Atualidades 10/09/2014

“O ovo de um pássaro não contém senão líquido, mas dele se desenvolve um bico, dois olhos e todas as partes que formam um pássaro, e pode voar pelos céus. Nós também somos como o ovo, ignorantes e vis, mas, quando nutridos pela meditação profunda, desenvolvemos o bico e as penas  e ficamos livres para voar nos céus da realidade última. Os ensinamentos ensinam que todas as pessoas estão envolvidas pela casca da ignorância, faltando-lhes o Bico da Sabedoria. O ser supremo volta a este mundo, tal como o pássaro-mãe retorna ao seu ninho e quebra a casca para que todas as pessoas, como aqueles filhotes, possam deixar seu ninho e voar nos céus da Iluminação.”

Nitiren Daishonin em Carta a Niike, em 1280. ( adaptado por Beto Brün)
As Escrituras de Nitiren Daishonin, Vol. IV.



O Globo
Manchete : Número de formandos no ensino superior cai 5,7% 
Pezão empata com Garotinho no Ibope 
Dilma e Marina trocam acusações sobre bancos 
Agência ameaça rebaixar nota do país 
ONU aprova pleito da Argentina 
Fábrica invadida já tem 2 mil famílias
Chile caça três suspeitos de terror 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Governo do Estado - Candidatos encaram rombo de R$ 6,5 bi
Ensino a distância cresce 2.200% em 10 anos no país (Sua Vida | 26 e 27)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete : Brasil terá maior crescimento na produção de petróleo, diz EUA
BC desiste de ação contra Schwartsman
Fazenda reage à revisão da Moody’s
Olimpíadas, foco da Panasonic
Dilma sobe no 2º turno e fica perto de Marina
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Agência de risco Moody’ s ameaça cortar nota do Brasil
Dilma mira herdeira do Itaú para atingir Marina
Aliado dos Sarney vai fazer gestão das urnas no Maranhão
Cai o número de diplomados no ensino superior
Para líder da ONU , empresas apoiarão acordo do clima
Relatório reforça tese de que míssil atingiu avião na Ucrânia (Mundo A16)
Com ciclovia, av . Paulista terá obras por 6 meses
------------------------------------------------------------------------------------
10 de setembro de 2014
O Globo

Manchete : Número de formandos no ensino superior cai 5,7% 
Foi a 1ª vez nos últimos dez anos que houve redução, mostra censo do MEC

Retratos do Brasil

Dados do Censo da Educação Superior 2013, divulgados ontem pelo Ministério da Educação (MEC), mostram que, pela primeira vez em dez anos, caiu o número de estudantes que concluem a universidade no país. No ano passado, 991.010 alunos de graduação terminaram seus cursos, contra 1.050.413 em 2012. Em entrevista à tarde, o ministro Henrique Paim disse não saber a razão da queda. À noite, o MEC atribuiu 97% da redução à suspensão ou ao fechamento de cursos em 14 instituições privadas e públicas que passaram por avaliações. (Pág. 27)

Pezão empata com Garotinho no Ibope 
O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), candidato à reeleição, cresceu seis pontos em pesquisa do Ibope divulgada ontem e chegou a 25% das intenções de voto, empatando tecnicamente com Anthony Garotinho (PR), que perdeu um ponto e está com 26%. Na disputa para o Senado, Romário (PSB) tem 44%, contra 21% de Cesar Maia (DEM). Considerando apenas os eleitores do Rio, Dilma Rousseff (PT) cresceu de 32% para 37% , ultrapassando Marina Silva (PSB), que variou de 38% para 34%. Já em SP, Marina continua na liderança. (Pág. 3)
Dilma e Marina trocam acusações sobre bancos 
Depois de uma propaganda petista criticar a proposta de Marina Silva (PSB) de autonomia do Banco Central, a presidente Dilma e a ex-senadora trocaram acusações sobre suas relações com bancos. Marina disse que nunca os banqueiros ganharam tanto quanto no atual governo. A presidente retrucou: "Não tenho banqueiro me sustentando", numa referência a Neca Setubal, herdeira do Itaú, uma das coordenadoras do programa de governo do PSB. (Pág. 7)
Agência ameaça rebaixar nota do país 
Perspectiva negativa

A Moody's mudou a perspectiva de risco de crédito do Brasil de estável para negativa. A decisão surpreendeu, por ter ocorrido a menos de um mês das eleições. Para analistas, a Moody's quis alertar que rebaixará a nota do país se não houver mudança na política econômica. (Pág. 23)

ONU aprova pleito da Argentina 
Calote da dívida externa

A ONU aprovou proposta argentina para mudar regras de renegociação de dívidas que vai diminuir o poder de fundos abutres. (Pág. 25)

Fábrica invadida já tem 2 mil famílias
Nova favela no Alemão

Apesar de a Justiça ter exigido a desocupação, fábrica invadida perto do Alemão já parece uma nova favela, com 2 mil famílias em situação precária. (Pág. 14)

Chile caça três suspeitos de terror 
Alerta após atentado

O governo do Chile busca três suspeitos do ataque ao metrô de Santiago e pôs 500 policiais de reforço nas estações. (Pág. 32)

Ilimar Franco
O drama de Marina

A ofensiva de Aécio Neves contra a candidatura de Marina Silva preocupa o comando marineiro. Os ataques, a exemplo dos feitos pela presidente Dilma, estão afetando sua posição. Seu crescimento nas pesquisas foi detido e não será surpresa se ela cair. Um dos seus resume: "Vamos sofrer. A desproporção de tempo na TV é enorme. Temos que sobreviver até o segundo turno". (Pág. 2)

Merval Pereira
Palpos de aranha

As duas candidatas que disputam a liderança da corrida presidencial estão em palpos de aranha com os problemas internos de suas campanhas. Marina não tem como explicar a contabilidade do PSB anterior à sua assunção como candidata, mas também não pode lavar as mãos como se nada tivesse com isso. (Pág. 4)

Míriam Leitão
A mais nova ameaça

A economia está sem ministro da Fazenda, em crise, com os mais importantes economistas rebelados contra o Banco Central, e uma agência de risco pondo a nota do país em perspectiva negativa. Nada disso é por acaso ou fruto da natural efervescência eleitoral. A situação está grave mesmo e, como tenho dito aqui, não por causa do mundo, mas por erros cometidos internamente. (Pág. 24)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Governo do Estado - Candidatos encaram rombo de R$ 6,5 bi
As propostas dos concorrentes ao Piratini para lidar com o déficit da Previdência, um problema que, há décadas, corrói as finanças do RS. (Notícias | 6 e 7 )
Ensino a distância cresce 2.200% em 10 anos no país (Sua Vida | 26 e 27)


------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete : Brasil terá maior crescimento na produção de petróleo, diz EUA
Relatório divulgado ontem por agência do governo americano prevê alta de 119% na produção nacional até 2040. É a maior taxa entre os países que não pertencem à Opep. O documento alerta, porém, para as perspectivas de redução das cotações internacionais e seu impacto sobre a viabilidade dos projetos do pré-sal. No período, demanda global de combustíveis cresce de 87 milhões para 119 milhões de barris por dia. (Págs. 6 e 7)
BC desiste de ação contra Schwartsman
Após uma petição com mais de 1.500 assinaturas em defesa da liberdade de opinião do economista, o Banco Central decidiu não prosseguir com a queixa-crime. (Pág. 7 e Octávio Costa, Pág. 32)
Fazenda reage à revisão da Moody’s
Agência altera a perspectiva do rating do Brasil para “negativa”, mas Ministério da Fazenda afirma que decisão não condiz com evolução da economia no 2º semestre. (Pág. 8)
Olimpíadas, foco da Panasonic
Principal ação de marketing da japonesa, Jogos de 2016 serão a vitrine para os equipamentos de áudio, vídeo e segurança da empresa, que está em reestruturação. (Pág. 16)
Dilma sobe no 2º turno e fica perto de Marina
Para CNT, pesquisa da MDA indica que candidata do PSB teve seu crescimento estabilizado. Propaganda na TV pode ter ajudado o PT. (Pág. 3)
Mosaico Político
Gilberto Nascimento

PT INVESTE NA PERIFERIA

Mesmo com a interrupção do crescimento de Marina e uma leve recuperação de Dilma Rousseff nas pesquisas, o PT continua preocupado com São Paulo, o maior colégio eleitoral do País. O partido decidiu investir fortemente no Estado na reta final de campanha para reverter o mau desempenho eleitoral da presidente e também do candidato ao governo, Alexandre Padilha. (Pág. 2)

O mercado como ele é...
Luiz Sérgio Guimarães

MERCADO "VENDE" MARINA

As pesquisas de ontem consolidaram um cenário eleitoral muito perigoso para o mercado financeiro: o segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva está absolutamente aberto. (Pág. 22)

Ponto Final
Octávio Costa

UM VEXAME DO BANCO CENTRAL

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, está desde sábado na Basileia, na Suíça, participando da reunião bimestral do Banco de Compensações Internacionais (BIS). Graças ao encontro com autoridades monetárias de outros países, ficou longe de um vexame histórico. Durante sua ausência, soube-se, pela revista Veja, que o Banco Central moveu queixa-crime contra o economista Alexandre Schwartsman em razão de entrevistas que deu ao Brasil Econômico e ao "Correio Braziliense". (Pág. 32)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Agência de risco Moody’ s ameaça cortar nota do Brasil
Decisão pode elevar os juros pagos por empresas e governo no exterior

A agência norte-americana de classificação de risco Moody’s ameaça rebaixar a nota de crédito do Brasil. A menos de um mês das eleições, a empresa alterou a perspectiva do país de estável para negativa, o que significa que a nota será reavaliada nos próximos meses. Os motivos citados são o baixo crescimento da economia, o abalo na confiança do investidor e a deterioração das contas públicas. Se confirmado, o rebaixamento implicará aumento do custo de financiamento no exterior, e o país ficará a um degrau de ser classificado como investimento de risco. O Ministério da Fazenda afirmou que questões apontadas “estão sendo superadas”. A campanha de Aécio Neves (PSDB) disse que a decisão confirma a “deterioração econômica”. Marina Silva (PSB) falou em “descrédito político”. (Mercado B1)

Dilma mira herdeira do Itaú para atingir Marina
A tática da campanha da presidente Dilma (PT) de ligar Marina Silva (PSB) ao setor financeiro será intensificada. Neca Setubal, educadora, herdeira do Itaú e apoiadora de Marina, deve entrar na linha de tiro. Na TV, Dilma disse que Marina dará ao setor a chefia do BC. A ex-senadora reagiu, acusando a petista de fazer a “bolsa banqueiro”. E Dilma rebateu: “Não tenho banqueiro me sustentando”. (Mônica Bergamo E2 e Poder A4)
Aliado dos Sarney vai fazer gestão das urnas no Maranhão
Com a descentralização feita pelo TSE para gestão das urnas pelos Estados, empresa ligada ao marido da governadora Roseana Sarney e cujo dono vendeu barco ao candidato Lobão Filho (PMDB) venceu licitação no Maranhão. O empresário não foi localizado. (Poder A10)
Cai o número de diplomados no ensino superior
O número de graduados no Brasil caiu 5,65% entre 2012 e 2013. É uma queda inédita. Para a associação que representa faculdades, a má formação básica impede o aluno de seguir o ritmo dos cursos. O MEC diz precisar de mais detalhes para entender a redução. (Cotidiano C3)
Para líder da ONU , empresas apoiarão acordo do clima
O combate ao aquecimento global depende mais de empresários e governos locais e menos de pesquisadores e governos centrais, diz o indiano Rajendra Kumar Pachauri, líder do painel do clima da ONU, o IPCC. Para ele, um pacto internacional não é o único meio de avançar no assunto. (Ciência C5)
Relatório reforça tese de que míssil atingiu avião na Ucrânia (Mundo A16)


Foto-legenda : Poliglota
O premiê Alex Salmond e apoiadores da independência da Escócia pedem ‘sim’ no plebiscito do dia 18; a rainha Elizabeth 2ª diz que não vai interferir (Mundo A15)
Com ciclovia, av . Paulista terá obras por 6 meses
A ciclovia que a gestão Haddad (PT) implantará na av. Paulista, em 201 5, transformará a avenida em canteiro de obras por seis meses. O custo será de R$ 15 milhões. (Cotidiano C4)
Alexandre Schwartsman
Faço um apelo em interesse próprio : Fica, Mantega!

Guido Mantega deveria ficar em 2015. Não é que eu deseje o mal do país, mas ele poderia ocupar a posição de hoje, isto é, sem qualquer relevância para a política econômica; apenas para nosso entretenimento. (Mercado B6)

Editoriais
Leia “A nota em risco”, acerca de pessimismo com a economia brasileira, e “Bônus sem mérito”, sobre critérios para a remuneração de policiais em SP. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos