Atualidades 16 de junho de 2017




O Globo
Manchete: Doleiro admite à PF operar caixa 2 do PMDB
Palocci culpa Mantega por repasse ilegal
MERVAL PEREIRA - No caos político, partidos defendem o oposto do que pregavam. (PÁG. 4)
MÍRIAM LEITÃO - BC busca diálogo com Ministério Público para superar conflito. (PÁG. 16)

Casa própria sob ameaça para 6 mil
‘Sambaço’ contra Crivella
Sambistas prometem fazer amanhã, na prefeitura, um desfile-protesto, com alegorias, contra a decisão do prefeito Marcelo Crivella de cortar à metade a subvenção das escolas. (Pág. 7)
Alívio não garante salários no Rio
Apesar de o STF impedir novos bloqueios nas contas do estado, o governo alega que os salários dos servidores só serão pagos em dia quando o Rio receber o socorro federal. (Pág. 9)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Políticos de oito Estados têm aposentadoria especial
Entrevistas  - Tucanos avaliam apoio a Temer (POLÍTICA / PÁG. A6)
‘JBS dá sensação de que o crime compensou’
Michel Temer - O Brasil na Rússia e na Noruega 
Eliane Cantanhêde - Temer tem se enrolado diante de perguntas que não são só da PF e da mídia, mas da sociedade. (POLÍTICA / PÁG. A6)
Notas & Informações - Novo ataque ao Tesouro 
------------------------------------------------------------------------------------

16 de junho de 2017
O Globo

Manchete: Doleiro admite à PF operar caixa 2 do PMDB
Funaro, que negocia delação, detalhou esquema de desvio de recursos

No interrogatório, o operador disse que Temer sabia de detalhes do financiamento da legenda; Planalto diz que o presidente teve conhecimento apenas de doações legais ao partido que comandou

Em depoimento à PF no inquérito aberto no STF para investigar o presidente Michel Temer, o doleiro Lúcio Funaro admitiu ter operado o caixa dois do PMDB. Funaro, que está preso e tenta um acordo de delação premiada, contou como funcionava, no partido, o esquema de nomeações a cargos públicos associadas a desvio de recursos. O doleiro é suspeito de intermediar repasse de R$ 4 milhões a peemedebistas. Segundo uma fonte presente no interrogatório, Funaro disse que Temer tinha conhecimento de detalhes do financiamento da legenda. O presidente, que comandou o PMDB de 2001 a 2016, disse saber apenas de doações legais. (Pág. 3)

FH diz que governo Temer perdeu legitimidade (Pág. 3)
Palocci culpa Mantega por repasse ilegal
A defesa do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci responsabilizou seu sucessor, Guido Mantega, ambos do PT, por autorizar pagamentos ilegais da Odebrecht na conta do ex-marqueteiro João Santana na Suíça. A informação está nas alegações finais do processo contra Palocci, entregue à Justiça. (Pág. 5)

MERVAL PEREIRA

No caos político, partidos defendem o oposto do que pregavam. (PÁG. 4)

MÍRIAM LEITÃO

BC busca diálogo com Ministério Público para superar conflito. (PÁG. 16)
Casa própria sob ameaça para 6 mil
A construtora PDG, que já foi uma das maiores do país, busca acordo com credores para evitar a falência. Com obras paradas, 2.900 pessoas devem entrar na fila para receber o que pagaram, juntando-se às mais de três mil já à espera. (Págs. 15 e 16)
‘Sambaço’ contra Crivella
Sambistas prometem fazer amanhã, na prefeitura, um desfile-protesto, com alegorias, contra a decisão do prefeito Marcelo Crivella de cortar à metade a subvenção das escolas. (Pág. 7)
Alívio não garante salários no Rio
Apesar de o STF impedir novos bloqueios nas contas do estado, o governo alega que os salários dos servidores só serão pagos em dia quando o Rio receber o socorro federal. (Pág. 9)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Políticos de oito Estados têm aposentadoria especial
Mudanças previstas pelo governo federal na reforma da Previdência não atingiriam deputados estaduais

A reforma da Previdência idealizada pelo governo federal pode não alcançar deputados da ativa e aposentados de ao menos oito Estados, caso sejam mantidos os atuais regimes especiais de aposentadoria nas Assembleias. De forma geral, esses parlamentares ainda podem se aposentar com o último salário na função, atualmente de R$ 25.322,25 – o teto do benefício pago pelo INSS é de R$ 5.531,31. Se aprovada a reforma da Previdência, que prevê idade mínima de 65 anos, eles também teriam vantagem, porque hoje podem parar aos 60. Os deputados estaduais de RS, CE e SE contam com regras específicas de Previdência. PA, BA, MT, MG e RS têm institutos de Previdência em liquidação ou extinção, mas as regras mais vantajosas poderão permanecer. (ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3)
Entrevistas 
Tucanos avaliam apoio a Temer (POLÍTICA / PÁG. A6)
‘JBS dá sensação de que o crime compensou’
O presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, afirma que a delação da JBS é uma prova de que o crime, nesse caso, compensou. Para Rocha, o episódio prejudicou a agenda de reformas, que o empresário considera vital para o País. (ECONOMIA / PÁG. B4)
Michel Temer 
O Brasil na Rússia e na Noruega

A reconstrução do País passa, necessariamente, por uma maior e melhor integração ao mundo. (ESPAÇO ABERTO / PÁG. A2)
Eliane Cantanhêde
Temer tem se enrolado diante de perguntas que não são só da PF e da mídia, mas da sociedade. (POLÍTICA / PÁG. A6)
Notas & Informações 
Novo ataque ao Tesouro

O relator da MP 783 no Congresso já deixou claro o propósito de mais uma vez deformar a proposta do Executivo para o refinanciamento de dívidas tributárias. (PÁG. A3)

A soberba de Lula

A realidade encarregou-se de mostrar que o mito do herói serve melhor à literatura do que à política. (PÁG. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Plural de substantivos compostos

Atualidades - 15 de agosto de 2016