Atualidades 17/11/2015


Discernir
Discernir é entender a essência, é diferenciar o ouro autêntico do falso. Sempre que tiro alguma coisa de seu contexto, deixo de entendê-la e começo a distorcê-la. Todas as situações tem suas raízes históricas, seus efeitos presentes e suas implicações futuras. Discernir é considerar as inter-relações de todos os ingredientes de uma situação. Sem essa perspectiva sou impelido a proteger meus interesses, sou consumido pelo calor do momento, deixo de ver as conseqüências dos meus atos. Brahma Kumaris




O Globo
Manchete : Hollande quer mais poder na guerra contra o terror
Impacto na economia global preocupa (Pág. 19)
O maior acidente com rejeitos da História
Dilma: ‘Levy fica onde está’
Investigação deve seguir, diz relator
OAB recorre contra nova lei
Caso Pedro Paulo divide aliadas
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete : França aponta mentor de ataques e Hollande diz que país está em guerra
Relator é favorável a ação contra Cunha no Conselho de Ética
Delator indica desvio na compra de Pasadena 
Moro condena ex-deputado a 12 anos de prisão 
Dilma diz que respeita Lula, mas Levy fica 
OAB contesta trecho do direito de resposta no STF (Política / Pág. A7) 
Câmbio e juros reduzem lucro de empresas em 81% (Economia / Pág. B1)
Samarco promete R$ 1 bi contra danos 
José Paulo Kupfer
Anatomia de um rumor - Levy fica, mas, dados os elementos em jogo, a conversa de sua saída só deve hibernar. Em resumo, ele fica e os rumores de sua saída, também. (Economia/Pág. B6)
Notas&Informações - Apenas um arroubo? - Para lewandowski, as duras críticas ao governo Dilma Rousseff não passam de "cortina de fumaça" (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Dia de caça
Mais um passo no caso Cunha
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : França amplia caça a terroristas pelas ruas
Mineradora terá de pagar R$ 1 bilhão por danos da lama
Impeachment pode destravar a crise, afirma Armínio Fraga
OAB contesta lei que regulamenta resposta na mídia
Refinaria rendeu propina de US$ 15 mi, aponta delação
Rede pública de SP temem 2015 saída recorde de professores
Foto-legenda : Banho
Editoriais - Leia “Só à luz do dia”, acerca de decisão do STF que impede doações ocultas, e “Exageros sobre os Brics”, a respeito de desempenho do grupo. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

17 de novembro de 2015
O Globo

Manchete : Hollande quer mais poder na guerra contra o terror
Francês se reunirá com Putin e Obama, que descarta tropas terrestres

França envia porta-aviões nuclear Charles de Gaulle ao Mediterrâneo para triplicar sua capacidade ofensiva contra o Estado Islâmico na Síria; polícia francesa faz 168 operações e prende 23 suspeitos

Em resposta ao massacre de 129 pessoas por jihadistas em Paris, na sexta-feira, o presidente François Hollande propôs a uma chocada França a reforma da Constituição para dar mais poderes ao Executivo, conta DEBORAH BERLINCK. No terceiro discurso de um chefe de Estado em sessão conjunta do Parlamento desde 1848, ele disse que o país enfrenta “um novo tipo de guerra” e precisa de outros instrumentos para combater os extremistas. Hollande afirmou que vai se reunir com os presidentes Obama, dos EUA, e Putin, da Rússia, na busca da união contra o terrorismo. Na Turquia para a reunião do G-20, Obama voltou a descartar o uso de forças terrestres contra o EI. Na frente militar, a França enviou um porta-aviões nuclear ao Mediterrâneo para reforçar o ataque ao terror na Síria. Ontem, a polícia francesa prendeu 23 suspeitos. (Págs. 25 a 29)
Impacto na economia global preocupa (Pág. 19)

O maior acidente com rejeitos da História
O mar de lama em Mariana provocou também um triste recorde: a tragédia em Minas é apontada por especialistas como o maior acidente da História em quantidade de material despejado por barragens de rejeitos de mineração, informa ANA LÚCIA AZEVEDO. Ao todo, 62 milhões de metros cúbicos de lama vazaram no último dia 5, matando pelo menos 12 pessoas, deixando milhares sem água e ameaçando o Rio Doce. É uma quantidade duas vezes e meia maior que o segundo pior acidente do gênero, que aconteceu em uma mina canadense, no ano passado. (Pág. 3)

Kenneth Maxwell

Demora de Dilma para ir a Mariana lembra Bush no furacão Katrina (Pág. 17)
Dilma: ‘Levy fica onde está’
Após pressões do ex-presidente Lula para que substitua o ministro da Fazenda, a presidente Dilma disse que “Levy fica onde está”. Na Turquia para a reunião do G-20, ela afirmou que está na fase “Dilminha paz e amor". (Pág. 21)
Investigação deve seguir, diz relator
Antes do previsto, o relator do processo no Conselho de Ética contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, apresentou parecer pela apuração (Pág. 6)
OAB recorre contra nova lei
A OAB recorreu ao STF contra ponto da nova lei de direito de resposta por considerar que cerceia a liberdade de informação (Pág. 7)
Caso Pedro Paulo divide aliadas
Pré-candidato a prefeito do Rio, Pedro Paulo divide aliadas: entre as que defendem o secretário está a presidente do PMDB Mulher (Pág. 6)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : França aponta mentor de ataques e Hollande diz que país está em guerra
'Cérebro' dos atentados seria jovem belga, refugiado na Síria. Cinco terroristas identificados foram treinados pelo Estado Islâmico. Presidente francês pede coalizão para aniquilar grupo. Escolas, museus e prédios públicos reabrem. EI ameaça fazer novo ataque

As polícias belga e francesa identificaram ontem o suposto mentor e financiador dos atentados de sexta-feira em Paris que, mataram 129 pessoas e feriram 350. É Abdelhamid Abaaoud, de 28 anos, nascido em Bruxelas e de origem marroquina, que atualmente estaria vivendo na Síria. Como ele, os outros quatro terroristas já identificados foram treinados em áreas ocupadas pelo Estado Islâmico. Em sessão no Parlamento, o presidente François Hollande declarou que a França está em guerra, reiterou sua determinação de aniquilar o grupo radical e apelou por uma coalizão incluindo Estados Unidos e Rússia para erradicá-lo. Também propôs a ampliação para três meses do estado de emergência que ele decretou na sexta-feira. (Internacional / Págs. A9 a A15)

Exército quer vistos na Rio-2016

Para o general José Carlos De Nardi, desobrigar turistas de apresentar visto de entrada no Brasil durante a Olimpíada de 2016 pode abrir caminho para a vinda de terroristas ao País. (Pág. A14)
Relator é favorável a ação contra Cunha no Conselho de Ética
O deputado Fausto Pinato (PRB-SP), relator do processo contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no Conselho de Ética, surpreendeu os colegas e antecipou ontem sua decisão em relação ao processo do presidente da Câmara. Pinato afirmou que vai apresentar parecer favorável ao prosseguimento da ação no colegiado por quebra de decoro parlamentar. Cunha é investigado pela Procuradoria-Geral da República por corrupção. O advogado do parlamentar, Marcelo Nobre, afirmou em comunicado que a antecipação do parecer "fere o direito de defesa". (Política / Pág. A4)
Delator indica desvio na compra de Pasadena 
Na 20ª fase da Lava Jato, a PF investiga o negócio da Petrobrás em Pasadena. Um novo delator, Agosthilde Mônaco, disse que a refinaria poderia "honrar compromissos políticos" do então presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli. (Política / Pág. A8)
Moro condena ex-deputado a 12 anos de prisão 
O juiz Sérgio Moro condenou o ex-deputado Luiz Argôlo (ex-PP, afastado do SD-BA) a 11 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Preso na Lava Jato, ele é acusado de ter recebido propina de R$ 1,47 milhão. (Política / Pág. A5)
Dilma diz que respeita Lula, mas Levy fica 
A presidente Dilma Rousseff disse na Turquia que respeita o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas o ministro Joaquim Levy (Fazenda) "fica onde está". Lula tem sido a principal fonte de pressão para a saída de Levy. (Política / Pág. A8) 
OAB contesta trecho do direito de resposta no STF (Política / Pág. A7) 

Câmbio e juros reduzem lucro de empresas em 81% (Economia / Pág. B1)

Samarco promete R$ 1 bi contra danos 
A recuperação ambiental e as indenizações pelo desabamento das barragens da Samarco em Mariana (MG) vão custar de R$ 10 bilhões a R$ 14 bilhões, segundo levantamento de técnicos do Congresso citado pelo relator do Código da Mineração, deputado Leonardo Quintão (PMDB). Ontem, a mineradora fechou um Termo de Compromisso Preliminar com os Ministérios Públicos Estadual e Federal que prevê gastos de R$ 1 bilhão. No fim do dia, a lama de rejeitos de minério chegou ao Espírito Santo. (Metrópole / Pág. A16)
José Paulo Kupfer
Anatomia de um rumor - Levy fica, mas, dados os elementos em jogo, a conversa de sua saída só deve hibernar. Em resumo, ele fica e os rumores de sua saída, também. (Economia/Pág. B6)
Notas&Informações
Apenas um arroubo? - Para lewandowski, as duras críticas ao governo Dilma Rousseff não passam de "cortina de fumaça" (Pág. A3)

Guerra contra o Estado Islâmico - O EI é, antes de tudo, uma ideia - e a destruição de uma ideia demanda muito mais do que armas (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Dia de caça
Na França e na Bélgica , policiais buscam suspeitos de envolvimento nos atentados. Belga de 27 anos, ligado ao Estado Islâmico, é apontado como o cérebro das ações terroristas.

HOLLANDE MOSTRA AS ARMAS ANTITERROR

Presidente francês quer reforçar segurança interna, manter o estado de emergência por três meses, mudar Constituição e criar coalizão de países para combater a jihad. (Notícias | 6 a 12)
Mais um passo no caso Cunha
Relator sugere seguir com ação contra o deputado. Conselho de Ética da Câmara analisará pedido (Notícias | 15)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : França amplia caça a terroristas pelas ruas
Hollande quer coalizão única para conter Estado Islâmico

A ofensiva policial nas ruas da França e da Bélgica foi intensificada para identificar os responsáveis pelos atentados em Paris, que provocaram 129 mortes na sexta- feira (13). Apenas na França, foram pelo menos 168 ações policiais de busca, detenção e apreensão. Os investigadores, informa o enviado Leandro Colon, acreditam que o mentor dos ataques foi o belga Abdelhamid Abaaoud, 27, que está foragido. Em Bruxelas, as ruas de Molenbeek, bairro que concentra uma grande comunidade islâmica, foram bloqueadas, com relatos de bombas e tiros. Em discurso no Parlamento francês, o presidente François Hollande afirmou que o país está em guerra. Ele defendeu um endurecimento dos bombardeios contra posições do Estado Islâmico na Síria e mudanças na Constituição — incluindo a destituição da nacionalidade francesa de condenados por terrorismo. Em tom bélico, Hollande pediu que os parlamentares prolonguem o estado de emergência por três meses. O presidente também propôs uma coalizão “única” de forças aliadas para atuar contra o Estado Islâmico nos terrenos ocupados no Iraque e na Síria. (Mundo a8)
Mineradora terá de pagar R$ 1 bilhão por danos da lama
A Samarco, responsável pelas barragens que se romperam em Mariana ( MG), assinou acordo preliminar com o Ministério Público que estabelece ao menos R$ 1 bilhão para cobrir danos causados pelo fluxo de lama. Em Governador Valadares, uma das cidades afetadas pela poluição do rio Doce, o abastecimento começou a ser retomado após sete dias, mas a população ainda disputa galões. (Cotidiano b4)
Impeachment pode destravar a crise, afirma Armínio Fraga
Com ou sem Joaquim Levy no Ministério da Fazenda, o Brasil caminha para o “caos profundo”. A constatação é de Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, em entrevista a Ana Estela de Sousa Pinto. O cenário no curto prazo é de alta da inflação, do dólar e do desemprego, diz ele, que considera o impeachment da presidente Dilma (PT) uma solução para destravar a crise. (Mercado pág. 1)
OAB contesta lei que regulamenta resposta na mídia
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) entrou com ação no Supremo pedindo a anulação de trecho da lei, sancionada na semana passada, que regula o direito de resposta na imprensa. Para a entidade, a norma cria “desigualdade” ao dificultar o recurso das empresas de comunicação. (Poder a7)
Refinaria rendeu propina de US$ 15 mi, aponta delação
Depoimentos de testemunhas na Lava Jato sustentam que a compra da refinaria de Pasadena (EUA) pela Petrobras rendeu US$ 15 milhões em propina a membros da estatal. O ex-funcionário Agosthilde Mônaco disse ter recebido US$1,5 milhão. Para José Gabrielli, presidente da Petrobras à época da aquisição, a delação é uma “ilação irresponsável”. (Poder a4)
Rede pública de SP temem 2015 saída recorde de professores
A rede estadual de ensino de SP registra neste ano perda recorde de professores. Há 11%, ou 26,6 mil, menos professores que em 2014. Para o sindicato da categoria, a longa greve deste ano frustrou parte dos docentes, motivando saídas. A gestão Alckmin (PSDB) considera a situação dentro da normalidade. (Cotidiano b1)
Foto-legenda : Banho
Manifestante cai no espelho-d’água do Congresso ao tentar fugir da polícia durante protesto pelo impeachment da presidente Dilma; uma pessoa foi detida (Poder a6)
Editoriais
Leia “Só à luz do dia”, acerca de decisão do STF que impede doações ocultas, e “Exageros sobre os Brics”, a respeito de desempenho do grupo. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos