Atualidades 02/04/2015



O Globo
Manchete : Nova delação leva escândalo ao setor de transportes
Petrobras recorre a banco chinês
Projeto propõe que estatal deixe de ser operadora exclusiva do pré-sal (Pág. 21)
Queiroz Galvão demite em obra da Rio 2016
SwissLeaks - Rachid vê ‘interesse do Fisco’ em 100 nomes
Ex-prefeito tinha até helicóptero
Menores cometem 1% dos homicídios
Ilimar Franco - Dilma massacra o PMDB
Merval Pereira - Uma questão delicada
Míriam Leitão - Outro lado do ajuste
Editoriais - Dilma e a liberdade de imprensa e expressão
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Balança comercial sai do negativo
Reprovação ao governo Dilma sobe para 64% (Notícias | 5)
Empréstimo chinês para a Petrobras
Duelo de posições sobre a redução da maioridade penal
Marta Sfredo - QUARTA-FEIRA PARA RETOMAR O FÔLEGO
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete : Retração provoca efeito positivo na balança comercial
Bovespa em momento de alívio
Indústria encolhe um pouco mais
Sem perspectivas de uma avaliação melhor 
Produção de aço cresce e mercado diminui
Olhar do Planalto - TUDO DEPENDE DO DIA 12
Ponto de Vista - EXPECTATIVAS EM QUEDA. ATÉ QUANDO?
O mercado como ele é... - "RAÇÃO DIÁRIA" NÃO FEZ FALTA
Ponto Final - IGNORÂNCIA E PRECONCEITO
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Mensagem liga lobista a caso que fraudou Receita
Petrobras consegue crédito de US$ 3,5 bi com banco chinês
Queda da indústria brasileira atinge 70% dos produtos
Panelaços não vão intimidar Dilma, afirma novo ministro
Empreiteira demite, e obra da Olimpíada corre risco de parar (Mercado B6)
Mortes por dengue em SP já superam total de 2014
Crise da água faz Alckmin repor mais matas de rios (Cotidiano C3)
Necessidade de frear a corrupção justifica as prisões
Editoriais - Leia “Os vulneráveis”, a respeito de efeitos da degradação da economia sobre os mais pobres, e “Alternância na Nigéria”, acerca de eleição no país. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

02 de abril de 2015
O Globo

Manchete : Nova delação leva escândalo ao setor de transportes
Presidente da Camargo Corrêa confessa que pagou propina na Ferrovia Norte-Sul

Em prisão domiciliar, executivo diz que desvios na obra seguiram esquema usado na Petrobras

No depoimento dado em sua delação premiada, o presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, confessou o pagamento de propina para executar obras na Ferrovia Norte-Sul, informa RENATO ONOFRE. O modelo, segundo Dalton, que está em prisão domiciliar desde segunda-feira, é similar ao que f oi usado para os desvios na Petrobras, incluindo a formação de um cartel. Na Norte-Sul, a empreiteira assinou em 2010 contratos de R$ 1 bilhão com a Valec, estatal que administra as ferrovias brasileiras. Ligada ao Ministério dos Transportes, a Valec disse não ter sido notificada sobre o conteúdo da delação. (Pág. 3)
Petrobras recorre a banco chinês
Com dificuldades de obter dinheiro no mercado devido ao escândalo da Lava-Jato, a Petrobras terá um empréstimo de US$ 3,5 bilhões do Banco de Desenvolvimento da China. Segundo a empresa, é o primeiro passo de um acordo de cooperação com o banco estatal chinês que vai vigorar até 2016. Para analistas, o negócio deve incluir o fornecimento de petróleo à China. (Pág. 21)
Projeto propõe que estatal deixe de ser operadora exclusiva do pré-sal (Pág. 21)

Queiroz Galvão demite em obra da Rio 2016
Investigada na Lava-Jato, a Construtora Queiroz Galvão demitiu 70 operários do Complexo de Deodoro, uma das principais instalações dos Jogos de 2016. Outros mil, que trabalham na mesma obra, receberam aviso prévio. (Pág. 11)
SwissLeaks - Rachid vê ‘interesse do Fisco’ em 100 nomes
O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que já foram identificados 100 nomes na lista de contas do HSBC na Suíça que são de “interesse do Fisco” porque não teriam declarado os valores. Uma missão do órgão está na França para obter os dados de forma oficial. (Pág. 4)
Ex-prefeito tinha até helicóptero
A PF apreendeu ontem um helicóptero de R$ 4 milhões que seria do ex-prefeito de Itaguaí, acusado de corrupção. Ele tinha uma Ferrari. (Pág. 15)
Menores cometem 1% dos homicídios
Dados do Unicef indicam que 1% dos homicídios registrados no país foi praticado por jovens entre 16 e 17 anos. (Pág. 6)
Ilimar Franco
Dilma massacra o PMDB

A política da presidente Dilma é a principal responsável pelo afastamento do PMDB. Líderes aliados e referências petistas avaliam que esse é um erro que pode ser consertado. O PMDB tem mais cadeiras no Congresso que o PT. Mas este administra R$ 50 bilhões em 14 ministérios, enquanto o aliado, R$ 7,7 bilhões em 6 pastas. Analistas políticos não entendem por que quem precisa de votos no Congresso reluta em colocar o PMDB no governo. (Pág. 2)
Merval Pereira
Uma questão delicada

Para escapar da armadilha do impeachment, que considera aventureiro, e da inércia oposicionista, o deputado federal do PPS Raul Jungmann está empenhado em transformar em debate político a questão da possibilidade de investigação da presidente da República, levando o caso até o plenário do Supremo Tribunal Federal. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Outro lado do ajuste

A deterioração das contas públicas ficou mais uma vez evidente com a Nota de Política Fiscal divulgada pelo Banco Central. A dívida bruta subiu de novo em fevereiro, o déficit nominal passou de 7% do PIB e houve outro mês de déficit primário. Os empresários acham que o governo precisa cortar mais nos gastos de custeio, ao invés de elevar o peso dos impostos. A indústria afundou 7,1% no primeiro bimestre. (Pág. 22)
Editoriais
Dilma e a liberdade de imprensa e expressão

Discurso da presidente na posse de Edinho Silva é coerente com sua postura no primeiro mandato, quando não deu espaço a manobras como a da ‘regulação da mídia’ (Pág. 18)

Venezuela deixa democracia por um fio

Autoritarismo cresce no país e apoio a Maduro diminui, mesmo entre aliados. Atores e instituições independentes agem no vácuo de Unasul, OEA e Mercosul (Pág. 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Balança comercial sai do negativo
Valorização do dólar reduziu importações em março e permite projetar resultado positivo, com recuperação das exportações nos próximos meses. (Notícias | 24)
Reprovação ao governo Dilma sobe para 64% (Notícias | 5)

Empréstimo chinês para a Petrobras
Estatal assina financiamento de US$ 3,5 bi para acordo de cooperação até 2016. (Notícias | 26)
Duelo de posições sobre a redução da maioridade penal
Ideia de diminuir idade mínima para ser preso divide o Congresso (Notícias | 6 e 7)
Marta Sfredo
QUARTA-FEIRA PARA RETOMAR O FÔLEGO

Saldo comercial entrou no azul, dólar recuou e bolsa e ações da Petrobras subiram (Notícias |31)

------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete : Retração provoca efeito positivo na balança comercial
Após dois meses de déficit, a balança comercial registrou o primeiro superávit do ano, com as exportações superando as importações em US$ 458 milhões. Mas o fluxo de comércio caiu 13,4%. Para especialistas, os saldos positivos devem ser repetidos daqui por diante, sempre provocados por uma queda maior nas compras do que nas vendas externas. (Págs. 4)
Bovespa em momento de alívio
A bolsa paulista fechou na quarta-feira acima dos 52 mil pontos pela primeira vez em quase quatro meses. As alta das ações da Petrobras e da Oi foi o destaque. (Pág. 21)
Indústria encolhe um pouco mais
A produção caiu 0,9% em fevereiro, em relação ao mês anterior, que teve crescimento de 0,3%. O percentual foi corrigido pelo IBGE, que antes havia divulgado expansão de 2% em janeiro. (Pág. 5)
Sem perspectivas de uma avaliação melhor 
Dificuldades na economia e problemas na relação de Dilma com a sua base de apoio são responsáveis pela queda da popularidade detectada na pesquisa CNI-Ibope. (Pág. 3)
Produção de aço cresce e mercado diminui
A projeção de crescimento para 2015 é de 6,5%. Mesmo assim, o setor não vê motivos para comemorar, diante da retração econômica do país. Na contramão, as exportações siderúrgicas devem crescer 38,1% este ano. (Pág. 9)
Olhar do Planalto
José Negreiros

TUDO DEPENDE DO DIA 12

Nos últimos dias, o governo passou a viver do "se", uma situação muito desconfortável. Se o dia 12 de abril trouxer mais gente para as ruas e se a popularidade da presidente continuar se aproximando de um dígito, o Palácio do Planalto ficará sem a próxima jogada. (Pág. 2)
Ponto de Vista
Carlos Thadeu de Freitas

EXPECTATIVAS EM QUEDA. ATÉ QUANDO?

A divulgação dos resultados do PIB de 2014, feita na semana passada pelo IBGE, trouxe mais uma confirmação do desaquecimento do cenário econômico vigente. O resultado foi o pior desde a queda de 0,2% apurada em 2009, período em que a crise econômica global estava no auge. (Pág. 7)
O mercado como ele é...
Luiz Sérgio Guimarães

"RAÇÃO DIÁRIA" NÃO FEZ FALTA

Pelo menos ontem, a ração diária de US$ 100 milhões não fez falta ao mercado de câmbio. Investidores e devedores em moeda americana já vinham se preparando para este 1º de abril sem swap novo depois que o Banco Central comunicou no dia 24 de março o encerramento do programa criado em agosto de 2013. (Pág. 20)
Ponto Final
Octávio Costa

IGNORÂNCIA E PRECONCEITO

Entende-se perfeitamente a cara amarrada da deputada Maria do Rosário (PT-RS) na sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que, por 42 votos a 17, aprovou a redução da maioridade penal para 16 anos. Ex-ministra da Secretaria de Direitos Humanos, ela tentou por todos os meios evitar a iniciativa que pretende sujeitar adolescentes aos rigores do Código Penal. (Pág. 32)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Mensagem liga lobista a caso que fraudou Receita
PF investiga cobrança de propina para reduzir multas; suspeito não foi localizado

Um ex-presidente do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf ) afirma, em e-mail apreendido pela PF , que garantiria “95% de chances” de vitória para a montadora Ford em processo para reduzir ou anular multas da Receita, relatam Gabriel Mascarenhas, Natuza Nery e Julio Wiziack. “Se eu participar, [...] eles têm mais ou menos 95% de chances de ganhar. Caso contrário, perderão com certeza. A bola está com vocês. [...] Não pagarão mais do que 2% a 3%”, escreveu Edison Pereira Rodrigues em mensagem de 2011 obtida pela Folha. O e-mail não identifica o destinatário. Investigado pela Operação Zelotes, que confirmou prejuízo de R$ 6 bilhões em valores devidos ao fisco, Rodrigues integrou o Carf de 1995 a 2004. Ele é pai de Meigan Sack, atual conselheira, segundo o site do órgão. A Folha não localizou Pereira até a conclusão desta edição. A Ford não comentou. Segundo a Operação Zelotes da PF, conselheiros, servidores públicos e ex-integrantes do Carf usavam o acesso a informações privilegiadas para negociar propina em troca de vereditos manipulados no órgão. Ao todo, os processos que estão sob suspeita somam R$ 19 bilhões. (Mercado B1)
Petrobras consegue crédito de US$ 3,5 bi com banco chinês
Com dificuldades de caixa e de acesso ao mercado de crédito internacional, a Petrobras fechou empréstimo de US$ 3,5 bilhões com o Banco de Desenvolvimento da China. A companhia, porém, não informou as condições. Segundo pessoa próxima às negociações, a operação exigiu contrapartidas comerciais. (Mercado B5)
Queda da indústria brasileira atinge 70% dos produtos
A produção da indústria brasileira caiu 9,1 % em fevereiro em relação ao mesmo mês do ano passado — a maior queda desde julho de 2009. De cada dez produtos pesquisados, sete tiveram queda de produção (70,2%). É o maior índice desde 2013. O IBGE revisou o aumento da indústria em janeiro de 2% para 0,3%. (Mercado b4)
Panelaços não vão intimidar Dilma, afirma novo ministro
Entrevista - EDINHO SILVA

Apesar de reconhecer que o governo “está perdendo a narrativa” da crise, o novo ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva (PT-SP), diz que a presidente Dilma não se intimidará com protestos e que ela vai reaver sua popularidade. Silva promete critérios técnicos para verbas publicitárias, sem privilegiar veículos aliados do Planalto. (Poder a4)
Empreiteira demite, e obra da Olimpíada corre risco de parar (Mercado B6)

Mortes por dengue em SP já superam total de 2014
O número de mortes por dengue no Estado de São Paulo nos três primeiros meses de 2015 (92) já é maior do que o total do ano passado (90), aponta levantamento da Folha em 60 municípios. O último balanço, divulgado pela gestão Alckmin (PSDB) na semana passada, somava 70 mortos. Governo e especialistas afirmam que o pico da doença deve ocorrer em maio. (Cotidiano C1)
Crise da água faz Alckmin repor mais matas de rios (Cotidiano C3)

Necessidade de frear a corrupção justifica as prisões
ATHAYDE RIBEIRO COSTA, DELTAN DALLAGNOL e ROBERSON POZZOBON

A prisão antes do fim do processo deve ser exceção, quando a liberdade gera riscos à sociedade: de reiteração de crimes, de fuga ou de atrapalhar a colheita de provas. Na Lava Jato, fatos demonstram esses riscos. (Opinião a3)
Editoriais
Leia “Os vulneráveis”, a respeito de efeitos da degradação da economia sobre os mais pobres, e “Alternância na Nigéria”, acerca de eleição no país. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016