Atualidades 01/11/2011


RESUMO DOS JORNAIS
O Globo:  Posse no Esporte vira ato de desagravo ao PC do B
Folha de S. Paulo: Escolas e creches de Kassab sobem 28% em um ano
O Estado de S. Paulo: Consultoria de integrantes do PC do B recebe verba pública
Valor Econômico: Restrições param mercado de câmbio na Argentina
Correio Braziliense: Órgão responsável pelo Enem contratou empresas de fachada
Estado de Minas: Morte S/A: Funerárias fazem rodízio por clientes
Jornal do Commercio: Questões do Enem anuladas
Zero Hora: EUA retaliam Unesco por aval simbólico à Palestina


Brasil Econômico: Poder de compra da classe D cresce 15% em 2 anos e atinge R$ 400 bilhões





01 de novembro de 2011
O Globo

Manchete: Posse no Esporte vira ato de desagravo ao PC do B
Em inusitada transmissão de cargo, até presidente do partido discursa

As denúncias de corrupção no Ministério do Esporte e de aparelhamento da pasta pelo PC do B passaram longe das cerimônias de posse do novo ministro, Aldo Rebelo, e de transmissão do cargo. Chamado de vítima por Aldo, o ex-ministro Orlando Silva foi elogiado pela presidente Dilma Rousseff que, em seu discurso no Palácio do Planalto, lhe desejou “muito sucesso em sua cruzada pela verdade”. Ao lembrar que Aldo também é do PC do B, ela disse que preserva o apoio de um partido cuja presença em seu governo considera
"fundamental”. No ministério, onde transmitiu o cargo, Orlando ganhou flores e chocolat
es. Mas quem roubou a cena foi o presidente do PC do B, Renato Rabelo, com o primeiro e mais longo discurso da tarde, no qual disse que o partido sai “unido e engrandecido" da crise que derrubou Orlando. (Págs. 1 e 3)

Para fazer a devassa, poucos fiscais e muitos processos (Págs. 1 e 4)

Foto Legenda: Rebelo, Rebelo e Orlando: a cerimônia do cargo virou homenagem ao ministro que sai e ao partido que fica.
Foto Legenda: Apoio especial
O ex-presidente Lula recebe a visita da presidente Dilma e do ministro da Fazenda, Guido Mantega, após internação para quimioterapia. (Págs. 1 e 11)
Juiz anula 13 questões do Enem no país
Sem aceitar a pressão feita pela direção do Inep, o juiz Luiz Praxedes Vieira, da 1ª Vara Federal do Ceará, decidiu ontem à noite anular as 13 questões das provas do Enem em todo o país, que haviam sido antecipadas num simulado do Colégio Christus, de Fortaleza. O pedido de anulação é do Ministério Público Federal. (Págs. 1 e 14)
Unesco perde ajuda após voto pró-Palestina
Os EUA suspenderam US$ 10 milhões de sua ajuda anual à Unesco depois de a organização se tornar a primeira agência da ONU a reconhecer a Palestina. Israel seguiu a posição americana. Já o Brasil parabenizou os palestinos. (Págs. 1 e 28)
Bovespa, a que mais sobe em dólar
A Bovespa se recuperou do tombo de setembro e fechou outubro como a mais rentável do mundo em dólar: 20,69%. Já a moeda americana foi a que mais caiu: 9,46%. Fechou ontem a R$ 1.704. (Págs. 1 e 21)
Desemprego é recorde na zona do euro
O desemprego ficou em 10,2% em setembro, o maior da história para os 17 países do euro. A taxa é maior na Espanha (22,6%) e na Grécia (17,6%). (Págs. 1, 22 e "A crise e o novo balanço de poder no FMI")
Estado alega que protegeu deputado
A Secretaria de Segurança diz que tomou todas as medidas necessárias ao receber denúncias sobre ameaças ao deputado estadual Marcelo Freixo. (Págs. 1, 19 e editorial "O perigoso crescimento das milícias")
Ciência
Escassez de geólogos deixa país sem mapeamento de áreas com risco de deslizamento. (Págs. 1 e 30)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Escolas e creches de Kassab sobem 28% em um ano
Custo de pacote de obras aumentou R$ 163 milhões entre a pré-qualificação das construtoras e a assinatura do contrato

O pacote do prefeito Gilberto Kassab (PSD) para construir 96 escolas e 59 creches ficou 28% - ou R$ 163,l milhões - mais caro em um ano. O aumento ocorreu entre a pré-qualificação das construtoras, em setembro de 2010, e a assinatura dos contratos, há dois meses.

O edital estimava um custo de R$ 587,5 milhões para as obras, mas o total atingiu R$ 750,6 milhões. O custo por unidade, R$ 3,8 milhões, foi a R$ 4,8 milhões, valor que é exatamente o dobro do que se gastou para construir cada uma das dez escolas feitas em 2011. (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Biópsia indica 'agressividade média' em tumor de Lula
O tumor na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é de "agressividade média", concluiu biópsia divulgada ontem. Ele iniciou a quimioterapia, primeira etapa do tratamento, que deve ir até fevereiro. "A escolha foi por maior possibilidade de cura, não conveniência do paciente", disse o médico Paulo Hoff. (Págs. 1 e Poder A4)

Foto Legenda: Lula conversa com a presidente Dilma e o ministro Mantega no hospital Sírio-Libanês.
Foto Legenda: Prós e contras
Alunos da USP participam de manifestação em frente ao prédio da reitoria contra a presença da Polícia Militar na Cidade Universitária; estudantes que são a favor da presença da PM farão ato hoje às 17h. (Págs. 1 e Cotidiano C5)
Desemprego na zona do euro cresce e atinge 16 milhões
Dados do órgão de estatísticas da Europa mostram que o desemprego na zona do euro cresceu em 188 mil pessoas e atingiu 16,2 milhões de habitantes.

O valor é o maior desde a criação do euro (1999) e corrobora alerta da OIT de um iminente segundo mergulho na recessão para o emprego desde 2008. (Págs. 1 e Mundo A11)
Grécia quer fazer referendo sobre pacote anticrise
O primeiro-ministro grego, George Papandreou, surpreendeu ao dizer que quer um referendo sobre a adoção de medidas anticrise que incluem desconto de 50% na dívida do país. O pacote, que se tem mostrado impopular, foi aprovado por líderes europeus na quinta.

A consulta deve ser feita no início de 2012. (Págs. 1 e Mundo A12)
Unesco aceita Palestina, e EUA congelam repasse
Em reação à aprovação da Palestina como membro pleno da Unesco, os EUA congelaram um repasse de R$ 102 milhões ao órgão da ONU, sob o argumento de que sua legislação proíbe o financiamento nesse caso.

Houve 107 votos a favor da Palestina, entre eles o do Brasil, e 14 contra. (Págs. 1 e Mundo A16)
Justiça dá liminar que anula 13 questões do Enem no país (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Editoriais
Leia "Sinal verde", sobre pacote para melhorar o sistema de licenciamento ambiental, e "Comércio de ferro", acerca dos preços das commodities. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Consultoria de integrantes do PC do B recebe verba pública
Confederação que recebe verba do Ministério do Esporte contrata empresa de ex-secretário da pasta

Uma empresa de consultoria montada por integrantes do PC do B recebeu recursos públicos de projetos apoiados pelo Ministério do Esporte, comandado pelo partido, informa o repórter Leandro Colon. Um dos donos da empresa, a Casa de Taipa Comunicação Integrada, é Júlio César Filgueira, ex-secretário do ministério. Seu sócio, Oswaldo Napoleão Alves, também é do partido. Em agosto passado, a consultoria ganhou R$ 825 mil da Confederação Brasileira de Desporto Universitário, que recebeu repasses do Esporte. O contrato mostra o possível vínculo direto de integrantes do partido com o destino final de recursos do ministério. O presidente da CBDU, Luciano Cabral, disse que a Casa de Taipa foi escolhida porque ofereceu o menor preço. (Págs. 1 e Nacional A4)

Ao sair, Orlando se diz inocente

Em sua despedida do Esporte, Orlando Silva se disse inocente das denúncias no ministério. A presidente Dilma Rousseff, por sua vez, disse que o sucessor de Orlando, Aldo Rebelo, terá de fixar "relações claras" com as organizações envolvidas na Copa e na Olimpíada. Já Aldo falou em "corrigir qualquer desvio partidário, público ou privado". (Págs. 1 e Nacional A6 e A7)
Foto Legenda: Dilma diz que Lula está "bem disposto"
Com Mantega, Dilma visita Lula no hospital Sírio-Libanês, onde o ex-presidente começou a se submeter a tratamento de câncer na laringe. A presidente disse que Lula está com “imensa energia". O resultado da biópsia indica que o tumor é localizado e com grandes chances de cura. (Págs. 1 e Nacional A12)
Unesco aceita Palestina; EUA e Israel cortam verba
Apesar da oposição de EUA e Israel, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) aprovou ontem o ingresso da Palestina. Foram 107 votos a favor, 14 contra e 52 abstenções. Com a decisão, a Unesco perderá 25% de seu financiamento, sendo 22% dos EUA e 3% de Israel. A aprovação antecede a votação sobre a admissão palestina como membro pleno da ONU. (Págs. 1 e Internacional A14)
BNDES revê para baixo sua previsão de investimentos
A desaceleração da economia levou o BNDES a revisar sua previsão de aumento dos investimentos. Dados do banco estatal apontam para uma taxa de crescimento anual de 7,6% para o período 2012-2015. A previsão anterior, para 2011-2014, era de alta anual de cerca de 10%. O banco deve terminar 2011 com retração em torno de l5% no volume de liberações. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)
MEC cobrará de escola custo do Enem
O Ministério da Educação vai cobrar do Colégio Christus, de Fortaleza, os custos da reaplicação do Enem caso fique provada a responsabilidade da instituição no vazamento de questões para seus alunos. Além da escola, a Cesgranrio, responsável pela aplicação da prova, também pode ser responsabilizada. A Polícia Federal suspeita que um fiscal de aplicação do pré-teste do Enem teria sido subornado por um funcionário da escola. (Págs. 1 e Vida A18)

Amazônia recupera área desmatada
Cerca de 55% da área desmatada em unidades de conservação da Amazônia foi recuperada, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério do Meio Ambiente. (Págs. 1 e Vida A20)

Sem veículos, SP para serviços municipais
Uma disputa judicial entre a Prefeitura e a locadora que fornece veículos para serviços interrompeu parte do combate à dengue e das consultas médicas em casa. (Págs. 1 e Cidades C1)
Crise do euro faz corretora dos EUA pedir concordata (Págs. 1 e Economia B7)

Ameaçado por milícias, deputado do RJ deixa País (Págs. 1 e Cidades C4)

Dora Kramer
Menos é muito mais

Lulistas e antilulistas preocupam-se menos com a situação do doente e mais com o proveito que possam tirar da situação. (Págs. 1 e Nacional A6)

Ilan Goldfajn
Expectativas diminutas

Entramos num período de alta, após os anúncios das medidas na Europa, semana passada. O mundo vive alívio, provavelmente de curta duração. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Monica Marks
A nova onda feminista do Islã

Diversas mulheres do Ennahda, o partido islâmico que venceu as primeiras eleições livres na Tunísia, foram eleitas para a Constituinte. (Págs. 1 e Visão Global A16)

Notas & Informações
Cristina, sim; peso, não

Os argentinos reelegeram a presidente com o lema "vote no governo mas não confie na moeda". (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Órgão responsável pelo Enem contratou empresas de fachada
A Monal Informática Ltda. e a DNA Soluções LTDA. fecharam com o Inep, órgão do Ministério da Educação encarregado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), contratos que totalizam R$ 26,5 milhões. Ambas não funcionam nos endereços indicados na Junta Comercial e estão em nome de laranjas. O que mais têm em comum? O empresário André Luís Sousa. Ele conta que comprou a Monal para "poder participar de licitações". E diz que a DNA Soluções, registrada em nome da mãe, "era uma empresa para dar nota fiscal " e que hoje cuida da segurança virtual do Inep. Silva afirma ter ajudado a descobrir o vazamento de questões do Enem.

Justiça anula 13 questões do Exame Nacional do Ensino Médio. (Págs. 1 e 8)
A doença de Lula e o desafio de Dilma
A presidente, que ontem visitou Lula no hospital, terá de comandar a articulação política do governo praticamente sozinha até fevereiro, período em que ele ficará afastado para se tratar de câncer na laringe.

Médicos descartam cirurgia. (Págs. 1 e 2 a 4)
Câncer de mama: Cura ao alcance
Ministério da Saúde divulga recomendações para aumentar as chances das pacientes com o tratamento da doença. (Págs. 1 e 4)
Aldo toma posse e deixa ONGs de fora
Diante do ex, Aldo Rebelo recebe abraço de Pelé ao assumir o Ministério do Esporte e confirma o fim de contratos com ONGs. (Págs. 1, 5 e Visão do Correio 16)
Reforço no esquema para Finados
Dezenas de pessoas antecipam a visita ao Campo da Esperança: cemitérios do DF esperam 620 mil amanhã. (Págs. 1 e 31)
Unesco aceita a Palestina. EUA protestam
Norte-americanos cortam verba de US$ 60 milhões ao órgão da ONU que aceitou os palestinos como membros. (Págs. 1 e 18)

IOF Global entra em pauta
Um protesto com máscaras dos líderes mundiais marcou a véspera da reunião em Paris. Países mais ricos podem criar taxa de sobre operações financeiras. (Págs. 1 e 12)
Presentão: Câmara dos Deputados quer dar reajuste salarial de 70% para 295 técnicos (Págs. 1 e 6)

------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Restrições param mercado de câmbio na Argentina
A paisagem urbana no microcentro de Buenos Aires estava alterada ontem. Sumiram as filas de argentinos interessados em comprar dólares em casas de câmbio e bancos. O mercado varejista de moedas ficou quase paralisado no primeiro dia de vigência da norma que obriga todas as transações cambiais a ter uma autorização on-line da AFIP, a Receita Federal do país. Uma força-tarefa de 4 mil policiais fez com que sumissem também os "coleros", os ambulantes que operam com dólares no mercado negro.

Esse cenário reflete a disposição do governo de levar adiante a queda de braço com o mercado financeiro para impedir maior desvalorização do peso. O Banco Central novamente interveio e gastou US$ 100 milhões ontem para manter a cotação do dólar estável em 4,26 pesos. Em outubro, a queda no nível das reservas chegou a US$ 200 milhões em um único dia. O nível atual é de US$ 47,5 bilhões, ante US$ 52 bilhões antes da reeleição de Cristina Kirchner, há dez dias. (Págs. 1 e A14)
Angra vai administrar Bertin Energia
Com dificuldades em obter crédito para financiar seus projetos e um histórico de atrasos em suas termelétricas, os irmãos Bertin resolveram terceirizar a gestão da Bertin Energia, na qual já teriam aplicado R$ 1,2 bilhão em recursos próprios. Os executivos da Angra Partners, liderados por Ricardo Knoepfelmacher, com um histórico de reestruturações bem-sucedidas de empresas, assumiram a administração com total autonomia para vender os ativos, buscar sócios e estruturar financiamentos. A Bertin Energia é dona de três dezenas de concessões de termelétricas, que somariam juntas 6.000 MW. A decisão agora, diz Fernando Bertin, é ficar só com 4 mil MW.(Págs. 1 e B1)

Natura e Avon reagem à maior concorrência
Avon e Natura disputam o mesmo mercado no Brasil, o de vendas diretas ao consumidor de produtos de beleza, e passaram a compartilhar ultimamente os mesmos problemas. Na divulgação dos balanços do terceiro trimestre, as duas empresas revelaram que perderam vendas no país em razão de uma mudança nos sistemas de logística. E não foi uma coincidência. (Págs. 1 e B8)
Japão gasta US$ 89 bi para defender iene
A intervenção do governo japonês no câmbio do país ontem foi mais uma tentativa de socorrer seus exportadores, num momento em que muitos deles relatam lucros baixos e planos de transferir a produção para o exterior.

Estima-se que a quantidade de ienes gastos por Tóquio tenha batido o recorde para um único dia. Traders disseram que o Japão provavelmente vendeu um total de US$ 89,8 bilhões. Analistas acreditam que o governo terá de continuar desembolsando muito se quiser afastar a séria ameaça de o iene continuar subindo. Visto como moeda segura, o iene pode voltar a se valorizar diante de novas convulsões na crise da dívida europeia ou se o Federal Reserve americano afrouxar novamente a política monetária. (Págs. 1 e B5)

Ano termina sem brilho para emissão de ações
O ano de 2011 já pode ser fechado para balanço para emissões de ações. O volume das operações deste ano, de R$ 17,9 bilhões, só foi melhor que os de 2004 e 2005, os dois primeiros da revitalização do mercado de capitais brasileiro. Banqueiros de investimento admitiram, no seminário "Mercado de capitais e o crescimento das empresas de middle market", promovido pelo Valor, que as ofertas se encerraram. Para 2012, as expectativas são mais otimistas, já que muitos fundos fizeram caixa.

O presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, afirmou que a aversão ao risco, propagada pelo cenário externo, segurou cerca de 40 ofertas iniciais de ações. Para o presidente do BTG Pactual, André Esteves, finda a turbulência, os investidores voltarão ao país e as ofertas de ações serão retomadas. Segundo ele, o Brasil sofre com a falta de cultura em ações. "Vivíamos a Disneylândia dos juros". Com o cenário de queda nas taxas, Esteves acredita que haverá gradualmente uma mudança. "No futuro, todos teremos posição em ações", prevê. Ele lembrou que a revitalização do mercado sequer completou uma década. (Págs. 1 e C4)

Os riscos da ausência de Lula no PT
A pré-candidatura do ministro da Educação, Fernando Haddad - um dos temas que mais mobilizaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o diagnóstico do tumor maligno na laringe -, tem o apoio de 23 dos 36 diretórios do PT na capital paulista. Essa maioria é considerada, pelos defensores de sua candidatura, como garantia de que a ausência do ex-presidente nas prévias, marcadas para o dia 27, não afetará seu favoritismo. Mas a ausência de Lula pode prejudicar a costura de alianças com os aliados e não apenas em São Paulo. No PT, espera-se um retorno "triunfal" do ex-presidente em março, curado e na condição de quem outra vez venceu a adversidade, ainda mais forte do que em janeiro, quando deixou a Presidência com popularidade recorde. (Págs. 1, A7 e A10)
União Europeia propõe Rodada Doha setorial (Págs. 1 e A3)

Contratos com ONGs na mira
Decreto publicado ontem pelo Executivo responsabiliza ministros de Estado e dirigentes máximos de entidades da administração pública federal pelo controle dos convênios assinados com ONGs. (Págs. 1 e A9)

EUA reagem à Palestina na Unesco
A Unesco decidiu admitir a Palestina como membro pleno. Os EUA afirmam que a medida pode prejudicar os esforços de paz e suspenderam contribuições financeiras à entidade. (Págs. 1 e A11)

AL puxa transporte aéreo
O tráfego aéreo de passageiros na América Latina teve o melhor resultado global em setembro, com expansão de 10,6% na comparação anual. No Brasil, o crescimento nos voos domésticos foi de 9% em setembro, a menor taxa desde maio de 2009. (Págs. 1 e B9)

Têxteis rumo ao Nordeste
Deslocamento da indústria têxtil de confecções para o Nordeste do país leva empresas da cadeia do setor a instalar unidades na região. "Em três ou quatro anos, a nova fábrica de Redenção (CE) deve representar metade do faturamento", diz Alfredo Bonduki, da Bonfio. (Págs. 1 e B10)
Randon compra a Folle
A Randon anunciou ontem, conforme antecipado pelo Valor, a compra da Folle Indústria de Implementos Rodoviários, de Chapecó (SC). Entre compra de ativos e investimentos, o aporte é de R$ l00 milhões. (Págs. 1 e B11)

Condomínio logístico
Depois de vender a GRV Solutions, companhia que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), em dezembro, o grupo JCR vai investir R$ 150 milhões em um condomínio logístico em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. (Págs. 1 e B11)

Valor em Ação
Em funcionamento desde 3 de outubro, o simulador Valor em Ação já conta com quase mil usuários. O primeiro resultado mensal deve ser anunciado em cerca de dez dias e o vencedor receberá um iPad e uma assinatura do Valor. (Págs. 1 e D2)

Expansão da São Martinho
O grupo sucroalcooleiro São Martinho comprou 32,18% da usina Santa Cruz, de Américo Braziliense (SP), e 17,87% da empresa de terras da companhia, a Agropecuária Boa Vista. O negócio soma R$ 188 milhões. (Págs. 1 e D3)

Ideias
Delfim Netto

Mais de um trilhão de dólares em estímulos e quase 4 anos depois, o crescimento dos EUA é pífio e o desemprego, altíssimo. (Págs. 1 e A2)

Ideias
Luiz Gonzaga Belluzzo

A lógica da economia destravada restringe o espaço democrático e impede os cidadãos de decidirem a própria vida. (Págs. 1 e A13)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Morte S/A: Funerárias fazem rodízio por clientes
Os esquemas dos mercadores da morte para ter preferência de acesso a corpos e aumentar os lucros nas negociações com as famílias ganham contornos ainda mais macabros no interior. Terceira reportagem do Estado de Minas sobre o tema mostra que, na falta de IMLs e de rabecões para resgate de vítimas de acidentes e de assassinatos, em muitas cidades são as funerárias que buscam os cadáveres e disponibilizam laboratórios para a necropsia. Para que todas faturem, há rodízio no atendimento. Muitas delas, porém, tentam furar a fila ao receber dicas de policiais. E ocorrem até constrangedoras brigas pela “posse” do defunto. (Págs. 1, 19, 20 e Editorial ‘Negócio com a dor alheia’, 8)
A luta começou, companheiro
Bem-humorado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou ontem o tratamento contra o câncer na laringe, diagnosticado sábado. Acompanhado da mulher, Marisa Letícia, ele foi recebido pela equipe do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Os médicos disseram que o tumor é de agressividade média, com grande chance de cura, e um catéter foi implantado para aplicar o medicamento quimioterápico. À noite, Lula recebeu a visita da presidente Dilma Rousseff e do ministro Guido Mantega. (Págs. 1 e 3)

Superação: Parentes já sofreram com a doença

Pacientes contam como venceram os desafios da doença que matou mãe e irmã de Lula. Meio-irmão se curou de tumor semelhante. (Págs. 1 e 4)

Pelo SUS: Sistema trata 80% dos casos do país

Atendimento de portadores de câncer pelo sistema público predomina e é feito inclusive por médicos e hospital que atendem Lula. (Págs. 1 e 5)

O tumor: Tabagismo e álcool aumentam risco

Essa combinação é a principal causa do câncer de laringe, segundo oncologistas. Especialistas dizem que chances de cura são boas. (Págs. 1 e 26)
Enem: Juiz anula 13 questões
Justiça Federal do Ceará invalidou em todo o país perguntas que vazaram em colégio de Fortaleza. Decisão aumenta apreensão de estudantes como Karoline, Bruna e Igor. O Inep, responsável pelo Enem, fez contratos de R$ 26,5 milhões com empresas fantasmas. (Págs. 1 e 23)
Rejeição de contas deixa 70 prefeitos inelegíveis (Págs. 1 e 7)

Buritis: Justiça manda construtora pagar aluguel
Moradores do Condomínio Vale dos Buritis, o mais ameaçado dos três prédios interditados pela Defesa Civil, que estão abrigados em casas de parentes e amigos, ganharam na Justiça o direito de ter moradia paga por empreiteira que ergueu o edifício. (Págs. 1 e 22)
Câncer de Mama: Início do tratamento tem de ocorrer em até 90 dias (Págs. 1 e 10)

Combustíveis: Queda de imposto pode não evitar alta nas bombas (Págs. 1 e 12)

Diplomacia: Unesco sofre represálias por reconhecer Palestina (Págs. 1 e 16)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Questões do Enem anuladas
Justiça Federal do Ceará decidiu, ontem à noite, anular 13 quesitos do exame para todos os mais de 4 milhões de estudantes que fizeram a prova, por causa do vazamento. MEC considerou a decisão excessiva e ainda há possibilidade de recursos. (Págs. 1 e Cidades 5)
Câncer de Lula é do mais comum
Ex-presidente começou a quimioterapia e médicos dizem que o tumor é considerado como de "agressividade média". Ele mostrou bom humor durante visita da presidente Dilma e Guido Mantega. (Págs. 1, 3 a 5 e Editorial, 10)
Prêmio nacional
Três trabalhos do Sistema JC são finalistas do Prêmio Imprensa Embratel. (Págs. 1 e Capa Dois)
Câncer de mama
Inca anunciou ontem sete recomendações para reduzir mortes pela doença. (Págs. 1 e 7)



Aumento das escolas vai sair este mês (Págs. 1 e Economia 4)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: EUA retaliam Unesco por aval simbólico à Palestina
Governo americano cancelou envio de US$653 milhões à organização, que também sofreu repúdio de Israel. (Págs. 1 e 20)

Foto Legenda: Visita presidencial
Após primeira sessão de quimioterapia para tratar câncer na laringe, Lula recebeu ontem a visita de Dilma e Mantega. (Págs. 1 e 6)

Desafinados: Polêmica da sede da Ospa é reacesa
Arquitetos questionam realização da obra sem concurso público. (Págs. 1 e 28)

Igreja x Justiça: Arcebispo da Capital ataca Judiciário
Condenado em ação, Dom Dadeus chamou magistrados de corruptos. (Págs. 1 e 22)


Ameaças: Milícias do Rio expulsam deputado do país (Págs. 1, 4 e 5)

Educação: Justiça anula 13 questões do Enem para todo o país (Págs. 1 e 25)

De olhos nas estradas: A rodovia que é boa e não tem pedágio (Págs. 1 e 30)

------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Poder de compra da classe D cresce 15% em 2 anos e atinge R$ 400 bilhões
Capacidade financeira desse estrato social já supera o da classe B e representa 15% do total de consumo dos brasileiros. Reajuste do salário mínimo acima da inflação é o principal fator desse crescimento e pode levar, segundo especialistas, à erradicação da pobreza extrema no país. (Págs. 1 e 4)

Lula se afasta até fevereiro de 2012
No hospital Sírio-Libanês, Lula recebeu ontem a visita de Dilma Rouseff e Guido Mantega

Afastamento do ex-presidente para tratar do câncer deve repercutir nas disputas internas do PT, principalmente em São Paulo, onde o partido vive guerra aberta pela indicação à sucessão de Kassab. (Págs. 1 e 10)

Sufoco europeu 1
O italiano Mário Draghi assume comando do BCE no momento em que seu país adota medidas de austeridade. (Págs. 1 e 36)

Sufoco europeu 2
Desemprego na Zona do Euro atinge o índice de 10,2% em setembro, recorde histórico. (Págs. 1 e 37)

Um novo banco na praça
Com forte atuação nas classes populares, a Sorocred quer deixar de ser somente financeira. (Págs. 1 e 5)

Monsanto e Basf pedem aval chinês
Soja transgênica criada no Brasil depende das autoridades da China para liberar exportação. (Págs. 1 e 24)

GP disputa rede de farmácias no Norte
Briga com o BTG Pactual pode levar valor do negócio à casa dos R$ 600 milhões. (Págs. 1 e 27)

Outubro, o mês da virada para a Bolsa de São Paulo
Pregão sobe mais de 11% e se torna o melhor investimento do mês passado, mas não reverte as perdas acumuladas no ano, que somam mais de 15%. (Págs. 1 e 32)
------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos