Atualidades 01 de março de 2017

AO LEVANTAR-SE
Agradeça a Deus a bênção da vida, pela manhã. Se você não tem o hábito de orar, formule pensamentos de serenidade e otimismo, por alguns momentos, antes de retomar as próprias atividades. Levante-se com calma.Se deve acordar alguém, use bondade e gentileza, reconhecendo que gritaria ou brincadeiras de mau gosto não auxiliam em tempo algum. Guarde para com tudo e para com todos a disposição de cooperar para o bem. Antes de sair para a execução de suas tarefas, lembre-se de que é preciso abençoar a vida para que a vida nos abençoe.



O Globo
Sem Padilha, Temer assume articulação de reformas (Pág. 3)
Conheça as mudanças na declaração do IR (Pág. 19)
Trump agora acena com legalização de imigrantes (Pág. 24)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete : Crédito para famílias supera pela primeira vez o de empresas
Protecionismo de Trump pode afetar o Brasil, diz Azevêdo
Janot pede que Aécio seja ouvido sobre Furnas no STF
Doria anuncia o Nota do Milhão
Monica de Bolle - Muito circo, pouco pão
Notas&Informações - O fatal rombo da Previdência - A manutenção das regras atuais não traz esperança nenhuma a quem quer que seja – ao contrário, seria uma tragédia para os trabalhadores (A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Comissão rejeita pilares da nova Previdência
Propostas radicais têm chance política
Trump pode desistir de expulsar ilegais sem crime grave
Elio Gaspari - Presidente bate recorde em perda de colaboradores
Helio Schwartsman - Puxadinho vira estratégia para evitar confrontos (Opinião a4)
Editoriais  - Leia “Luz sobre a Petrobras”, sobre prisão de operador que atuava na estatal, e “Conexão russa”, acerca de afinidades entre Trump e Putin. (Opinião a2)
------------------------------------------------------------------------------------

01 de março de 2017
O Globo

Sem Padilha, Temer assume articulação de reformas (Pág. 3)

Conheça as mudanças na declaração do IR (Pág. 19)

Trump agora acena com legalização de imigrantes (Pág. 24)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Crédito para famílias supera pela primeira vez o de empresas
Fato é atribuído à crise econômica: empresas pararam de buscar empréstimos ou não conseguiram aprovação dos pedidos de financiamentos com os bancos

Pela primeira vez, a participação das empresas na carteira de crédito do País ficou menor que o das famílias. A mudança na distribuição de empréstimos no sistema bancário foi provocada por dois fatores. De um lado, as empresas com elevada capacidade ociosa pararam de buscar crédito. Do outro, as companhias inadimplentes, que precisam se financiar – ou rolar dívidas –, não conseguem aprovação dos bancos. Levantamento do pesquisador do Ibre/FGV José Roberto Afonso, com dados do Banco Central, mostra que a inversão das posições ocorreu pela primeira vez em dezembro e se manteve em janeiro, quando 50,93% da carteira total de crédito destinava- se a empréstimos e financiamentos para pessoa física e 49,07%, a empresas. Afonso atribui o fato à recessão. “O crédito para pessoa jurídica decresceu, literalmente derreteu”, disse. (Economia B1)
Protecionismo de Trump pode afetar o Brasil, diz Azevêdo
Reeleito ontem como diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo disse a Jamil Chade que ações unilaterais, como as que o presidente dos EUA, Donald Trump, vem prometendo, seriam “desastrosas para todos” e afetariam a recuperação do Brasil. “Medidas protecionistas podem proliferar rapidamente e fugir ao controle.” (Economia B6)
Janot pede que Aécio seja ouvido sobre Furnas no STF
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao ministro Gilmar Mendes, do STF, que o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e o ex-ministro José Dirceu sejam ouvidos sobre suposto esquema de corrupção em Furnas. Poderá ser o primeiro depoimento de Aécio sobre o caso. O inquérito contra ele foi aberto com base na delação do senador cassado Delcídio Amaral. (Política A4)

Doações na campanha de 2014

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a ouvir hoje delatores da Odebrecht na ação que investiga a chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer (A6)
Doria anuncia o Nota do Milhão
O prefeito de São Paulo mudará o programa Nota Fiscal Paulistana, voltado para o setor de serviços. No lugar das restituições periódicas aos contribuintes, haverá sorteios mensais de R$ 1 milhão, informa Vera Magalhães. O primeiro será no dia 5 de abril. (Política A6)
Monica de Bolle
Muito circo, pouco pão

O orçamento de Trump nada tem de pão para os mais pobres, de ajuda ao trabalhador. (Economia B2)
Notas&Informações
O fatal rombo da Previdência - A manutenção das regras atuais não traz esperança nenhuma a quem quer que seja – ao contrário, seria uma tragédia para os trabalhadores (A3)

Graves deficiências do TSE (A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Comissão rejeita pilares da nova Previdência
Deputados, inclusive aliados, querem alterar propostas feitas por Temer

Metade da comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência se opõe à exigência de idade mínima de 65 anos para aposentadoria e a maioria dos integrantes discorda de outros pontos cruciais da proposta da gestão Temer. Um dos eixos do projeto, a idade mínima valeria para todos os trabalhadores e acabaria com a possibilidade de aposentadoria só por tempo de contribuição, que hoje ocorre em média aos 54 anos —patamar baixo comparado a outros países. Em levantamento da Folha, 18 dos 36 integrantes da comissão especial se disseram contra o mínimo de 65 anos — 7 deles defendem idades inferiores. Há críticos da proposta mesmo na base governista e no PMDB, partido do presidente Temer. Falta apoio também a mudanças no BPC (benefício pago a pobres idosos ou com deficiência), à regra de transição para mulheres a partir dos 45 anos e homens a partir dos 50 e à nova fórmula de cálculo das aposentadorias. (Mercado A13)
Propostas radicais têm chance política
Especialista em seguridade social, o dinamarquês Einar 0verbye estudou reformas previdenciárias aprovadas na Europa e na América Latina a partir dos anos 1990. “O crucial ê vencer na comunicação.” (Mercado A15)
Trump pode desistir de expulsar ilegais sem crime grave
O presidente Donald Trump disse em conversa com jornalistas que pode propor lei para regularizar a situação de imigrantes ilegais que não tenham cometido crimes graves, revertendo sua política até aqui. Em seu primeiro discurso no Congresso, contudo, ele não citou o tema e manteve tom beligerante sobre esse e outros temas. (Mundo a10)
Elio Gaspari
Presidente bate recorde em perda de colaboradores

Em menos de um ano, três integrantes do governo Michel Temer foram para o espaço. Nunca na história deste país um presidente perdeu tantos colaboradores em tão pouco tempo por motivos tão pouco louváveis. (Poder a8)
Helio Schwartsman
Puxadinho vira estratégia para evitar confrontos (Opinião a4)
Editoriais
Leia “Luz sobre a Petrobras”, sobre prisão de operador que atuava na estatal, e “Conexão russa”, acerca de afinidades entre Trump e Putin. (Opinião a2)
------------------------------------------------------------------------------------


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos