Ger. Projetos - PMBOK 2000 x 2004

Mudanças nos nomes dos processos
Na 3ª edição, 7 processos foram adicionados, 13 renomeados e 2 excluídos, obtendo-se um aumento líquido de 5 processos.

Os nomes dos processos nos vários capítulos do Guia PMBOK® – Edição 2000 possuem formatos e estilos diferentes. Os estilos de nomeação inconsistentes podem confundir os estudantes de gerenciamento de projetos e também pessoas experientes. Por exemplo, os processos da área de conhecimento do escopo são
  1. Iniciação,
  2. Planejamento do escopo,
  3. Definição do escopo,
  4. Verificação do escopo e
  5. Controle de mudanças do escopo.

Alguns desses são locuções verbais; outros são substantivos. O efeito desses estilos diferentes é que os leitores não conseguem determinar de imediato se um termo é uma atividade (um processo) ou uma entrega (um produto do trabalho ou objeto). A equipe do projeto propôs uma mudança em larga escala de todos os nomes dos processos para o formato verbo-objeto no Guia PMBOK® – 3ª edição. No entanto, o PMI considerou que uma mudança de todos os nomes
poderia ser uma mudança extensa demais; portanto, o PMI autorizou apenas uma mudança incremental no Guia PMBOK® – Terceira edição para incluir somente os novos processos aprovados e um pequeno número de outros processos por razões específicas explicadas mais adiante neste apêndice.

Eliminação das designações de processo essencial e facilitador
Os termos “processos facilitadores” e “processos essenciais” não são mais usados. Esses termos foram eliminados para garantir que todos os processos de gerenciamento de projetos nos grupos de processos de gerenciamento de projetos tenham o mesmo nível de importância. Os processos de GP ainda estão agrupados dentro dos grupos de processos de GP, conforme indicado na Figura 3-5 Grupo de processos de iniciação; Figura 3-6 Grupo de processos de planejamento; Figura 3-7 Grupo de processos de execução; Figura 3-8 Grupo de processos de monitoramento e controle; e Figura 3-9 Grupo de processos de encerramento.

Os 44 processos de GP são mapeados para os grupos de processos de gerenciamento de projetos e para as áreas de conhecimento, conforme mostrado na Tabela 3-45.

Capítulo 1 - Mudanças na introdução
As mudanças no Capítulo 1 esclarecem e melhoram a organização dentro do capítulo. O Capítulo 1 esclarece as diferenças entre um projeto e operações. As mudanças fornecem definições padrão para programa e gerenciamento de programas, portfólio e gerenciamento de portfólios, e incluem uma discussão mais detalhada sobre variações de escritório de projetos (PMO). As revisões adicionais incluem as seguintes:
  • As habilidades de gerenciamento geral foram transferidas para o Capítulo 1
  • Foi adicionada uma seção identificando as várias áreas de especialização necessárias para a equipe do projeto.
Capítulo 2 - Mudanças no ciclo de vida e organização do projeto
As mudanças no Capítulo 2 esclarecem as distinções entre ciclos de vida do projeto e ciclos de vida do produto, e explicam as fases do projeto. As partes interessadas são definidas em relação à equipe do projeto. A função e a responsabilidade de um PMO na organização são definidas e o conceito de um sistema de gerenciamento de projetos é introduzido.

Capítulo 3 - Mudanças nos processos de gerenciamento de projetos de um projeto
O Capítulo 3 foi totalmente reescrito e ampliado para se concentrar nos grupos de processos de gerenciamento de projetos dentro das áreas de conhecimento. Para enfatizar, o Capítulo 3 foi renomeado para “Processos de gerenciamento de projetos de um projeto” e transferido para uma nova Seção II, “A norma de gerenciamento de projetos de um projeto”. O Capítulo 3 foi extensamente revisado para servir como uma norma de gerenciamento de um único projeto e indica claramente os cinco grupos de processos de gerenciamento de projetos necessários e seus processos constituintes. É dada mais ênfase ao grupo de processos de iniciação e ao grupo de
processos de encerramento do que nas edições anteriores. O grupo de processos de controle foi ampliado para incluir monitoramento e foi renomeado para “Grupo de processos de monitoramento e controle”. Foi adicionado material para esclarecer a distinção entre os grupos de processos de gerenciamento de projetos e as fases do projeto, que têm sido vistos erradamente como o mesmo algumas vezes.

Capítulo 4 - Mudanças no gerenciamento de integração do projeto
O Capítulo 4 foi totalmente reescrito e amplia a discussão sobre a integração entre os processos e atividades de gerenciamento de projetos. O capítulo descreve a integração do ponto de vista dos grupos de processos de gerenciamento de projetos e fornece uma descrição clara da integração entre todos os grupos de processos de GP e entre todos os processos de gerenciamento de projetos. Quatro novos processos foram incluídos no capítulo e dois processos foram renomeados:
  • O processo Desenvolver o termo de abertura do projeto autoriza formalmente um projeto.
  • O processo Desenvolver a declaração do escopo preliminar do projeto fornece uma descrição de alto nível do escopo.
  • O processo Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto documenta as ações necessárias para definir, preparar, integrar e coordenar todos os planos auxiliares com o plano de gerenciamento do projeto.
  • O processo Orientar e gerenciar a execução do projeto executa o trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto para realizar os objetivos do projeto.
  • O processo Monitorar e controlar o trabalho do projeto define os processos para monitorar e controlar as atividades do projeto necessárias para iniciar, planejar, executar e encerrar um projeto.
  • O processo Encerrar o projeto finaliza todas as atividades entre todos os grupos de processos para encerrar formalmente o projeto.
A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 4:

Capítulo 5 - Mudanças no gerenciamento do escopo do projeto
O Capítulo 5 foi modificado para esclarecer a função do plano de gerenciamento do escopo do projeto no desenvolvimento da declaração do escopo do projeto. O capítulo amplia a discussão e esclarece a importância de uma estrutura analítica do projeto (EAP), com a adição de uma nova seção sobre criação da EAP. A seção Iniciação foi reescrita e transferida para o Capítulo 4. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 5:

Capítulo 6 - Mudanças no gerenciamento de tempo do projeto
As mudanças no Capítulo 6 incluem a transferência da seção Planejamento de recursos para o capítulo com o novo nome de Estimativa de recursos da atividade. Várias figuras foram excluídas (por exemplo, PERT) e outras figuras foram retrabalhadas para esclarecer o uso e significado (por exemplo, gráfico de barras ou de Gantt, gráfico de marcos). Outra figura foi adicionada para mostrar a diferença entre um cronograma de marcos, um cronograma sumarizado e um cronograma detalhado. A introdução do capítulo descreve a necessidade de um plano de gerenciamento do cronograma, um componente auxiliar do plano de gerenciamento do projeto. Subseções também foram adicionadas para fornecer informações sobre estimativas de
custos, nivelamento de recursos e relatório de progresso do projeto para refletir como
esses processos influenciam o cronograma do projeto. A tabela a seguir resume as
mudanças no Capítulo 6:

Capítulo 7 - Mudanças no gerenciamento de custos do projeto
Os processos do Capítulo 7 foram ampliados para integrar o orçamento do projeto diretamente à EAP e para cobrir o controle de custos. Existem também mudanças estruturais significativas nas entradas, ferramentas e técnicas. A introdução do capítulo descreve a necessidade de um plano de gerenciamento de custos, um componente auxiliar do plano de gerenciamento do projeto. O processo Planejamento de recursos foi transferido para o Capítulo 6 e renomeado para Estimativa de recursos da atividade. Este capítulo contém a maior parte das informações sobre gerenciamento de valor agregado. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 7:Capítulo 8 - Mudanças no gerenciamento da qualidade do projeto
O Capítulo 8 inclui dois nomes de processos de gerenciamento de projetos revisados para refletir melhor as atividades desses processos. Foi dada ênfase à integração das atividades da qualidade ao processo global de monitoramento e controle, conforme definido no Capítulo 4. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 8:


Capítulo 9 - Mudanças no gerenciamento de recursos humanos do projeto
O Capítulo 9 identifica diversos aspectos do planejamento de recursos humanos, além do plano de gerenciamento de pessoal. Gerenciar a equipe do projeto foi adicionado como um processo de monitoramento e controle. Também foram adicionadas diversas explicações importantes, inclusive gráficos organizacionais e descrições de cargos. As figuras deste capítulo agora refletem as técnicas atuais de gerenciamento de projetos, como equipes virtuais, regras básicas e registro de problemas. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 9:


Capítulo 10 - Mudanças no gerenciamento das comunicações do projeto

O Capítulo 10 foi atualizado com a adição de um processo Gerenciar as partes interessadas. O processo Gerenciar as partes interessadas gerencia as comunicações para satisfazer as necessidades das partes interessadas no projeto e resolver problemas com elas. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 10:


Capítulo 11 - Mudanças no gerenciamento de riscos do projeto
O Capítulo 11 foi atualizado para se concentrar mais nas oportunidades (versus ameaças). Ele inclui opções com base na complexidade do projeto, melhora as atividades do planejamento do gerenciamento de riscos, adiciona o registro de riscos e fornece uma maior integração com outros processos. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 11:


Capítulo 12 - Mudanças no gerenciamento de aquisições do projeto
O Capítulo 12 foi atualizado para incluir um uso consistente dos termos “comprador” e “fornecedor”. O capítulo agora esclarece a diferença entre a equipe do projeto como uma compradora de produtos e serviços e como a fornecedora de produtos e serviços. O capítulo passou a incluir um processo sobre avaliação do desempenho do fornecedor para a administração de contrato e retirou as palavras “adquirir”, “solicitar” e “solicitação” por reconhecer a conotação negativa dessas palavras em diversas áreas do mundo. A tabela a seguir resume as mudanças no Capítulo 12:



Glossário
O glossário foi ampliado e atualizado para:
- Incluir termos no Guia PMBOK® que precisam ser definidos para apoiar o entendimento do conteúdo do documento
- Esclarecer o significado e melhorar a qualidade e exatidão de quaisquer traduções
- Eliminar termos não usados no Guia PMBOK® – Terceira edição.








Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos