Atualidades 03/09/2014

Life is the most precious of all treasures. Even one extra day of life is worth more than ten million ryo of gold.

"On Prolonging One's Life Span" (WND, 955)


O Globo
Manchete : Planalto retém resultado de avaliação da educação
Bolsa para quem ganha mais
Ibope: Marina lidera no Rio e em São Paulo (Pág. 13)
Indústria cresce 0,7% em julho
País estaciona em ranking de fórum
Sem recursos, IBGE cancela pesquisas
Maluf vira ‘Senhor Propina'
O ‘Pai-Nosso ’ bolivariano
Inibidor de apetite - Senado contraria Anvisa e libera venda (Pág. 30)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : O julgamento
Questão gay na campanha
União homossexual não é casamento, afirma pastor
Trajetórias iniciadas nos bancos escolares
Direitos ampliados
Outro jornalista é decapitado
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete : População do Norte cresce além da média com grandes obras
Indústria dá sinais de recuperação
‘Santinhos’ políticos na era virtual
A tecnologia mudou de vez as eleições. Depois do domínio das redes sociais nas últimas campanhas, QR codes e aplicativos são as armas para atrair eleitores. (Pág. 17)
Esforço concentrado entra na campanha 
Venda de veículos cai 7,38%
Agronegócio exporta mais para compensar preço baixo
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Contra crise, USP aprova demissões voluntárias
Campanha de Dilma na TV associa Marina a Collor e a Jânio
Indústria tem alta de 0, 7% em julho após cinco meses de queda
Programa da ex -senadora plagia trechos de plano de FHC
IBGE adia contagem da população devido ao corte de recursos
Foto-legenda : Casa de ferreiro... 
Saúde - Senado libera a venda de inibidores de apetite vetados desde 2011 (C5)
Estado Islâmico divulga vídeo com a decapitação de mais um jornalista (Mundo A12)
------------------------------------------------------------------------------------
03 de setembro de 2014
O Globo

Manchete : Planalto retém resultado de avaliação da educação
Casa Civil já recebeu dados do Ideb há 15 dias, mas atrasa a divulgação

Governadores suspeitam de uso eleitoral; MEC diz que ainda analisa recursos

O resultado do principal indicador da qualidade do ensino do país, o Ideb, já está pronto para divulgação. Foi enviado há 15 dias à Casa Civil, informa ANTÔNIO GOIS, mas até agora não foi tornado público, apesar de já ter passado pelo crivo da área técnica do Inep, responsável no MEC pelas avaliações. O atraso tem gerado críticas de que o governo estaria retardando a divulgação por motivos eleitorais. O ministro da Educação atribui o atraso ao fato de escolas terem apresentado recursos ao MEC. (Pág. 3)

Bolsa para quem ganha mais
Para o Bolsa Família atingir mais dez milhões de famílias, como prometeu Marina Silva, o teto de renda teria de subir para R$ 362. (Pág. 3)
Ibope: Marina lidera no Rio e em São Paulo (Pág. 13)


Indústria cresce 0,7% em julho
A produção industrial avançou 0,7% em julho, após cinco meses de queda. Segundo o IBGE, ajudou no resultado o maior número de dias úteis, na comparação com junho, quando houve mais feriados na Copa. Para Mantega, a alta na indústria mostra que o país não está em recessão. (Págs. 23 e 24)
País estaciona em ranking de fórum
O Brasil não avançou no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial, que avalia 144 países. Ficou na 57ª posição, contra a 56ª no ano passado. (Pág. 25)
Sem recursos, IBGE cancela pesquisas
Após o governo cortar em 73% o orçamento do IBGE para 2015, o instituto decidiu suspender duas pesquisas: a Contagem da População e o Censo Agropecuário. (Pág. 26)
Maluf vira ‘Senhor Propina'
Barrado pela Lei da Ficha Limpa, Maluf agora é mote de campanha da Transparência Internacional. (Pág. 10)
O ‘Pai-Nosso ’ bolivariano
Uma oficina de formação socialista do PSUV apresentou versão do “Pai Nosso” trocando Deus por Chávez. (Pág. 33)
Inibidor de apetite - Senado contraria Anvisa e libera venda (Pág. 30)


Ilimar Franco
Aécio Neves foi alertado

O furacão Marina não é surpresa para Aécio. Um membro de sua campanha conta que ele foi aconselhado, ano passado, a mudar de atitude e de agenda. A ideia era tentar incorporar à sua candidatura o espírito dos protestos de junho. Mas Aécio não quis adotar a rebeldia no seu discurso. Apostou e aposta na mudança segura. Consta que essa divergência fez o cientista político Renato Pereira deixar a campanha. (Pág. 2)

Merval Pereira
Governo de coalizão deve ter bases programáticas. (Pág. 4)
Elio Gaspari
Diante do erro, Marina segue o manual da velha política. (Pág. 20)
Míriam Leitão
O mundo não tem culpa

O Brasil está estagnado, e a culpa não é do mundo. Na economia internacional, o pior passou. Sempre haverá algum tipo de instabilidade externa, e a arte de governar está em lidar com ela, atuando no que está sob controle interno. O crescimento da produção industrial de julho, divulgado ontem, é uma andorinha. Melhor tê-la do que não, mas sozinha não fará o verão. (Pág. 24)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : O julgamento
Os atos racistas contra o goleiro Aranha, do Santos, serão julgados hoje pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, às 14h, no Rio. O Grêmio, que suspendeu a torcida Geral após novos cânticos no último domingo, pode ser punido com sua exclusão da Copa do Brasil. (Esporte | 42 a 45)
Questão gay na campanha
O que (não) diz o plano dos presidenciáveis. (Notícias | 12)
União homossexual não é casamento, afirma pastor
Para Malafaia, que provocou mudança em programa de Marina, decisão favorável do STF foi no "canetaço". (Notícias | 15)
Trajetórias iniciadas nos bancos escolares
Os quatro principais candidatos ao Piratini estrearam na política como líderes estudantis. (Notícias | 6 a 8)
Direitos ampliados
Estatuto do Estrangeiro pode ser substituído. (Notícias | 21)
Outro jornalista é decapitado
Terroristas do Estado Islâmico divulgam novo vídeo que mostra morte de mais um civil americano. (Notícias | 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete : População do Norte cresce além da média com grandes obras
A construção de usinas hidrelétricas e a expansão das fronteiras agrícolas e minerais contribuíram para que os estados da região registrassem, nos últimos dez anos, um crescimento demográfico superior ao do restante do país. No Amapá, por exemplo, houve aumento de 30% no número de habitantes. A acelerada expansão da população urbana pressiona os serviços públicos e tem gerado favelização, criando desafios para os governos locais. Na contramão, estados do Sul e Sudeste têm crescido abaixo da média. (Págs. 8 e 9)
Indústria dá sinais de recuperação
Após cinco meses seguidos de resultados negativos, a produção industrial subiu em julho 0,7%, já descontados os efeitos sazonais. No ano, entretanto, o recuo é de 2,8%. Para o ministro Mantega, o resultado positivo afasta as projeções de recessão. (Pág. 5)
‘Santinhos’ políticos na era virtual
A tecnologia mudou de vez as eleições. Depois do domínio das redes sociais nas últimas campanhas, QR codes e aplicativos são as armas para atrair eleitores. (Pág. 17)
Esforço concentrado entra na campanha 
Parlamentares de PSB, PT e PSDB não perderam a chance para fazer discursos atacando seus adversários na campanha presidencial, durante votação de pautas emperradas. (Pág. 3)
Venda de veículos cai 7,38%
Resultado de agosto surpreendeu Fenabrave, que esperava desempenho melhor do que o de julho. Entidade estima recuperação das perdas no segundo semestre, graças à queda nos juros e à ampliação do crédito. (Pág. 4)
Agronegócio exporta mais para compensar preço baixo
Soja, açúcar, café e carne de aves são os principais produtos com cotações em baixa no mercado internacional. (Pág. 7)
Mosaico Político
Gilberto Nascimento

MAIS EVANGÉLICOS COM MARINA

A decisão da candidata Marina Silva (PSB) de alterar o texto de seu programa de governo no capítulo sobre direitos dos homossexuais pode ter lhe trazido prejuízos eleitorais entre intelectuais e militantes LGBT, mas já começa a dar resultado entre os evangélicos. (Pág. 2)

O mercado como ele é...
Luiz Sérgio Guimarães

MARINA ALIVIA TENSÃO PRÉ-COPOM

Pelo menos nesse setembro, o mercado está livre da tensão pré-Copom, a síndrome que a cada 45 dias enlouquece os executivos. As mesas irão acompanhar por mera e enfadonha formalidade profissional a reunião desta tarde do Comitê de Política Monetária do Banco Central. (Pág. 23)

Ponto Final
Octávio Costa

LUZ NO FIM DO TÚNEL

Até que enfim pinga uma boa notícia no roçado da presidente Dilma Rousseff. Se ela fosse Marina Silva, certamente ergueria as mãos aos céus. A produção industrial cresceu 0,7% entre julho e julho, o que não acontecia há cinco meses seguidos. (Pág. 32)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Contra crise, USP aprova demissões voluntárias
Conselho da universidade também faz proposta de reajuste a grevistas

Conselho da USP aprovou nesta terça (2) um plano de demissões voluntárias (PDV) para tentar atenuar uma das mais graves crises financeiras de sua história e uma proposta de reajuste salarial para os funcionários, em greve há quase cem dias. O programa de demissões é uma das medidas propostas pelo reitor Marco Antonio Zago para conter os gastos, que, só com folha de pagamento, chegam a 105% do orçamento da universidade. (...) A universidade também aprovou proposta de reajuste salarial, até então vetado devido à crise, de 5,2% a partir de outubro. Funcionários querem 9, 78%. (Cotidiano C1)

Campanha de Dilma na TV associa Marina a Collor e a Jânio
Em ataque a Marina Silva (PSB), a campanha da presidente Dilma (PT) comparou-a na TV aos ex-presidentes Jânio Quadros, que renunciou, e Fernando Collor, que sofreu impeachment e hoje é aliado do Planalto. O programa diz que o Brasil elegeu “salvadores da pátria” e que se sabe “como terminou”. Marina disse que quem “nunca foi nem vereadora e foi eleita presidente poderia parecer Collor”. Antes de vencer em 2010, Dilma nunca disputara eleições. (Poder A4)
Indústria tem alta de 0, 7% em julho após cinco meses de queda
A produção da indústria brasileira cresceu 0, 7% em julho sobre junho após cinco meses seguidos de queda, segundo o IBGE. Na avaliação de analistas, o resultado, ainda que acima do esperado, não garante que haverá uma retomada. A indústria ainda acumula queda de 2, 8% no ano. (Mercado B1)
Programa da ex -senadora plagia trechos de plano de FHC
O programa de governo da candidata do PSB ao Planalto, Marina Silva, plagiou trechos inteiros do Plano Nacional de Direitos Humanos lançado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em 2002. Dos dez itens defendidos pela ex-senadora, quatro foram integralmente copiados. O plágio foi revelado pelo tucano Aécio Neves. Procurada, a campanha do PSB não se manifestou. (Poder A5)
IBGE adia contagem da população devido ao corte de recursos
Diante de um novo corte no orçamento, o IBGE adiou em dois anos as pesquisas da Contagem da População e do Censo Agropecuário, que começariam em 2015. O instituto pleiteava R$ 776 milhões, mas só deve receber R$ 204 milhões do Ministério do Planejamento. O levantamento sobre a população já foi postergado em outras duas ocasiões, em 1995 e 2005. (Mercado B3)
Foto-legenda : Casa de ferreiro... 
Sem bandeiras e camisas, militantes distribuem panfletos de Marina em rio Branco ( AC); no Estado natal da candidata, campanha tem estrutura precária (Poder A7)
Saúde - Senado libera a venda de inibidores de apetite vetados desde 2011 (C5)


Estado Islâmico divulga vídeo com a decapitação de mais um jornalista (Mundo A12)


Elio Gaspari
Candidata do PSB recorre ao manual da velha política. (Poder A6)
Antonio Delfim Netto
A causa da queda do PIB foi a pouca atenção dada à destruição da capacidade competitiva da indústria. (Opinião A2)
Marcelo Coelho
Colunista da Folha relata impressões de eleitora indecisa. (Poder A11)
Editoriais
Leia “Comércio na balança”, acerca de problemas do país no mercado global, e “Rio de milícias”, sobre aumento desses grupos em favelas cariocas. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos