Fundamentos de Computação - I/O 3

Questão motivadora:

Em um disco, os dados são armazenados em trilhas que podem ser divididas em setores. Os setores que forem logicamente adjacentes, são fisicamente adjacentes no disco. Um cluster é a menor unidade de espaço alocável a um arquivo. Um cluster tem de ser composto por setores fisicamente contíguos. Uma tabela de alocação de arquivos identifica os clusters dos arquivos.

O gabarito é FALSO.

Pode-se ter várias visões da organização de trilhas em setores: em geral, imagina-se que os setores são adjacentes. Essa é uma visão lógica adequada, mas fisicamente não é uma boa forma de organização. O problema é que nem sempre é possível ler continuamente setores fisicamente adjacentes: o controlador, após ler os dados de um setor, pode precisar processar a informação. Se dois setores logicamente adjacentes também estão fisicamente adjacentes, o controlador poderia
perder a leitura do próximo setor (pois o disco continua em movimento de rotação), e teria que esperar uma outra rotação inteira do disco para acessar o setor perdido.
Uma solução para este problema é a técnica denominada interleaving (ou intercalação): vários setores físicos são colocados entre setores logicamente consecutivos.

Citação:
Quando um programa acessa um arquivo, o gerenciador de arquivos deve associar o arquivo lógico às suas posições físicas. Para isso, o arquivo é visto como uma série de clusters (conjunto) de setores. Um cluster consiste de vários setores (logicamente) contíguos (a contigüidade física depende do interleaving factor).

http://www.dc.ufscar.br/~jander/ori203/grupo03b.pdf
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos