Atualidades - 25/08


Folha de SP = Arrecadação sobe, e dívida dos Estados bate recorde
O Globo = Aluguéis em favelas do Rio rendem 107 milhões
O Estado de SP = Brasil lidera investimento entre países emergentes
Jornal do Brasil = Petrobras avança no pré-sal
Correio Braziliense = R$ 74 milhões do banheiro para o ralo
Estado de Minas = R$ 74 milhões é quanto o governo gasta com banheiros como este
Valor Econômico = Terceirização perde espaço nas empresas
Gazeta Mercantil = Petróleo criará pólo de equipamentos pesados
Zero Hora (P.Alegre) = Escutas revelam como os veículos roubados são levados para o Paraguai
A Tarde (Salvador) = Internet na Bahia custa 246% mais que no Rio
O Povo (Fortaleza) = Luizianne sobe 5 pontos e Moroni se mantém estável
Jornal da Tarde (SP) = Denúncias de tráfico disparam no Estado
Diário Catarinense (Florianópolis) = SC tem 22 furtos de automóveis por dia
Jornal de Brasília = PM é assassinado na frente da família
Gazeta do Povo (Curitiba) = Consumidor estica prazo e mantém vendas aquecidas
Diário de S. Paulo = Prefeitura vai fechar cerco contra empresas irregulares de motoboy
Jornal (Recife do Commercio) = Só um milagre salva o Santa


DESTAQUES DAS REVISTAS SEMANAIS

REVISTA VEJA

Matéria de Capa: ABERTURA MADE IN CHINA = O partido comunista chinês é a mais formidável máquina de cooptação social já criada: mudou a China para que tudo continuasse como era.

Ativismo do supremo muda cotidiano do país = Agora adeptos do "ativismo judicial", os ministros do STF ocupam espaços do legislativo e assumem seu papel político.

Renascimento de Nova Orleans = Depois de ser devastada pela fúria do Katrina, em 2005, a cidade se levanta, sem a ajuda do governo, e transforma-se num criativo laboratório urbano.

Colômbia: O padre que não é santo = O lado desconhecido do ex-guerrilheiro das Farc que conseguiu o refúgio no Brasil, apesar das acusações de assassinato e seqüestro.

REVISTA ÉPOCA

Matéria de Capa: AS CEM MELHORES EMPRESAS PARA TRABALHAR = ÉPOCA e o Instituto Great Place to Work divulgam as melhores empresas para trabalhar e por que elas são recomendadas por seus funcionários. Em sua 12ª edição, a pesquisa destaca os melhores exemplos de gestão de pessoas.

Por que a educação não dá voto? = O resultado das urnas no passado revela que o eleitor de baixa renda costuma dar prioridade ao bolso – e não à escola. Como é possível mudar isso.

Chega de filho, mulher, irmão.... = Uma decisão do Supremo proíbe a contratação de parentes na máquina pública. Agora, falta acabar com a proliferação de cargos de confiança.

O salto redentor de Maurren Maggi = A história de superação da única medalha de ouro brasileira no atletismo revela a distância – física e mental – que separa os campeões dos perdedores.

REVISTA ISTO É

Matéria de Capa: O OPERADOR = O secretário nacional do PT, Romênio Pereira, é acusado de participar de quadrilha que desviou mais de R$ 700 milhões dos cofres públicos.

As Forças Armadas segundo Jobim = Plano de Defesa Nacional prevê França como parceira estratégica e tecnológica na Marinha, Aeronáutica e Exército.

Tratamentos para a alma = Médicos e instituições hospitalares do mundo todo começam a incluir nas suas rotinas de maneira sistemática e definitiva a prática de estimular nos pacientes o fortalecimento da esperança, do otimismo, do bom humor e da espiritualidade.

Explosão dos novos-ricos = A atual geração de bilionários já representa quase metade das fortunas do mundo. Diferentemente dos emergentes do passado, é discreta e faz bons negócios sem alarde.

REVISTA EXAME

Matéria de Capa: A FORTUNA DO PETRÓLEO = As novas reservas brasileiras podem mudar para melhor a economia do país — mas, para isso, é preciso mais tecnologia, mais dinheiro e menos ideologia.

REVISTA CARTA CAPITAL

Matéria de Capa: O DEBATE DA ANISTIA RUMO AO HOSPÍCIO = Transcrições de discursos no Clube Militar mostram o que a caserna brasileira realmente pensa sobre a abertura dos arquivos e a punição contra torturadores. Reaparecem delírios golpistas, testes mirabolantes e velhos preconceitos.

REVISTA ISTO É DINHEIRO

Matéria de Capa: ESTAMOS CONTRATANDO = As grandes empresas enfrentam um desafio inédito: o de recrutar milhares de pessoas de uma só vez e encontrar talentos num mercado de trabalho bastante aquecido. Nesta fase de megacontratações, o governo já projeta a criação de dois milhões de empregos com carteira assinada, mas a falta de qualificação ainda deixa muitas vagas em aberto.


25 de agosto de 2008
O Globo



Aluguéis em favelas do Rio rendem 107 milhões

O mercado informal de aluguéis em favelas na cidade do Rio movimenta pelo menos R$ 107 milhões por ano, de acordo com cálculo feito pelo economista Ib Teixeira. São 35.500 casas alugadas (12% do total), construídas sem licença e em áreas com infra-estrutura precária (...) (págs. 1, 10 e 11)

Interior já supera o Rio da Capital

Impulsionada por pólos industriais, a região interiorana do Rio ganhou força e ampliou sua participação na economia fluminense, de 35% em 1997, revela pesquisa exclusiva da Fundação Cide (...) (págs. 1 e 17)

Jandira parte para o ataque a Eduardo Paes

A campanha no Rio esquentou após a pesquisa Datafolha mostrar que a disputa está mais embolada. Jandira Feghali (PCdoB) partiu para o ataque a Eduardo Paes (PMDB), para quem perdeu o segundo lugar (...) (págs. 1 e 3)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo



Arrecadação sobe, e dívida dos Estados bate recorde

Após dez anos praticamente impedidos de aumentar suas dívidas, os governos estaduais retomaram o endividamento. Até a semana passada, obtiveram autorização do Tesouro para tomar R$ 9,5 bilhões em dívidas. O valor é de 281% superior a tudo o que foi emprestado no ano passado (...) (págs. 1 e B1)

Barbosa diz que esperavam um negro submisso no Supremo

O ministro Joaquim Barbosa nega que seja "encrenqueiro" e atribui os recentes atritos com seus colegas à defesa que faz de "princípios caros à sociedade", como o combate à corrupção.
Em entrevista à Folha, diz que "enganaram-se os que pensavam que o Supremo Tribunal Federal iria ter um negro submisso". Barbosa é o primeiro negro da Instituição (...) (págs. 1 e A16)


Reitor da Unifesp é acusado de gasto irregular de R$ 230 mil

Fiscalização do TCU aponta que Ulysses Neto usou verba pública em viagens ao exterior para comprar itens de luxo e atuar como consultor. (págs. 1 e A10)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo



Brasil lidera investimento entre países emergentes

O Brasil teve a maior alta de investimentos diretos estrangeiros entre as economias emergentes do mundo entre 2006 e 2007, à frente de China, Índia e Rússia, segundo a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) (...) (págs. 1, B1 e B3)

Tucanos inauguram comitê com Kassab

Um grupo de tucanos esteve ontem na inauguração do comitê de campanha do prefeito Gilberto Kassab (DEM) em Itaquera. Não pouparam elogios ao candidato que, segundo o instituto Datafolha, aproxima-se de Geraldo Alckmin (PSDB), em segundo nas pesquisas. (págs. 1 e A4)

Denúncia de tráfico de drogas cresce 21,4% em SP

O número de denúncias sobre tráfico de drogas aumentou 21,4% no Estado de janeiro a julho de 2008. O telefone 181 foi acionado 26.694 vezes, com informações sobre comércio de cocaína, maconha, crack e ecstasy. São Paulo, Sorocaba e Guarulhos lideram o ranking. (págs. 1 e C1)

Objetivo de convenção é `americanizar' Obama

A mulher de Barack Obama, Michelle, vai abrir hoje a convenção democrata. O objetivo do evento é "americanizar" Obama, visto por eleitores como alguém sem raízes nos EUA. (págs. 1 e A12)



------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil



Petrobras avança no pré-sal

A Petrobras quer expandir as fronteiras do pré-sal já concedido à iniciativa privada para se antecipar à proposta de criação da Petrosal, estatal encarregada de manter entre brasileiros os recursos dos campos gigantes. Em artigo, o deputado Miro Teixeira insiste na parte do Rio nos royalties. Em editorial, o JB defende a co-existência das estatais. (págs. 1, Economia, A17 e Editorial A8)

Ação tenta anular golpe de Marlan Jr.

A secretária-geral do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Selma Balbino, informa que a entidade vai tentar, na Justiça, anular o leilão de sua sede, que o JB revelou ter sido arrematada pelo advogado Marlan de Moraes Marinho Júnior, em operação envolvendo seu irmão, juiz da 24ª Vara Cível do Rio. (págs. 1, País A6)

MP investiga ganhos de 22 vereadores

Quase metade dos 48 vereadores que tentarão a reeleição em outubro já estão sendo investigados pelo Ministério Público Estadual do Rio, por suspeita de enriquecimento ilícito ou improbidade administrativa. O JB teve acesso exclusivo à lista do MP com nomes e números e inquéritos. (págs. 1, Tema do dia A2 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense



R$ 74 milhões do banheiro para o ralo

Segunda reportagem da série do Correio/Estado de Minas sobre a má gestão dos recursos da saúde mostra como uma pequena fortuna destinada à construção de "módulos sanitários domiciliares" para famílias de baixa renda desapareceu em banheiros fantasmas. Em algumas casas, as obras até começaram, mas não foram concluídas. Em outras, a construção inacabada já se deteriorou. E, num exemplo claro de desvio de verbas, a Controladoria-Geral da União (CGU) encontrou os banheiros do programa em bares, igrejas e estabelecimentos comerciais. (págs. 1, Tema do Dia, 2 e 3)

223 mil aposentados no Distrito Federal recebem, a partir de hoje, a antecipação do 13º salário

Começa nesta segunda, e vai até 5 de setembro, o pagamento da primeira parcela do 13º a cerca de 22,1 milhões de aposentados do INSS. A estimativa é de que a antecipação do benefício injete mais de R$ 7 bilhões na economia brasileira, sendo R$ 85,2 milhões em Brasília. (págs. 1 e 10)

Apreensão de LSD mostra Brasília na rota do tráfico

Drogas sintéticas chegam pelo correio em correspondências comuns, livros e até CDs vindos da França e da Holanda. As duas rotas são consideradas novas pela polícia — que, no último dia 13, prendeu dois jovens na região do Sudoeste e da Octogonal com 575 papelotes. (págs.1, 17 e 18)

------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico



Terceirização perde espaço nas empresas

Por motivos diversos e em um movimento oposto à tendência de terceirização que ganhou força a partir da década de 90, empresas como Brasil Telecom, Avis e Getronics integraram à folha de salários profissionais que forneciam serviços a empresas por elas contratadas - serviços originalmente realizados por seu quadro funcional. A reversão do modelo responde à maior fiscalização do Ministério do Trabalho, à busca de ganhos de eficiência e ao crescimento da economia (...) (págs. 1 e A4)

Bancos neutralizam alta da CSLL

O aumento da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) neste ano foi neutralizado no balanço da maioria dos bancos e não teve impacto contábil - ao menos temporariamente. Acionistas e controladores ainda não tiveram seus dividendos afetados pela majoração do imposto (...) (págs. 1 e C1)

Nossa Caixa e BB debatem valor de ativos

Surgiram nas negociações de incorporação da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil divergências sobre valores de ativos que serão incorporados. A cúpula do BB e o governo paulista têm pontos de vista diferentes sobre depósitos judiciais, folha de pagamento de servidores e a conta única do Tesouro paulista (...) (págs. 1 e C8)

------------------------------------------------------------------------------------
Gazeta Mercantil



Petróleo criará pólo de equipamentos pesados

Os investimentos em exploração de petróleo e as novas descobertas realizadas na camada pré-sal serão suficientes para viabilizar a estruturação de um pólo industrial capaz de produzir equipamentos para a indústria petrolífera mundial. A Petrobras planeja investir US$ 97,4 bilhões até 2012. Várias companhias devem aplicar mais US$ 30 bilhões na exploração(...) (págs. 1 e A6)

Petrobras avança exploração para áreas além de Tupi e Carioca

A Petrobras começa a expandir seu trabalho de exploração em áreas menos "badaladas" do pré-sal para realizar novas descobertas na extensa faixa de petróleo que vai de Santa Catarina ao sul do Nordeste. Depois de anunciar campos promissores como os de Tupi e Carioca, a estatal começou a perfurar duas áreas no litoral catarinense e a expectativa é encontrar hidrocarbonetos tanto em cima como embaixo da camada de sal. (págs. 1 e C1)

PIB potencial só cresce com menos gargalos

O Produto Interno Bruto (PIB) potencial do Brasil ainda está bem aquém do necessário para colocar o País em rota de crescimento robusto, sustentável e sem pressões inflacionárias. Cálculos de economistas indicam que esse número estaria entre 3% e 4,5%. Para elevar esse nível, é necessário retirar entraves do caminho, como os gargalos em infra-estrutura, a má qualidade do gasto público, as baixas taxas tanto de investimento quanto de produtividade, além de questões regulatórias em aberto. (págs. 1 e A7)


Brasil lidera investimento entre países emergentes = Brasil é o ''queridinho'' entre as principais economias emergentes: País registra a maior taxa de crescimento de investimento direto estrangeiro de 2006 para 2007, revela Unctad, e está a frente de China, Índia e Rússia = O Brasil ganhou importância no cenário internacional. Entre 2006 e 2007, o País teve o maior crescimento de investimentos diretos estrangeiros entre as economias emergentes, à frente de China, Índia e Rússia, segundo a Unctad, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento. O volume dobrou - saiu de US$ 18,8 bilhões para US$ 37,4 bilhões. Até julho deste ano, encostou em US$ 20 bilhões, o que leva a acreditar que o País deve atingir neste ano o mesmo patamar de 2007, contrariando a tendência mundial, que aponta queda de 37% no fluxo de investimentos.
Quando a expressão Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) foi cunhada pelo banco Goldman Sachs, há sete anos, economistas do mundo inteiro questionaram a presença do Brasil. Até 2006, ainda não havia consenso se o País poderia ou não fazer parte do bloco que dominaria a economia em 40 anos. O banco revisou suas análises e o manteve na lista. Ainda assim, para muitas multinacionais e fundos de participação estrangeiros, o Brasil só foi redescoberto mais recentemente. "O País está passando por novas fases de crescimento, diferente dos vôos de galinha de antes. Os investidores agora conseguem enxergar a longo prazo", diz o presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e da Globalização Econômica (Sobeet), Luis Afonso Lima. O avanço em alguns aspectos macroeconômicos é indiscutível. Com a inflação sob controle, os juros em queda, a melhora na renda e a maior oferta de crédito, o consumo disparou, fazendo a festa das montadoras, das construtoras, das empresas de alimentos, dos bancos, das fabricantes de eletroeletrônicos e do varejo de forma geral. O Brasil ainda perde em termos de tamanho e custo de mão-de-obra, mas os estrangeiros estão sendo atraídos principalmente pelo crescimento do mercado local. Nesse quesito, o País já ganha da China, iguala-se à Índia e só perde para a Rússia, segundo levantamento da Unctad e elaborado pela Sobeet.(O Estado de SP)

Arrecadação sobe, e dívida dos Estados bate recorde = Estados se endividam em volume recorde: Após dez anos praticamente impedidos de aumentar suas dívidas, governos estaduais retomaram endividamento; até a semana passada, obtiveram autorização do Tesouro para tomar R$ 9,5 bilhões em dívidas, valor de 281% superior a tudo o que foi emprestado no ano passado...
Depois de passarem dez anos praticamente impedidos de aumentar suas dívidas e faltando menos de dois anos para novas eleições, os governos estaduais retomaram suas trajetórias de endividamento. Até a semana passada, tinham obtido autorização do Tesouro para tomar R$ 9,5 bilhões em novas dívidas. O valor é 281% superior a tudo o que foi emprestado no ano passado. É também um volume inédito nas finanças estaduais desde 2002, quando a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) obrigou o governo a divulgar os dados. Até então, o máximo que os governadores haviam conseguido tomar emprestado foram R$ 5,4 bilhões, em 2006. Levantamento feito pela Folha com base em dados do governo federal mostra que o processo de endividamento dos Estados deverá fechar o ano em ritmo ainda mais acelerado. Isso porque a soma dos pedidos que aguardam a palavra final do Tesouro Nacional, responsável legal pela análise, é de R$ 5,9 bilhões. A julgar pelo andamento das aprovações de anos anteriores, não deverá haver muitas negativas. Essa mudança reflete uma nova etapa no relacionamento entre governo federal e Estados. Por ordem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Tesouro Nacional tem procurado maneiras de flexibilizar e viabilizar a realização de investimentos pelos governadores. (Folha de SP)

Aluguéis em favelas do Rio rendem 107 milhões = O mercado informal de aluguéis em favelas na cidade do Rio movimenta pelo menos R$ 107 milhões por ano, de acordo com cálculo feito pelo economista Ib Teixeira. São 35.500 casas alugadas (12% do total), construídas sem licença e em áreas com infra-estrutura precária... (...) Erguer "condomínios" em que os proprietários ao mesmo tempo exploram e têm que garantir a integridade dos bens e dos inquilinos é uma das peculiaridades da perigosa atividade de construção civil em comunidades pobres do Rio.
Os lucros são gordos, especialmente na Zona Sul, em favelas como a Rocinha, onde a indústria da verticalização garante o surgimento de novos-ricos. Ontem, O GLOBO deu início à série de reportagens sobre quem lucra com os negócios na chamada Favela S/A. Esse mercado informal movimenta pelo menos R$ 107 milhões, por ano, em aluguéis em favelas. O cálculo é do economista Ib Teixeira, com base no Censo do IBGE de 2000, que revelou a existência de 35.500 casas alugadas (12% do total) nas favelas. Ib estima que o patrimônio imobiliário dos 307.500 imóveis de favelas da capital seja de R$ 7,3 bilhões. Uma quantia gigantesca, sem falar nos conjuntos habitacionais favelizados e loteamentos irregulares. Só para ilustrar, os números representam mais de 6% do PIB do Rio e 67% do orçamento da prefeitura deste ano. Uma realidade bem diferente da desbotada idéia de que todos os problemas das favelas têm origem social. O mercado de compra e venda nessas comunidades chega a superar o que se arrecada no asfalto, curiosamente desvalorizado muitas vezes por conflitos em favelas. — Na Tijuca, um imóvel de 30 metros quadrados no Morro do Turano pode ser vendido por R$ 60 mil, enquanto no asfalto um apartamento maior pode custar um pouco mais da metade — constata Ib. Mas quem se aventura na construção em favelas conhece o risco. Seu Antônio perdeu as contas de quantas vezes foi chamado na boca-de-fumo para dar explicações e já teve que afugentar bandidos da laje da casa de seus inquilinos: — Quando os traficantes invadem as casas, eu tenho que defender meus inquilinos, às vezes no braço. (O Globo)

R$ 74 milhões do banheiro para o ralo = Segunda reportagem da série do Correio/Estado de Minas sobre a má gestão dos recursos da saúde mostra como uma pequena fortuna destinada à construção de "módulos sanitários domiciliares" para famílias de baixa renda desapareceu em banheiros fantasmas. Em algumas casas, as obras até começaram, mas não foram concluídas. Em outras, a construção inacabada já se deteriorou. E, num exemplo claro de desvio de verbas, a Controladoria-Geral da União (CGU) encontrou os banheiros do programa em bares, igrejas e estabelecimentos comerciais. (Correio Braziliense)


R$ 74 milhões é quanto o governo gasta com banheiros como este = O dinheiro que deveria melhorar as condições de saúde dos brasileiros, literalmente, escorre pelo ralo. De banheiros. Na segunda reportagem da série, o Estado de Minas mostra que, de acordo com dados oficiais da Controladoria-Geral da União, há irregularidades na aplicação de R$ 74,8 milhões na construção dos módulos sanitários, que vão de fraudes em licitações a pagamentos para obras inacabadas. É o caso, por exemplo, do banheiro em Acopiara, que custou R$ 2.088 e não passa de um esqueleto de tijolos. (Estado de Minas/MG)


Petrobras avança no pré-sal = A Petrobras quer expandir as fronteiras do pré-sal já concedido à iniciativa privada para se antecipar à proposta de criação da Petrosal, estatal encarregada de manter entre brasileiros os recursos dos campos gigantes. Em artigo, o deputado Miro Teixeira insiste na parte do Rio nos royalties. Em editorial, o JB defende a co-existência das estatais. (Jornal do Brasil)

Petróleo criará pólo de equipamentos pesados = Os investimentos em exploração de petróleo e as novas descobertas realizadas na camada pré-sal serão suficientes para viabilizar a estruturação de um pólo industrial capaz de produzir equipamentos para a indústria petrolífera mundial. A Petrobras planeja investir US$ 97,4 bilhões até 2012. Várias companhias devem aplicar mais US$ 30 bilhões na exploração. (Gazeta Mercantil)

Lula deve proibir declarações sobre pré-sal: Uma das preocupações é evitar repercussão negativa no mercado financeiro = O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve aproveitar a reunião de hoje da coordenação política para reforçar uma ordem já antecipada no fim de semana pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, proibindo integrantes do governo de discutir publicamente as estratégias em estudo para exploração das novas reservas de petróleo do pré-sal. Declarações sobre alternativas estudadas pelo Executivo sobre o assunto — como, por exemplo, a possibilidade de desapropriação dos campos já licitados nas áreas em que se descobriu petróleo na camada do pré-sal, noticiada pelo GLOBO na semana passada — irritaram bastante o Planalto. A avaliação é que esse tipo de vazamento tanto pode produzir repercussões negativas no mercado financeiro, como também tem mobilizado a Petrobras no sentido de barrar eventuais ações do governo. Na sexta-feira, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, revelou ao GLOBO que uma possível desapropriação de áreas já licitadas, concedidas a Petrobras e parceiras privadas, ocorreria mediante indenizações a "preços justos", "sem quebra de contrato". (O Globo)

Nepotismo: Senador defende cota para manter parentes: Após decisão do STF, Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) defende "legislação mais flexível" = Com três parentes contratados para cargos de confiança em seu gabinete, o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) aderiu ao grupo que sugere no Congresso a aprovação de um projeto para criar cotas e escapar da súmula do Supremo Tribunal Federal (STF), que vetou na semana passada o nepotismo nos três Poderes. O petebista quer trocar o princípio constitucional, invocado pelo STF para proibir a contração de parentes, por "uma legislação mais flexível". De acordo com Mozarildo, isso permitiria abrir vaga no serviço público para "parentes com reais qualificações". Ele não explicou quais critérios abonariam a tese de que parentes "qualificados" poderiam continuar empregados, enquanto os demais teriam de ser demitidos. Idéia parecida já havia sido sugerida pelo deputado José Carlos Aleluia (BA), ex-líder do DEM. Ele defendeu cotas pequenas, talvez até de um parente só. E justificou: "Em cidades pequenas, por exemplo, são quase todos parentes uns dos outros." Apesar da polêmica, Mozarildo garantiu que vai demitir os parentes. "Eu não discuto. Eu sempre disse assim: enquanto não houver norma proibindo, sigo os critérios da lógica. Poderia até ter outros parentes porque não havia nada dizendo que não podia, não é mesmo?" Ele evitou sugerir um quantitativo para a cota, mas opinou que seria um exagero se resolvesse preencher todos os cargos do gabinete com familiares. "Aí eu estaria transformando o que é público num patrimônio de família", alegou. (O Estado de SP)

Divisão no PT cresce com caso Romênio: Denúncia envolvendo PAC e em período eleitoral preocupa Planalto = A investigação da Polícia Federal que ameaça ferir de morte o secretário de Relações Institucionais do PT, Romênio Pereira, preocupa a cúpula do partido e o Palácio do Planalto. Motivo: a suspeita de que Romênio integra um esquema de desvio de verbas públicas, levantada pelo Ministério Público, atinge o PT em plena campanha eleitoral e põe mais uma vez o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na berlinda, no rastro da Operação João-de-Barro, comandada pela PF. Pressionado, Romênio pediu afastamento de suas funções na Executiva do PT por 60 dias, mas petistas temem que o caso volte a desgastar o partido e ressuscite a pecha de corrupção que abalou a sigla após o escândalo do mensalão, em 2005. Além disso, as denúncias serviram para atiçar a guerra interna entre correntes do PT. O espinhoso assunto contaminará na quarta-feira a reunião da Executiva, antes marcada apenas para discutir eleições. (O Estado de SP)

Restrição a anúncio de remédio deve aumentar: Atores terão que alertar consumidores sobre riscos, mesmo de medicamento vendido sem receita = Depois de três anos de discussão, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deverá concluir até outubro uma resolução que amplia as restrições da propaganda de medicamentos no país. Pela proposta em estudo, os atores principais de cada peça publicitária terão que alertar devidamente os consumidores sobre os riscos inerentes ao remédio anunciado, mesmo aqueles vendidos sem receita médica. Hoje, a advertência é feita, em geral, por locutores anônimos. Os avisos deverão ainda seguir dois modelos pré-estabelecidos, de acordo com o perigo das substâncias de cada remédio. (O Globo)

Minc terá de se explicar hoje a ambientalistas: Ministro do Meio Ambiente nega ter liberado plantio de cana-de-açúcar em parte do Pantanal = Sob forte bombardeio dos ambientalistas, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, tem encontro marcado hoje à tarde com dirigentes das ONGs que atuam no setor. Os ambientalistas acusam o ministro de fazer seguidas concessões ao lobby ruralista, e vão entregar um manifesto em que condenam seu apoio ao plantio de espécies exóticas, como o dendê, em áreas desmatadas da Amazônia. Ontem, Minc negou que seu aval à liberação de novas áreas de plantio de cana — em acordo com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes — ponha em risco a proteção do Pantanal. De acordo com Minc, o novo zoneamento da cana, que permitirá o plantio em terras do Planalto Pantaneiro, não ameaça as riquezas naturais da região. — O Pantanal não vai virar canavial. Não vai haver nenhuma nova usina de cana no Pantanal — afirmou Minc. (O Globo)

Reitor da Unifesp é acusado de gasto irregular de R$ 230 mil: Fiscalização do TCU aponta que Ulysses Neto usou verba pública em viagens ao exterior para comprar itens de luxo e atuar como consultor = O reitor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Ulysses Fagundes Neto, pediu autorização ao Ministério da Educação para viajar para Portugal entre os dias 17 e 24 de fevereiro de 2007 a fim de firmar convênio de cooperação com a Universidade do Porto. Na prática, a programação oficial ocorreu apenas entre 21 e 23 de fevereiro. Os demais dias o reitor aproveitou para visitar fábricas de queijo da Serra da Estrela, tradicional região produtora dos célebres derivados de leite de ovelha, considerados entre os melhores do mundo. Ficou hospedado na pousada Convento do Desagravo Pouca Beira, edifício setecentista com "ambiente romântico e tranqüilo", segundo próprio site. Também não perdeu jogo entre o Porto e o Chelsea, pela Copa dos Campeões da Europa, no estádio do Dragão, dia 21, que acabou em 1 a 1. Tudo pago pelo erário público. Fiscalização do Tribunal de Contas da União nas contas de 13 viagens internacionais de Fagundes Neto entre os anos de 2006 e 2007 evidencia uso irregular de recursos do Estado para pagamento de itens de consumo de luxo, desvio de finalidade, burla ao regime de dedicação exclusiva, realização de viagens não autorizadas ou com prazo superior ao estritamente necessário -e quer a devolução de R$ 229.550,06 aos cofres públicos. (Folha de SP)

Polêmica divide juízes e advogados: STF debate se condenados em duas instâncias podem aguardar em liberdade a apreciação de recursos = Está pronto para voltar à pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) um assunto que vai novamente colocar em conflito ministros do tribunal e advogados, de um lado, e juízes de primeira instância e procuradores, de outro. Desta vez, o embate será sobre a possibilidade de uma pessoa já condenada em duas instâncias - primeiro e segundo grau - ficar solta a espera do julgamento de todos os recursos que seu advogado apresentar no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no próprio STF. A decisão poderá mudar a realidade de inúmeros casos polêmicos, como do jornalista Antonio Pimenta Neves, que matou a tiros a ex-namorada Sandra Gomide há 8 anos e só passou 7 meses preso, e do jogador de futebol Edmundo, que se envolveu num acidente de carro que acabou na morte de três pessoas em 1995. Apesar de condenados já em duas instâncias, ambos estão soltos. Juízes e procuradores defendem que, em casos como esses, os dois deveriam estar presos, já que foram condenados. Os condenados nas primeiras instâncias já não gozariam da presunção de inocência. Deixá-los soltos, acrescentam, contribui para aumentar a sensação de impunidade e pode levar esses processos até a prescrição, ainda mais porque os advogados podem se utilizar de um rol de recursos para atrasar as ações. (O Estado de SP)

Economia do interior do Rio já supera capital: O Globo mostra que, em dez anos, fatia de cidades pequenas no PIB estadual passou de 35% para 57% = Impulsionada por pólos industriais, a região interiorana do Rio ganhou força e ampliou sua participação na economia fluminense, de 35% em 1997 para 57% em 2006, revela pesquisa exclusiva da Fundação Cide. Municípios como Duque de Caxias e Volta Redonda, entre outros, receberam incentivos fiscais e investimentos em infra-estrutura, ao passo que a capital permaneceu semi-estagnada. Ainda assim, a cidade do Rio concentra empregos mais qualificados, na área de serviços. (O Globo)

Governo começa a antecipar o 13º dos aposentados: Até 5 de setembro, 22,1 milhões de pessoas receberão o benefício = O Ministério da Previdência Social começa a pagar hoje a antecipação da primeira parcela do 13 salário dos aposentados, o que injetará R$ 7,08 bilhões na economia. Ao todo, 22,1 milhões de aposentados e pensionistas receberão a antecipação de parte do 13 salário até o dia 5 de setembro. O ministro da Previdência, José Pimentel, fez um anúncio aos aposentados ontem à noite. A segunda parcela do 13 salário dos aposentados será paga somente em dezembro, momento em que incidirá o desconto do Imposto de Renda (IR). (O Globo)
Aposentados recebem, a partir de hoje, a antecipação do 13º salário = Começa nesta segunda, e vai até 5 de setembro, o pagamento da primeira parcela do 13º a cerca de 22,1 milhões de aposentados do INSS. A estimativa é de que a antecipação do benefício injete mais de R$ 7 bilhões na economia brasileira, sendo R$ 85,2 milhões em Brasília. (Correio Braziliense)

Apreensão de LSD mostra Brasília na rota do tráfico = Drogas sintéticas chegam pelo correio em correspondências comuns, livros e até CDs vindos da França e da Holanda. As duas rotas são consideradas novas pela polícia — que, no último dia 13, prendeu dois jovens na região do Sudoeste e da Octogonal com 575 papelotes. (Correio Braziliense)

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 6 milhões = Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 998 da Mega-Sena, sorteadas neste sábado. O prêmio acumulado para o próximo concurso pode chegar a R$ 6 milhões. As dezenas sorteadas foram: 03 - 04 - 21 - 22 - 28 - 32. Quarenta cartões acertaram a quina, cabendo a cada um o prêmio de R$ 27.708,98. Outros 4.526 bilhetes acertaram a quadra e receberão R$ 244,89 cada.

Família Sarney à margem da disputa em São Luís: Senador e a filha Roseana não apóiam oficialmente candidato algum; tucano apoiado pelo atual governador está na frente = Ainda traumatizada com a derrota sofrida em 2006, quando a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) perdeu a disputa pelo governo do Maranhão, a família Sarney optou por ter uma atuação discreta nas eleições municipais deste ano. Roseana e o pai, o ex-presidente José Sarney (PMDB-AC), até agora não apóiam oficialmente nenhum candidato em São Luís. A razão seria o medo de amargar novo fracasso. A justificativa oficial, porém, é outra: a de que quatro deputados federais ligados ao grupo político dos Sarney estão participando da disputa: Waldir Maranhão (PP), Pedro Fernandes (PTB), Raimundo Cutrim (DEM) e Gastão Vieira (PMDB). Soma-se a isso o fato de três deles aparecerem com menos de dois dígitos nas pesquisas de intenção de votos. A falta de um posicionamento claro da família Sarney tem um efeito negativo na campanha de seus aliados, que se queixam de que os votos do eleitorado cativo do clã estariam migrando para candidatos de seus adversário. Como o tucano João Castelo, que tem o apoio declarado do governador do estado, o pedetista Jackson Lago, e lidera a disputa com 47% das intenções de votos, segundo a última pesquisa do Ibope. Em segundo lugar aparece Clodomir Paz, do PDT, que foi lançado pelo atual prefeito da capital, Tadeu Palácio, após vencer uma queda-de-braço com o governador. (O Globo)

Em Fortaleza, Luizianne briga pela imagem de Lula: Prefeita vai à Justiça contra Patrícia Saboya para ter presidente com exclusividade na TV = A prefeita de Fortaleza e candidata à reeleição Luizianne Lins (PT) quer obter da Justiça o monopólio do uso, na campanha eleitoral, da imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador Cid Gomes (PSB). Ela entrou com uma ação para tentar impedir que a senadora Patrícia Saboya, candidata da coligação PDT/PSDB, use as imagens de Lula e Cid no horário eleitoral gratuito. Em 2004, a petista usou o mesmo recurso para impedir que o candidato Inácio Arruda (PCdoB), apoiado pela cúpula do seu partido, usasse a imagem de Lula em campanha. Na época, Luizianne saiu vitoriosa. Os adversários disseram que ela recorre a "bengalas políticas". Alvo preferencial de críticas numa disputa acirrada para se manter entre os dois primeiros colocados, a prefeita respondeu que usar bengala não é nenhuma desdita. (O Globo)

ECONOMIA

Terceirização perde espaço nas empresas = Por motivos diversos e em um movimento oposto à tendência de terceirização que ganhou força a partir da década de 90, empresas como Brasil Telecom, Avis e Getronics integraram à folha de salários profissionais que forneciam serviços a empresas por elas contratadas - serviços originalmente realizados por seu quadro funcional. A reversão do modelo responde à maior fiscalização do Ministério do Trabalho, à busca de ganhos de eficiência e ao crescimento da economia. (Valor Econômico)

Bancos neutralizam alta da CSLL = O aumento da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) neste ano foi neutralizado no balanço da maioria dos bancos e não teve impacto contábil - ao menos temporariamente. Acionistas e controladores ainda não tiveram seus dividendos afetados pela majoração do imposto. (Valor Econômico)

Nossa Caixa e BB debatem valor de ativos = Surgiram nas negociações de incorporação da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil divergências sobre valores de ativos que serão incorporados. A cúpula do BB e o governo paulista têm pontos de vista diferentes sobre depósitos judiciais, folha de pagamento de servidores e a conta única do Tesouro paulista. (Valor Econômico)

Petrobras avança exploração para áreas além de Tupi e Carioca = A Petrobras começa a expandir seu trabalho de exploração em áreas menos "badaladas" do pré-sal para realizar novas descobertas na extensa faixa de petróleo que vai de Santa Catarina ao sul do Nordeste. Depois de anunciar campos promissores como os de Tupi e Carioca, a estatal começou a perfurar duas áreas no litoral catarinense e a expectativa é encontrar hidrocarbonetos tanto em cima como embaixo da camada de sal. (Gazeta Mercantil)

PIB potencial só cresce com menos gargalos = O Produto Interno Bruto (PIB) potencial do Brasil ainda está bem aquém do necessário para colocar o País em rota de crescimento robusto, sustentável e sem pressões inflacionárias. Cálculos de economistas indicam que esse número estaria entre 3% e 4,5%. Para elevar esse nível, é necessário retirar entraves do caminho, como os gargalos em infra-estrutura, a má qualidade do gasto público, as baixas taxas tanto de investimento quanto de produtividade, além de questões regulatórias em aberto. (Gazeta Mercantil)

INTERNACIONAL

Queda de Boeing mata 70 na Ásia Central: Avião ia do Quirguistão para o Irã e caiu após decolagem = Pelo menos 70 pessoas morreram neste domingo quando um avião de passageiros de uma companhia aérea do Quirguistão caiu nas imediações de Bishkek, capital do país. Entre as vítimas está um grupo de adolescentes de uma equipe local de basquete. O Quirguistão é uma ex-república soviética localizada na Ásia Central. O avião era um Boeing 737-200 fretado por uma companhia iraniana e seguia para Teerã, a capital do Irã, mas espatifou-se logo depois de decolar, disse uma porta-voz do aeroporto de Manas, situado a 30 km de Bishkek. (O Globo)

Sob a sombra de Hillary: Convenção democrata começa hoje sob impacto de rejeição de senadora para vice = Convenção Democrata começa hoje sob a sombra do veto a Hillary Clinton. O partido nem bem curou as feridas do anúncio de Joe Biden para vice e partidários da senadora de Nova York prometem fazer nas ruas de Denver uma convenção paralela de protestos. Hillary discursa apenas na terça-feira, e o horário nobre da noite de abertura foi reservado para Michelle Obama. Mas a cidade que contou ontem 1.500 manifestantes nas ruas contra a Guerra do Iraque viu também o Pepsi Center e o estádio Invesco Field cercados por um impressionante esquema policial, a fim de manter protestos longe dos palcos do encontro partidário, montado como um grande show para a TV. A presidente da Convenção Democrata, Kathleen Sebelius, governadora do Kansas que esteve na lista de vices de Obama, evitou responder à dúvida que ainda ronda a agenda do encontro: a votação dos delegados, habitualmente feita no terceiro dia, ainda não tem data marcada. E bateu na tecla da união: — Precisamos evitar temas divisivos. Tudo está sendo negociado entre os vários grupos participantes — ressaltou a governadora. Para evitar mais rachaduras, figuras proeminentes do partido também reforçaram a escolha de Biden na chapa de Obama. — Acredito que a figura de Biden na vice-Presidência será de grande importância. Ele será um parceiro vital para o futuro governo — disse o senador John Kerry, candidato derrotado à Casa Branca em 2004. (O Globo)
Objetivo de convenção é 'americanizar' Obama: Michelle discursa para provar a eleitores reticentes que ele é exemplo do sonho americano = A mulher do candidato Barack Obama, Michelle, faz hoje o discurso que abre a Convenção Democrata, em Denver. É a primeira vez que uma potencial primeira-dama tem uma participação tão importante no evento, que tem como objetivo escolher ou ratificar o nome do candidato do partido à presidência. O primeiro dos quatro dias da convenção será dedicado a "americanizar" Obama, mostrando suas raízes e história de vida. Para isso, também foram convocados o irmão de Michelle, Craig Robinson, e a meia-irmã de Obama, Maya Soetoro-Ng, que falarão sobre a trajetória e a família do candidato democrata. Com isso, os democratas pretendem atrair eleitores que ainda relutam com a perspectiva de pôr na Casa Branca um candidato negro com um histórico incomum: filho de um muçulmano do Quênia e uma mãe branca do Kansas, Obama cresceu na Indonésia e no Havaí. (O Estado de SP)

ESPORTES

Olimpíadas

No quadro geral de medalhas, o Brasil terminou a Olimpíada de Pequim em 23º lugar, com três ouros, quatro pratas e oito bronzes. O total de 15 medalhas repete o recorde brasileiro alcançado em Atlanta-1996. Mas as duas medalhas de ouro a menos do que em 2004 fizeram o país cair sete posições no ranking geral - em Atenas, o Brasil havia ficado na 16ª posição.
O desempenho feminino em Pequim foi um dos principais destaques da participação do Brasil nos Jogos. Pela primeira vez, uma mulher conquistou uma medalha em uma competição individual - o bronze da judoca Ketleyn Quadros. A façanha acabou superada pelo histórico ouro de Maurren Maggi no salto em distância. Natália Falavigna também alcançou uma conquista inédita ao ficar com o bronze no taekwondo, e a dupla Fernanda Oliveira e Isabel Swan chegou à primeira medalha do Brasil na vela feminina. A atuação das atletas brasileiras acabou coroada com o ouro da seleção brasileira de vôlei feminino. Na delegação masculina, o grande destaque foi o único brasileiro a conseguir duas medalhas em Pequim: o nadador César Cielo, que conquistou um ouro e um bronze.

Campeonato Brasileiro = 22ª Rodada

Jogos de sábado:
Fluminense 1 x 1 Sport
Figueirense 1 x 2 Vitória

Jogos de domingo:
Internacional 1 x 1 Flamengo
Santos 2 x 0 Cruzeiro
Coritiba 2 x 2 São Paulo
Ipatinga-MG 1 x 0 Goiás
Palmeiras 4 x 2 Portuguesa
Náutico 1 x 1 Grêmio
Vasco 1 x 1 Botafogo
Atlético-MG 4 x 0 Atlético-PR


Fórmula 1: Massa vence o GP da Europa e volta a ocupar a vice-liderança do Mundial = O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, venceu o GP da Europa de Fórmula 1, disputado em Valência, na Espanha e reassumiu a segunda colocação no Mundial de Pilotos. O resultado só não foi melhor para o brasileiro porque o inglês Lewis Hamilton acabou a corrida em segundo lugar e tem agora seis pontos de vantagem na liderança da temporada. O inglês da McLaren foi para 70 pontos, contra 64 de Massa e 57 de Räikkönen. Robert Kubica, da BMW, completou o pódio.

SÃO PAULO

Denúncia de tráfico de drogas cresce 21,4% em SP = O primeiro semestre deste ano teve um aumento recorde de denúncias sobre tráfico de drogas em São Paulo. Entre janeiro e julho, o Disque Denúncia (181) foi acionado 26.694 vezes com informações sobre o comércio de cocaína, maconha, crack e ecstasy. O número é 21,4% superior ao registrado no mesmo período de 2007, quando foram 21.988 casos. O crescimento foi o maior registrado nos últimos cinco anos. Desde 2003, a evolução de um ano para outro nunca havia ultrapassado a casa dos 17%. São Paulo, Sorocaba e Guarulhos lideram o ranking. (O Estado de SP)

Em SP, Alckmin minimiza subida de Marta Suplicy: Kassab comemora e diz que disputará 2 turno com petista = O candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin, minimizou sua queda nas pesquisas. Segundo ele, a campanha está apenas começando. De acordo com o Datafolha, Marta Suplicy (PT) passou de 36% para 41%, Alckmin caiu de 32% para 24% e Gilberto Kassab (DEM) oscilou de 11% para 14%. A diferença entre Alckmin e Marta subiu de quatro para 17 pontos, enquanto a vantagem do tucano para Kassab caiu de 21 para 10 pontos. (O Globo)






RESUMO DA ÓPERA = 25/AGOSTO
Brasil é o ''queridinho'' entre as principais economias emergentes: País registra a maior taxa de crescimento de investimento direto estrangeiro de 2006 para 2007, revela Unctad, e está a frente de China, Índia e Rússia; avanço em aspectos macroeconômicos é indiscutível: inflação sob controle, juros em queda, melhora na renda e maior oferta de crédito
Estados se endividam em volume recorde: Após dez anos praticamente impedidos de aumentar suas dívidas, governos estaduais retomaram endividamento; até a semana passada, obtiveram autorização do Tesouro para tomar R$ 9,5 bilhões em dívidas, valor de 281% superior a tudo o que foi emprestado no ano passado...
Aluguéis em favelas rendem R$ 107 milhões por ano no Rio de Janeiro: números representam mais de 6% do PIB do Rio e 67% do orçamento da prefeitura deste ano
Construção de módulos sanitários com dinheiro público é alvo de fraude milionária: dinheiro que deveria melhorar as condições de saúde dos brasileiros escorre pelo ralo; CGU descobriu irregularidades na aplicação de R$ 74,8 milhões em fraudes e licitações a pagamentos para obras inacabadas
Petrobras quer expandir fronteiras do pré-sal já concedido à iniciativa privada: objetivo da estatal é se antecipar à proposta de criação da Petrosal, estatal encarregada de manter entre brasileiros os recursos dos campos gigantes
Lula deve proibir declarações sobre pré-sal: Uma das preocupações é evitar repercussão negativa no mercado financeiro
Senador defende cota para manter parentes: Após decisão do STF, Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) defende "legislação mais flexível"; ele tem 3 parentes contratados para cargos de confiança em seu gabinete
Divisão no PT cresce com caso Romênio: Denúncia envolvendo PAC e em período eleitoral preocupa Planalto; secretário de Relações Institucionais do PT, Romênio Pereira, integraria esquema de desvio de verbas públicas
Restrição a anúncio de remédio deve aumentar: Atores terão que alertar consumidores sobre riscos, mesmo de medicamento vendido sem receita
Minc terá de se explicar hoje a ambientalistas: Ministro do Meio Ambiente nega ter liberado plantio de cana-de-açúcar em parte do Pantanal; ambientalistas acusam ministro de fazer seguidas concessões a lobby ruralista, e vão entregar manifesto em que condenam seu apoio ao plantio de espécies exóticas, como o dendê, em áreas desmatadas da Amazônia
Reitor da Unifesp é acusado de gasto irregular de R$ 230 mil: Fiscalização do TCU aponta que Ulysses Neto usou verba pública em viagens ao exterior para comprar itens de luxo e atuar como consultor
Polêmica divide juízes e advogados: STF debate se condenados em duas instâncias podem aguardar em liberdade a apreciação de recursos
Economia do interior do Rio já supera capital: O Globo mostra que, em dez anos, fatia de cidades pequenas no PIB estadual passou de 35% para 57%
Governo começa a antecipar o 13º dos aposentados: Até 5 de setembro, 22,1 milhões de pessoas receberão o benefício
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 6 milhões: Quarenta cartões acertaram a quina, e terão prêmio de quase R$ 28 mil
Queda de Boeing mata 70 na Ásia Central: Avião ia do Quirguistão para o Irã e caiu após decolagem; entre vítimas está grupo de adolescentes de equipe local de basquete
Convenção democrata nos EUA começa hoje sob impacto de rejeição de Hillary Clinton para vice: Objetivo de convenção é 'americanizar' Obama: Michelle discursa para provar a eleitores reticentes que ele é exemplo do sonho americano
Brasil termina Olimpíada de Pequim em 23º lugar, com três ouros, quatro pratas e oito bronzes: total de 15 medalhas repete recorde alcançado em Atlanta-1996, mas duas medalhas de ouro a menos fizeram país cair 7 posições no ranking geral
Fórmula 1: Felipe Massa vence o GP da Europa e volta a ocupar a vice-liderança do Mundial: inglês Lewis Hamilton acabou em segundo e tem agora seis pontos de vantagem na liderança da temporada (70 pontos contra 64 de Massa)

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos