atualidades - 16/11/2011


RESUMO DOS JORNAIS
O Globo: Planalto cobra de PDT substituição de Lupi
Folha de S. Paulo: 17 Estados descumprem lei salarial de professor
O Estado de S. Paulo: Dilma cobra mais explicações de Lupi
Correio Braziliense: 10 mortos
Valor Econômico: Caem oferta e demanda de crédito à exportação
Zero Hora: Estado busca em SP parceria para tentar deter criminalidade
Estado de Minas: BRT vai tirar 800 ônibus do centro da capital

Brasil Econômico: Marfrig vai a bares e restaurantes atrás de R$ 60 bilhões










16 de novembro de 2011
O Globo

Manchete : Planalto cobra de PDT substituição de Lupi
Governo entende que ministro mentiu ao Palácio sobre viagem em avião

A divulgação de fotos mostrando que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, voou num avião King Air, durante visita ao Maranhão em 2009, tornou insustentável sua permanência à frente da pasta. Lupi garantira ao Planalto que nunca usara a aeronave nesses deslocamentos. O avião teria sido providenciado por Adair Meira, dono de ONGs que firmaram convênios com o ministério. No Planalto, a avaliação é que a mentira acabou com qualquer possibilidade de Lupi se manter no cargo até a reforma ministerial, prevista para janeiro. O Planalto espera que o PDT, partido de Lupi, comece a conduzir o processo de substituição. (Págs. 1 e 3)
Bope chega à Maré nos próximos dias
Em visita surpresa ontem ao Morro do Vidigal, uma das favelas ocupadas pelas forças de segurança do Rio no domingo, junto com Rocinha e Chácara do Céu, o secretário de Segurança José Mariano Beltrame, disse que, nos próximos dias, 40 homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ocuparão a área onde será instalada a nova sede da tropa de elite da PM, na Maré. (Págs. 1, 11 a 15 e Elio Gaspari)

Apreendidas 129 armas

A polícia apreendeu ontem, na Rocinha, mais 17 armas, entre as quais uma metralhadora .30, que derruba helicóptero. (Págs. 1 e 12)
Europa cresce só 0,2% e beira a recessão
Em grave crise, a economia da zona do euro ficou estagnada entre julho e setembro: avançou apenas 0,2%. O resultado levou analistas a preverem retração no último trimestre e recessão em 2012. A Grécia, por exemplo, teve retração de 5,2%. (Págs. 1 e 21)
Supremo deve aprovar atos a favor de drogas
O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar hoje ação que pede a liberação de passeatas a favor da descriminalização de qualquer droga. A tendência é que elas sejam permitidas, uma vez que o STF decidiu em junho que as marchas da maconha podem ser realizadas, em nome da liberdade de manifestação. (Págs. 1 e 9)
Espanha: crise e urnas atingem sonho imigrante
Atingidos em cheio pela crise econômica na Espanha, os imigrantes - que encabeçam as estatísticas de desemprego - veem ruir sonhos de uma vida melhor e se tornaram alvo de nacionalistas nas eleições de domingo próximo, conta Priscila Guilayn. (Págs. 1 e 28)
Desocupem Wall Street - foto-legenda
Manifestante é preso por policiais de Nova York ao tentar voltar à praça que abrigava o acampamento do movimento Ocupem Wall Street. (Págs. 1 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: 17 Estados descumprem lei salarial de professor
Legislação estabelece piso e parte da jornada a ser respeitada fora de classe

Aprovada há mais de três anos, a lei nacional do piso do magistério não é cumprida em pelo menos 17 das 27 unidades da Federação. A legislação prevê mínimo de R$ 1.187 a professores da educação básica pública, por 40 horas semanais, excluindo as gratificações. A lei também assegura que os docentes passem ao menos 33% desse tempo fora das aulas para poderem atender aos estudantes e preparar aulas.O levantamento da Folha mostra que a jornada extra-classe é o ponto mais desrespeitado da lei: 15 Estados a descumprem, incluindo São Paulo, onde 17% da carga é fora de classe.(...) O Ministério da Educação afirma que a lei deve ser aplicada imediatamente, mas que não pode obrigar Estados e municípios a isso. (Págs. 1 e C3)
Planalto já discute com líderes do PDT a saída de Lupi
Líderes do PDT, partido do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, já começaram a discutir com o Palácio do Planalto o rito para sua substituição na Esplanada. Segundo a Folha apurou, emissários da presidente Dilma Rousseff avisaram a dirigentes da legenda que o governo não descarta a saída de Lupi antes da reforma ministerial de 2012. (Págs. 1 e A6)
Europa cresce pouco e vê recessão no início de 2012
O conjunto das economias dos 27 países da União Europeia cresceu apenas 0,2% no terceiro trimestre anterior. As previsões são ainda piores: encolher nos últimos três meses deste ano e provavelmente entrar em recessão no início de 2012. (Págs. 1 e Mundo A10)
Investimento em obras públicas do PAC baixa pela 1a. vez desde 2007 (Págs. 1 e Poder A4)

Morro em transe
Na noite que antecedeu a ocupação, bares fecharam cedo e só um grupo dançava funk. O Vidigal nunca mais seria igual, conta Artur Voltolini. (Págs. 1 e Cotidiano C4)
Delfim Netto
Diante da falta de responsabilidade fiscal, mercado cobra o seu preço

A tragédia da Eurolândia revela que o jogo dialético entre "mercado" e "urna" não é uma linha reta: pode sofrer graves e custosos desvios. (Págs. 1 e A2)
Mônica Bergamo
Segurança é insatisfatória em 60% dos museus do país. (Págs. 1 e Ilustrada E2)
Editoriais
Leia "Desaceleração chinesa", sobre o impacto disso na economia brasileira, e "Trânsito pesado", acerca da restrição à circulação de caminhões. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Dilma cobra mais explicações de Lupi
Indícios de que o ministro usou favores de uma ONG e de empresas agravam sua situação e podem fazê-lo cair antes da reforma ministerial

Os indícios de que Carlos Lupi e seu partido, o PDT, usaram favores de uma ONG e de empresas para contratar aviões a serviço de viagens partidárias agravaram a situação do ministro do Trabalho. Em vez de esperar para definir a situação de Lupi só na reforma ministerial, ano que vem, a presidente Dilma Rousseff vai traçar o futuro dele a partir das novas explicações que ele terá de dar hoje ou amanhã por conta das denúncias. Além disso, Lupi terá de se defender, neste sábado, na reunião do Diretório Nacional do PDT. (págs. 1 e A4)
Polícia tira ativistas de praça em Wall Street
Após dois meses no distrito financeiro de Nova York, os ativistas do Ocupe Wall Street foram retirados ontem do Zuccotti Park. A remoção, iniciada pela polícia de madrugada, foi seguida da limpeza da praça. (Págs. 1 e B4)
Cirurgia de safena é feita por robô
Médicos do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, realizaram ontem a primeira cirurgia da América Latina de revascularização do miocárdio - conhecida como "ponte de safena" - totalmente por meio de robô. (Págs. 1 e Vida A14)
Após denúncias, polícia acha 170 armas na Rocinha (Págs. 1 e C5)

Múltis do País usam brecha para driblar IOF (Págs. 1 e B1)

Ricos abandonam agenda do clima, diz Jeffrey Sachs (Págs. 1 e A15)

Dora Kramer
O diabo foge da cruz, e o governo, da conta de menos 7 em 11 meses. (Pág.s 1 e A8)
Rolf Kuntz
Tempo de governar

Três anos serão pouco tempo para uma política transformadora. Se começar logo, Dilma poderá deixar herança melhor do que a que recebeu. (Págs. 1 e B4)
Notas & Informações
Em jogo o sonho europeu

A integração falhou num ponto fundamental: faltou uma efetiva articulação das políticas fiscais. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: 10 mortos
Tragédia no feriadão

Ônibus com 42 passageiros de Santo Antônio do Descoberto, dirigido por um motorista com habilitação vencida, voltava de Aparecida (SP) quando bateu numa mureta e tombou na pista. (Pág. 1)
O que ele vai dizer agora?
Antes, Carlos Lupi tinha dito nunca ter entrado no jatinho. Mas fotos provaram o contrário. Disse também não conhecer o dirigente de ONG suspeita de bancar o tour por cidades maranhenses. Mas o empresário o contestou: não apenas afirmou conhecer o ministro do Trabalho, como sustentou que viajaram juntos. Ontem, foi a vez de o próprio presidente regional do PDT do Maranhão desmentir o colega pedetista. "O partido não arcou com essas despesas", declarou Igor Lago, em entrevista ao Correio. (Págs. 1 a 3)
Fantasma da recessão atormenta a Europa
Mercados e analistas temem pelo pior: o PIB da Zona do Euro no terceiro trimestre deste ano foi de apenas 0,2%. Essa estagnação pode afetar ainda mais a saúde de países da região, principalmente da Grécia, de Portugal e da Espanha. A desconfiança do consumidor aumentou. (Págs. 1 e 10)
Brasileiros do futuro
Jovens talentos brilham na área de tecnologia e viram empreendedores. (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete : Caem oferta e demanda de crédito à exportação
O financiamento à exportação caiu quase pela metade na última semana de outubro e na primeira de novembro. A média diária de concessões de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC) recuou de US$ 251 milhões, em setembro, para US$ 142 milhões no começo deste mês, segundo dados do Banco Central (BC). Os bancos europeus, ameaçados pela crise das dívidas soberanas na zona do euro, estão reduzindo o funding das linhas externas, mas até agora esse movimento contracionista, que deve prosseguir, foi contrabalançado por uma demanda menor de recursos por parte das empresas, motivada pela volatilidade do dólar. Os principais bancos estrangeiros que fornecem linhas de "trade finance" ao Brasil estão localizados na Europa e EUA. Os bancos europeus estão mais seletivos, segundo executivos ouvidos pelo Valor. Mas até agora a redução foi suave e não pode ser comparada à severa falta de liquidez durante a crise de 2008, afirmam fontes de grandes bancos. (Págs. 1 e C1)
Arrocho no crédito teve forte impacto
As medidas tomadas pelo Banco Central em dezembro de 2010 provocaram um recuo no crédito que até setembro não havia sido superado. Sem fatores sazonais e inflação, e considerada a média por dia útil, o volume de crédito novo tomado pelas famílias em setembro ainda foi 6,2% inferior ao de novembro de 2010, segundo o economista-chefe do Banco Votorantim, Leonardo Sapienza. Houve contração real de 4,92% nas concessões para empresas. A queda logo após a ação do BC foi muito brusca - 11,68% para pessoas físicas e 7,41% para as jurídicas - e não foi compensada. Não há dúvida sobre a forte desaceleração provocada pelas medidas, diz Sapienza. (Págs. 1 e C3)
Fuga em massa dos títulos europeus
Os mercados de títulos da dívida de países da zona do euro enfrentaram vendas intensas ontem, com o medo dos investidores se espalhando além da Itália e da Espanha para a França, Áustria, Bélgica, Finlândia e Holanda. (Págs. 1 e C2)
União cobra R$ 15 milhões de descendentes de escravos
Nove comunidades quilombolas da região de Abaetetuba, a 55 quilômetros de Belém, conseguiram em 2002 a titularidade coletiva de um terreno de 11 mil hectares. A propriedade, porém, veio com a cobrança inesperada de R$ R$ 15 milhões contra a Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos de Abaetetuba (Arquia), em nome de quem as terras estão registradas. A Fazenda Nacional quer que os descendentes de escravos arquem com o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR). (Págs. 1 e E1)
Estúdios brasileiros têm mais filmes e receita média menor
Sem sucessos excepcionais como o filme "Tropa de Elite 2", que levou 11 milhões de espectadores às salas de cinema, os estúdios brasileiros não conseguiram repetir 2010, seu melhor ano, mas não fizeram feio, com sete filmes ultrapassando a marca de 1 milhão de espectadores. De acordo com a consultoria Filme B, 2011 fechará com 97 filmes brasileiros, contra 75 no ano passado. As produtoras fizeram mais lançamentos, mas conseguiram bilheterias menores. (Págs. 1 e B1 a B3)
Piora relação entre crescimento e inflação no governo Dilma. (Págs. 1 e A10)

Atraso em obras e falta de linhas de transmissão de energia freiam produção em Goiás. ( Págs. 1 e B9)

Ideias
Cristiano Romero

Além dos choques de oferta, a provável queda do PIB potencial pode estar dificultando o combate à inflação. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Caio Megale

Pilares da economia brasileira continuam de pé e devem assegurar boa taxa de crescimento na média dos próximos anos. (Págs. 1 e A10)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: BRT vai tirar 800 ônibus do centro da capital
O transporte rápido por ônibus, ou Bus Rapid Transit (BRT, na sigla em inglês) será implantado em 27 quilômetros de linhas em dois corredores – Antônio Carlos/Pedro I e Cristiano Machado – desembocando nas avenidas Paraná e Santos Dumont, nas quais não mais circularão carros. O Estado de Minas mostra com exclusividade o traçado do sistema na área central e como serão as estações. (Pág. 1)
PIB da Zona do Euro fica estagnado, evidenciando risco de recessão
Economia da região tem alta de apenas 0,2% no terceiro trimestre e as bolsas despencam. Além da apreensão com Grécia e Itália, agora Espanha e França preocupam o mercado. (Pág. 1)
PDT nega ter pago viagem para Lupi
Envolvido em denúncias de irregularidades, Carlos Lupi agora sofre revés no próprio partido. O diretório maranhense garante que não bancou aluguel de aeronave que levou o ministro a três cidades do estado. (Pág. 1)
INSS demora até 100 dias para fazer perícia médica (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Polícia encontra bebê levado de maternidade
Recém-nascido que desapareceu do Barão de Lucena estava com uma artesã, em uma casa no Prado. Ela negou ter sequestrado a criança, disse que a recebeu da mãe, sem condições de criá-la. (Pág. 1 e Cidades 1)
Ato contra a corrupção atrai 500 pessoas (Págs. 1 e 3)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Estado busca em SP parceria para tentar deter criminalidade
Tarso Genro considera a realidade gaúcha parecida com a paulista e, por isso, propõe estabelecer intercâmbio de políticas para melhorar segurança. (Págs. 1, 4 e 5)
Sem consenso: Prefeitura 2012 divide PT entre Villa e Pont
Sem acordo, partido terá de decidir entre dois deputados para escolher o seu candidato nas eleições municipais do ano que vem. (Págs. 1, 6 e 10)
Caso Lupi: PDT-MA nega versão de ministro
Líder da legenda no Estado diz que o partido não fretou avião. (Págs. 1 e 8)
A polêmica do apelido Coruja
Campanha da Caixa erra ao relembrar escritor gaúcho Antônio Álvares Pereira Coruja. (Pág. 1 e Segundo Caderno)
Crise do euro: PIB fraco gera temor de recessão
União Europeia registra só 0,2% de crescimento no terceiro trimestre. (Págs. 1 e 17)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Marfrig vai a bares e restaurantes atrás de R$ 60 bilhões
Segundo maior frigorífico do país direciona sua força para o setor de food service. Para isso, Marcos Molina, fundador do Marfrig, usará a marca americana Keystone, que começa a operar no Brasil em 2012. (Págs. 1 e 16)

Família Bertin procura sócios estrangeiros para seu negócio de etanol. (Págs. 1 e 17)
"Se eu vender a H. Stern, fico sem emprego"
Roberto Stern, dono da maior joalheria do país diz ao BRASIL ECONÔMICO que o assédio é constante, mas não pensa em vender a empresa. (Págs. 1 e 28)
Na retomada da Rocinha, quem ganha é o Brasil
Ação do governo do Rio de Janeiro trará forte redução da informalidade e inclusão de moradores da comunidade na classe média. (Págs. 1 e 8)
Bancos chineses sob a lupa do FMI
No primeiro relatório sobre sistema financeiro da China, FMI faz alerta e pede maior regulação por parte do governo. (Págs. 1 e 37)
Surge um mercado de US$27 bilhões
Entre 2009 e 2015, laboratórios vão perder receitas bilionárias devido à queda de patentes. Quem ganha são os genéricos.(Págs. 1 e 24)
O mundo quer as múltis brasileiras
Nunca o Brasil recebeu tantas comitivas do exterior. Elas vêm atrás do dinheiro e da preocupação social das empresas daqui. (Págs. 1 e 4)
Usiminas pega carona no "Minha Casa, Minha Vida"
Siderúrgica vende estruturas metálicas para 1.000 imóveis do programa social e abre novo filão de mercado. (Págs. 1 e 18)
Fusões não agregam o valor às empresas
O número de compra e venda de empresas não para de crescer, mas em apenas 5% dos casos isso significa aumento nos preços das ações. (Págs. 1 e 32)
Briga de gente grande
A mexicana ICH investe US$500 mi no Brasil para disputar mercado com a Gerdau e a AcelorMittal. (Págs. 1 e 18)
A energia dos emergentes
Schneider colhe 37% d esua receita nos Brics, diz Tânia Cosentino, CEO da empresa no Brasil.(Págs. 1 e 22)
------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016