositado na Caixa Econômica Federal. A Justiça constatou que houve desvio de verbas públicas na obra, tocada pelo Grupo OK, do senador cassado Luiz Estevão. De lá para cá, várias ações foram ajuizadas, buscando a condenação e execução dos responsáveis pelo esquema. Estevão foi cassado após envolvimento na fraude que desviou milhões da obra. Segundo a AGU, este é o maior recolhimento para os cofres da União já registrado, referente à recuperação de verbas desviadas em caso de corrupção. O valor vinha sendo penhorado desde 2009, seguindo a execução dos acórdãos do TCU (Tribunal de Contas da União). Dos R$ 55 milhões depositados nesta semana, R$ 30 milhões são relativos a um crédito que o Grupo OK tinha com a empresa Basf e o restante vem de aluguéis de imóveis do grupo. Cerca de 1.300 imóveis foram penhorados na ação, sendo que alguns deles eram ocupados pela União e pelo governo do Distrito Federal. De acordo com as investigações, vários desses prédios estavam em mome de laranjas, o que dificultou ainda mais a execução judicial. Atualmente, dez desses imóveis estão com os aluguéis penhorados, com depósitos mensais de R$ 2,6 milhões para quitar a dívida. Até abril deste ano, dez anos após a condenação, a dívida estimada do Grupo OK era de R$ 1,1 bilhão e até então nada tinha chegado aos cofres públicos. À época da condenação, o rombo foi avaliado em R$ 169,5 milhões. (Folha de S. Paulo)
Justiça retoma R$ 55 milhões de Luiz Estevão = Dinheiro que sairá do Grupo OK para os cofres do Tesouro Nacional teria sido desviado da construção de fórum trabalhista em São Paulo, no escândalo de corrupção que ficou conhecido como o Caso Lalau (Correio Braziliense)

É impossível dizer que obras da Copa não serão superfaturadas, diz ministro do TCU = O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Jorge afirmou nesta  quinta-feira, 14, que apesar de todos os mecanismos de controle e fiscalização dos recursos federais destinados às obras para viabilizar a Copa do Mundo de 2014 "é impossível dizer que não haverá superfaturamento em algumas delas". O próprio TCU já tem dois sistemas de acompanhamento e fiscalização: um só para as obras da Copa do Mundo e outra para os demais projetos federais. Ele participou, no Senado, do lançamento do Portal da Transparência para os projetos da Copa, feito em parceria com o TCU. "Quanto mais portais de transparência tiverem melhor", disse José Jorge sobre a iniciativa do Senado. (Agência Brasil)

Condenado, ex-banqueiro Edemar dá R$ 30 mil por mês à ex-mulher = Ex-banco Santos responde processo em liberdade e diz 'morar de favor', mas gasta R$ 9 mil por mês com plano de saúde = O Ministério Público de São Paulo requereu abertura de processo de falência auxiliar do Banco Santos nos Estados Unidos com o fim de rastrear e receber documentos relativos a bens que o ex-controlador da instituição, Edemar Cid Ferreira, manteria no exterior. O pedido, amparado na própria legislação americana, partiu da Promotoria de Falências em ação civil pública de responsabilidade perante a 2.ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais - por meio desse procedimento, simultâneo ao processo de falência do banco, os credores poderão ser ressarcidos com o patrimônio pessoal de Edemar, se os bens da massa não forem suficientes para cobrir a dívida. "Esse é um processo emblemático porque trata de uma dos maiores passivos de falência no Brasil, próximo de R$ 3 bilhões", anotou o promotor de Justiça Eronides Aparecido Rodrigues dos Santos. O rastreamento visa identificar eventual patrimônio oculto do ex-banqueiro fora do País, que incluiria obras de arte e ativos financeiros. Esses valores estariam sendo usados para cobrir gastos pessoais de Edemar, sobretudo depois que foi despejado da mansão da rua Gália, no Morumbi, construção de cinco andares avaliada em R$ 140 milhões. (O Estado de S. Paulo)

Advogados monitoram redes sociais = Com o monitoramento do site de relacionamentos Orkut, uma empresa de confecções conseguiu na Justiça do Trabalho livrar-se de uma acusação de assédio moral por poder comprovar que a ex-funcionária tinha marcado um encontro com uma testemunha do caso, cujo depoimento foi então descartado pelo juiz. Exemplos como esse começam a tornar-se mais comuns no Judiciário. Informações em redes sociais - como o Orkut e o Facebook - estão sendo monitoradas por empregadores e advogados para serem usadas principalmente em processos trabalhistas. (Valor Econômico)

INTERNACINAIS
Obama pressiona Congresso para evitar dar calote = Presidente dos EUA tenta ampliar limite da dívida do país; China pede que Washington proteja seus credores = Em meio a pressões internas e externas, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse a líderes do Congresso que chegou ao seu limite no debate para ampliar o teto da dívida do país. O ultimato ocorreu em reunião após a agência Moody's ameaçar rebaixar a nota da dívida. A Standard & Poor's, outra agência de classificação de risco, cogita fazer o mesmo. A dívida atingiu o limite imposto pelo Congresso, de US$ 14,3 trilhões. Se estourá-lo, o governo terá de escolher o que não pagar, e um calote nos títulos do Tesouro seria inédito nos EUA. A China, seu maior credor externo, pediu a adoção de políticas responsáveis pro investidores - o Brasil tem dois terços das reservas internacionais em papéis dos EUA. Para Ben Bernanke, presidente do Fed, um calote "criaria choque financeiro muito severo". (Folha de S. Paulo)

Tablóide pode ter grampeado primo de Jean Charles = Um primo de Jean Charles, o mineiro morto a tiras por engano em Londres, em 2005, foi informado pela polícia britânica de que pode ter tido seu telefone grampeado por repórteres do tabloide "News of the World". O FBI investiga se vítimas do 11 de Setembro foram monitoradas. (Folha de S. Paulo)
Grampo no caso Jean Charles = Primo do brasileiro assassinado em Londres, em 2005, pode ter sido espionado pelo tabloide News of the World. (Correio Braziliense)
Murdoch nega que colocará jornais à venda = Em seus primeiros comentários públicos significativos sobre o escândalo do tabloide que envolveu seu império de comunicações, o presidente da News Corp., Rupert Murdoch, defendeu vigorosamente a maneira como a empresa tem administrado a crise e disse que vai estabelecer um comitê independente para "investigar cada acusação de conduta inapropriada". Murdoch disse ao "Wall Street Journal" que a News Corp. tem lidado com a crise "extremamente bem de todas as maneiras possíveis", cometendo apenas "pequenos erros". A News Corp. é dona do "Wall Street Journal". Murdoch disse que os danos à companhia "não são nada que não se possa recuperar". Pessoas próximas do grupo haviam dito que ele tinha considerado uma separação ou venda de jornais. Murdoch classificou essas afirmações de "puro lixo". "Lixo puro e total (...) Dê a isso a negação mais forte possível que você possa dar." (Valor Econômico)

Senado italiano aprova corte de gastos de € 79 bi = O Senado italiano aprovou ontem cortes de gastos e aumento de despesas de € 79 bilhões até 2014. O pacote, maior que o esperado, vai agora à Câmara. O esforço para zerar o déficit de 4,6% do PIB atingirá as famílias em especial. Serão congeladas pensões e aposentadorias. (Folha de S. Paulo)


FBI investiga Murdoch por grampear vítimas do 11/9 = O escândalo das escutas ilegais na Grã-Bretanha chegou aos Estados Unidos. O FBI (polícia federal americana) abriu uma investigação para saber se o News Corp., grupo comandado por Rupert Murdoch, grampeou os telefones de vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001. Na semana que vem, Murdoch vai ao Parlamento britânico falar dos grampos. (O Estado de S. Paulo)

Chávez vai tratar câncer no Brasil = O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, aceitou a oferta de sua colega brasileira, Dilma Rousseff, para se tratar do câncer no Hospital Sírio-Libanês, em SP. (O Estado de S. Paulo)
Na Venezuela, 56% acham que Chávez deve se afastar por doença = De acordo com pesquisa de opinião divulgada nesta quinta-feira, 56% dos venezuelanos concordam com a frase: o presidente Hugo Chávez "deveria se afastar [do poder] enquanto sua saúde se recupera". O dado é de um estudo do instituto GIS 21, dirigido por um ex-ministro de Chávez, Jesse Chacón, e amplamente difundido pelos meios estatais. Foram 2.500 entrevistas realizadas entre os dias 27 de junho e 3 deste mês, com margem de erro de 2 pontos para mais ou para menos. Em 30 de junho Chávez revelou que está estava recebendo tratamento para câncer e que havia feito uma cirurgia em Havana dez dias antes para a retirada de um tumor --ele não precisou que órgão ou órgãos a doença atingiu. Durante os quase 30 dias em que permaneceu em Cuba em convalescência, o presidente venezuelano seguiu exercendo o poder máximo do país, apesar da exigência da oposição de que ele transferisse o cargo temporariamente ao vice. O próprio Chávez revelou que no período esteve quatro dias em terapia intensiva. O barômetro mensal do GIS 21 também registra que 65% dos venezuelanos concordam que Chávez está doente e por isso precisa, mais do que nunca, de "confiança e apoio" do povo. No mesmo universo, 20% pensa que o presidente "não está doente" e que tudo é "uma desculpa para aumentar a popularidade". A pesquisa registra que 55% dos entrevistados pensam que a gestão de Chávez é boa ou muito boa --leve subida em relação ao mês de maio. É praticamente a mesma taxa dos que dizem que votariam para reeleger o presidente esquerdista se as eleições fossem agora. No histórico da GIS 21, a popularidade de Chávez chegou a seu nível mais baixo em fevereiro de 2010, no auge da crise elétrica: 37% somando avaliação da gestão boa e muito boa. Mais cedo, Chávez comunicou o governo brasileiro que aceita a oferta de Dilma Rousseff para vir se tratar no Brasil. Ele assumiu ontem que "provavelmente" terá de fazer radioterapia ou quimioterapia para combater um câncer. Chávez completará 57 anos no próximo dia 28. Ele nega sofrer de câncer de cólon, como tem sido ventilado por jornais internacionais. (Folha de S. Paulo)

Ração contaminada com césio é detectada em fazenda de Fukushima = As autoridades japonesas detectaram césio radioativo em ração usada para alimentar gado em uma fazenda de Asakawa, a 65 quilômetros da usina nuclear de Fukushima, informou nesta sexta-feira a cadeia NHK. Durante esta semana, foi detectada carne contaminada procedente de uma fazenda de Minamisoma, a 25 quilômetros da central, onde os animais eram alimentados com forragem que continha altos níveis deste isótopo radioativo. A ração contaminada em Asakawa continha 97 mil becquerels de césio por quilo, 73 vezes acima do limite máximo estabelecido pelo Governo, e procedia de sete fazendas de Shirakawa, 80 quilômetros ao sudoeste da usina, informou a emissora de televisão nacional. A forragem permaneceu embalada no exterior por pelo menos até quatro dias depois de o terremoto e o tsunami de 11 de março terem provocado na central de Fukushima Daiichi o pior acidente nuclear em 25 anos. A fazenda de Asakawa, que comprou a ração e alimentou seu rebanho com ela, distribuiu desde então 42 vacas a processadores nas cidades de Tóquio, Chiba, Sendai e Yokohama, embora o consumo de sua carne não tenha sido confirmado. O governo japonês mandou a fazenda interromper a distribuição de gado e solicitou às autoridades dos quatro municípios que rastreiem a carne desses animais. (Folha de S. Paulo)

Justiça argentina condena dois militares da ditadura à prisão perpétua = Ex-general e ex-coronel foram condenados pelos crimes de tortura e assassinato de presos políticos = A Justiça argentina condenou nesta quinta-feira, 14, à prisão perpétua um ex-general e um ex-coronel pelos crimes de tortura e assassinato de mais de 2.500 presos políticos durante a ditadura militar argentina (1976-1983), segundo informou a agência de notícias AFP. O ex-general Hector Gamen, 84, e o ex-coronel Hugo Pascarelli, 81, foram "condenados por homicídio qualificado, privação ilegal da liberdade e torturas" no centro clandestino Vesuvius, localizado no sudoeste de Buenos Aires. Pelo centro de tortura passaram o escritor Haroldo Conti, o famoso escritor Hector Oesterheld (que trabalhou com o italiano Hugo Pratt), o sociólogo alemão Elisabeth Käsemann e os franceses Françoise Dauthier e Juan Soler. O coronel Pedro Durán Sáenz, que chefiou o centro de tortura nesse período, morreu durante o julgamento, em junho de 2010. Cerca de 2.500 prisioneiros passaram por Vesuvius entre 1976 e 1978, quando foi demolido com a chegada da Comissão de Direitos Humanos (CIDH). (O Estado de S. Paulo)

ECONOMIA
Usinas terão de garantir abastecimento de álcool = Em meio a ameaças de intervenção mais drástica do governo no mercado de etanol, as maiores usinas de açúcar e álcool do país começaram a negociar contratos de longo prazo para importação do biocombustível como uma tentativa de garantir, de forma preventiva, o abastecimento do mercado interno na entressafra. O governo prevê uma redução de até 15% na oferta de etanol neste ano. Os usineiros do Centro-Sul do país avaliam um recuo próximo a 12%. Diante disso, a presidente Dilma Rousseff mantém a decisão de reduzir, de 25% para 18%, a mistura do etanol anidro na gasolina. A iniciativa dos usineiros, ainda em gestação, combina com uma determinação da presidente Dilma Rousseff, que "não abre mão", segundo um ministro, de exigir a celebração de contratos de longo prazo entre usinas e distribuidoras do combustível. (Valor Econômico)

Interoceânica Sul abre portos do Pacífico para produtos brasileiros =Rodovia que liga o Brasil ao Peru ainda aumenta as possibilidades de comércio bilateral e promete aproximar produção nacional da Ásia = Executivos e empresários que atuam na região alertam que para a expansão das relações comerciais ainda é preciso melhorar a infraestrutura aduaneira na fronteira entre os dois países. A Odebrecht, que lidera os consórcios para construção e para operação de dois trechos da rodovia, tem outro desafio pela frente, o de aumentar o tráfego de veículos no interior do Peru. Por enquanto, a medida que surtiu mais efeito foi apoiar microempresas que prestam serviços às margens da estrada, além de oferecer suporte às pequenas propriedades rurais. Também é preciso enfrentar os garimpos ilegais de ouro da rota, que ganharam acesso mais fácil aos Andes pelo asfalto. (Brasil Econômico)

Concentração de mercado incomoda consumidores = Os consumidores estão mais atentos ao movimento de fusões e aquisições das empresas no país, que podem reduzir a concorrência. E o segmento de supermercado não é o único cuja concentração é preocupante. Grandes grupos vêm se formando em várias áreas, como turismo, alimentos, saúde e telecomunicações. (Brasil Econômico)

Incerteza reduz os ganhos dos multimercados = Desde o estouro da crise financeira internacional na segunda metade de 2008, que interrompeu um ciclo de pelo menos cinco anos de bonança, os fundos de investimentos multimercados nunca mais foram os mesmos, apesar da flexibilidade para operar em diversos segmentos como o de juros, câmbio e bolsa. De um universo de 300 fundos, apenas 96 conseguiram superar o CDI - juro interbancário que serve de referência para a aplicação - nos últimos 12 meses terminados em junho. Entre os gestores que entregaram retorno acima do referencial nos últimos 12 meses, prevaleceram estratégias de valor relativo como a arbitragem com ações, apostas em crédito privado e títulos indexados à inflação. É uma questão conjuntural, avalia o estrategista da gestora de fundos do BTG Pactual, João Scandiuzzi. "O mundo ficou mais complicado depois da crise". (Valor Econômico)

Alcoa faz alerta sobre energia = Em rápida passagem por Brasília, o presidente mundial da Alcoa, Klaus Kleinfeld, deixou uma mensagem contundente ao governo brasileiro: o país tem de remover barreiras que travam novos investimentos na indústria de alumínio, e o custo elevado da energia é a principal delas. A mudança no código de mineração, que pode aumentar o valor pago em royalties sobre a bauxita, a matéria-prima básica do alumínio, é outro ponto crítico. A tarifa de energia cobrada no Brasil para indústrias é "absolutamente não competitiva" para produção de alumínio, disse ao Valor o executivo. Paga-se hoje US$ 70 o MW-hora no país, em comparação a US$ 27 dez anos atrás. Segundo Kleinfeld, que é CEO global desde abril de 2010, o preço médio pago pela Alcoa no mundo é de US$ 35 o MW-hora. (Valor Econômico)

Receita reduz a venda de antibióticos = A exigência de receita médica para a compra de antibióticos, desde novembro, reduziu em 27% a venda desses medicamentos. O levantamento foi feito pelo Sindicato das Indústrias Farmacêuticas, a pedido do Valor, sobre o consumo no país de 50 principais antibióticos. A queda chega a 40% se forem considerados apenas os três antibióticos mais vendidos - amoxicilina, cefalexina, azitromicina. O segmento de antibióticos movimenta cerca de R$ 2,1 bilhões por ano. Se não houver uma recuperação, o setor terá perda de faturamento de quase R$ 600 milhões neste ano. (Valor Econômico)

À espera do dia em que a China tomará café = O velho sonho de todo produtor de café, de que cada chinês tome ao menos uma xícara da bebida por dia, ainda está longe de virar realidade. Ao contrário do que se pode ver no mundo das commodities, da soja ao petróleo, o efeito da demanda chinesa sobre esse mercado ainda é irrelevante. Nos últimos anos, foram os consumidores tradicionais - Europa, EUA e Japão - os responsáveis pelo aumento nas exportações brasileiras, que bateram recorde na temporada 2010/11, com 34 milhões de sacas. Os embarques para a China dobraram, mas não passaram de 40 mil sacas. (Valor Econômico)

Marca Webjet deve sobreviver = A Gol informou ao Cade que não pretende usar a marca Webjet, pois ela deve continuar com a CVC para serviços relacionados ao turismo. Com isso, o mercado de aviação perde uma marca "low cost". (Valor Econômico)

Correios investem R$ 4 bi = O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, disse ontem que a companhia planeja investir R$ 4 bilhões entre 2012 e 2015. Parte dos recursos virá dos R$ 2,3 bilhões que serão repassados pelo Banco do Brasil por causa do Banco Postal. (Valor Econômico)

Esperada alta da Selic = O mercado chega as vésperas da reunião do Copom com consenso quanto à decisão: 35 economistas esperam alta da Selic em 0,25 ponto percentual. A dúvida é se o ciclo de aperto continua. (Valor Econômico)

Rodízio de auditores = Rodízio obrigatório de auditores independentes nas companhias abertas, que volta a valer a partir do próximo ano, pode ter seu prazo ampliado de cinco para dez anos, conforme proposta em audiência publica da CVM. (Valor Econômico)

LOCAIS
Alckmin anuncia reajuste para policiais e agentes de SP = Com aumento do próximo ano, salário-base da categoria terá elevação de 27,7% = O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou na tarde desta quinta-feira, 14, que enviará até o final deste mês proposta à Assembleia Legislativa de São Paulo que reajusta em 15% o salário-base de toda a categoria policial do Estado. O benefício será concedido para policiais civis, militares e científicos, bem como para agentes de segurança penitenciária, de vigilância e de escolta. Além dos profissionais da ativa, o benefício será estendido para aposentados e pensionistas dessas categorias. A informação foi antecipada nesta manhã pela Agência Estado. O aumento será, segundo o governador, retroativo a 1º de julho e a expectativa da administração estadual é de que a proposta seja aprovada no início de agosto. No anúncio, feito no Palácio dos Bandeirantes, o governador comunicou ainda que concederá um novo aumento à categoria, em 2012, de 11%. Com o aumento deste e do próximo ano, o salário-base dos policiais e agentes terá uma elevação de 27,7% em relação aos atuais patamares. Segundo Alckmin, os dois reajustes terão impacto total R$ 1,1 bilhão por ano na folha de pagamento do governo estadual. Ao todo, serão beneficiados pela medida 253.386 servidores públicos. Caso seja aprovado o reajustes de 15%, o salário base do delegado passará de R$ 5.874 para R$ 6.920, enquanto o salário base do investigadora passará de R$ 2.813 para R$ 3.193. O salário base do soldado subirá de R$ 2.451 para R$ 2.614. No anúncio, o governador ressaltou que o reajuste é um reconhecimento do bom trabalho que os policiais e os agentes vem fazendo. (O Estado de S. Paulo)

Os túneis ''quase secretos'' da cidade = Morcegos, histórias de divas e fantasmas e até passagem subterrânea desconhecida no centro: confira o que encontramos debaixo de três tradicionais instituições paulistanas = São espaços escondidos, localizados até 15 metros sob a superfície, que serviram de passagem secreta a artistas famosos, ou rota de fuga em tempos de guerra. Hoje despertam a curiosidade. Os túneis que cruzam o subsolo de São Paulo - um deles pode até ser visitado - guardam histórias que ajudam a contar a trajetória de algumas instituições da cidade.   A Expedição Metrópole circulou por três desses caminhos subterrâneos "quase secretos". E ouviu de casos pitorescos a histórias assustadoras. Nos dois túneis do Teatro Municipal, por exemplo, hoje circulam apenas funcionários. Mas já houve dias em que serviram para ajudar divas e galãs a escapar de tietes. Com 32 metros de extensão, ligam a casa de espetáculos à Praça Ramos de Azevedo por baixo da Rua Coronel Xavier de Toledo. Foram criados para ventilar a sala de concertos com ar natural. Atualmente fechadas com grades, abrigam dutos de ar-condicionado. Mas existe uma terceira passagem, o verdadeiro mistério do teatro: é o túnel que o ligava ao antigo Hotel Esplanada, atualmente sede da Votorantim. Nem mesmo os arquitetos que trabalharam no recente restauro do prédio sabem onde começa. A única entrada que resta fica no subsolo da Votorantim. Por esse túnel, passaram despercebidos do público o tenor Beniamino Gigli, a soprano Bidú Sayão, a pianista Magdalena Tagliaferro, para citar alguns artistas que costumavam ficar semanas hospedados no antigo hotel. "Não estava previsto no projeto original do teatro. Sabemos que existiu porque há passagem do outro lado, mas não achamos resquícios da ligação com o teatro", conta a arquiteta Rafaela Bernardes, responsável pelo restauro. "Provavelmente foi aterrado na reforma dos anos 1950." O que nunca deixou de habitar os túneis do Municipal foram as histórias de fantasmas, repassadas há décadas de funcionário a funcionário. Na "fase" atual, a alma penada é de criança. (O Estado de S. Paulo)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016