Atualidades 01 de outubro de 2015

Acredite, corra atrás, a única coisa que existe entre você e o seu sonho é o seu medo. - Roger Stankewski



O Globo
Manchete : Suíça confirma contas de Cunha e familiares
Especialistas debatem os limites do ‘lobby’
Dilma cede a Lula e ao PMDB
Na Pátria Educadora, quatro ministros em um ano (Págs. 7 e 26)
Sem status de ministério, CGU perde força (Pág. 7)
Gasolina deve levar inflação a dois dígitos
Congresso adia votação de vetos
Câmara aprova reaposentadoria
Auto de resistência sobe 30% no Rio
Dia do Idoso - OMS : Viver muito no Brasil é um milagre (Pág. 27)
Merval Pereira - Dilma ganha fôlego, mas pode afundar governo em lamaçal político (Pág. 4)
Míriam Leitão - Sem conter a crise, rejeição a Dilma não vai cair (Pág. 22)
Editorial - “Só investigação esclarecerá ‘lobby’ de Lula ” (Pág. 18)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete : Documentos apontam 'compra' de medida provisória no governo Lula
Verba da Petrobras foi doada a Dilma, diz PF
Câmara aprova desaposentação e fórmula 85/95
Suíça confirma que Cunha e familiares têm contas no país
Wagner substitui Mercadante na Casa Civil 
Notas&Informações - Dilma entrega os pontos - Negociação da reforma ministerial já passou da fase de escancarado toma lá dá cá (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete : Suíça confirma e bloqueia conta atribuída a Cunha
Para acomodar políticos, Dilma tira filósofo da Educação
Alta de 4% na bomba e de 9,8% na bolsa
Número e idosos no país vai triplicar até 2015
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Dilma cede a Lula e retira Mercadante da Casa Civil
Câmara aprova o recálculo de valor da aposentadoria
Investigação da Suíça encontra contas de Cunha e seus familiares
Litro da gasolina em SP deve ficar R$ 0,18 mais caro
9 em 10 varejistas dizem que não terão vagas temporárias (Mercado a20)
Vinícius Torres Freire - Ex-presidente evita derrocada e se torna regente provisório
Editoriais - Leia “Baile de máscaras”, sobre incoerências do PSDB e do PT, e “Gravidez após os 50”, a respeito de resolução do Conselho Federal de Medicina (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

01 de outubro de 2015
O Globo

Manchete : Suíça confirma contas de Cunha e familiares
Dados são repassados para a Procuradoria-Geral no Brasil

Presidente da Câmara é suspeito de lavagem de dinheiro e corrupção passiva naquele país; investigação é transferida para o MP brasileiro, que já apura acusações contra o deputado na Lava-Jato

Uma investigação criminal por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi aberta pelo Ministério Público da Suíça em abril e transferida ontem para a Procuradoria-Geral da República no Brasil, que já investigava o deputado por acusações relacionadas à Lava-Jato. O MP suíço confirmou a existência das contas em nome de Cunha e familiares. Parte do dinheiro já foi bloqueada. Por ser brasileiro nato, Cunha não pode ser extraditado, informou a Procuradoria em nota. Semana passada, um preso pela Lava-Jato revelara ter feito depósito numa conta de Cunha na Suíça. (Pág. 3)
Especialistas debatem os limites do ‘lobby’
Especialistas afirmam que fazer “lobby” por empresas é dever de presidentes, mas que relações entre Odebrecht e Lula precisam ser investigadas. (Pág. 8)
Dilma cede a Lula e ao PMDB
Mercadante irá para a Educação, e Jaques Wagner deve assumir a Casa Civil

Para garantir a governabilidade, tentar conter o avanço de pedidos de impeachment e aprovar no Congresso as medidas de ajuste fiscal, a presidente Dilma decidiu ceder ao PMDB e ao ex-presidente Lula na reforma ministerial, além de reduzir o espaço do PT. Ontem, ela demitiu Renato Janine Ribeiro da Educação, para onde irá o hoje chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, criticado por aliados e por Lula. Para a Casa Civil foi convidado o petista Jaques Wagner, hoje na Defesa. O PMDB deve ficar com sete ministérios. Entre cortes e fusões, 13 ministérios devem deixar de existir no formato atual. (Págs. 5 e 6)
Na Pátria Educadora, quatro ministros em um ano (Págs. 7 e 26)

Sem status de ministério, CGU perde força (Pág. 7)

Gasolina deve levar inflação a dois dígitos
O reajuste de 6% da gasolina nas refinarias levará a um aumento de até 4% nas bombas. E deve fazer a inflação superar 10% este ano. A alta da gasolina dará alívio de caixa à Petrobras de até R$ 6,9 bilhões, mas a crise na estatal, segundo analistas, poderá provocar novo reajuste este ano. (Pág. 21 e 22)
Congresso adia votação de vetos
Queda de braço entre os presidentes da Câmara e do Senado impediu a sessão que votaria vetos às pautas-bomba, como o aumento de servidores do Judiciário. (Pág. 4)
Câmara aprova reaposentadoria
A Câmara aprovou regra que permite a aposentados pedirem novo cálculo do benefício se continuarem a trabalhar e contribuírem por mais 5 anos. A medida irá ao Senado. (Pág. 7)
Auto de resistência sobe 30% no Rio
As mortes em confronto com a polícia aumentaram 30% no Rio este ano. O fato de não serem apuradas, dizem especialistas, estimula crimes como o dos PMs que forjaram auto de resistência na Providência. (Págs. 10 a 12)

Pezão: imagem é abominável

O governador Pezão pediu desculpas à população e disse que a cena de PMs fraudando flagrante é abominável. (Pág. 13)
Dia do Idoso - OMS : Viver muito no Brasil é um milagre (Pág. 27)

Merval Pereira
Dilma ganha fôlego, mas pode afundar governo em lamaçal político (Pág. 4)
Míriam Leitão
Sem conter a crise, rejeição a Dilma não vai cair (Pág. 22)
Editorial
“Só investigação esclarecerá ‘lobby’ de Lula ” (Pág. 18)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Documentos apontam 'compra' de medida provisória no governo Lula
Mensagens revelam que montadoras pagaram a lobistas para obter prorrogação de desconto do IPI

Documentos obtidos pelo Estado indicam que medida provisória editada em 2009 pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva teria sido "comprada" por meio de esquema de lobby e corrupção para favorecer montadoras, revelam Andreza Matais e Fábio Fabrini. Empresas do setor são acusadas de negociar pagamentos de até R$ 36 milhões a lobistas para conseguir do Executivo um ato normativo que prorrogasse incentivos fiscais de R$1,3 bilhão por ano. Mensagens de envolvidos no negócio citam oferta de propina a agentes públicos, sem falar em nomes, para viabilizar a MP 471, que ampliou de 2011 até 2015 a política de descontos do IPI de carros produzidos nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Uma delas, de 15 de outubro de 2010, diz que um dos envolvidos pactuou a entrega de R$ 4 milhões a "pessoas do governo, PT", mas faltou com o compromisso. Para ser publicado, o texto passou pela então ministra da Casa Civil Dilma Rousseff. Anotações de um envolvido descrevem reunião com o então ministro Gilberto Carvalho para tratar da MP quatro dias antes de ser editada. (Política / Pág. A4)

Firma de filho de Lula recebeu de consultoria

Empresa de Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, recebeu pagamentos de uma das consultorias suspeitas de atuar pela MP 471, que estendeu benefícios a montadoras. A Marcondes & Mautoni Empreendimentos fez R$ 2,4 milhões em repasses à LFT Marketing Esportivo, aberta em março de 2011 por Luís Cláudio. No mesmo ano, a MP entrou em vigor. Luís Cláudio confirma os pagamentos. Em nota, informou que a LFT prestou serviços em marketing esportivo. (Pág. A5)
Verba da Petrobras foi doada a Dilma, diz PF
Segundo investigadores, repasses da empreiteira UTC à campanha petista usaram dinheiro desviado da estatal

Mensagens trocadas por celular em julho de 2014 entre o dono da UTC, Ricardo Pessoa, e um executivo do grupo sugerem que as doações da empreiteira para a campanha de reeleição de Dilma Rousseff estavam relacionadas ao recebimento de valores de contratos da Petrobrás. É o que mostra análise da Polícia Federal feita com base cm material anexado aos autos da Lava Jato, informam Ricardo Brandt, Mateus Coutinho, Julia Affonso e Fausto Macedo. Num dos trechos, um subordinado de Pessoa na UTC sugere que repasses da empreiteira à campanha do PT foram "resgatados" de dinheiro desviado da estatal. Neste mês, o STF mandou abrir inquérito para investigar o ministro Edinho Silva (Comunicação Social), tesoureiro da campanha da presidente em 2014. Mensagens indicam que o chefe de gabinete de Edinho, Manoel Araújo Sobrinho, foi a ponte de cobrança desses valores, pagos em duas parcelas. No TSE, há registro de duas doações de R$ 2,5 milhões em datas que coincidem com as comunicações. (Política / Pág. A7)

TSE aprovou doações, diz defesa

Em nota, o coordenador jurídico da campanha de Dilma em 2014, Flavio Caetano, diz que "todas as doações de empresas estão declaradas e foram aprovadas pelo TSE por unanimidade". (Pág. A7)
Câmara aprova desaposentação e fórmula 85/95
A Câmara aprovou a MP 676, que muda cálculo de aposentadorias e adota a regra 85/95 como alternativa ao fator previdenciário. Também liberou a desaposentação - possibilidade de recalcular o benefício em caso de volta ao mercado. O texto agora vai para o Senado. (Economia / Pág. B5 )

Gasolina mais cara no posto

O reajuste da Petrobrás nos preços de combustíveis nas refinarias chegou ao consumidor. O litro da gasolina já aumentou entre R$ 0,17 e R$ 0,20. (Pág. B1)
Suíça confirma que Cunha e familiares têm contas no país
O MP da Suíça enviou ao Brasil os autos da investigação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por suspeita de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, informa Jamil Chade. Os dados encaminhados relatam contas bancárias mantidas na Suíça em nome de Cunha e parentes. As contas foram bloqueadas. A defesa do deputado não se pronunciou. (Política / Pág. A6) 
Wagner substitui Mercadante na Casa Civil 
A presidente Dilma Rousseff decidiu trocar Aloizio Mercadante por Jaques Wagner, ambos do PT, na Casa Civil. Mercadante vai para a Educação, no lugar de Renato Janine Ribeiro, que ficou apenas seis meses no cargo. O PMDB passará a comandar sete dos atuais 39 ministérios. (Política / Pág. A8)
Notas&Informações
Dilma entrega os pontos - Negociação da reforma ministerial já passou da fase de escancarado toma lá dá cá (Pág. A3)

As contas do quebra-galho - Depender de receitas extraordinárias para ajeitar contas e controlar endividamento é desvario (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete : Suíça confirma e bloqueia conta atribuída a Cunha
Presidente da Câmara é alvo de investigação do MP suíço por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. Procuradoria-Geral da República recebeu dados e poderá processar deputado. (Notícias | 10)
Para acomodar políticos, Dilma tira filósofo da Educação
Renato Janine Ribeiro deixa lugar para Mercadante, que deve sair da Casa Civil. (Notícias | 6, 7 e 25)
Alta de 4% na bomba e de 9,8% na bolsa
Ações da estatal dispararam após reajuste dos combustíveis anunciado na terça-feira (Notícias | 20 e 23)
Número e idosos no país vai triplicar até 2015
Projeção indica que a população acima de 60 anos no Brasil crescerá muito mais rápido do que a média internacional (Sua Vida | 30)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Dilma cede a Lula e retira Mercadante da Casa Civil
Jaques Wagner (Defesa) assume pasta; presidente faz reforma para evitar impeachment

A presidente Dilma Rousseff cedeu às pressões do ex-presidente Lula e do PMDB e substituirá Aloizio Mercadante na Casa Civil por Jaques Wagner (Defesa). A mudança no cargo mais importante do governo e a ampliação do espaço do PMDB de seis para sete ministérios devem garantir a Dilma os votos necessários para evitar a abertura de um processo de impeachment. Mercadante, que vai reassumir a Educação no lugar de Renato Janine Ribeiro, era apontado como desagregador no Planalto, contribuindo para dificultar a relação da presidente no Congresso. Fundador do PT, Jaques Wagner é classificado como um petista mais habilidoso na articulação política e sempre foi o candidato de Lula para a Casa Civil. Assim, o ministro repete trajetória de dez anos atrás, quando, no auge da crise do mensalão, assumiu a articulação política e ajudou a pavimentar a reeleição de Lula. O ex-presidente pediu aos dirigentes petistas que aceitem a perda de cargos do primeiro escalão para ajudar no enfrentamento da crise política. Ele ressaltou que “Dilma fez agora o que deveria ter feito em novembro”, ao se reeleger. (Poder a4)
Câmara aprova o recálculo de valor da aposentadoria
A Câmara aprovou a “reaposentadoria”, um recálculo do benefício para quem trabalha após se aposentar — o custo pode chegar a R$ 70 bilhões em 20 anos. A Casa fez avançar também o fator 85/95, aposentadoria que considera tempo de contribuição e idade. O texto vai ao Senado. (Poder a6)
Investigação da Suíça encontra contas de Cunha e seus familiares
O Ministério Público da Suíça enviou ao Brasil dados da investigação aberta contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. As informações relatam contas em nome do peemedebista e familiares. Cunha já fora citado por delatores da Lava Jato como destinatário de propina. Ele nega as acusações. (Poder a10)
Litro da gasolina em SP deve ficar R$ 0,18 mais caro
O reajuste de 6% no preço da gasolina nas refinarias deve ser totalmente repassado ao consumidor nas bombas. O preço do litro deve subir entre R$ 0,16 e R$ 0,18 em São Paulo, e o impacto na inflação deve ser de 0,16 ponto percentual. (Mercado a22)
9 em 10 varejistas dizem que não terão vagas temporárias (Mercado a20)

Vinícius Torres Freire
Ex-presidente evita derrocada e se torna regente provisório

Em 15 dias, Lula evitou o desmoronamento final de Dilma. Tornou-se um regente provisório. A presidente já bebia água do volume morto do PMDB, mas foi Lula que abriu torneiras de modo a matar as sedes do partido. (Mercado a20)
Editoriais
Leia “Baile de máscaras”, sobre incoerências do PSDB e do PT, e “Gravidez após os 50”, a respeito de resolução do Conselho Federal de Medicina (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos