Atualidades 06/02/2015

Obviamente, desde que somos seres humanos, eternamente existirão algumas espécies de conflitos, rivalidades ou mesmo divergências de opiniões. Entretanto, terminantemente, jamais haver a necessidade de nutrirem-se de ódio ou mesmo matarem-se uns aos outros. (Daisaku Ikeda).



O Globo
Manchete : PT recebeu US$ 200 milhões, diz delator; Câmara cria CPI
Na investigação, BR e Sete Brasil
Petições sobre Pezão e Tião Viana chegam ao STJ (Pág. 11)
Coutinho pode assumir estatal
PT faz festa em BH, e Dilma defende pré-sal (Págs. 8 e 11)
Conta de luz pode ter nova alta
A Aneel pretende elevar para R$ 5,50 por 100 kWh o custo extra da bandeira tarifária. Uma conta de 200 kWh no Rio, que hoje fica em cerca de R$ 100, subir á mais 4,72%. Indústria e comércio já repassam a alta da energia para o consumidor. E o governo agora estuda estender o horário de verão. (Pág. 23)
Ligações vão ficar mais baratas
A partir do dia 24, chamadas locais de telefones fixos para celulares ficarão 22% mais baratas. Ligações interurbanas para celulares serão reduzidas em 12%. (Pág. 25)
Poupança tem saque recorde
Baixa no Rio - Secretário de Fazenda sai
Eike repassou R$ 192 milhões
Contra a Lei - Ministro Juca Ferreira critica o mecanismo de fomento da Lei Rouanet e quer tentar mudá-la (Segundo Caderno)
Ilimar Franco - Governo e oposição juntos
Merval Pereira - Fora de controle
Míriam Leitão - Gregos e alemães
Editorial - Como entender a reforma política de Cunha
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Lava-Jato - Parte 9
Compra de lençóis constrange governador
Perda mensal da poupança é a maior em 20 anos
Obras paradas, transtornos persistentes
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete : Sergio Machado deixa a presidência da Transpetro
País terá 25% dos lares conectados
A consultoria Frost & Sullivan prevê que, até 2018, quinze milhões de casas do país estarão ligadas a rede inteligente, que permite a expansão da automação residencial. (Pág. 13)
Delator diz que PT levou US$ 200 mi
O que divide a UNE
‘Climão’ na posse de Mangabeira Unger 
Mosaico Político - PT QUER REFORÇAR EXECUTIVA
Sintonia Fina - AGRAVA O QUADRO ECONÔMICO
O mercado como ele é... - FURACÃO PERFEITO
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : PT recebeu até US$ 200 mi de propina, afirma delator
PF prende fornecedores da BR Distribuidora
Governo Alckmin corta verba para escolas paulistas
Estoque alto deve esticar promoções de carros até abril (Mercado B1)
Para ministra, seca em SP pode afetar oferta de verduras
Gangues da água
Foto-legenda : Engaiolados
Governo federal estuda prolongar o horário de verão (Mercado B3)
Mônica Bergamo - Investigação já afeta construção do Rodoanel
Editoriais - Leia “Duros golpes”, sobre escândalo da Petrobras, e “Bom senso histórico”, acerca de controvérsia em torno de grafite feito nos “arcos do Jânio”. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

06 de fevereiro de 2015
O Globo

Manchete : PT recebeu US$ 200 milhões, diz delator; Câmara cria CPI
Agentes pulam muro para levar Vaccari
Ex-diretor, Duque recebia ‘quinzenada’
Planilha detalha comissões em 87 obras

A PF deflagrou ontem a nona fase da Lava-Jato, com base em depoimento do ex-gerente executivo da Petrobras Pedro Barusco, braço-direito do ex-diretor de Serviços Renato Duque. Após delação premiada, Barusco detalhou a corrupção na companhia e afirmou que o PT recebeu, de 2003 a 2013, de US$ 150 milhões a US$ 200 milhões de propina. Acusado de receber diretamente US$ 50 milhões, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi levado para depor na PF, e policiais tiveram de pular o muro de sua casa. Barusco apresentou planilha da corrupção, com percentuais pagos sobre 87 contratos e as diretorias envolvidas, inclusive a de Gás e Energia, que foi comandada por Graça Foster, hoje presidente demissionária. Contou ainda que levava quinzenalmente R$ 50 mil a Duque, que nega. O PT disse que as doações foram legais. A operação foi batizada de My Way, apelido de Duque. Nova CPI para apurar o escândalo foi criada na Câmara. (Págs. 3, 7 e 9 e Merval Pereira)
Na investigação, BR e Sete Brasil
A Lava-Jato ampliou a investigação para a BR Distribuidora. Na operação de ontem, dois sócios e um executivo da Arxo, fornecedora da BR, tiveram prisão decretada. A Sete Brasil, que tem negócios com a estatal, também teria sido usada no esquema, segundo Barusco. (Pág. 6)
Petições sobre Pezão e Tião Viana chegam ao STJ (Pág. 11)

Coutinho pode assumir estatal
Na véspera da decisão sobre o substituto para Graça Foster, a presidente Dilma trabalhava com a possibilidade de indicar interinamente Luciano Coutinho, presidente do BNDES. (Págs. 10)
PT faz festa em BH, e Dilma defende pré-sal (Págs. 8 e 11)

Conta de luz pode ter nova alta
A Aneel pretende elevar para R$ 5,50 por 100 kWh o custo extra da bandeira tarifária. Uma conta de 200 kWh no Rio, que hoje fica em cerca de R$ 100, subir á mais 4,72%. Indústria e comércio já repassam a alta da energia para o consumidor. E o governo agora estuda estender o horário de verão. (Pág. 23)
Ligações vão ficar mais baratas
A partir do dia 24, chamadas locais de telefones fixos para celulares ficarão 22% mais baratas. Ligações interurbanas para celulares serão reduzidas em 12%. (Pág. 25)
Poupança tem saque recorde
Em janeiro, saques superaram depósitos em R$ 5,5 bilhões, o pior resultado em 20 anos. Inflação e gastos como IPTU e IPVA deixaram brasileiro com orçamento apertado. (Pág. 26)
Baixa no Rio - Secretário de Fazenda sai
O secretário estadual de Fazenda, Sérgio Ruy Barbosa, que estava de férias, pediu demissão. Há duas semanas, ele anunciara contenção dos gastos do governo. (Pág. 15)
Eike repassou R$ 192 milhões
Quando suas empresas já estavam em crise, Eike doou R$ 192 milhões a filhos, mulher e ex-mulher. A Justiça também identificou remessa legal ao exterior de R$ 1 bilhão. (Pág. 24)
Contra a Lei
Ministro Juca Ferreira critica o mecanismo de fomento da Lei Rouanet e quer tentar mudá-la (Segundo Caderno)
Ilimar Franco
Governo e oposição juntos

O governo Dilma não é contra a aprovação do orçamento impositivo, bandeira do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB). Para o governo, esse debate está ultrapassado. “A bancada do PT e a base votaram a favor”, lembra o ministro Pepe Vargas. E acrescenta: “Eduardo Cunha, ao votar em 2º turno, atende à vontade da maioria’’. No 1º turno, a proposta teve 384 votos a favor e apenas seis contrários. (Pág. 2)
Merval Pereira
Fora de controle

A nota oficial em que o PT tenta rebater as denúncias de que recebeu dinheiro dos recursos desviados nos escândalos da Petrobras é uma demonstração de como o partido está desnorteado. Afirmar que o “partido recebe apenas doações legais e que são declaradas à Justiça Eleitoral” só pode ser brincadeira, depois que, para se defender no escândalo do mensalão, o PT tentou alegar oficialmente que se tratava “a penas de caixa 2”, prática comum na política brasileira, segundo o então presidente Lula . O “dinheiro não contabilizado”, na expressão do ex-tesoureiro Delúbio Soares, tornou- se uma pérola inesquecível da baixa política. (Pág. 4)
Míriam Leitão
Gregos e alemães

Os gregos fizeram um enorme esforço. Eles chegaram a ter , antes do ajuste fiscal, 10% de déficit primário e agora estão com superávit de 1,5%. Tinham 10% de déficit nominal e agora estão com apenas 2%. O desequilíbrio externo foi de 10% para zero. Mas o desemprego permanece avassalador. O novo governo quer uma ajuda da Europa e não foi atendido. É hora de olhar além da economia. (Pág. 24)
Editorial
Como entender a reforma política de Cunha

Um fator positivo da proposta desengavetada pelo presidente da Câmara é servir de barreira à ideia golpista do PT de fazer mudanças por uma ‘Constituinte exclusiva’ (Pág. 20)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Lava-Jato - Parte 9
Delator diz que PT recebeu US$ 200 milhões em propina
PF faz mais prisões e ouve tesoureiro do partido
Outro dirigente da Petrobras renuncia. Câmara abre nova CPI

João Vaccari Neto, tesoureiro do PT , depôs à PF sobre denúncias do delator Pedro Barusco, que o acusa de cobrar propina e contribuições para o partido. Vaccari e a direção do PT negam ter recebido doações ilegais para campanhas. (Notícias | 6 a 14, 31 a 33)
Compra de lençóis constrange governador
Funcionário que fez pedido de enxoval para Palácio das Hortênsias foi afastado do cargo. (Notícias | 16)
Perda mensal da poupança é a maior em 20 anos
Saldo negativo de R$ 5,5 bilhões indica que investidores estão preferindo fundos. (Notícias | 24)
Obras paradas, transtornos persistentes
Construções inacabadas da Copa provocam prejuízos a moradores e comerciantes da Capital. (Sua Vida | 36 e 37)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete : Sergio Machado deixa a presidência da Transpetro
No rastro da renúncia da diretoria da Petrobras, o executivo, que está oficialmente de licença, entregou ontem a sua carta de demissão ao Conselho de Administração da empresa, presidido por Graça Foster. No cargo desde o primeiro ano do governo Luiz Inácio Lula da Silva, Machado era o mais longevo presidente de estatal da gestão petista. (Pág. 5)
País terá 25% dos lares conectados
A consultoria Frost & Sullivan prevê que, até 2018, quinze milhões de casas do país estarão ligadas a rede inteligente, que permite a expansão da automação residencial. (Pág. 13)
Delator diz que PT levou US$ 200 mi
Pedro Barusco, ex-gerente da Diretoria de Serviços da Petrobras, afirmou que, entre 2003 a 2013, o PT recebeu até US$ 200 milhões do esquema de fraude na estatal. (Pág. 6)
O que divide a UNE
Posturas radicais já não são predominantes na entidade, que diverge desde o apoio ao governo até as prioridades da política educacional. (Págs. 8 e 9)
‘Climão’ na posse de Mangabeira Unger 
Enquanto Dilma Rousseff discursava para o novo ministro de Assuntos Estratégicos, a Câmara criava a nova CPI da Petrobras, na qual o PT não terá a presidência ou o relator. (Pág. 3)
Mosaico Político
Gilberto Nascimento

PT QUER REFORÇAR EXECUTIVA

O Diretório Nacional do PT, reunido hoje em Belo Horizonte, deve analisar a proposta de inclusão em sua Executiva de duas figuras petistas de expressão ligadas ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva: o assessor especial do governo Marco Aurélio Garcia e o ex-ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. (Pág. 2)
Sintonia Fina
Julio Gomes de Almeida

AGRAVA O QUADRO ECONÔMICO

Os dados fechados de 2014 da atividade industrial trazem algumas convicções e suspeitas bastante graves sobre o estado da indústria e da economia do país. Se tomarmos como referência o mês imediatamente anterior à crise global de 2008, a produção industrial em dezembro último foi 7% menor. (Pág. 12)
O mercado como ele é...
Luiz Sérgio Guimarães

FURACÃO PERFEITO

O País parece estar sendo assolado por uma versão século XXI das Sete Pragas do Egito. Por se sucederem ininterruptamente, sem pausa para respirar, as notícias ruins nem estão permitindo aos mercados o exercício do seu esporte favorito em momentos de crise aguda: a especulação. (Pág. 19)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : PT recebeu até US$ 200 mi de propina, afirma delator
Ex-gerente da Petrobras cita envolvimento de Vaccari Neto, tesoureiro do partido, que nega

O PT recebeu de US$ 150 milhões a US$ 200 milhões de propina, entre 2003 e 201 3, de empresas que detinham os 89 maiores contratos da Petrobras. É o que disse em depoimento o ex-gerente da estatal Pedro Barusco, delator na Operação Lava J ato, que apura desvio de dinheiro na companhia. Segundo ele, o tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, participou pessoalmente de acerto entre funcionários da Petrobras e estaleiros, referente a 21 contratos, no valor total de US$ 22 bilhões. Cerca de 1 % dessa quantia destinava-se a pagamento de propina. Na di visão, disse Barusco, um terço ia para operadores do esquema e o resto, para Vaccari Neto. A Polícia Federal ouviu nesta quinta (5) o tesoureiro para esclarecimento de doações ao PT. Tanto ele como a sigla declararam não ter recebido nada ilegalmente. O ex-gerente afirmou ainda que recebeu US$ 1 milhão da Odebrecht, que nega pagamento de propina. (Poder a4)

Em posse de ministro, Dilma ignora crise e exalta exploração do pré-sal. (a7)

PF prende fornecedores da BR Distribuidora
A Polícia Federal deflagrou a 9ª fase da Operação Lava Jato e prendeu dois executivos da empresa catarinense Arxo que tinha contratos com a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Segundo a investigação, a Arxo obtinha contratos por meio do pagamento de propina. Na empresa, foram encontrados dinheiro sob fundo falso e cerca de 500 relógios de luxo. A companhia nega qualquer irregularidade. A BR Distribuidora diz que apura se teve contrato com a Arxo. Segundo a Procuradoria, o esquema funcionou “até a data de hoje”. (Poder a9)
Governo Alckmin corta verba para escolas paulistas
O governo paulista enxugou a verba para escolas comprarem materiais. Segundo servidores, o corte chega a 50%, e colégios dizem que isso tem causado falta de suprimentos como papel higiênico e cartolina. A gestão Alckmin (PSDB) afirma que reduziu o dinheiro repassado porque parte não era usada. (Cotidiano C4)
Estoque alto deve esticar promoções de carros até abril (Mercado B1)

Para ministra, seca em SP pode afetar oferta de verduras
A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, afirmou que a seca na região Sudeste traz preocupação em relação à produção e à oferta de verduras e legumes em São Paulo, o que pode prejudicar o abastecimento no país. Segundo ela, o ministério estuda alternativas para evitar o desabastecimento e a alta da inflação. (Mercado B3)
Gangues da água
No Rio e em São Paulo, criminosos lucram na crise hídrica. Traficantes e milicianos instalam redes clandestinas em comunidades fluminenses e cobram das pessoas pelo acesso à água. Na Grande SP, ex-colaboradores da Sabesp vendem sistemas —como superímãs — que burlam os registros de consumo. A polícia tenta coibir essas ações. (Cotidiano C1)
Foto-legenda : Engaiolados
Presos ficam em celas feitas de estruturas de aço em presídio na Grande Belém, no Pará; entidades como OAB e Pastoral Carcerária criticam as condições precárias do local, com temperaturas acima dos 40ºC (Cotidiano C4)
Governo federal estuda prolongar o horário de verão (Mercado B3)

Mônica Bergamo
Investigação já afeta construção do Rodoanel

Investigada na Lava Jato, a Mendes Júnior desistiu de parte da obra do Rodoanel paulista — estaria sem crédito e sem receber da Petrobras. Também citada no inquérito, a Odebrecht reluta em assumir a construção. (Ilustrada e2)
Editoriais
Leia “Duros golpes”, sobre escândalo da Petrobras, e “Bom senso histórico”, acerca de controvérsia em torno de grafite feito nos “arcos do Jânio”. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016