XML - Introdução

Introdução

A XML (eXtensible Markup Language, ou Linguagem de Marcação Estendida) é um subconjunto da SGML (Standard Generalized Markup Language, ou Linguagem de Marcação Padrão Generalizada) que permite que uma marcação específica seja criada para especificar idéias e compartilhá-las na rede. Ela tem as virtudes da SGML e da HTML sem qualquer das limitações óbvias.

Pontos fortes da XML

· Inteligência: a XML é inteligente para qualquer nível de complexidade. A marcação pode ser alterada de uma marcação mais geral como " Lassie " para uma mais detalhista, como " Lassie ". As idéias são bem marcadas para que " duplo " e " duplo " sejam sempre valores diferentes. A informação conhece a si mesma. Não é necessária mais nenhuma idéia indesejável;

· Adaptação: a XML é a língua-mãe de outras linguagens. Assim, linguagens como DickML e JaneML tornaram-se possíveis. A adaptação é infinita. Marcações personalizadas podem ser criadas para qualquer necessidade. Se uma marcação que descreva como uma pizza pepperoni é diferente de uma pizza calabresa for necessária, ela pode ser feita;

· Manutenção: a XML é fácil de manter. Ela contém somente idéias e marcações. Folhas de estilos e links vêm em separado, e não escondidas no documento. Cada um pode ser alterado separadamente quando preciso com fácil acesso e fáceis mudanças. Não é preciso mais se achar em uma bagunça de marcações;

· Ligação: a XML possui uma maneira de ligar que inclui todas as formas de ligação. Não só isso; ela liga de maneira que a HTML não pode. A HTML pode fazer de uma maneira simples, onde um objeto se liga a outro. A XML faz isso, mas também pode ligar dois ou mais pontos a uma idéia. Existem ainda links gêmeos que ligam todas as ideías dentro de uma mesma. Qualquer link entre uma idéia pode ser manipulado de uma única maneira;

· Simplicidade: a XML é simples. Um usuário de média experiência que olha a XML pode achá-la difícil de acreditar no que vê. Comparada com a HTML não. Comparada com a SGML é um estudo de simplicidade. A especificação da SGML tem 300 páginas. A da XML, 33. Idéias obscuras e desnecessárias foram retiradas em favor de idéias concisas. A XML vai direto ao ponto;

· Portabilidade: a XML é de fácil portabilidade. A razão da sua existência é força e portabilidade. A SGML tem força. A HTML tem portabilidade. A XML tem ambas. A XML pode ser navegada com ou sem o seu DTD (Document Type Definition, ou Definição de Tipo de Documento - as normas que definem como as tags são estruturas nos documentos XML), tornando o download mais rápido. Tudo que um navegador precisa para ver XML é ter a noção que ela própria e a folha de estilos controlam a aparência. Se uma validação estrita é necessária, o seu DTD pode acompanhá-lo e fornecer detalhes exatos da sua marcação.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016