Atualidades 17/09/2015

Faça sua parte e não se preocupe com os outros. Acredite que Deus também fala com eles, e que eles estão tão empenhados quanto você em descobrir o sentido da vida - Paulo Coelho



O Globo
Manchete : Governo avisa que não tem plano B
CPMF deve atingir mais 29 milhões de pessoas
Ministro de Dilma, Armando Monteiro critica parte do ajuste
Estados apoiam, e oposição fica contra
Dilma: ‘Encurtar caminho é golpe'
Presidente da BR renuncia
Gilmar ironiza PT : ‘Madre Teresa’
Currículo comum - Base proposta pelo MEC deverá cobrir 60% do ensino na educação básica. (Pág. 28)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete : Dilma aceita reduzir cortes para obter apoio ao pacote
Presidente diz que tentam 'usar crise para golpe' 
Gilmar Mendes : 'PT tenta usar STF para asfixiar oposição'
Indústria prevê fim de 610 mil vagas neste ano 
Bicudo e FHC rebatem petista 
USP congela 20% dos gastos de custeio (Metrópole/Pág. A17)
Varejo tem pior julho desde 2000, diz IBGE (Economia/Pág. B5)
Eugênio Bucci - O futuro de uma desilusão - A utopia petista de que a esperança venceria o medo sai de cena sem honra e sem elegância. O burlesco se confunde com o trágico (Espaço Aberto/Pág. A2)
Notas&Informações
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Decisão histórica sem testemunhas
"Usar crise para chegar ao poder é golpe", afirma Dilma
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Usar crise para chegar ao poder é golpe, diz Dilma
Foto-legenda : Enfim
Expectativa sobre alta de juros nos EUA faz dólar cair 
Ministério propõe currículo flexível para ensino médio 
Elena Landau - A privatização parte da solução para crise atual 
Matias Spektor - País perdeu poder ao se calar sobre radicalização do regime chavista 

Nelson Jobim será o enviado especial de Dilma às eleições venezuelanas de dezembro. A missão é impossível. Faltam instrumentos para influenciar o regime venezuelano. O Planalto gastou o capital acumulado quando se calou diante da radicalização chavista. (Opinião A2)

Editoriais
Leia "A hora e a vez do MEC", acerca de desafios da educação brasileira, e "A conta da Justiça", a respeito de novos dados sobre o Judiciário. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

17 de setembro de 2015
O Globo

Manchete : Governo avisa que não tem plano B
Ministro Edinho diz que mais cortes inviabilizariam a máquina

‘O ajuste resolve uma parte do problema’ , afirma ele, para quem o Estado brasileiro tem de passar por reformas e se adequar à realidade

O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Edinho Silva, afirma que o governo não tem alternativa ao pacote de ajuste fiscal anunciado esta semana para enfrentar a crise fiscal, a recessão e a perda do selo de bom pagador. “O governo não tem um plano B”, disse, em entrevista a Catarina Alencastro. A grande maioria das propostas depende, porém, de aprovação do Congresso. Para o ministro, o governo não tem mais como cortar “sem prejudicar serviços públicos, programas, sem inviabilizar o funcionamento da máquina pública”. (Pág. 3)
CPMF deve atingir mais 29 milhões de pessoas
Número de correntistas cresceu 47% desde 2007. Para analistas, arrecadação será maior

A CPMF, se aprovada pelo Congresso, vai tributar mais 29 milhões de pessoas. Esse é o número de brasileiros que passaram a ter contas-correntes desde 2007, quando o tributo foi extinto. É uma expansão de 47% e, por isso , analistas acreditam que a arrecadação do governo será de R$ 50 bilhões, maior , portanto, que os R$ 32 bilhões previstos pela Fazenda, informa Ronaldo D’Ercole. (Pág. 23)
Ministro de Dilma, Armando Monteiro critica parte do ajuste
Ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro criticou o corte nos repasses ao Sistema S e a redução da alíquota de abatimento do Reintegra. Ele disse ainda que não participou da preparação do pacote. (Pág. 3)
Estados apoiam, e oposição fica contra
Governadores aliados pressionam o Congresso pela CPMF. Já a oposição criou frente contra alta de impostos. (Pág. 4)
Dilma: ‘Encurtar caminho é golpe'
A presidente Dilma disse ontem que “encurtar caminho da rotatividade democrática é golpe”. (Pág. 7 e Merval Pereira)
Presidente da BR renuncia
Presidente da BR desde 2009, José Lima Neto renunciou ao cargo. Seu nome fora motivo de divergência entre o presidente da estatal, Ademir Bendine, e Murilo Ferreira, que até esta semana comandava o conselho da petrolífera e pressionou pela saída de Lima Neto. (Pág. 25)
Gilmar ironiza PT : ‘Madre Teresa’
No julgamento do STF sobre doações privadas, que está em 6 a 2 pela proibição, o ministro Gilmar Mendes ironizou o fato de o PT agora ser contra: “Fico emocionado.” (Pág. 8)
Currículo comum
Base proposta pelo MEC deverá cobrir 60% do ensino na educação básica. (Pág. 28)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Dilma aceita reduzir cortes para obter apoio ao pacote
Planalto admite rever adiamento do reajuste de servidores e tirar menos verba do Sistema S; articulação vai mudar

Na tentativa de salvar o pacote anunciado segunda-feira para reverter o rombo de R$ 30,5 bilhões no Orçamento de 2016 e atingir o superávit primário de 0,7% do PIB, a presidente Dilma Rousseff pode reduzir o adiamento do reajuste do funcionalismo de sete para três meses e o prazo de vigência da CPMF de quatro para dois anos. Também estuda tirar menos recursos do Sistema S e voltar atrás na proposta de vincular dinheiro de emendas parlamentares a obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os recuos podem diminuir em até R$ 14,6 bilhões a meta final dos cortes, estimada em R 26 bilhões, e comprometer R$ 6 bilhões dos R$ 45,6 bilhões previstos para elevar receita. Dilma também vai mexer no “núcleo duro" do governo e reforçara articulação política com o Congresso. PMDB e PT pressionam pela saída de Aloizio Mercadante (PT) da Casa Civil. (Política / Págs. A4 e A5)

Ministro critica propostas

O ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento) disse que não foi consultado sobre decisão do governo de reduzir benefícios do Reintegra e recursos do Sistema S. Também criticou falta de diálogo. (Economia / Pág. B4)
Presidente diz que tentam 'usar crise para golpe' 
Em entrevista a rádio de Presidente Prudente (SP), a presidente Dilma Rousseff chamou de "versão moderna de golpe" o que apontou como tentativa de seus adversários de usar a crise para chegar ao poder. Num recado à oposição, Dilma disse que "qualquer forma de encurtar o caminho da rotatividade democrática é golpe, sim". "Principalmente quando esse caminho é feito só de ata-lhos questionáveis." (Política / Pág. A7)
Gilmar Mendes : 'PT tenta usar STF para asfixiar oposição'
Em voto contra a proibição do financiamento empresarial de campanhas políticas, Gilmar Mendes, do STF, fez críticas ao PT e usou informações da Operação Lava Jato. Mendes sugeriu que o PT tenta se manter no poder pela "asfixia" da oposição e recebe "financiamento público" com esquema de corrupção na Petrobrás. (Política / Pág. A8)
Indústria prevê fim de 610 mil vagas neste ano 
Seis grandes setores da indústria nacional preveem que pelo menos 610 mil vagas de emprego serão fechadas em 2015. O número é puxado pela construção civil, onde 500 mil pessoas deverão perder seus empregos. (Economia / Pág. B1)
Bicudo e FHC rebatem petista 
Para o jurista Hélio Bicudo, "esse negócio de chamar de golpismo é golpismo de quem fala". Já o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso avalia que "quem sofre a crise não quer dar golpe, quer se livrar da crise". (Págs. A6 e A7)
USP congela 20% dos gastos de custeio (Metrópole/Pág. A17)

Varejo tem pior julho desde 2000, diz IBGE (Economia/Pág. B5)

Eugênio Bucci
O futuro de uma desilusão - A utopia petista de que a esperança venceria o medo sai de cena sem honra e sem elegância. O burlesco se confunde com o trágico (Espaço Aberto/Pág. A2)
Notas&Informações
Um desafio à coragem - Livre-se a presidente da gentalha de quem se cercou e a Nação reconhecerá seu esforço e a coragem (Pág. A3)

A advertência de Dilma - A petista considera que, por ocupar a cadeira presidencial, representa a democracia em pessoa (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Decisão histórica sem testemunhas
Com galerias esvaziadas, após o tumulto da terça-feira, Assembleia aprovou o projeto de PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR para futuros servidores que quiserem ganhar acima do teto do INSS

ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2016 É ENVIADO COM ROMBO DE R$ 6,2 BILHÕES

ROSANE DE OLIVEIRA - GOVERNADOR OPTOU POR ENCARAR DESGASTE COM FUNCIONÁRIOS

(Notícias | 8 a 10 e 12)
"Usar crise para chegar ao poder é golpe", afirma Dilma
Presidente levantou o tom em resposta a ameaças de pedido de impeachment (Notícias 14)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Usar crise para chegar ao poder é golpe, diz Dilma
Presidente dá recado a empresários que admitem sua saída

A presidente Dilma falou em golpismo ao se referir ao movimento oposicionista que articula a abertura de processo de impeachment para afastá-la do cargo. Ela acusou adversários de explorar a crise econômica para desgastar o governo e impedi-la de concluir seu mandato, que vai até 2018. A petista esteve ontem em Presidente Prudente (SP) para entregar unidades do Minha Casa, Minha Vida. "Usar a crise como mecanismo para chegar ao poder é uma versão moderna do golpe", disse a presidente. Segundo Dilma, agem assim as pessoas que "torcem para o quanto pior, melhor". Segundo assessores de Dilma, ela quis enviar um recado a empresários que, na avaliação do Planalto, começam a admitir a saída da presidente se ela não conseguir reverter a crise. O jurista Hélio Bicudo, que assina um pedido de impeachment, disse agir de acordo com a Constituição. O ex-presidente FHC (PSDB) também reagiu às declarações. Para ele, as movimentações pela saída da petista não são golpistas. "Quem sofre a crise não quer dar golpe, quer se livrar da crise." (Poder A4 e A5)

Rejeição das contas no TCU, que pode fundamentar o impeachment, já é considerada irreversível (Poder A9)
Foto-legenda : Enfim
Gilmar Mendes foi o 2° dos 11 ministros do STF a defender a manutenção das doações privadas nas campanhas eleitorais; ele votou 17 meses após pedir vistas do processo (Poder a10)
Expectativa sobre alta de juros nos EUA faz dólar cair 
O Fed (banco central dos EUA) decide nesta quinta (17) se elevará pela primeira vez em sete anos a sua taxa básica de juros. Mas a expectativa sobre a mudança é baixa entre os investidores, o que fez o dólar perder força em países emergentes. No Brasil, a desvalorização foi de 1,03%, com o dólar a R$ 3,825 à vista. A tendência de queda, porém, não deve se manter. (Mercado A18)
Ministério propõe currículo flexível para ensino médio 
O Ministério da Educação apresentou a primeira proposta para o conteúdo que deve ser ensinado em todas as escolas do país. Governos locais seriam responsáveis por 40% do currículo. No ensino médio, que amarga baixos indicadores, a grade deve ser flexível. (Cotidiano B1)
Elena Landau
A privatização parte da solução para crise atual

Os ajustes propostos não atacam erros fundamentais que levaram ao descalabro nas contas, entre eles o gigantismo do Estado. A privatização é parte da solução dessa crise. Nenhum governante gosta de vender empresas, mas a crise fiscal não será superada sem isso. (Opinião A3) 
Matias Spektor
País perdeu poder ao se calar sobre radicalização do regime chavista

Nelson Jobim será o enviado especial de Dilma às eleições venezuelanas de dezembro. A missão é impossível. Faltam instrumentos para influenciar o regime venezuelano. O Planalto gastou o capital acumulado quando se calou diante da radicalização chavista. (Opinião A2)
Editoriais
Leia "A hora e a vez do MEC", acerca de desafios da educação brasileira, e "A conta da Justiça", a respeito de novos dados sobre o Judiciário. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016