Atualidades 24/09/2014

A verdadeira educação humanística é propagada por pessoas que inspiram outras pelo caráter e exemplo.




O Globo
Manchete : Dilma abre 9 pontos de vantagem sobre Marina
No Rio, Pezão pela primeira vez aparece à frente de Garotinho
Brasil não assina acordo contra desmatamento
Aécio agora recua sobre fator previdenciário
Marina voou dez vezes em jatinho de Campos (Pág. 5)
Floresta da discórdia
Doleiro Youssef vai fazer delação
Coronel preso tem bens investigados
Refis evit a queda na arrecadação
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : R$ 110 milhões a mais para auxílio-moradia
Desmatamento zero sem apoio do Brasil
José Ivo Sartori, um retrato
Movimentação suspeita
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete : Refis da crise, abaixo do esperado, engorda a arrecadação
Tudo dentro do roteiro
Sócias aceleram vendas para investir em Libra
Segundoturno dearrepiar
Obama diz que EUA não estão só na Síria
Mosaico Político - PT PRESSIONA SUPLICY
O mercado como ele é... COAÇÃO PÓS-MARINA JÁ COMEÇOU
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Doleiro do caso Petrobras negocia delação premiada
Dólar passa de R$ 2, 40, e BC intervém para segurar moeda
Dilma amplia a vantagem sobre Marina, aponta Ibope
Polícia Federal tenta há 7 meses ouvir Lula sobre o mensalão (Eleições 2014 A5)
Filhos de Eduardo Campos se tornam celebridades em campanha em PE (Eleições 2014 A9)
Anvisa se opõe ao Congresso e aprova restrições a emagrecedores (Saúde C5)
Foto-legenda : Secura grande
Casa Branca liga ataque na Síria a ameaça de terrorismo
A iminência de uma ação terrorista nos EUA ou na Europa foi uma das razões para os bombardeios americanos contra o Estado Islâmico na Síria, afirmaram nesta terça (23) agências de segurança da Casa Branca. O presidente Barack Obama celebrou o apoio de cinco nações árabes no ataque: “Não é uma luta só dos EUA”. Na ONU, a presidente Dilma disse “lamentar enormemente” a ofensiva. (Mundo A12)
------------------------------------------------------------------------------------

24 de setembro de 2014
O Globo

Manchete : Dilma abre 9 pontos de vantagem sobre Marina
No 2º turno, Ibope aponta empate entre as duas; Aécio para de crescer

A menos de duas semanas da eleição, pesquisa mostra que cenário atual garante novo round depois de 5 de outubro e que disputa está polarizada entre candidatas do PT e do PSB

Pesquisa Ibope divulgada ontem mostra que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT , ampliou para nove pontos percentuais sua vantagem sobre Marina Silva (PSB). Em comparação com o levantamento da semana passada, Dilma cresceu de 36% para 38%, dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais. Marina perdeu um, indo de 30% para 29%. Aécio Neves (PSDB) parou de crescer e se manteve com 19% das intenções de voto. No segundo turno, a pesquisa mostra empate entre Dilma e Marina, com 41% cada. No levantamento anterior , Marina estava numericamente à frente, com 43%, contra 40% da petista. O número de eleitores que avaliaram positivamente o governo Dilma cresceu dentro da margem de erro, de 37% para 39%. (Pág. 3)

No Rio, Pezão pela primeira vez aparece à frente de Garotinho
Candidato à re eleição pelo PMDB, o governador Luiz Fernando Pezão subiu de 25% para 29% e, segundo o Ibope, pela primeira vez está numericamente à frente de Anthony Garotinho (PR), que manteve os 26%. Como a margem de erro é de dois pontos, há empate técnico. Crivella (PRB) repetiu os 17%, e Lindbergh (PT) foi de 9% para 8%. (Pág. 8)
Brasil não assina acordo contra desmatamento
Em Minas, falta de chuvas deixa nascente do Rio São Francisco seca pela primeira vez

Anunciado na Cúpula do Clima da ONU , ontem , um acordo que prevê desmatamento zero até 2030 não foi ratificado pelo Brasil. O governo alega não ter sido consultado sobre a sua elaboração. Além disso, a meta contrariaria o Código Florestal, que autoriza o corte legal na Amazônia. Em Minas, a falta de chuva secou pela primeira vez a nascente do Rio São Francisco. (Pág. 26)

Aécio agora recua sobre fator previdenciário
Após ter defendido o fim do fator que regula aposentadorias, o tucano mudou de tom e disse estudar “uma alternativa”. (Pág. 4)
Marina voou dez vezes em jatinho de Campos (Pág. 5)

Floresta da discórdia
Dilma e Marina, colegas no governo Lula e hoje adversárias, trocaram críticas sobre desmatamento. (Pág. 6)
Doleiro Youssef vai fazer delação
Depois do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef, também preso, vai fazer acordo de delação premiada sobre corrupção na estatal. (Pág. 9)
Coronel preso tem bens investigados
Escrituras de imóveis foram achadas no apartamento de coronel da PM preso, acusado de chefiar quadrilha. Para o MP, comando da corporação deve ser investigado. (Pág. 11)
Refis evit a queda na arrecadação
Uma receita extra de R$ 7,13 bilhões com o Refis evitou queda na arrecadação em agosto. Fundo Soberano só terá R$ 300 milhões após resgate de R$ 3,5 bilhões. (Págs. 21 e 22)
Ilimar Franco
O bloco na rua

A campanha de Marina Silva, reunida ontem em São Paulo, decidiu fazer ofensiva, na reta final, ligando a candidata ao número 40, do PSB. “O número errado é um desastre. O eleitor não sabe que Marina é 40”, resumiu Walter Feldmann, da coordenação. Por isso, serão organizadas ações para dar visibilidade à candidata. Os “marineiros” concluíram que conseguiram sobreviver à guerra desencadeada pelos tucanos. (Pág. 2)

Merval Pereira
A presidente cresce nas pesquisas, mas Marina resiste. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Empresários acreditam no país, mas estão desanimados com a economia. (Pág. 22)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : R$ 110 milhões a mais para auxílio-moradia
Soma corresponde a impacto anual para os gaúchos com pagamento de benefício de R$ 4,3 mil mensais a juízes, desembargadores, promotores e procuradores. (Notícias | 18)
Desmatamento zero sem apoio do Brasil
País não aderiu à declaração da Cúpula do Clima, na ONU, que teve discurso de DiCaprio. (Notícias | 20 e 21)

José Ivo Sartori, um retrato
Candidato do PMDB é o segundo perfil da série com os quatro concorrentes ao Piratini melhor colocados nas pesquisas. (Notícias | 9 a 11)


Movimentação suspeita
Dal Agnol resgatou R$ 99 milhões de contas (Notícias | 22)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete : Refis da crise, abaixo do esperado, engorda a arrecadação
O ingresso de R$ 7,13 bilhões do programa de refinanciamento de dívidas tributárias (Refis) turbinou a arrecadação federal, que chegou a R$ 94,378 bilhões no mês passado. O valor é recorde para o mês de agosto, mas, sem a receita extra, teria havido uma queda real de 2,43%. (Pág. 7)
Tudo dentro do roteiro
O ministro Guido Mantega rechaçou o espanto sobre a utilização do Fundo Soberano para fechar as contas de 2014: “É uma poupança primária”, disse o ministro. Ele confirmou que o consumidor arcará com menor repasse para as elétricas. (Pág. 7 e 32)
Sócias aceleram vendas para investir em Libra
A anglo-holandesa Shell transferiu ontem 20% de sua participação em campo no Espírito Santo para a tailandesa PTTEP. A francesa Total tem plano para pôr à venda mais US$ 10 bilhões em ativos. (Pág. 8)
Segundoturno dearrepiar
Candidata pelo PT, a presidenta Dilma Rousseff ampliou a vantagem sobre Marina no primeiro turno, segundo o Ibope. Mas, na segunda fase da eleição, as duas candidatas estão empatadas com 41% das intenções de voto. (Pág. 4)
Obama diz que EUA não estão só na Síria
O presidente americano aproveitou a presença de 120 chefes de Estado na ONU, em Nova York, para dizer que seu país tem aliados no bombardeio ao Estado Islâmico. A presidenta Dilma criticou os ataques. (Pág. 28)
Mosaico Político
Gilberto Nascimento

PT PRESSIONA SUPLICY

O candidato do PT ao Senado em São Paulo, Eduardo Suplicy, tem sido pressionado por dirigentes de seu partido para criticar o tucano José Serra, seu principal adversário na disputa. Em busca da reeleição, Suplicy reluta em partir para o ataque. Diz preferir uma campanha "propositiva". (Pág. 2)

O mercado como ele é...
Luiz Sérgio Guimarães

COAÇÃO PÓS-MARINA JÁ COMEÇOU

Toda a expressiva queda dos contratos futuros de juros motivada no início do mês pelo crescimento explosivo da candidatura Marina Silva já foi devolvida. Um dos contratos de maior liquidez, por ser dos preferidos dos investidores estrangeiros, com vencimento em janeiro de 2017, tinha taxa de 11,66% na sexta-feira anterior à morte de Eduardo Campos. (Pág. 23)

Ponto Final
Octávio Costa

É TEMPO DE VACAS MAGRAS

Nestes dias de campanha eleitoral, está ficando cada vez mais agudo o descolamento entre a percepção do governo Dilma Rousseff e a dos agentes do mercado financeiro. Agora mesmo, com a divulgação do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do quarto bimestre, pelo Ministério do Planejamento, teve-se um bom exemplo do confronto. (Pág. 32)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Doleiro do caso Petrobras negocia delação premiada
Investigado na Lava Jato por suposto desvio de dinheiro, Alberto Youssef tenta abrandar pena; advogado deixa caso

A exemplo do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef decidiu negociar um acordo de delação premiada com as autoridades. Segundo as investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, Youssef lavava dinheiro desviado da estatal no exterior e o repatriava para propinas. Preso desde 17 de março, o doleiro espera, com a delação, abrandar sua pena em caso de condenação judicial. As 12 ações em que é réu podem resultar em punição superior a cem anos. (Eleições 2014 A4)

Brasil se recusa a assinar compromisso de desmatamento zero
Apesar da redução de 79% do desmatamento desde 2004, o Brasil não endossou a Declaração de Nova York sobre Florestas, principal documento da Cúpula do Clima feita pela ONU. Sem distinguir entre ações legais e ilegais, o texto propõe desmate zero até 2013. No Brasil, como a lei permite manejar florestas, o governo preferiu não aderir. Em Nova York, a presidente Dilma (PT) afirmou que Marina Silva (PSB) "mentiu" ao dizer que o desmate na Amazônia cresceu. Segundo ela, houve apenas um "aumentinho" em 2013. (Ciência C5)

Dólar passa de R$ 2, 40, e BC intervém para segurar moeda
Após a cotação do dólar superar R$ 2,40 pela primeira vez desde fevereiro, o Banco Central decidiu alterar sua intervenção diária no mercado cambial para conter a desvalorização do real. Até o final do mês, deve oferecer US$ 950 milhões, quase o dobro dos atuais US$ 500 milhões. Na avaliação do mercado, o BC quer o dólar perto do atual patamar. (Mercado B1)
Dilma amplia a vantagem sobre Marina, aponta Ibope
Pesquisa Ibope mostra ampliação da vantagem de Dilma Rousseff (PT) sobre Marina Silva (PSB) na corrida presidencial. A presidente oscilou de 36% para 38%, e a ex-ministra, de 30% para 29%. Aécio Neves (PSDB) manteve 19%. Dilma e Marina empatam (41%) no segundo turno. (Eleições 2014 A6)
Polícia Federal tenta há 7 meses ouvir Lula sobre o mensalão (Eleições 2014 A5)

Filhos de Eduardo Campos se tornam celebridades em campanha em PE (Eleições 2014 A9)

Anvisa se opõe ao Congresso e aprova restrições a emagrecedores (Saúde C5)

Foto-legenda : Secura grande
Em bica em Itu (SP), a manicure Michele Mariano espera para encher a caixa d’água que guarda no carro — moradores da cidade improvisam para armazenar água em meio ao racionamento, que já se estende por oito meses na cidade (Cotidiano C4)

Casa Branca liga ataque na Síria a ameaça de terrorismo
A iminência de uma ação terrorista nos EUA ou na Europa foi uma das razões para os bombardeios americanos contra o Estado Islâmico na Síria, afirmaram nesta terça (23) agências de segurança da Casa Branca. O presidente Barack Obama celebrou o apoio de cinco nações árabes no ataque: “Não é uma luta só dos EUA”. Na ONU, a presidente Dilma disse “lamentar enormemente” a ofensiva. (Mundo A12)
Antonio Delfim Netto
Submissas a ‘marqueteiros’, campanhas eleitorais deseducam os cidadãos. (Opinião A2)
Editoriais
Leia “Depois de março”, sobre a crise hídrica na Grande São Paulo, e “A guerra de Obama”, acerca dos ataques à milícia radical Estado Islâmico. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016