Atualidades 22 de fevereiro de 2017

No coração de nossa consciência há três servos valiosos que às vezes fogem da nossa gestão. Uma mente veloz e tagarela; um intelecto analítico com perguntas intermináveis e  uma memória sempre murmurando.  Dar um feriado para a mente.  Dar uma chance para o intelecto ouvir e observar ao invés de perguntar e procurar.  Deixar os trens da memória irem e virem evitando neles entrar.  Essas são as atitudes do mestre que deseja restaurar as faculdades da consciência e retornar a posição de autocomando.



O Globo
Manchete: ‘Luz barata’ de Dilma custará R$ 62 bi para o consumidor
‘Recessão já terminou, voltamos a crescer’, diz Meirelles (Pág. 22)
Remédios devem aumentar em média 3,4% em abril (Pág. 26)
Moraes promete imparcialidade no STF
Socorro depende do Congresso
Mais 147 crimes na conta de Cabral
Ternium compra CSA por € 1,5 bi
Exército fica só até hoje no Rio
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Aprovado em sabatina, Moraes diz não dever favor
Governo quer trens de média velocidade em SP e Brasília
Dinheiro da Cedae pagará salários
Jucá pede desculpas por declaração sobre foro
Projeto libera uso de emendas
Vera Magalhães - Fato de Cunha ser o 1º na fila do debate sobre prisões “alongadas” de Curitiba incomoda. (POLÍTICA / PÁG. A6)
Notas & Informações  - A falta de compostura de Jucá
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete : Trump expande a remoção expressa de imigrante ilegal
Comissão aprova Moraes para ministro do Supremo
Socorro a Estados terá obstáculos no Congresso, diz Maia
Anvisa suspende o uso de método de contracepção permanente (B7)
Foto-legenda : À distância
Em crise, cidades cancelam eventos carnavalescos
Cristiano Zanin Martins Violação de direitos de Marisa Letícia impõe reparações
Editoriais - Leia “Salva-se a lavoura”, acerca de impacto econômico da safra recorde, e “Comer, cuidar, educar”, sobre avanço da obesidade e obsessão com dietas. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------


2 de fevereiro de 2017
O Globo

Manchete: ‘Luz barata’ de Dilma custará R$ 62 bi para o consumidor
No Rio, conta de energia para residências deve subir 8,55% em março

Empresas transmissoras terão direito a indenização pelos prejuízos sofridos em 2012, quando a ex-presidente impôs uma redução de 20% nas tarifas, anulada em 2015 por aumentos de 50%

Quatro anos depois, foi apresentada ontem mais uma conta aos consumidores da intervenção da presidente Dilma Rousseff no setor elétrico, em 2012. As transmissoras de energia receberão uma indenização de R$ 62,2 bilhões, que será paga nas contas de luz, com impacto de 7,71% nas tarifas este ano. No Rio, a previsão é que o preço da energia para as residências suba 8,55% em março — percentual que já inclui o efeito dessa indenização. A redução de 20% nas contas de luz, determinada por Dilma em 2012, foi anulada por aumentos que ultrapassaram 50% em 2015. (Pág. 21)
‘Recessão já terminou, voltamos a crescer’, diz Meirelles (Pág. 22)

Remédios devem aumentar em média 3,4% em abril (Pág. 26)

Moraes promete imparcialidade no STF
Em sabatina no Senado, o ministro da Justiça licenciado Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Temer para o Supremo, fez críticas à interferência do Judiciário no Legislativo e no Executivo, que chamou de “ativismo judicial”. Na Comissão de Constituição e Justiça, onde 13 dos 27 senadores são citados ou investigados na Lava-Jato, Moraes disse que agirá com total imparcialidade e lembrou que não integrará a turma do STF que atua nos casos da operação. A indicação foi aprovada por 19 votos a sete na CCJ. A votação no plenário será hoje. (Págs. 3 a 6)
Socorro depende do Congresso
O presidente Temer disse que a ajuda da União ao Rio sem aval do Legislativo seria desastrosa. Para ele, a aprovação da Alerj à venda da Cedae é exemplo para a votação do projeto de recuperação dos estados no Congresso. (Pág. 11)

MÍRIAM LEITÃO

Estado tem que aproveitar socorro para se ajustar. (Pág. 22)

MERVAL PEREIRA

O raciocínio torto do PSDB do Rio contra privatização. (Pág. 4)
Mais 147 crimes na conta de Cabral
A Justiça aceitou a quinta denúncia contra o ex-governador, por 147 crimes de lavagem de dinheiro. Agora são 611. Em audiência, ele admitiu que usou helicóptero oficial para lazer. (Pág. 8)
Ternium compra CSA por € 1,5 bi
A Ternium, ítalo-argentina que é a maior produtora de aço na América Latina, comprou por € 1,5 bilhão a siderúrgica CSA. (Pág. 28)
Exército fica só até hoje no Rio
As tropas do Exército deixam hoje as ruas do Rio. O ministro da Defesa disse que, como a polícia está trabalhando, não há necessidade do reforço. (Pág. 12)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Aprovado em sabatina, Moraes diz não dever favor
Ministro licenciado defende Operação Lava Jato em comissão do Senado e critica ativismo judicial

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem a indicação de Alexandre de Moraes para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF). Em quase 12 horas de sessão, o ministro licenciado defendeu a Operação Lava Jato, criticou o “excessivo ativismo judicial” em “substituição de uma opção legítima do legislador” e negou ter advogado pelo PCC. Também defendeu prisão após decisão de segundo grau e apoiou a discussão do alcance do foro privilegiado. Sobre a acusação de plágio, disse que citou a obra. Ainda afirmou que não considera estar devendo “favor político”. “O que posso garantir é que não considero, não considerarei e jamais atuarei entendendo que a minha indicação e a minha eventual aprovação sejam ou tenham qualquer ligação de agradecimento ou qualquer ligação de favor político. Isso eu posso garantir a Vossas Excelências. Que, se aprovado for, atuarei com absoluta independência, absoluta imparcialidade.” (POLÍTICA / PÁG. A4)
Governo quer trens de média velocidade em SP e Brasília
O governo federal planeja construir duas linhas de trem de média velocidade. A primeira ligaria São Paulo a Americana, passando por Jundiaí e Campinas, num trajeto de 135 km. A outra, de Brasília a Goiânia, teria 210 km. Investimentos podem superar R$ 40 bilhões. O esforço agora é para responder de onde sairá o dinheiro. Parceria público-privada (PPP) é opção. (ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3)
Dinheiro da Cedae pagará salários
Projeto aprovado determina que os R$ 3,5 bilhões que o Rio tomará emprestado, como contrapartida à venda da companhia de saneamento, paguem salários atrasados. (ECONOMIA / PÁG. B6)
Jucá pede desculpas por declaração sobre foro
Um dia depois de dizer que restringir o foro privilegiado de parlamentares seria uma “suruba selecionada”, o líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pediu desculpas a quem tenha se sentido ofendido com as declarações. Ele disse que citou a música Vira-vira, do grupo Mamonas Assassinas, para fazer referência ao termo “suruba”. (POLÍTICA / PÁG. A8)
Projeto libera uso de emendas
Senado deve discutir projeto que autoriza prefeitos e governadores a gastar livremente recursos de emendas parlamentares, inclusive para pagar salários. (POLÍTICA / PÁG. A9)
Vera Magalhães
Fato de Cunha ser o 1º na fila do debate sobre prisões “alongadas” de Curitiba incomoda. (POLÍTICA / PÁG. A6)
Notas & Informações 
A falta de compostura de Jucá

O destemperado senador ajudou a piorar a já combalida imagem política do governo. (PÁG. A3)

A falência da responsabilidade

Talvez se devesse deixar Estados afundar e ajeitar-se por seus meios na hora de pagar a conta da irresponsabilidade. (PÁG. A3)

A inflação e o jogo da dívida

Até aqui, a cooperação entre as políticas monetária e fiscal tem sido satisfatória. (PÁG. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Trump expande a remoção expressa de imigrante ilegal
EUA põem em prática política que autoriza expulsão imediata de quem não provar que vive no país por dois anos seguidos

O governo dos EUA endureceu as regras para a deportação de imigrantes ilegais ao pôr em prática a nova política de imigração, anunciada em janeiro por decreto do presidente Donald Trump. Fica autorizada a expulsão imediata de quem não conseguir comprovar que vive no país de forma contínua por pelo menos dois anos. A chamada “remoção expressa” permite que o imigrante seja mandado de volta a seu país de origem sem ter de passar por todo o processo legal nos tribunais. (Mundo A10)
Comissão aprova Moraes para ministro do Supremo
A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou Alexandre de Moraes, por 19 votos a 7, para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal aberta depois da morte de Teori Zavascki. Para ser efetivado, o ministro da Justiça licenciado precisa de aval do plenário do Senado. A votação é hoje. Na sabatina de 11 horas 30 minutos na comissão, Moraes, indicado ao Supremo pelo presidente Michel Temer (PMDB), declarou que atuará com “absoluta imparcialidade” em relação às investigações feitas pela Lava Jato. Se conduzido ao STF, ele será o revisor dos processos relativos à operação. (Poder A4)
Socorro a Estados terá obstáculos no Congresso, diz Maia
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o projeto de lei do programa de socorro a Estados em grave situação financeira enfrentará diversos obstáculos para passar no Congresso. O principal entrave está em contrapartidas que o governo federal exige, como privatizações. (Mercado A13)
Anvisa suspende o uso de método de contracepção permanente (B7)

Foto-legenda : À distância
Preso em Bangu, ex-governador do RJ Sérgio Cabral depõe por videoconferência sobre acusação de abusos com aeronaves oficiais e alega questões de segurança; em 7 anos, foram quase 1.500 voos entre sede do governo e casa de praia (A8)
Em crise, cidades cancelam eventos carnavalescos
A crise financeira por que passam as cidades resultou no corte de ações carnavalescas. Pelo menos 37 eventos com verba pública foram cancelados, em 13 Estados. No interior paulista, por exemplo, a turística São Luiz do Paraitinga desistiu do seu tradicional Carnaval de Marchinhas. (Cotidiano B6)
Cristiano Zanin Martins
Violação de direitos de Marisa Letícia impõe reparações

A morte de Marisa Letícia não apaga violações que atingiram sua dignidade e suas garantias fundamentais. A memória dela impõe reflexões e um julgamento histórico capaz de rever desrespeitos ao Estado de Direito. (Opinião A3)
Editoriais
Leia “Salva-se a lavoura”, acerca de impacto econômico da safra recorde, e “Comer, cuidar, educar”, sobre avanço da obesidade e obsessão com dietas. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016