Atualidades 20/11/2014

“Limitations gone: Since my mind fixed on the moon, Clarity and serenity. Make something for which, There's no end in sight.” 
― Saigyō, Mirror For The Moon: A Selection Of Poems



O Globo
Manchete : Justiça encontra contas de empreiteiros zeradas
PF afirma que errou ao citar atual diretor
Não há obra sem propina, diz advogado
Petrobras afasta cinco gerentes dos cargos
Lava-Jato adia trocas no Ministério
Propina mensal de até R$ 100 mil
Governo sofre derrota na LDO
Desemprego recua para 4,7%
Setor de máquinas critica incentivos
Aumenta emissão de gás-estufa
Ilimar Franco - PT quer reduzir cota de Dilma
Merval Pereira - Empreiteiras querem passar de corruptoras a vítimas. (Pág. 4)
Míriam Leitão - Vermelho externo
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Petrobras afasta cinco executivos
Ficou para amanhã
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Empresa de lobista obteve contratos de R$ 71 milhões
Polícia suspeita de empresa contratada por quatro partidos
PF diz que errou ao citar executivo da Petrobras
Emissões de carbono do país voltam a ter crescimento
Governo prepara pacote de cortes para o próximo ano
Dilma se reúne com Lula para definir ministro da Fazenda
Presidente da Venezuela amplia por decreto taxa de bens de luxo (Mundo A16)
José Arthur Giannotti e Ivan Cunha do Nascimento
Editoriais - “Cooperação global” - reunião do G20, e “Morada da ideologia” - gestão Haddad em relação a habitações populares. 
------------------------------------------------------------------------------------

O Globo

Manchete : Justiça encontra contas de empreiteiros zeradas
Primeiros informes de bancos relatam valores irrisórios ou inexistentes

Objetivo era bloquear até R$ 20 milhões por executivo acusado par a ressarcir cofres públicos dos desvios na estatal

A Justiça Federal encontrou indícios de que contas de dirigentes de empreiteiras presos na Operação Lava-Jato foram esvaziadas para escapar do bloqueio de até R$ 20 milhões por acusado como forma de ressarcir os cofres públicos. O Itaú, um dos primeiros bancos a cumprir a decisão judicial, por exemplo, informou que contas de três investigados estavam zeradas; em outra, foram encontrados apenas R$ 4,60. (Pág. 5)

PF afirma que errou ao citar atual diretor
A Polícia Federal divulgou nota admitindo que errou ao incluir o nome do atual diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, como possível envolvido no esquema de corrupção ao interrogar empreiteiros na Operação Lava-Jato. Segundo a PF, não há nada até agora que incrimine Cosenza. (Pág. 3)
Não há obra sem propina, diz advogado
Advogado de Fernando Baiano diz não haver obra sem composição ilícita com político . (Pág. 4)

Petrobras afasta cinco gerentes dos cargos
Cinco gerentes que eram ligados aos dois ex-diretores presos foram afastados. (Pág. 3)
Lava-Jato adia trocas no Ministério
A presidente Dilma se reuniu com o ex -presidente Lula, que a aconselhou a esperar os desdobramentos da Operação Lava- Jato antes de definir o espaço dos aliados no Ministério. O novo ministro da Fazenda, porém, deve ser anunciado até amanhã. (Pág. 6)
Propina mensal de até R$ 100 mil
Após acordo de delação premiada, ex-assessor dos Correios no Rio diz que fraudadores de plano de saúde da estatal recebiam propina de até R$ 100 mil mensais. (Pág. 13)
Governo sofre derrota na LDO
Para evitar que a oposição vá ao STF, o governo tentou votar de novo parecer do relator sobre alteração da meta fiscal na Lei de Diretrizes Orçamentárias, mas não conseguiu. (Pág. 24)
Desemprego recua para 4,7%
A taxa de desemprego nas seis maiores metrópoles do país caiu em outubro para 4,7%, a menor para o mês desde 2002. A renda subiu 4% e alcançou o recorde de R$ 2.122. (Pág. 21)
Setor de máquinas critica incentivos
Carlos Pastoriza, novo presidente da Abimaq, que reúne fabricantes de máquinas, criticou política industrial e disse que montadoras têm “favores pornográficos”. (Pág. 24)
Aumenta emissão de gás-estufa
Crescimento foi de 7,8% no Brasil. Desmatamento é o maior culpado, diz estudo. (Pág. 27)
Ilimar Franco
PT quer reduzir cota de Dilma

A direção do PT, nas reuniões para tratar da reforma ministerial, defende a redução das indicações pessoais da presidente Dilma. Os petistas avaliam que o partido perderá espaço devido à pulverização partidária. E, por isso, querem na Esplanada petistas que tenham maior trânsito no Congresso. Tratados a pão e água no primeiro mandato, os aliados terão mais espaço no Ministério. (Pág. 2)

Merval Pereira
Empreiteiras querem passar de corruptoras a vítimas. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Vermelho externo

Tudo constante, 2014 será o primeiro ano desde 2000 em que o país fechará com a balança comercial no vermelho. A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) acaba de revisar sua projeção, de um superávit de US$ 600 milhões para um déficit de US$ 4 bilhões. O preço das matérias-primas está em queda, a tonelada do minério de ferro perdeu um terço do seu valor. (Pág. 22)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Petrobras afasta cinco executivos
Investigação interna apontou envolvimento de gerentes em supostas irregularidades em contratos para obras de refinaria pernambucana.

Operação afinada entre PF, MPF e Justiça

Em Brasília, clima de tensão e paralisia

Editorial : crise tem responsáveis (Notícias | 6 a 17,20 e 32)

Ficou para amanhã
PF adiou depoimento de Fernando Soares, o Fernando Baiano. Conforme ex-diretor da Petrobras, ele atuava em favor do PMDB no esquema de corrupção. (Notícias | 6 a 17, 20 e 32)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Empresa de lobista obteve contratos de R$ 71 milhões
Petrobras fez negócios com firma de preso tido como elo entre escândalo e PMDB

O lobista Fernando Soares, que se entregou nesta terça (18) à Polícia Federal, é sócio da Petroenge Petróleo e Engenharia, que possui contratos de R$ 71,2 milhões com a Petrobras, informam Mario Cesar Carvalho e Alexandre Aragão. Soares, apelidado Fernando Baiano, é tido como elo entre os desvios na estatal, investi gados pela Operação Lava Jato, e o PMDB. A Petroenge presta serviços de manutenção e apoio para as plataformas marítimas de extração de petróleo. Empresário delator na operação afirmou que Baiano recebeu propina de US$ 8 milhões para obter contrato com a Petrobras. O sócio majoritário da Petroenge declarou que a empresa “não foi e nunca será” de Baiano e negou irregularidades. O advogado do lobista, Mário de Oliveira Filho, disse que seu cliente não teve influência em contratos e que, em licitações, pagar “alguma coisa” para fazer obra é praxe no país. “Sem acerto, não põe um paralelepípedo no chão.” (Poder a4 e a6)

Polícia suspeita de empresa contratada por quatro partidos
A Polícia Federal investiga se uma empresa de propaganda contratada por quatro partidos (PT, PSB, PSDB e DEM) na campanha de 2010 era usada para lavar dinheiro. O dono da All Win, Marcelo France, disse estar surpreso com a citação na Operação Lava Jato. (Poder a10)
PF diz que errou ao citar executivo da Petrobras
Em resposta à Justiça, a PF disse que o nome de José Cosenza, diretor da Petrobras, apareceu em depoimentos da Operação Lava Jato devido a “erro material” e que não há evidências da participação dele no esquema de corrupção. (Poder a11)
Emissões de carbono do país voltam a ter crescimento
A contribuição do país para o aquecimento global avançou 7,8% em 2013. O dado, levantado pela rede de ONGs Observatório do Clima, reverte tendência de queda iniciada em 2005. Houve crescimento de emissões de dióxido de carbono em todos os setores da economia. O governo atribuiu o número ao “desenvolvimento” e minimizou o desmatamento. (Ciência C5)
Governo prepara pacote de cortes para o próximo ano
Após descumprir a meta de poupar 1,9% do PIB neste ano, o governo Dilma deve lançar na próxima semana um pacote fiscal com o objetivo de economizar recursos para pagar juros da dívida pública em 2015. A oposição barrou tramitação da manobra fiscal. (Mercado b1)
Dilma se reúne com Lula para definir ministro da Fazenda
A presidente Dilma disse a Lula que tentará anunciar até esta sexta (21) o novo ministro da Fazenda. Estão em análise Luiz Carlos Trabuco (presidente do Bradesco), Nelson Barbosa (ex-número dois da pasta) e Alexandre Tombini (atual chefe do Banco Central). (Mercado 1 b3)
Presidente da Venezuela amplia por decreto taxa de bens de luxo (Mundo A16)

José Arthur Giannotti e Ivan Cunha do Nascimento
Supersalários da USP não vieram de ato irregular

Os supersalários da USP devem ser por certo corrigidos, mas não resultaram de ato irregular. Cabe ressaltar que muitos desses docentes e funcionários deram a vida pela universidade. (Opinião a3)

José Arthur Giannotti, 84, e Ivan Cunha do Nascimento, 84, são professores da USP

Editoriais
Leia “Cooperação global”, acerca de reunião do G20, e “Morada da ideologia”, sobre decisão da gestão Haddad em relação a habitações populares. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos