Atualidades - 04/11/2011

RESUMO DOS JORNAIS

O Globo: Grécia decide hoje o seu futuro na União Europeia Sem referendo, mercados sobem.
Folha de S. Paulo: Grego recua de consulta; Obama cobra 'corta-
O Estado de S. PaulO: Ultimato faz premiê grego desistir de referendo
Correio Braziliense: STF bate o martelo: Beber e dirigir é crime
Valor Econômico: Resposta do FMI à crise pode atingir US$ 1 trilhão
Estado de Minas: Trânsito mata 10 por dia em Minas
Jornal do Commercio: Estado vai reforçar línguas estrangeiras


04 de novembro de 2011
O Globo
Manchete: Grécia decide hoje o seu futuro na União Europeia

Sem referendo, mercados sobem. Parlamento avalia voto de confiança O premier grego, George Papandreou, cedeu à pressão dos líderes europeus e desistiu de convocar referendo popular sobre o pacote de socorro financeiro do resto da Europa. A decisão fez os mercados respirarem aliviados e as bolsas subiram no mundo. Hoje, o Parlamento avalia o voto de confiança no governo, passo importante para definir o futuro político e econômico do país na União Europeia (UE). Papandreou enfrenta a resistência da oposição, que quer novas eleições em seis semanas, mas ele pode renunciar antes. Em Cannes, na reunião de cúpula do G-20, o clima era de que é fundamental prosseguir com o euro, com ou sem a Grécia. O país terá que aprofundar seu programa de austeridade e acelerar privatizações para fazer jus a um segundo pacote de ajuda da UE e do Fundo Monetário Internacional, no valor de € 130 bilhões. (Págs. 1, 21 a 25 e editorial "Ingrediente político ameaça a Europa")
Ex-ministro Domingo Cavallo defende euro mais desvalorizado. (Págs. 1, 26 e 27)
Foto-legenda: Manifestante protesta em frente ao Parlamento grego, em Atenas, no dia em que o governo desistiu de fazer referendo.
Mangueira ganha UPP; Rocinha na mira
A política de pacificação de favelas cumpriu mais uma etapa ao instalar ontem a 18ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), na Mangueira. Agora, as forças de segurança voltam sua mira para a maior favela da cidade, a Rocinha, a única próxima à orla da Zona Sul que ainda está sob domínio do tráfico. Ontem, a Polícia Civil fez lá uma operação com o objetivo de limpar o caminho para uma eventual ocupação policial. Na Maré, o Bope faz cerco tático ao tráfico. (Págs. 1, 12 e 13) Foto-legenda: Complexo da Maré, delimitado pela Avenida Brasil e a Linha Vermelha, onde o Bope tem feito incursões para instalar sua nova sede.
Paes põe mais 6 mil táxis na cidadeVéspera de ano eleitoral, o prefeito Eduardo Paes decidiu transformar em licenças definitivas milhares de permissões provisórias para táxis. Um decreto publicado ontem no Diário Oficial cria brecha para aumentar a frota em circulação de 32 mil para até 38 mil. Com isso, Paes ignora a promessa, feita já como prefeito, de reduzir o número de táxis. (Págs. 1 e 19)
Flávia OliveiraEstado e prefeitura vão participar da gestão do Galeão e do Santos Dumont. (Págs. 1, 24 e 25)
Motorista que beber será punido
O motorista flagrado embriagado em blitz ou acidente, mesmo que não tenha causado problemas, responderá criminalmente. A decisão foi da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal e abre precedente para casos semelhantes. (Págs. 1 e 11)
No DF, Agnelo afasta cúpula da políciaO governador do DF, Agnelo Queiroz, exonerou 43 delegados e sete diretores, após vazamento do grampo feito pela polícia em que ele chama de "mestre" o delator de irregularidades no Ministério do Esporte. (Págs. 1 e 3)
Mercado imobiliário chega a CubaMais de cinco décadas após a revolução, os cubanos terão o direito de comprar e vender imóveis. Mas o novo mercado já nasce com restrições, que garantem o controle do Estado e impedem a entrada de estrangeiros. (Págs. 1 e 30)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: Grego recua de consulta; Obama cobra 'corta-fogo’Premiê deve perder o cargo; parceiros do G20 pedem medidas contra contágioDesmoralizado por líderes europeus e abandonado por ministros, o premiê George Papandreou desistiu do referendo sobre o pacote de ajustes que havia anunciado e pode perder o cargo hoje, informa Clovis Rossi.O recuo veio após a União Europeia afirmar que, até saber o resultado da consulta, não seria liberada a parcela de € 8 bilhões, vital para a Grécia pagar suas contas e dívidas em dezembro. (Págs. 1 e Mundo A12)BC Europeu reduz taxa de juros a 1,25% (Págs. 1 e Mundo A13)
Moisés Naím: Europa ignora como América Latina reagiuHá semelhanças entre a crise europeia e as crises enfrentadas no passado pela América Latina. Fiquei surpreso ao constatar que a Europa ignora experiências de vários países. (Págs. 1 e Mundo A14)
Marta retira a candidatura, mas não declara apoio a HaddadA senadora Marta Suplicy (PT) se curvou à pressão de Lula - cujo pedido, segundo ela, foi irrecusável - e da presidente Dilma Rousseff e está fora da disputa pela Prefeitura de São Paulo.Ela evitou declarar apoio ao ministro da Educação, Fernando Haddad, como desejava a cúpula petista. Disse que esperará o PT oficializar o candidato. (Págs. 1 e Poder A4)
Promotoria pede saída de presidente do Metrô de SPA Promotoria de SP pediu na Justiça o afastamento do presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, e a anulação dos contratos da linha 5 - lilás. Para o órgão, a licitação foi "jogo de cartas marcadas".O governo paulista afirmou que as acusações não tem fundamento. (Págs. 1 e Cotidiano C9)
Investigado, Agnelo demite cúpula da Polícia Civil no DF (Págs. 1 e Poder A9)
Cuba autoriza compra e venda de casas na ilhaOs cubanos poderão voltar a comprar e vender casas. O governo limitou a posse a dois imóveis, um na cidade, outro de veraneio. A transmissão da propriedade dos imóveis poderá ser feita por meio de compra, venda, permuta, doação ou concessão. (Págs. 1 e Mundo A15)
INSS cobra pensão de motorista que provocou viuvezA Previdência cobra na Justiça R$ l milhão de motorista que causou acidente em 2008 ao guiar na contramão após ingerir bebida alcoólica. O INSS quer que ele banque a pensão da viúva de uma vítima. (Págs. 1 e Mercado B10)
EditoriaisLeia "Fantasia minoritária", acerca da invasão da reitoria da USP, e "Dilema diplomático", sobre o reconhecimento do Estado Palestino pela Unesco. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Ultimato faz premiê grego desistir de referendo
Em meio a pressão europeia, Atenas perde apoio para levar adiante consulta popular sobre plano de ajuda Após ter sido pressionado por França e Alemanha, o premiê da Grécia, George Papandreou, anunciou acordo para abandonar o referendo sobre o pacote de socorro europeu ao país. A decisão foi o apogeu de novo dia de tensão entre líderes da União Europeia, reunidos em Cannes para a cúpula do G-20, e o governo grego, informa o enviado especial Andrei Netto. Atenas recebera um ultimato: ou aceitava o pacote, ou deixava a zona do euro. Papandreou, então, perdeu apoio interno para fazer a consulta. O presidente da França, Nicolas Sarkozy, comemorou: "O euro é o coração da Europa. Se o euro explodir, explode a Europa". (Págs. 1 e Economia B1 e B3 a B5) Guinada na política monetáriaO novo presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, surpreendeu e cortou a taxa de juro em 0,25 ponto. (Págs. 1 e B4) Análise: Kenneth RogoffArtifícios duvidososSerá que os gnomos dos mercados monetários acreditam que o mais novo “pacote abrangente" se sustentará por mais do que alguns meses? (Págs. 1 e B5)
Foto-legenda: Dilma apoia "CPMF" globalDilma conversa com Obama, observada por Mantega, no encontro do G-20 em Cannes; a presidente deu apoio à proposta franco-alemã de uma taxa global sobre transações financeiras, mas quer, em contrapartida, a adoção de um "piso básico de proteção social". (Págs. 1 e Economia B3)
Projeto que anistia mensaleiros é incluído na pauta da CâmaraUm projeto que anistia os deputados cassados no escândalo do mensalão, deflagrado em 2005, foi incluído na pauta da reunião da próxima quarta-feira da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a principal da Câmara. O presidente do colegiado e responsável por fazer a pauta é o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), um dos réus no processo sobre o tema que tramita no Supremo Tribunal Federal. Após ser questionado pelo Estado sobre o assunto, João Paulo disse que determinaria a retirada do projeto. “Nem sei por que isso foi para a pauta", declarou o deputado. (Págs. 1 e Nacional A4)
Marta deixa disputa, sem apoio claro a HaddadSem declarar de modo explícito o apoio ao ministro Fernando Haddad (Educação), a senadora Marta Suplicy anunciou ontem a saída da disputa pela Prefeitura de São Paulo para evitar que o PT se "estraçalhe". (Págs. 1 e Nacional A8) Acuada"Uma prévia é algo muito difícil", diz Marta (Pág. 1)
Posição do Brasil no IDH deixa Lula "irado""Iradíssimo", o ex-presidente Lula cobrou reação do governo ao relatório do Índice de Desenvolvimento Humano 2011, que colocou o País na 84ª colocação entre 187 países. Lula considera o resultado injusto. (Págs. 1 e Vida A18)
Justiça autoriza retomada da Reitoria da USP (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)
Governo exige R$ 2 bi em obras na Via Dutra (Págs. 1 e Economia B6)
Copa terá ingressos de R$ 35 a pacotes de R$ 4 mi (Págs. 1 e Esportes E1)
Naomi WolfViolência gratuita Ao que parece, os políticos estão fartos da democracia e as forças de segurança vêm reprimindo protestos nos EUA com violência. (Págs. 1 e Visão Global A16)
Notas & InformaçõesSuper-Mario combate criseA chegada de Mario Draghi ao BCE foi a boa notícia do dia na conturbada zona do euro. (Págs. 1 e A3)
Enfim, casa própriaNa mais importante reforma até agora, o governo cubano liberou o comércio de imóveis. (Págs. 1 e Internacional A15)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: STF bate o martelo: Beber e dirigir é crime
O Supremo Tribunal Federal decidiu que motorista flagrado ao volante após ingerir bebida alcoólica comete uma infração à lei e deve responder a ação penal mesmo sem ter causado acidente de trânsito. (Págs. 1 e 26)
MP investigará uso de arma de choque pelo Detran (Págs. 1 e 27)
Lula e o SUSSe o ex-presidente tem dinheiro para se tratar no Sírio, fez bem em ir pra lá. Deixou de ocupar uma vaga que irá servir a alguém sem condições de pagar. (Págs. 1 e Entrelinhas, 4)
Foto legenda: Crise Grega domina o G-20Cannes- Logo ao chegar, Obama (ao lado de Dilma, na foto) deu o tom. O encontro do G-20, na França, iria tratar sobretudo da crise europeia. A presidente brasileira ofereceu ajuda financeira via FMI. Mas a melhor notícia acabou vindo da própria Grécia: sob ameaça de ver o país expulso da Zona do Euro e sem dinheiro nem sequer para pagar salários e aposentadorias, o primeiro-ministro, George Papandreou, desistiu de submeter a referendo o pacote de resgate financeiro aprovado pela União Europeia. E já teria negociado com o parlamento sua renúncia ao cargo. (Págs. 1 e 9 a 11) Imposto para o socialDilma defende taxação de operações financeiras para diminuir a pobreza. (Págs. 1 e 9 a 11) Juros caem na EuropaTemendo a recessão, Banco Central do euro reduz taxa a 1,25% ao ano. (Págs. 1 e 9 a 11)
Polícia Civil: Onofre muda para comandarNovo diretor demite 43 delegados num só dia e reinicia a reestruturação do órgão. A intenção é controlar com mais rigor as atividades policiais. Categoria mantém paralisação. (Págs. 1 e 21)
ConfrontoManifestantes tentam barrar o reinício de obras no Noroeste, autorizado pela Justiça, e entram em choque com PMs. (Págs. 1 e 25)
Saúde: Teste identifica logo bactériaEm 15 minutos, a pessoa sabe se contraiu a Streptococcus pyogenes, que tem ação fulminante e já provocou quatro mortes no DF. Diagnóstico rápido pode salvar a vida. (Págs. 1 e 24)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
Manchete: Resposta do FMI à crise pode atingir US$ 1 trilhãoOs países do G-20 poderão anunciar hoje um acordo para aumentar os recursos disponíveis do Fundo Monetário Internacional (FMI) em US$ 300 bilhões, por meio de novas contribuições, elevando a US$ 700 bilhões a capacidade de empréstimo do fundo para servir de proteção contra o contágio da crise na zona do euro.A capacidade total de resposta à crise pode chegar a US$ 1 trilhão, se houver acordo também para o FMI fazer nova alocação de US$ 250 bilhões em Direitos Especiais de Saque (DES), sua moeda virtual, para reforçar a liquidez global. Essas cifras estavam colocadas entre colchetes em documento ao qual o Valor teve acesso e permaneciam em negociação. "Os franceses querem divulgar uma cifra realmente importante, de pelo menos o dobro do que o FMI dispõe", disse um negociador. (Págs. 1 e C10)
P&G dá salto na capacidade de produçãoA Procter & Gamble vai reforçar significativamente sua capacidade de produção no país. Ela dobrará a área construída de sua fábrica em Manaus (AM), de 137 mil m2, que fornece os produtos das marcas Gillette e Oral-B para todo o Brasil. Vai também expandir a fábrica de Louveira (SP), que produz fraldas, absorventes, pomada Hipoglós e o xarope Vick. A empresa comprou seis antigas chácaras e terrenos industriais adjacentes à unidade. A nova fábrica no Rio de Janeiro, em Seropédica, na Baixada Fluminense, ocupará uma antiga fazenda, de 1 milhão de m2. O investimento previsto é de R$ 150 milhões. A P&G ainda não definiu o que será fabricado nessa unidade. "Depende de como vai estar a demanda pelas categorias daqui a dois anos", explica a diretora Gabriela Onofre. (Págs. 1 e B1)
Banco volta a captar com debênturesOs grandes bancos voltaram a fazer captações por meio de debêntures, agora com a emissão dos papéis por suas empresas de leasing. O instrumento, comum até 2008, havia caído em desuso quando o Banco Central passou a exigir recolhimento compulsório sobre essas operações. A Dibens Leasing, do Itaú Unibanco, entrou com pedido na CVM para emitir R$ 20 bilhões, operação que faz parte de um programa de até R$ 50 bilhões. Há quatro meses, a Bradesco Leasing emitiu R$ 9,5 bilhões. Apesar de sujeitas ao compulsório, as captações pelas empresas de leasing são isentas da contribuição ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Procurados, os bancos não se pronunciaram sobre o assunto. (Págs. 1 e C1)
SEC investiga Embraer por corrupçãoA Embraer está sendo investigada pela Securities and Exchange Commission (SEC) por possível descumprimento da lei que proíbe empresas americanas de praticarem atos de corrupção fora do país. A companhia está sujeita a essa legislação por ter operações nos EUA e ADRs na Bolsa de Nova York.O objeto da investigação, segundo a Embraer, diz respeito a negócios da empresa em três países, cujos nomes não foram divulgados. A companhia informou que tem cooperado com a SEC e o Departamento de Justiça, fornecendo documentos e outras informações. Ontem, a cotação das ações da empresa caiu 4,97% na Bolsa de São Paulo. (Págs. 1 e D1)
No longo prazo estaremos todos vivos?O título acima inverte a frase clássica de Keynes: "No longo prazo estaremos todos mortos". A longevidade é o tema da principal reportagem do "EU&Fim de Semana". Para alguns cientistas, estamos às vésperas de uma extensão radical na vida humana e a primeira pessoa que chegará aos 150 anos provavelmente já nasceu."Chegará um tempo em que problemas de saúde serão raros, assim como hoje são raras as doenças infecciosas nos países desenvolvidos", disse à reporter Marta Barcellos a pesquisadora americana Sonia Arrison. Para Kose Horibe, da Academia Brasileira de Medicina Antienvelhecimento, a prevenção do envelhecimento tende a ficar mais eficaz com os diagnósticos de doenças latentes. "As tecnologias da substituição vão permitir transplantes feitos a partir do nosso DNA e poderemos trocar partes preventivamente, como fazemos com os carros". (Págs. 1 e Eu&Fim de Semana)
Novo aviso prévio beneficia salário maiorMetade dos trabalhadores demitidos sem justa causa deve ser beneficiada com as novas regras que ampliam o aviso prévio de acordo com o tempo de serviço, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Entre os demitidos, os que ganham mais têm maior tempo de permanência no emprego do que os que recebem salários mais baixos.Do total, 53% dos que ganhavam entre 1 e 1,5 salário mínimo foram demitidos antes de 12 meses no emprego. Para trabalhadores nessa situação, a nova lei não faz diferença. (Págs. 1 e A3)
Índia avança na exportação de carnesA Índia está perto de desbancar os EUA da posição de terceiro maior exportador mundial de carne bovina (que inclui búfalos). Dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos mostram que os embarques indianos devem crescer 16%, para 1,275 milhão de toneladas em 2012, acima do 1,25 milhão de toneladas dos americanos. O ritmo do avanço indiano é três vezes maior que o das exportações globais. Os diferenciais indianos estão na posição geográfica, que permite menor custo de frete, e no menor preço da carne, explica Gustavo Aguiar, da Scot Consultoria. (Págs. 1 e B14)
O incerto desfecho da "guerra da carretera""Queremos carretera [estrada]! Queremos carretera!", é o grito de guerra de dezenas de moradores do vilarejo de Icoya ao verem a aproximação do carro com o logotipo da construtora OAS. A estrada, que cruza o Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure, no centro da Bolívia, está sendo feita pela construtora brasileira. Ela colocou em pé de guerra alguns dos grupos que levaram o presidente Evo Morales ao poder, provocou um racha em sua base nos movimentos sociais e debilitou seu governo.Em campos opostos estão líderes indígenas que vivem ao norte do parque e colonos agrícolas, entre eles cocaleros de Cochabamba, berço político de Morales. Os indígenas querem preservar seu modo de vida e suas tradições. Os agricultores querem escoar sua produção. Morales está no meio do conflito e é impossível prever se a obra, financiada pelo Brasil, vai ser concluída ou não. (Págs. 1 e A14)
Índia, um pesadelo para os empreendedores (Págs. 1 e B11)
STJ manda operadoras habilitarem celular pós-pago mesmo de cliente inadimplente (Págs. 1 e E1)
Chip para monitorar alimentosO Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec) e a gaúcha Novus vão desenvolver um chip para o registro de temperaturas durante o transporte e armazenamento de produtos perecíveis. (Págs. 1 e B2)
Aposta na InovaçãoNo fim do mês, a Telefônica anuncia dez projetos de pequenas empresas que vão receber de US$ 30 mil a US$70 mil, além de assessoria técnica e financeira. Também patenteou o primeiro produto desenvolvido por seu centro de inovação no Brasil. (Págs. 1 e B3)
Kirin fica com 100% da SchincariolApós três meses de disputa judicial e negociações, a japonesa Kirin concluiu ontem a compra de 100% da Schincariol. A multinacional pagou R$ 2,2 bilhões pela participação de 49,55% dos minoritários reunidos na empresa Jadangil. (Págs. 1 e B5)
Arcelor adia projeto no BrasilA desaceleração da demanda no Brasil e no exterior levou o grupo ArcelorMittal a congelar o plano de uma nova linha de aço galvanizado no Sul do Brasil. O projeto estava orçado em US$ 300 milhões. (Págs. 1 e B8)
Owens prepara expansãoA americana Owens-Illinois, fabricante de embalagens de vidro para as indústrias de alimentos, bebidas e medicamentos, avalia a construção de sua sexta fábrica no Brasil, além da expansão das unidades existentes, diz Ricardo Leonel Vieira. (Págs. 1 e B9)
Peru denuncia o Brasil na OMCO governo do Peru apresentou queixa contra o Brasil na Organização Mundial do Comércio alegando barreira técnica às exportações de anchoveta, peixe conhecido como a “sardinha peruana". (Págs. 1 e B13)
Agronegócio exportadorEntre as 40 maiores exportadoras do país até setembro, 15 são do agronegócio e, entre essas, 5 - Bunge, Cargill, ADM, JBS e Louis Dreyfus - estão entre as 10 primeiras, com taxas de crescimento superiores à média geral. (Págs. 1 e B14)
Asset americana mira fundaçõesCom cerca de US$ 200 bilhões sob gestão em todo o mundo, a asset americana Neuberger Berman - ex-divisão de investimentos do Lehman Brothers - prepara-se para chegar ao Brasil, com foco nos grandes investidores institucionais. (Págs. 1 e D2)
IdeiasClaudia Safatle Governo buscou um pouso suave da economia, mas falta muito para que a estratégia se mostre bem-sucedida. (Págs. 1 e A2)
IdeiasArmando Castelar Pinheiro Maior entrave ao investimento no Brasil não é a baixa taxa de poupança interna, mas o ambiente ruim para os negócios. (Págs. 1 e A13)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Trânsito mata 10 por dia em MinasEstudo do Ministério da Saúde dá a dimensão da carnificina. No ano passado, 3.674 pessoas morreram em acidentes nas ruas, avenidas e estradas do estado. Houve queda de 4% em relação aos 3.821 mortos em 2009. Ainda assim, o número supera o de 3.201 homicídios em Minas em 2010. Ontem, o motorista de um carro morreu ao bater num caminhão, na BR-251, no Norte mineiro. No Brasil, foram 40.610 mortes no trânsito em 2010, 8% a mais que as 37.594 registradas no ano anterior. O INSS, que gasta R$ 8 bilhões por ano com vítimas de acidentes, vai cobrar na Justiça dos motoristas causadores dos desastres o ressarcimento das despesas. O Supremo Tribunal Federal confirmou que dirigir embriagado é crime em qualquer circunstância. (Págs. 1, 19, 21 e o editorial ‘Caça aos imprudentes’)
Ameaça removidaPrefeitura de Belo Horizonte retira de tramitação projeto que flexibilizava regras de obras da Copa com brecha para expansão do Hospital Hilton Rocha na Serra do Curral. (Págs. 1 e 3)
Preços: Serviços sobem mais que o dobro da inflaçãoCusto da mão de obra de pedreiros, marceneiros e eletricistas tem alta de 13,4% no ano contra IPCA de 6,15%. (Págs. 1 e 11)
Crise financeira: Premiê grego recua e pode deixar cargoApós causar apreensão na Zona do Euro, o primeiro-ministro George Papandreou desistiu de referendo sobre pacote de ajuda externa e disse que “não está amarrado” à cadeira que ocupa. Em Cannes para a reunião do G20, Dilma defendeu “bolsa-família” global contra crises econômicas. (Págs. 1 e 14)
Em guerra: PBH exonera servidores do vice-prefeitoDecisão do prefeito Marcio Lacerda (PSB) de demitir funcionários que trabalhavam com o vice, Roberto Carvalho (PT), acirra a disputa travada entre os dois pela sucessão no governo de Belo Horizonte. (Págs. 1 e 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Estado vai reforçar línguas estrangeiras
Projeto Ganhe o Mundo, lançado ontem pelo governo, vai dar aulas de inglês e espanhol fora da grade curricular para 24 mil alunos e oferecer bolsas de estudo no exterior para os mais destacados. (Págs. 1 e Cidades 4)
Beber e dirigir é crime mesmo sem acidente (Págs. 1 e 3)
Foto legenda: Em greve, operários da Arena da Copa entram em choque com policiais (Págs. 1 e Esportes 6)
Decisão sobre mínimo segue com presidente (Págs. 1 e Economia 1)
Sob pressão, Grécia desiste de referendo (Págs. 1 e Economia 6)
Cuba libera compra e venda de imóveis (Págs. 1 e 11)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Dilma propõe solução global com Bolsa-Família financiada por CPMFPresidente apoiou ideia da Organização Internacional do Trabalho inspirada no fundo mundial para combater a pobreza, sugerido por Lula em 2003. (Págs. 1 e 20)
Fora da lei: Motoristas cassados vão responder por crimeTrês mil gaúchos com mais de 20 pontos na carteira e recursos esgotados ainda dirigem. (Págs. 1 e 32)
Alta tensão: Autor de parecer é favorável à cicloviaOfício de 2007 sugere restrições técnicas, mas não vê impeditivo à obra no dilúvio. (Págs. 1, 43, Iotti e Paulo Sant’Ana)
O drama do ministro: Mendes teve rejeição a placa pós-cirurgiaRosane de Oliveira explica por que gaúcho retornou ao hospital. (Págs. 1 e 10)
Delegados receberão proposta de reajusteGoverno volta atrás e diz que não punirá policiais civis que criticaram secretário de Segurança. (Págs. 1 e 47)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete: Brasil vai ajudar FMI a buscar solução para a crise, diz Dilma
Na reunião do G20, presidente cobrou ação rápida dos líderes europeus. Início do encontro e desistência da Grécia em realizar referendo popular animaram mercados. (Págs. 1 e 4) Leia também o artigo de Ricardo Galuppo.(Págs. 1 e 40)
Kirin compra, enfim, 100% da SchincariolGrupo japonês adquire participação dos minoritários por R$ 2 bilhões e assume controle total da cervejaria brasileira, vice-líder no mercado nacional. (Págs. 1 e 40)
Embraer é alvo de investigação nos EUAA SEC, a CVM americana, abriu inquérito contra a fabricante brasileira de aviões por suspeita de pagamento ilegal em operações em três países. (Págs. 1 e 19)
Porto “raso” força troca de naviosGrandes armadores, como a Log-In e a Hamburg Süd, do presidente Julian Thomas, trazem embarcações mais largas para se adaptar à limitação dos terminais brasileiros. (Págs. 1 e 18)
Grupo Anhanguera é modelo para árabesPara Banco Mundial, Oriente Médio deve se inspirar na maior universidade do Brasil para reformar sua educação. (Págs. 1 e 10)
“Se não saísse, prévias iam estraçalhar o PT”, diz Marta“Eu não poderia negar um pedido de ambos (Lula e Dilma)”, disse a senadora, ao anunciar oficialmente a desistência de disputar as eleições municipais de São Paulo. (Págs. 1 e 08)
Banco que dá prejuízoInadimplência em alta e crédito em baixa fazem Votorantim perder R$ 85 mi no terceiro trimestre. (Págs. 1 e 31)
Banco que dá lucroMesmo com o aumento das provisões, Banco do Brasil, de Aldemir Bendine, acumula ganhos de R$ 9,15 bi no ano. (Págs. 1 e 30)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016