TOEFL e IELTS - dicas práticas



Quem deseja realizar um curso de graduação ou pós no exterior, terá que comprovar domínio da língua falada no país de destino. No caso das nações cujo idioma oficial é o inglês, isso é feito especialmente por meio do Test of English as a Foreign Language (TOEFL) ou do International English Language Testing System (IELTS). O TOEFL é exigido pela maioria das universidades norte-americanas e também é pedido aos intercambistas do programa federal Ciência sem Fronteiras (CsF). O exame é reconhecido por mais de 9.000 instituições de ensino superior em mais de 130 países. Por isso, realizamos este especial: para ajudar quem deseja estudar fora a entender como está estruturado o exame, quais as principais diferenças dele para o IELTS, e como se preparar para obter uma boa nota. Boa sorte!

O que é o TOEFL e como se preparar para ele → Saiba como é estruturado o exame que mede as habilidades dos candidatos em inglês

O Test of English as a Foreign Language, ou simplesmente TOEFL, é uma prova amplamente utilizada no mundo para medir fluência na língua inglesa. Em geral, estudantes interessados em fazer um curso de graduação ou pós em inglês têm que realizar o teste (ou o IELTS, outro exame amplamente exigido). O TOEFL é reconhecido por mais de 9.000 instituições de ensino superior em mais de 130 países. Divide-se em quatro seções: listening (compreensão auditiva), reading (leitura), writing (escrita) e speaking (oral), sendo que cada uma vale 30 pontos, totalizando 120 pontos. É importante ressaltar que não há como o aluno ser aprovado ou reprovado no TOEFL. Obter uma boa nota significa conquistar a pontuação exigida pela sua universidade de interesse. Em geral, a nota mínima pedida por universidades norteamericanas é 61. No entanto, instituições de excelência costumam requerer acima de 90 pontos. E as 'tops' mundiais, como Harvard, Columbia e Yale, exigem acima de 100 pontos. O TOEFL é administrado pelo ETS, e pode ser realizado via internet (o chamado iBT) ou em papel impresso (o PBT), sendo muito mais fácil e comum fazer o iBT. "O teste o que é o toefl e como se preparar para ele O que é o TOEFL e como se preparar para ele → Saiba como é estruturado o exame que mede as habilidades dos candidatos em inglês é bastante elaborado e necessita de uma preparação específica", afirma a professora de idiomas Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para testes internacionais. "Para começar a se preparar especificamente para o TOEFL, o ideal é que o candidato esteja pelo menos no nível intermediário de inglês. Antes disso, ele deve melhorar o inglês de forma geral e não focando na prova", diz. Preparação para a prova 1º.

O primeiro passo é fazer um teste diagnóstico para conhecer a prova e saber qual o seu nível. O site Testden oferece três opções de testes grátis, que medem todas as habilidades. 2º. Verifique junto às instituições de interesse as notas exigidas para ingresso ou notas médias obtidas pelos candidatos aprovados no último ano. Assim, você conseguirá saber o quanto seu desempenho precisa melhorar, e quanto terá que se dedicar. 3º. Crie um login no site do TOEFL e leia as informações básicas sobre o teste. 4º. Faça um planejamento de estudos: determine o número de horas semanais de dedicação e como elas serão divididas segundo as áreas em que você têm mais dificuldade. 5º. Inscreva-se para o teste, determinando o local e a data para realização com no mínimo dois meses de antecedência. O TOEFL é oferecido toda semana em vários locais espalhados pelo Brasil.

TOEFL X IELTS → Veja as diferenças entre os dois exames e descubra qual é o melhor para você

TOEFL e o IELTS servem para medir os conhecimentos do aluno na língua inglesa. Ambas as provas testam as habilidades de listening (compreensão auditiva), reading (leitura), writing (escrita) e speaking (oral). O TOEFL é administrado pelo ETS, tem validade de dois anos e pode ser realizado em várias cidades do país. Consulte os locais e datas para fazer a prova.

Já o IELTS foi criado pela Universidade de Cambridge e é administrado pelo British Council. Diferentemente do TOEFL, não tem prazo de validade e pode ser refeito sem limite de intervalos. Mas é importante saber que as universidades geralmente exigem exames realizados há menos de dois anos. A nota é dada em uma escala de 0 a 9. A prova é aplicada em todo o Brasil de duas a três vezes por mês. Para consultar onde você pode realizar a prova, clique aqui. Veja no quadro ao lado as diferenças na estrutura dos dois testes:



Fonte: Estudarfora.org

Paulo César, especialista na preparação de candidatos para cursos fora do Brasil, explica que o TOEFL é um teste de múltipla escolha e melhor para o aluno que é mais intuitivo. Já o IELTS é um teste mais concreto, objetivo, que requer estruturação maior do aluno. “Mas os dois testam as competências de forma muito boa”, afirma.

Parte oral

Como mostrado na tabela, uma das principais diferenças entre os dois exames é o speaking (parte oral). No o IELTS, você faz a prova oral individualmente com um examinador, enquanto no TOEFL ela é feita via computador, com mais de um candidato na mesma sala. Para decidir, você deve avaliar como se sente melhor ao falar no idioma. “Muitas pessoas acham que falar com o instrutor é melhor porque é ao vivo, já outras ficam inibidas com a pessoa na frente. Depende de cada um”, argumenta Paulo.

Destino
Outro ponto importante para a escolha entre uma prova e outra é o destino do seu intercâmbio. Se o seu foco é Estados Unidos, o mais indicado é o TOEFL. Se é para algum país na Europa, Austrália, Canadá, Nova Zelândia ou África do Sul é o IELTS. Mas muitas vezes o destino não está totalmente definido quando o estudante começa a se preparar. “Se ele não tem a mínima ideia de qual país ir, sugiro ele focar no TOEFL, que é o teste mais amplamente usado no mundo todo”, orienta Paulo.

Existe diferença na valorização do mercado?
Os dois exames são amplamente aplicados no mundo. Mas, de acordo com os seus objetivos profissionais, há diferenças que devem ser levadas em conta. Se você não irá utilizar a prova com fins acadêmicos, o IELTS pode ser a melhor alternativa. “Para estágios internacionais normalmente o tipo de prova solicitada é o General Training que é oferecido somente pelo IELTS”, afirma Vanessa Lopes, gerente de Exames do British Council.

O que é uma nota boa no TOEFL e no IELTS?
Não há como o aluno ser aprovado ou reprovado na prova. Uma boa nota vai depender da sua universidade de interesse. “As graduações mais competitivas pedem no mínimo 100 pontos (dos 120 possíveis)”, explica Paulo.


Entenda como você é avaliado no TOEFL →Veja uma tabela que explica o nível de domínio do candidato segundo sua nota no teste

N o TOEFL você é avaliado pelo seu nível global de inglês. Isto é, seu nível de gramática e vocabulário, compreensão de texto, compreensão oral, e também sua fluência oral e escrita que incluem pronúncia e desenvolvimento de ideias. O TOEFL quer saber se você consegue assistir aulas em inglês, interagir com outros alunos, professores e pessoas da universidade para assuntos acadêmicos e também do cotidiano. Um professor pode ajudá-lo a melhorar sua gramática, mas nada como fazer exercícios repetidamente para gravar estruturas gramaticais novas e solidificar as já conhecidas. Apesar do teste não conter uma seção específica de gramática e vocabulário, você será avaliado pelo seu nível de gramática e também sua compreensão de texto, que inclui vocabulário. Um professor ou escola pode ajudá-lo a melhorar sua gramática, mas nada como fazer exercícios repetidamente para gravar estruturas gramaticais novas e solidificar as já conhecidas. Para se desenvolver, não há segredo: você precisa ler muito! Entenda como você é avaliado no TOEFL →Veja uma tabela que explica o nível de domínio do candidato segundo sua nota no teste Pronúncia "Sua pronúncia deverá ser inteligível, isto é, compreensível aos ouvidos de um nativo. Nada de querer falar rápido para mostrar fluência. O melhor é falar devagar, pronunciando bem as palavras, para ser compreendido", afirma a professora de idiomas Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para testes internacionais. "Para melhorar sua pronúncia, é importante conversar com um nativo da língua e também treinar. Sugiro o seguinte livro para quem precisa melhorar a pronúncia: GILBERT, Judy B. – Clear Speech – Student’s Book with Audio CD – Pronunciation and Listening Comprehension in American English – Cambridge University Press", diz. Veja a seguir uma tabela que descreve o nível de proficiência e qual nota aproximada ele representaria no teste:


Seção de writing: a guia do teste →Entender a diferença entre escrever em inglês e em português ajuda a garantir uma boa nota em todas as seções da prova

O s fundamentos do TOEFL se baseiam na seção de writing. Parece besteira, mas ao entender a diferença entre escrever em inglês e em português você garante bons pontos em todo o teste. Entender um pouco a cultura americana é importante. O americano é objetivo e de poucos rodeios. "Não" também é resposta, dizem eles. Isso quer dizer que você tem que ser direto e não ficar “em cima do muro” ou simplesmente não responder à pergunta que lhe foi feita. Como é dividida a seção de writing

Você terá 50 minutos para escrever duas pequenas redações. a seguir o que cada uma exige:
1. Integrated (20 minutos para fazer) Nesta seção você terá que escrever um texto entre 150 e 225 palavras sobre um pequeno trecho de leitura e/ou um listening.
2. Independent (30 minutos para fazer) Você terá que escrever entre 300 e 350 palavras (de 4 a 5 parágrafos) sobre um tópico dado, que pode variar entre as seguintes opções:
1. Escolher entre duas atividades ou coisas Exemplo: Do you prefer to play individual sports or team sports? Use reasons and details to support your response;
2. Utilizar "se" (if) para falar sobre situações irreais Exemplo: If you could change one important thing about your hometown, what would you change? Use reasons and specific examples to support your answer;
3. Concordar ou discordar de algo Exemplo: Do you agree or disagree with the following statement? Parents are the best teachers. Use specific reasons and examples to support your answer;
4. Fazer comparações Exemplo: What do you want most in a friend — someone who is intelligent, someone who has a sense of humor, or someone who is reliable? Which one of these characteristics is most important to you? Use reasons and specific examples to explain your choice;
5. Dar sua opinião sobre um assunto específico Exemplo: Neighbors are the people who live near us. In your opinion, what are the qualities of a good neighbor? Use specific details and examples in your answer. Como fazer uma uma boa redação? Uma boa redação deve:
1. Ter boa organização de ideias;
2. Responder à pergunta que lhe foi feita, usando bons argumentos para dar suporte à sua resposta;
3. Ter uma estrutura gramatical sedimentada – quanto maior o uso de estruturas de nível avançado, melhor;
4. Poucos ou nenhum erro de ortografia (spelling); Sua redação deve seguir o modelo americano, que contém no máximo
 5 parágrafos, divididos da seguinte forma:
1. Introduction: neste parágrafo você responde a pergunta que lhe foi feita e apresenta o tópico de sua redação.
2. 1st Body Paragraph: você apresenta a razão principal e exemplos que definem ou dão suporte para o parágrafo de introdução.
3. 2nd Body Paragraph: você apresenta a razão secundária fornecendo também exemplos que definem ou dão suporte para a introdução.
 4. Parágrafo extra: Ele deve dar um outro ponto de vista da sua introdução. Para te ajudar, segue um bom exemplo de redação, cujo tema é “What are the qualities of a good neighbor?” The first quality that a good neighbor should have is to be respectful and friendly. Respect is the most important aspect of being a good neighbor but is also important be friendly. Neighbors should respect your space and privacy in order to live in peaceful environment. Being a respectful neighbor means not invading your personal space as well as your property. Another example will be to maintain a quiet environment not allowing loud music or noise that will bother others. Respect to one another is the most important quality that a neighbor should have in order to live in harmony. Another quality of a good neighbor is that he/she should be friendly. All people should be friendly to one another, but this quality is most important when it comes to neighbors. Neighbors are close to you, to your home, property and most important to your family. You might not seem them every day, but they live next to you all the time. These are the reasons why they should be friendly. One of the ways to be friendly is by showing they care about you. Overall, good neighbors are those whom are respectful in every way. And friendly not only greeting you with a good smile when you meet them but also helping you whenever you need a supporting hand.

Seção de speaking: ela não é um "bicho de sete cabeças" →Anotar suas ideias é fundamental. Saiba como tirar proveito da seção e garantir uma boa nota!

A seção de speaking do TOEFL, em geral, é a que os candidatos têm mais dificuldade. Mas ela não é um “bicho de sete cabeças” como aparenta. "Se você seguir os fundamentos do writing e aplicá-los ao speaking, esta seção pode se tornar um de seus pontos fortes", afirma a professora de idiomas Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para testes internacionais. Assim como a seção de writing, a de speaking também é dividida entre Independent e Integrated:

1. Independent Nesta parte você terá que responder duas questões, uma será sobre um tema aberto e a outra você terá que escolher uma opção entre duas que serão dadas. Por exemplo: What are the characteristics of a good teacher? Use reasons and details to support your response ou Would you prefer to take a vacation at the ocean or in the mountains ? Use reasons and details to support your response.

2. Integrated Na segunda parte do speaking você terá que ler pequenos textos e escutar trechos de conversas sobre assuntos acadêmicos e, depois, falar o que entendeu. Como se sair bem? Na parte de independent você terá 15 segundos para anotar suas principais ideias e é fundamental que você utilize muito bem esse tempo. Mas o que anotar em 15 segundos?

"Seja objetivo e coloque no papel a primeira resposta que vier à sua cabeça (ou talvez a segunda), mas não divague, pois você não tem tempo a perder. Utilize apenas palavras-chave", explica Ana Virginia. "Pense em duas razões principais que o levaram a esta resposta. Depois, em exemplos práticos, de sua vida cotidiana ou mesmo de experiências da infância ou com sua família e amigos. Novamente: você não terá tempo a perder, pense e escreva apenas uma ou duas palavras". Exemplo: What would be your dream job ? Use reasons and details to support your answer. Anotações: Scientist Interesting Love to research As anotações são bem simples, mas imprescindíveis. No momento do teste há sempre pressão e um certo nervosismo e, sem anotações, você pode se perder e deixar de responder prontamente algo que sabe. Veja a seguir um exemplo de resposta: My dream job would be a scientist. First of all, I think that a scientist is a very interesting and intriguing job. Science is already part of everyone´s life. Scientists are people who study things and explain how they work. For example, how the law of gravity works. Second, I would be able to help the society to live better. My parents would be proud of me and I would be also able to contribute to the world. This would bring me a lot of happiness because I have always loved to research. To sum up, I can say that science has been part of life since I was a kid at school and being a scientist has always been my dream. Como você pode ver acima, a resposta não é complexa, mas ela está bastante organizada: introdução do tema, dois parágrafos centrais dando exemplos e razões pelas quais a resposta foi escolhida e uma conclusão final.

importante No TOEFL, você falará com o computador e responderá a perguntas gravadas. Fique atento: as questões são feitas somente uma vez e não há como retornar. A sua fluência oral se desenvolverá com o incremento de vocabulário e gramática, mas principalmente com a prática da conversação. Falar, falar e falar. Falar diante do espelho ou mesmo utilizar o celular e o computador para gravar suas falas são meio importantes para melhorar seu speaking


Temas que podem cair no TOEFL e frases para 'impressionar' o examinador →I will go along with that, as far as I’m concerned... Veja lista de vocabulários de nível avançado para te ajudar nas seções de writing e speaking

O TOEFL vale 120 pontos e para conseguir uma boa nota no teste é imprescindível não descuidar de nenhuma seção – não adianta dominar reading e ir muito mal em speaking, por exemplo. Veja a seguir uma lista de temas recorrentes nas seções de speaking e writing: 1. Descrever pessoas: família, amigos, vizinhos, colegas, professores e treinadores. Exemplo: What are the characteristics of a good teacher? Use reasons and examples to support your response. 2. Descrever lugares: montanhas, praias, cidades, países que gostaria de conhecer ou já conhece. Exemplo: Which country would you like to visit? 3. Uso de condicionais para explicar o que faria se fosse outra pessoa, como o presidente do seu país, o prefeito de sua cidade ou um líder importante. Exemplo: If you were the President of your country what would you do? Temas que podem cair no TOEFL e frases para 'impressionar' o examinador →I will go along with that, as far as I’m concerned... Veja lista de vocabulários de nível avançado para te ajudar nas seções de writing e speaking 4. Descrever experiências de sua infância, do seu colégio, de uma viagem inesquecível ou mesmo de sua casa. Exemplo: What do you miss when you are away from your home? 5. Descrever e comparar experiências de estudo, de lazer, de esportes, no colégio ou na universidade. Exemplo: Some students prefer university in the home region while others prefer studying abroad. What would you prefer? 6. Descrever gostos por filmes, viagens, livros, lugares ou comidas. Exemplo: What is your favorite movie/book/food? 7. Descrever e comparar opções de tipos de transporte, de viagens, de estudos, de carreira, entre outros. Exemplos: What are important considerations in chosing a job/career according to you? Some prefer travelling independently whereas others prefer travelling in a pre-arranged package tour. Which do you prefer and why? Which mode/type of transport do you prefer travelling by and why?


Quer impressionar? A professora de idiomas Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para testes internacionais, preparou uma lista de frases e expressões que podem ser utilizadas nas seções de writing e speaking:

Para introduções de frases:
I believe… I could not agree more… I will go along with that… I disagree… In my opinion… From my point of view… As far as I’m concerned… I think… / I don´t think… I feel…

Frases que podem ser usadas na seção de integrated do speaking: From the listening part… From the reading part… I can understand that… I feel that… I think… /I don´t think… lembre-se!

Diferentemente das redações de vestibulares brasileiros, em que tais expressões devem ser abolidas, no inglês você pode escrever “na minha opinião” ou “do meu ponto de vista”. Desenvolva sua redação já pensando em inglês e você verá que é mais simples do que imagina! Veja a seguir uma lista de conectores e “discourse markers” que vão te ajudar nas duas seções da prova:
Para iniciar parágrafos: first, second, to summarize, to conclude;

Para dar ordem e sequência aos seus pensamentos: then, next;
Para adicionar informações: also, moreover, in addition;
Para contraste, fornecer uma ideia oposta: however, in contrast;
Para causas ou resultados: so, therefore, consequently;
Para dar exemplos: for example, for instance;

Preparação para o TOEFL: como incrementar seu vocabulário? →Fazer longas listas de palavras em um caderno não funcionam. Veja estratégicas para facilitar sua memorização!

Q uando o assunto é o TOEFL não é necessário dizer que a leitura é a melhor forma de incrementar seu vocabulário. No entanto, existem algumas estratégias para que você adquira um vocabulário mais sofisticado de forma mais rápida. A primeira é criar uma espécie de mapa mental (mind map), envolvendo temas que frequentemente caem no exame, como lugares, pessoas, situações do cotidiano e também experiências pessoais. Seguem dois exemplos: Preparação para o TOEFL: como incrementar seu vocabulário? →Fazer longas listas de palavras em um caderno não funcionam. Veja estratégicas para facilitar sua memorização! Estação do ano: Summer Uma possível pergunta seria: “Do you prefer the summer or the winter season? Use reasons and details to support your answer.”



Veja abaixo outro “mind map” um pouco mais sofisticado:

 Banco de palavras frente verso Criar um banco de palavras também é extremamente importante, mas organizar este banco é a chave para memorizar estas palavras da melhor forma possível. Segundo Barbara Oakley, professora da University of San Diego, no seu curso “Learning how to learn” para PROTAGONIST (n.)= Context: In the worldwide struggle against tyranny, Woodrow Wilson was the protagonist of freedom. Meaning: (1) The principal character in a poem, play, or story. Synonyms: champion, hero Antonyms: opponent, antagonist A professora de idiomas Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para testes internacionais, sugere que você tenha uma caixinha para armazenar essas fichas em ordem alfabética. "Ao criar fichas você torna sua lista de palavras flexível e pode incluir ou excluir fichas quando as palavras que você estiver estudando se tornarem familiares. Você pode também levá-las com você para estudar onde estiver, escolher as mais difíceis para um dia especial da semana e até criar um jogo de memória com elas", diz. Preparação para o TOEFL: como incrementar seu vocabulário? que você consiga melhorar seu nível de inglês e também melhorar seu vocabulário em um novo idioma o antigo método de repetição ainda é válido. Ele faz com que você crie conexões em sua mente e marque estas conexões tornando-as automáticas. Não adianta simplesmente passar os olhos, ler uma vez ou escutar. A repetição é o que faz o novo vocabulário ser assimilado. Longas listas fechadas em um caderno de anotações também não funcionam. “Flash Cards” (fichas) são um bom método para memorizar novo vocabulário. O agrupamento de palavras por assunto, ordem alfabética, “phrasal verbs”, expressões idiomáticas, prefixos ou sufixos sempre facilita a memorização. Veja acima um exemplo de flashcard:

PROTAGONIST (n.)= Context: In the worldwide struggle against tyranny, Woodrow Wilson was the protagonist of freedom

Meaning: (1) The principal character in a poem, play, or story. Synonyms: champion, hero Antonyms: opponent, antagonist

Estudantes contam como conseguiram mais de 100 pontos no TOEFL →Prova vale 120 pontos. Conhecer a fundo o teste e usar um cronômetro para praticar o speaking podem fazer diferença na pontuação final. Confira mais dicas!

O TOEFL, você já sabe, vale 120 pontos e as melhores universidades ao redor do mundo costumam demandar acima de 100 pontos. A pedido do Estudar Fora, duas estudantes que atingiram essa nota explicaram como foram bem sucedidas na prova: Juliana Carvalho, de 18 anos, tirou 109 pontos e foi aceita no curso de Biologia na Duke University, nos Estados Unidos. Já Camila Lacerda, de 27 anos, obteve 113 pontos e fará um MBA na Chicago Booth School of Business, a escola de negócios da Universidade de Chicago. Ambas fizeram a prova em 2014 e vão iniciar os seus estudos neste ano

Confira as principais orientações delas para você também ir bem no TOEFL: Conheça a prova Preparar-se para o exame não significa apenas estudar inglês, mas também conhecer a prova e entender o que ela exige do aluno. “Como sempre estudei inglês, isso foi o que mais me ajudou na preparação. Eu li as instruções de um livro sobre o TOEFL e descobri quanto tempo deveria dedicar a cada parte do exame para não me prejudicar em nenhuma delas”, diz Juliana Carvalho. “Também aprendi pequenas dicas, como não passar muito tempo em um só exercício. Se eu estava com muita dúvida, pulava para o próximo.” Siga uma rotina de estudos Independentemente de quanto tempo o aluno tem para se preparar para o TOEFL, planejar uma rotina de estudos garante que todos os aspectos cobrados no teste sejam revisados. “Eu tive dois meses para me preparar. No primeiro, li tudo sobre a prova e, no segundo, fiz um calendário de estudos”, conta Juliana. “Todos os dias, fazia exercícios do TOEFL por cerca de 2 horas e, aos domingos, passava ainda mais tempo estudando, fazendo simulados e escrevendo redações”, relata. Treine, treine e treine Tão importante quanto buscar informações sobre o exame é treiná-lo na prática. Os simulados disponíveis em livros, no site do TOEFL e em outros sites auxiliam nesse sentido. “Eu fiz o TOEFL duas vezes: em 2009 e em 2014, quando tirei uma nota maior. Os simulados me deram mais segurança e ajudaram a controlar melhor o tempo na segunda vez, principalmente no speaking“, diz Camila. “Com os simulados, percebi em quais seções eu deveria ir mais rápido ou devagar. Por exemplo, tenho mais facilidade com o listening e reading, mas preciso de mais tempo para escrever uma redação”, acrescenta Juliana. Pratique o speaking com cronômetro na mão “Como o tempo que temos para falar é limitado, usei um cronômetro nos simulados de speaking para ir me acostumando”, diz Juliana. “Eu também listei temas que costumam aparecer no TOEFL, como o meu sorvete favorito ou quantos membros há na minha família, e falava sobre cada um deles usando um gravador para avaliar meu desempenho.” Segundo a estudante, também ajudou ter treinado o speaking com música ao fundo para se acostumar com o barulho, já que essa etapa da prova é realizada com mais de uma candidato na mesma sala. Inclua o inglês na sua vida. É importante estar em contato com o idioma constantemente, e não apenas na hora de estudar. “Eu normalmente ouço música e leio livros em inglês e assisto a filmes sem legenda”, diz Juliana. Para Camila, o fato de trabalhar em um escritório internacional e praticar o idioma diariamente a ajudou em seu desempenho. “Na primeira vez em que fiz o TOEFL, tive mais dificuldade no speaking porque não falava inglês com outras pessoas.” Leia algo em inglês antes da prova Como o momento da prova costuma ser carregado de ansiedade, uma boa maneira de aguardar o seu início pode ser praticando o inglês. Assim, a primeira vez em que você entrará em contato com o idioma no dia não será de cara no exame. “O livro sobre o TOEFL recomenda que o candidato acorde no dia da prova e leia algo em inglês. Foi o que fiz: levei um livro e li um capítulo antes do exame para ‘aquecer’ a cabeça”, diz Juliana.

Veja seleção de sites que vão te ajudar a estudar para o TOEFL →Ter um vocabulário sofisticado é fundamental para elevar sua nota. Saiba como estudar!

Agora que você já sabe em detalhes como é a prova, é hora de colocar a mão na massa e estudar. Com a ajuda da professora Ana Virginia Kesselring, especialista na preparação de candidatos para a graduação e a pós fora, selecionamos 4 sites e plataformas que vão ajudá-lo a se preparar para a prova: 1. Vocabulary.com O leitor aprende por meio de jogos (challenges) em que deve responder qual o significado da palavra apresentada. Por exemplo: “Transition means: afliction, coup, leak ou passage”. Além disso, há um listas que agrupam palavras similares e que podem confundi-lo, como intensive, intent, intense. 2. Free Rice Outro site para aprender brincando e, o melhor, ainda ajudar a quem precisa. A cada acerto o site doa (de verdade) 10 grãos de arroz para pessoas que passam fome. Para doar uma refeição, você terá que acertar bastante! 3. Evernote É uma plataforma tanto para criar fichas de palavras (saiba aqui como usá-las) e também para arquivar textos, redações e tudo que for relevante ao seu aprendizado. “Existe a possibilidade de você filtrar tudo que está relacionado a determinada palavra e assim encontrar contextos para o novo vocabulário sem precisar de muito esforço”, afirma Ana Virginia. 4. English test Com dezenas de conversas em inglês, o site é indicado para quem deseja praticar listening. O aluno pode ter acesso às transcrições dos áudios e também realizar exercícios para verificar se compreendeu o conteúdo. 5. Quizlet Disponível também para smartphones, o site é ideal para quem quer aprender um vocabulário mais rebuscado e fixar algumas das palavras que aparecem com frequência na prova. Quer ir além? Você também pode estudar e aprender novas palavras por meio de sites de jornais e revistas: Economist, New York Times, New Yorker, Time, Wired, Inc.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Redação Ti Nota 10 - Klauss

Atualidades 18/08/2020

Multimídia, Hipertexto e Hipermídia