Concordância verbal com uso da partícula se

Precisa-se de apartamentos; alugam-se casas. Apesar de parecidas, essas sentenças guardam significativa diferença, que é responsável pela variação na concordância. Conheça o porquê no Acerte Sempre de hoje.

1) Na frase alugam-se casas, a partícula se é um pronome apassivador, e a palavra casas é o sujeito da passiva. Note que a sentença corresponde a casas são alugadas. Manda a regra que verbos transitivos diretos concordam com o sujeito na voz passiva sintética.

Exemplos:

Vendem-se fogões.

Usam-se adjetivos.

Corta-se vidro.

2) Na sentença precisa-se de apartamentos, a partícula se é índice de indeterminação do sujeito. Portanto, ao contrário da situação anterior, a palavra apartamentos não é sujeito; tampouco a frase tem equivalente na voz passiva. Como o verbo exige complemento indireto, ele permanece na terceira pessoa do singular.

Exemplos:

Precisa-se de redatores.

Fala-se em dez mortos no acidente.

Com informações do Manual de Redação da Secretaria de Comunicação Social da Câmara dos Deputados

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Redação Ti Nota 10 - Klauss

Atualidades 18/08/2020

Multimídia, Hipertexto e Hipermídia