Análise das receitas e preços dos serviços de TV por Assinatura no Brasil 2014/1S

Buscou-se realizar a análise da evolução da receita operacional líquida do serviço de TV por assinatura. O gráfico abaixo mostra as receitas operacionais liquidas (ROL) do período de Janeiro de 2012 a Junho de 2014. Nota-se que a ROL do serviço saiu de aproximadamente R$ 1,3 bilhões de reais em janeiro de 2012 para, aproximadamente R$ 1,78 bilhões de reais em Junho de 2014. Um crescimento, em termos reais, de 36,82% no faturamento do serviço de TV por assinatura. É pertinente destacar que se trata de valores reais, os valores correntes estão representados na outra linha do gráfico.
Figura 17 – Evolução das receitas operacionais líquidas do serviço de da TV por assinatura.



Figura 18 – Valor da assinatura média e gasto mensal médio com TV por assinatura.
Por fim, apresenta-se o gráfico do valor da assinatura média mensal do serviço. Trata-se do valor da ROL atualizado para Junho de 2014, portanto valores reais, dividido pelo total de assinantes no mês de referência. Esse é o valor da assinatura média naquele mês. Percebe-se que o valor da assinatura média permaneceu relativamente constante nos últimos dois anos, oscilando entre R$ 100,00 e R$ 88,00.
O outro conceito é a média mensal de gasto com TV por assinatura. Esse conceito é a média dos valores de assinatura média retirada no período que analisamos. Percebe-se que o valor gasto em média com o serviço foi nos últimos dois anos e meio, na ordem de R$ 93,70 por mês.
Deve-se destacar que esse valor de R$ 93,70 mensal de gasto médio é um valor sem considerar os impostos que incidem sobre o serviço, bem como sem considerar os pagamentos aos fundos setoriais. Para buscar uma melhor aproximação do real gasto médio mensal com o serviço de TV por assinatura há que se considerarem os impostos indiretos. Cabe ressaltar que como os tributos são calculados “por dentro” e como a alíquota do ICMS varia nas diferentes unidades da federação, o valor do gasto mensal médio depende assim da alíquota de ICMS praticada em cada estado. Assim, considerando o ICMS, a Cofins e a contribuição ao PIS/PASEP, o valor do gasto médio mensal com TV por assinatura nos últimos anos é descrito na tabela abaixo.


Figura 19 – Gasto mensal médio com TV por assinatura com impostos.
Verifica-se que, em muitos estados do Brasil o valor médio de gasto mensal com TV por assinatura nos últimos dois anos tem sido de R$ 131,32. Em alguns outros estados o valor de gasto mensal médio oscila entre R$ 135,00 e R$ 141. Há estado que o valor chega a R$ 152,73.
É importante ressaltar que esse exercício considera que o valor de R$ 93,70 para gasto médio mensal sem impostos é o mesmo para cada estado, o que levaria a considerar que os consumidores de todos os estados tem um perfil homogêneo de consumo e não haveria diferença significativa de APRU de um estado por outro. Só assim é possível a multiplicação do valor do gasto médio sem tributos pelo fator multiplicador. Mesmo com essa delimitação conceitual, o exercício é útil no sentido de fornecer um valor aproximado do gasto médio real.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos