WS - Definição de Domínio ICANN

Esse vem da ICANN (Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), responsável pela coordenação global do sistema de identificadores exclusivos da Internet.
http://www.icann.org.br/tlds/

O sistema de nomes de domínio (DNS) na Internet permite que usuários acessem sites e outros recursos da Internet usando nomes de domínio de fácil memorização (como "www.icann.org") ao invés dos endereços IP totalmente numéricos (como "192.0.34.65") que são atribuídos a cada computador na Internet. Cada nome de domínio compõe-se de uma série de seqüências de caracteres (chamadas "labels" ou "rótulos") separadas por pontos. O rótulo na extremidade direita de um nome de domínio é conhecido como o seu "domínio de primeiro nível" (DPN).
O DNS forma uma hierarquia semelhante a uma árvore. Cada DPN inclui muitos domínios de segundo nível (como "icann" em "www.icann.org"); cada domínio de segundo nível pode incluir vários domínios de terceiro nível ("www" em "www.icann.org"), e assim por diante.
A responsabilidade por operar cada DPN (inclusive mantendo um registro dos domínios de segundo nível dentro do DPN) é delegada a uma determinada organização. Essas organizações são conhecidas como "operadores de registro", "patrocinadores" ou simplesmente "delegados".

Existem vários tipos de DPNs no DNS:
Mais de 240 países e territórios externos receberam DPNs com duas letras (como .de, .mx e .jp), denominados DPNs com "códigos de países" ou "ccTLDs". Eles são delegados a administradores designados, que operam os ccTLDs de acordo com as políticas locais, adaptadas para se adequarem à situação econômica, cultural, lingüística e legal do país ou território envolvido. Para mais detalhes, veja a página sobre ccTLDs no site da IANA.
A maioria dos DPNs com três ou mais caracteres é chamada de DPNs "genéricos" ou "gTLDs". Eles podem ser subdivididos em dois tipos, DPNs "patrocinados" (sTLDs) e DPNs "não-patrocinados (uTLDs), conforme descreveremos com mais detalhes a seguir.
Além dos gTLDs e ccTLDs, existe um DPN especial, .arpa, que é utilizado na infra-estrutura técnica da Internet. A ICANN administra o DPN .arpa em cooperação da comunidade técnica da Internet sob direção da Diretoria de Arquitetura da Internet.

DPNs genéricos
Na década de 1980, criaram-se sete gTLDs (.com, .edu, .gov, .int, .mil, .net, and .org). É possível registrar nomes de domínio em três deles (.com, .net e .org) sem restrições; os outros quatro têm finalidades limitadas.
Nos doze anos seguintes, houve várias discussões sobre gTLDs adicionais, conduzindo à seleção de sete novos DPNs em novembro de 2000, para serem introduzidos em 2001 e 2002. Quatro dos novos DPNs (.biz, .info, .name e .pro) são não-patrocinados, e os outros três novos DPNs (.aero, .coop e .museum) são patrocinados.
Em termos genéricos, um DPN não-patrocinado opera segundo políticas definidas pela comunidade global da Internet, que para isso emprega diretamente o processo da ICANN, ao passo que um DPN patrocinado é um DPN especializado que tem um patrocinador, representando a comunidade restrita mais afetada pelo DPN. Assim, o patrocinador tem a responsabilidade de formular políticas sobre diversos assuntos referentes ao DPN.
Um patrocinador é uma organização à qual se delega certa autoridade para formular políticas referentes à maneira com que um determinado DPN patrocinado é operado. O DPN patrocinado possui um regimento, que define o propósito para o qual o DPNS foi criado e será operado. O Patrocinador é responsável por elaborar políticas sobre os tópicos que lhe foram delegados, de modo que o DPN seja operado em benefício de um grupo definido, conhecido como a Comunidade do DPN Patrocinado, que está mais diretamente interessado na operação do DPN. O Patrocinador também é responsável por selecionar o operador do registro e por definir, em diversos graus, os papéis desempenhados por registradores e o relacionamento destes com o operador de registro. O Patrocinador deverá exercer a autoridade que lhe foi delegada de acordo com padrões de justiça, e de forma a representar a Comunidade do DPN Patrocinado.
A medida em que as responsabilidades por formular de políticas são delegadas adequadamente a um Patrocinador depende das características da organização que as delegou. Essas características podem incluir os mecanismos que a organização utiliza para formular políticas, sua missão, suas garantias de independência do operador de registro e dos registradores, quem poderá participar das atividades normativas do Patrocinador e de que maneira, e também o grau e o tipo de prestação de contas do Patrocinador perante a Comunidade do DPN Patrocinado.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016