Atualidades 05 de julho de 2017


O Globo
Manchete : Relator de ação contra Temer é visto como independente
De volta ao ninho
Comperj vai ser retomado
Produção na indústria sobe
Venda de carros avança
Reforma na CLT terá urgência
USP terá 50% das vagas para cotas
Míssil agrava tensão com EUA (Pág. 24)
Justiça bloqueia R$ 240 milhões da Fetranspor
Miriam Leitão - Economia melhora, mas não se descola da política. (Pág. 20)
Merval Pereira - Delação de doleiro vai envolver toda a cúpula do PMDB. (Pág. 4)
Elio Gaspari - Cabral não é o único a morder a turma dos ônibus. (Pág. 16)
Zuenir Ventura 0- Difícil dizer por que STF favorece acusados na Lava-Jato. (Pág. 17)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete : Relator de denúncia diz que será independente
Vera Magalhães - Os que perseguem um acordão que preserve o establishment político e detenha a Lava Jato estão em busca de um fiador. (Pág. A6)
PF quer investigar Temer
De volta, Aécio diz ser vítima de trama
Sítio e triplex às moscas 
Por juro mais baixo, governo vai mudar lei de sigilo bancário
Coreia do Norte testa míssil e eleva tensão com potências
USP aprova cota social e racial em todos os cursos
Comissão dá aval a verba para passaporte (Metrópole / Pág. A14)
Reforma trabalhista é acelerada no Senado (Economia / Pág. B3)
NOTAS & INFORMAÇOES - Uma Justiça sem obsessões 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Peemedebista do Rio relatará na CCJ denúncia de Temer
Preso, Geddel vê fim de planos políticos na Bahia
Vinícius Torres Freire =Crise política é veneno para doente fraco como o Brasil
Indústria cresce, mas recuperação é pouco vigorosa
Petrobras negocia com chinesa para concluir Comperj
Senado marca para terça-feira votação da reforma trabalhista (Mercado A16)
Coreia do Norte testa míssil de longo alcance, dizem EUA
USP aprova cotas sociais e raciais a partir do ano que vem
Novo Fies prevê desconto de até 30% dos futuros salários
G20  - Em Hamburgo, que sediará cúpula, ativistas protestam contra os líderes Erdogan (Turquia),Trump (EUA),Merkel(Alemanha),May (ReinoUnido) e Putin (Rússia) (Mundo A11)
Editoriais - “Orçamento insensato”, sobre falta de verba para Bolsa Família e emissão de passaporte, e “Pêndulo chileno”, acerca de eleições presidenciais. (Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------

05 de julho de 2017
O Globo

Manchete : Relator de ação contra Temer é visto como independente
Sergio Zveiter, do PMDB, diz que, com ele, ‘não haverá pressão’

Após receber 33 parlamentares no mesmo dia, presidente deve entregar defesa hoje

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), nomeado relator da denúncia da PGR contra Michel Temer por corrupção passiva, é considerado um parlamentar independente, que não faz parte do grupo de aliados mais próximos do presidente.

A escolha não agradou ao Planalto, embora assessores tenham elogiado o perfil técnico e "juridicamente muito qualificado" de Zveiter. O relator disse que não será pressionado por ninguém. "Comigo não tem pressão", afirmou. Em busca de votos na CCJ, Temer só ontem recebeu 33 parlamentares em seu gabinete, entre eles, muitos deputados indecisos. Hoje, advogados devem entregar a defesa dele na comissão. Em depoimento, Marcelo Odebrecht disse que Temer e Cunha faziam parte do mesmo grupo na Câmara. (Págs. 3 a 5)
De volta ao ninho
O senador tucano Aécio Neves é recebido pelo colega José Serra ao reassumir o mandato, do qual estava afastado há um mês pelo STF. Aécio é acusado de corrupção por ter recebido R$ 2 milhões de Joesley Batista. Em discurso, negou ter cometido crimes, e disse que um de seus erros foi se deixar envolver em “trama ardilosa’’. (Pág. 8)
Comperj vai ser retomado
A Petrobras fez parceria com a chinesa CNPC para construir uma refinaria no Comperj, complexo petroquímico de Itaboraí que está com obras paradas desde o fim de 2014. Prefeituras preveem a criação de 10 mil empregos. (Pág. 19)
Produção na indústria sobe
Setor avança 0,8% em maio, com alta disseminada pela maioria das atividades. (Pág. 22)
Venda de carros avança
Crescimento foi de 4,25% este ano, no primeiro semestre positivo desde 2013. (Pág. 22)
Reforma na CLT terá urgência
O Senado aprovou o regime de urgência para a reforma trabalhista. Com isso, o projeto que muda as leis do trabalho deve ser votado em plenário na terça-feira que vem. (Pág. 23)
USP terá 50% das vagas para cotas
Maior universidade do país, a USP terá, até 2021, metade das vagas ocupada por alunos de escolas públicas. Dessas, 37,2% irão para quem se declarar preto, pardo ou indígena. (Pág. 26)
Míssil agrava tensão com EUA (Pág. 24)

Justiça bloqueia R$ 240 milhões da Fetranspor
O juiz Marcelo Bretas determinou o bloqueio de R$ 520 milhões da Fetranspor. Foram encontrados e bloqueados R$ 240 milhões. (Pág. 6)
Miriam Leitão
Economia melhora, mas não se descola da política. (Pág. 20)
Merval Pereira
Delação de doleiro vai envolver toda a cúpula do PMDB. (Pág. 4)
Elio Gaspari
Cabral não é o único a morder a turma dos ônibus. (Pág. 16)
Zuenir Ventura
Difícil dizer por que STF favorece acusados na Lava-Jato. (Pág. 17)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Relator de denúncia diz que será independente
Sérgio Zveiter (PMDB), que analisará acusação contra Temer, é considerado uma ‘incógnita’ pelo Planalto

O deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) foi escolhido ontem relator da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Zveiter disse que vai analisar a acusação formal contra o presidente com "total" independência e que está preparado para receber pressão. O deputado ainda afirmou ao Estado que seu parecer será "predominantemente jurídico e, possivelmente, com um viés político".

É a primeira vez que a Câmara vai apreciar um pedido de autorização do STF para julgar uma denúncia contra o presidente. Temer é acusado de corrupção passiva. No Planalto, a escolha foi recebida como uma "incógnita". Auxiliares de Temer dizem que Zveiter é "imprevisível". Na Câmara, o discurso dos governistas é de que o peemedebista é "sereno e técnico" em sua atuação. Nos bastidores, a avaliação é de que haveria margem de negociação para apresentação de parecer pela inadmissibilidade da denúncia. A oposição avalia que há chances de o relator produzir parecer pela admissibilidade. (Política / Pág. A4)
Vera Magalhães
Os que perseguem um acordão que preserve o establishment político e detenha a Lava Jato estão em busca de um fiador. (Pág. A6)
PF quer investigar Temer
A Polícia Federal pediu ao STF que Michel Temer, Eliseu Padilha e Moreira Franco estejam entre os investigados em inquérito contra o PMDB na Lava Jato. (Pág. A6)
De volta, Aécio diz ser vítima de trama
Aécio Neves (PSDB-MG) conversa com Renan Calheiros (PMDB-AL) em sua volta ao Senado, após 46 dias de afastamento. O tucano disse ser vítima de ‘trama ardilosa’ e defendeu apoio ao governo de Michel Temer. (Pág. A8)
Sítio e triplex às moscas 
Alvos de investigação

O sítio de Atibaia e o triplex do Guarujá, propriedades atribuídas pelo Ministério Público ao ex-presidente Lula, estão vazios – e não há registros de que tenham recebido visitas recentemente. O imóvel do litoral virou ponto turístico, procurado para selfies. O do interior mostra sinais de abandono. (Política / Pág. A9)
Por juro mais baixo, governo vai mudar lei de sigilo bancário
O governo prepara projeto de lei para alterar a lei de sigilo bancário e tentar reduzir o custo de crédito. A proposta é deixar claro que, ao fornecer dados de seus correntistas para gestores de bancos de dados (como Serasa ou Boa Vista SCPC), os bancos não estarão quebrando o sigilo. Objetivo é destravar o Cadastro Positivo, que auxilia na obtenção juros menores. (Economia / Pág. B1)
Coreia do Norte testa míssil e eleva tensão com potências
A Coreia do Norte lançou míssil de longo alcance capaz de atingir o Alasca. O fato mobilizou Rússia e China, que apresentaram plano para convencer o país a congelar testes nucleares e de foguetes. O presidente dos EUA, Donald Trump, publicou um tuíte referindo-se ao ditador Kim Jongun: "Este cara não tem algo melhor para fazer com sua vida?" (Internacional / Pág. A10)
USP aprova cota social e racial em todos os cursos
O Conselho Universitário da USP aprovou ontem sistema escalonado de cotas para alunos vindos da rede pública. A meta é que eles cheguem a 50% dos estudantes em todos os cursos da universidade até 2021 – e, dentro desse grupo, que 37% sejam pretos, pardos e indígenas. A decisão já vale para o próximo processo seletivo. (Metrópole / Pág. A16)
Comissão dá aval a verba para passaporte (Metrópole / Pág. A14)

Reforma trabalhista é acelerada no Senado (Economia / Pág. B3)

NOTAS & INFORMAÇOES
Uma Justiça sem obsessões

A delação premiada deve ser instrumento de auxílio à Justiça, e não uma obsessão que faz inverter o ônus da prova e transigir com as condições para a prisão. (Pág. A3)

Indústria em alta – até maio

A crise pode afetar a recuperação econômica, mas até maio dados positivos se acumularam. (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Peemedebista do Rio relatará na CCJ denúncia de Temer
Nome do deputado Sergio Zveiter não foi aprovado por aliados do presidente; oposição aposta em independência do relator

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) foi escolhido para ser o relator na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Apesar de Zveiter ser do mesmo partido de Temer, integrantes do Planalto preferiam outros peemedebistas e admitem não ter visto a escolha com bons olhos. A decisão foi do presidente da comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG). Deputados de oposição afirmam que o relator indica intenção de agir de forma descolada do governo. “Não temo reação do Planalto”, disse Zveiter em entrevista à Folha.

Para parlamentares aliados do presidente, o escolhido não criará problemas. A defesa de Temer será apresentada hoje. O governo precisa dos votos de 34 dos 66 deputados da CCJ, mas atualmente conta com 30. Depois de a comissão se manifestar sobre a denúncia, ela vai a plenário. Em busca de novos apoios, o presidente realizou ontem maratona de audiências com políticos da base. (Poder A4)
Preso, Geddel vê fim de planos políticos na Bahia
A prisão de Geddel Vieira Lima (PMDB), na segunda (3), enterrou planos do ex-ministro de ser eleito para o Senado pela Bahia em 2018. A saída dele do governo Temer já o tinha enfraquecido. Acusado de atrapalhar investigações — o que nega —, Geddel chegou ao presídio da Papuda (DF) ontem. (Poder A7)
Vinícius Torres Freire
Crise política é veneno para doente fraco como o Brasil

Enquanto assistimos à chegada do meteorito fiscal, governo e Congresso estão ocupados em fugir da polícia ou por cúmplices e omissos. Estejam ou não metidos em roubança, quase todos serão culpados de negligência e traição caso não reajam. (Mercado A16)
Indústria cresce, mas recuperação é pouco vigorosa
A produção industrial subiu em maio pelo segundo mês seguido. A alta, de 0,8%, ê a maior no mês desde 2011. Todas as categorias pesquisadas pelo IBGE tiveram desempenho positivo. A crise política, entretanto, afeta a confiança empresarial, e já há sinalização de queda do índice em junho. (Mercado A14)
Petrobras negocia com chinesa para concluir Comperj
A Petrobras negocia com a chinesa CNPC parceria para conclusão das obras do Complexo Petroquímico do Rio, que já consumiram cerca de US$ 13 bilhões. A ideia ê garantir fatia minoritária à asiática em troca de recursos para a construção, paralisada após a Lava Jato. (Mercado A18)
Senado marca para terça-feira votação da reforma trabalhista (Mercado A16)

Coreia do Norte testa míssil de longo alcance, dizem EUA
O secretário de Estado americano, RexTillerson, admitiu que míssil testado pela Coreia do Norte ontem era um artefato balístico intercontinental — ou seja, poderia, em tese, atingir os EUA. A informação eleva a tensão entre os países. (Mundo A12)
USP aprova cotas sociais e raciais a partir do ano que vem
O Conselho Universitário da USP aprovou a instituição de cotas sociais e raciais a partir do vestibular de 2018. No ano que vem, 37% das vagas deverão ser destinadas a alunos de escola pública. A proporção subirá atê chegar a 50%, em 2021. A reserva para pretos, pardos e indígenas iniciará em 37% das cotas sociais (13,7% do total). (Cotidiano B1)
Novo Fies prevê desconto de até 30% dos futuros salários
O Fies, programa de financiamento estudantil do governo federal, endurecerá as regras para empréstimos a partir de 2018.0 aluno terá de autorizar desconto de atê 30% dos futuros salários para devolver o dinheiro, e o inicio do ressarcimento ocorrerá antes do atual prazo, (Cotidiano B1)
G20 
Em Hamburgo, que sediará cúpula, ativistas protestam contra os líderes Erdogan (Turquia),Trump (EUA),Merkel(Alemanha),May (ReinoUnido) e Putin (Rússia) (Mundo A11)
Editoriais 
“Orçamento insensato”, sobre falta de verba para Bolsa Família e emissão de passaporte, e “Pêndulo chileno”, acerca de eleições presidenciais. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016